6 de janeiro de 2016

Equipe sul-americana reage em Ericeira

Depois de dois dias de derrotas, a equipe sul-americana da WSL South America reagiu e conquistou as primeiras vitórias no Ericeira World Junior Championships em Portugal. O dia começou com Yago Dora ganhando o primeiro confronto e o também catarinense Alcides Lopes repetiu o feito na bateria que fechou a primeira fase masculina nas ondas de 3-4 pés da Praia dos Pescadores, em Ericeira. Depois foi iniciada a repescagem feminina e a bicampeã sul-americana Miluska Tello acabou eliminada. Já a outra peruana, Melanie Giunta, venceu sua bateria e agora tem duas chances de avançar para as quartas de final do Mundial Pro Junior da World Surf League em Portugal. Foram realizadas onze baterias na Praia dos Pescadores, as três que restavam para fechar a primeira fase masculina, as seis da repescagem feminina e as duas primeiras da terceira fase, quando foram definidas as primeiras classificadas para as quartas de final. A primeira vaga foi conseguida pela norte-americana Tia Blanco, que tinha barrado a peruana Miluska Tello na repescagem. E a atual campeã mundial Pro Junior da WSL, Mahina Maeda, também passou direto derrotando duas portuguesas, Camilla Kemp e Teresa Bonvalot, que têm outra chance de recuperação na quarta fase da competição.
Yago Dora (SC) / Foto Masurel / WSL
Yago Dora entrou no campeonato na última hora para substituir o norte-americano Cam Richards e aproveitou a chance com uma brilhante apresentação na primeira bateria da quarta-feira na Praia dos Pescadores. Ele começou bem com nota 8,67 em sua primeira onda e na segunda recebeu 6,77 para fazer o maior placar do dia, 15,44 pontos. O norte-americano Noah Schweizer ficou em segundo com 11,50 nas duas ondas computadas e o havaiano Elijah Gates em último com 8,17. Outro brasileiro, Alcides Lopes, também largou na frente com nota 7,33 e somou o 5,50 da sua segunda onda para conquistar a última vaga direta para a terceira fase por 12,83 pontos. O confronto foi novamente contra um surfista dos Estados Unidos e um do Havaí, Seth Moniz, que terminou em segundo com 10,67 pontos, contra 9,26 do americano Daniel Glenn. Já os outros seis componentes da equipe sul-americana da WSL South America estrearam com derrotas na terça-feira e vão ter que vencer na repescagem para continuarem na disputa do título mundial Pro Junior da World Surf League em Portugal.

A peruana Melanie Giunta vai disputar a bateria que fecha a primeira rodada classificatória para as quartas de final, contra as australianas Isabella Nichols e Holly Wawn. Este será o segundo confronto a entrar no mar na quinta-feira, com a primeira chamada do dia marcada para as 7h45 em Portugal, 5h45 pelo fuso horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com. Na quarta-feira, Melanie conseguiu mostrar o seu surfe numa boa onda que valeu nota 7,17 para sacramentar a vitória sobre a espanhola Ariane Ochoa por 12,84 a 6,90 pontos. O bicampeão sul-americano da categoria Sub-20, Deivid Silva, vai abrir essa primeira rodada eliminatória do Ericeira World Junior Championships contra o japonês Yuji Mori. Na segunda bateria, o peruano Juninho Urcia enfrenta o costa-ricense Noe Mar McGonagle. Depois, tem dois confrontos diretos seguidos entre Brasil e África do Sul em Ericeira, com o carioca Lucas Silveira na quarta bateria com Adin Masencamp e o paulista Victor Bernardo na quinta com Shane Sykes.
Mahina Maeda (HAV) / Foto Poullenot / WSL
O outro peruano do time sul-americano, Alonso Correa, encara o taitiano Mihimana Braye na décima bateria e o catarinense Luan Wood disputa a penúltima vaga para a terceira fase com o japonês Reo Inaba. Agora, quem perder de novo acaba eliminado da competição em 33.o lugar no Ericeira World Junior Championships, que tem prazo até o dia 13 para definir os últimos campeões mundiais de 2015 da World Surf League.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário