2 de março de 2016

A grande final do Rip Curl Grom Search 2016

O Rip Curl Grom Search terá a sua decisão no sábado e domingo (5 e 6). A principal competição de surf sub-16 do País será disputada na badalada Praia de Maresias, em São Sebastião, reunindo 112 competidores em quatro categorias. Destaque para a mirim e a feminina, ambas com limite de até 16 anos, valendo vagas para a final internacional do evento, em 2017, em alguma onda perfeita do planeta, e com passagens e hospedagens custeadas pela Rip Curl. Mais do que a importância do título e da vaga, há a tradição do evento. Afinal, todos os integrantes brasileiros do WCT passaram, em algum momento, pelo Circuito. Alguns deles fizeram história. Gabriel Medina, por exemplo, foi o primeiro do País a ser campeão internacional, conquista em 2010, na Austrália e que impulsionou a sua carreira. Filipe Toledo é o maior vencedor no evento nacional, com cinco títulos.
Leonardo Barcelos / Foto Divulgação Rip Curl
Mais recentemente, Lucas Silveira, novo campeão mundial pro-júnior, também faturou o caneco, e a última grande revelação foi Samuel Pupo, que assim como Medina, mora em Maresias e foi campeão internacional, feito comemorado “em casa” no início de 2015. Fernando Gonzalez, do marketing da Rip Curl no Brasil, ressalta que a proposta do campeonato é muito mais do que revelar atletas para o futuro. “Realizamos há 17 anos consecutivos esse evento de alto nível no Brasil e que há alguns anos virou referência nacional na formação de novos talentos, reunindo os principais nomes do momento e a história confirma isso. Sempre reforçamos a atmosfera de muita diversão, os vínculos de amizade e o espírito de camaradagem, características do Rip Curl Grom Search desde seu surgimento na Austrália”, comenta. “Temos um final de semana com muitas atividades, fazendo com que esse seja Muito Mais do que um campeonato de Surf”, complementa Fernando, fazendo alusão ao slogan do Circuito, pelas ações realizadas fora do mar.

O Circuito apontará os quatro campeões de 2016. Depois das etapas de Garopaba/SC e Saquarema/RJ, dois líderes chegam em condições bem cômodas. O catarinense Leonardo Barcelos, que já foi campeão iniciante no ano passado, chega com duas vitórias na mirim e pode comemorar o título na semifinal. Seu principal rival é o paranaense Fábio Martins, mas se o líder fizer um quinto lugar não será mais alcançado. O paulista Daniel Adisaka também tem 100% de aproveitamento na iniciante (limite de 14 anos) e ergue a taça ao chegar na semifinal, sem depender dos rivais. Na feminina, Carol Bonelli, do Rio de Janeiro, é a primeira colocada, e tem como principal adversária a paulista Louisie Frumento. A carioca Maju Freitas, filha do longboarder Marcelo Freitas, “corre por fora” ainda com chances de faturar o título.

Já entre os caçulas da grommet (no máximo 12 anos) estará a disputa mais acirrada. A festa pode ser “caseira”, assim como já aconteceu com Gabriel Medina e Samuel Pupo. Caio Costa venceu a etapa de Saquarema e superou Rodrigo Saldanha, vitorioso em Garopaba. O líder mora e treina em Maresias, enquanto que o segundo colocado é da capital e por viver longe do mar, escolheu a praia do Litoral Norte para ser o seu local de treino. Ainda na disputa direta e próximos na classificação estão os catarinense Leo Casal e Caetano Silveira.

Por Fábio Maradei

Nenhum comentário:

Postar um comentário