1 de março de 2016

John John vence o 31º Eddie Aikau

John John Florence vence a 31ª edição do Quiksilver in Memory of Eddie Aikau. O jovem havaiano apresentou um novo estilo e com certeza motivou a nova geração para o surfe de ondas grandes ao vencer este que é o principal evento da modalidade no mundo, ondas de até 60 pés, que ocorre sempre na famosa baía de Waimea Bay, Hawaii. Com a vitória Florence engordou sua conta em mais U$ 75.000 - a maior premiação para um evento deste moldes, com um total de 301 pontos em 4 ondas surfadas dos 400 pontos possíveis.
"Eu já estava animado apenas por fazer parte do evento", disse Florence. "Fiquei apreensivo e, pensei, ó Deus, eu só tenho que passar por este dia e espero conseguir surfar umas ondas! "Mais que tudo, eu quero agradecer à família Aikau e a Quiksilver por promover este incrível evento. Eu vi acontecer poucas vezes, e agora fazer parte dele, poder surfar estas ondas e vencer então, realmente é como um sonho ter se tornado realidade, ainda mais surfando ao lado dessas lendas. Esses caras são meus heróis desde que eu era criança. Tenho que agradecer também a minha mãe e minha família e todos os meus bons amigos que estão aqui", completa o surfista.

John John, 23, superou o segundo colocado Ross Clarke-Jones (AUS), com uma performance e muito estilo quando no segundo round as séries enormes atingiram a baía e Florence dropou duas ondas que somaram valiosos pontos para a sua vitória. Mais conhecido pelo seu desempenho durante todo o ano no WSL Championship Tour, Florence está rapidamente colocando-se num lugar à frente do movimento de ondas grandes que é considerada uma disciplina a parte.
Na sequência o terceiro para Shane Dorian (HAW); quarta colocação para Jamie Mitchell (AUS); quinto foi Kelly Slater (EUA) que fez a baía suspirar ao pegar um tubo; e o sexto colocado Makuakai Rothman (HAW). O evento foi um verdadeiro espetáculo, com um público que atingiu cerca de 25.000 pessoas que assistiram, por oito horas, do nascer ao pôr do sol, em Waimea Bay, 28 surfistas que protagonizaram belíssimos drops, e horríveis "wipeouts".

O dia 25 de fevereiro ficará na história, com as ondas mais épicas que proporcionaram, após 31 anos, o "Eddie". As emoções e a energia estavam em sintonia com o que os surfistas estavam chamando de "Swell de Brock," em homenagem ao convidado de longa data e surfista de ondas grandes Brock Little, que perdeu sua batalha contra o câncer na semana passada. A multidão teve um favorito inegável, que foi ovacionado em pé desde que andava pela areia até quando dropou as ondas de 60 pés, Clyde Aikau, 66 anos de idade - irmão mais novo de Eddie Aikau, que participou das nove edições do Quiksilver em Memória de Eddie Aikau Big Wave Invitational nesses 31 anos de história, e declarou que esse ano foi o último.
Ao todo, 141 ondas dramáticas foram registradas, incluindo algumas dos novatos Koa Rothman (HAW) e Mason Ho (HAW); convidados de última hora como Danilo Couto (BRA) e Ben Wilkinson (AUS); e dos experientes Kelly Slater e Shane Dorian, em memória do amigo Brock Little. A mundialmente famosa "Water Patrol" havaiana foi a base do evento, sem cujo apoio os organizadores nunca teriam sido capazes de realizá-lo nestas condições. Seu apoio de segurança e assistência nos momentos mais críticos fizeram cada surfista voltar para casa são e salvo.

Cada surfista participou de duas baterias de 1 hora cada, com sete homens na água, somando as quatro melhores ondas de cada para a pontuação final. Cada onda teve a pontuação máxima de 100 pontos, considerando o tamanho da onda, pegá-la na parte mais crítica e conclusão com êxito de todos os fatores.
The Quiksilver in Memory of Eddie Aikau resultado final:
1 - John John Florence (HAW) 301
2 - Ross Clarke-Jones (AUS) 278
3 - Jamie Mitchell (AUS) 249
4 - Kelly Slater (USA) 238
5 - Dave Wassel (HAW) 230

Por Daniela Vinci / Quiksilver in Memory of Eddie Aikau / (Divulgação / Quiksilver)

Nenhum comentário:

Postar um comentário