26 de janeiro de 2016

Chico Paioli foi o hemaneado

Relembrar e valorizar ícones do surf paulistano. Essa é uma das missões do “Surf Trip apresenta Festival Paulistano de Surf”, que em sua segunda edição homenageou o lendário Chico Paioli, um dos precursores do surf nos anos 60, colocando-o em toda comunicação visual do evento. No vídeo você confere depoimentos de veteranos renomados, como Neco Carbone, Reinaldo Andraus, Daniel Miranda, entre outros, sobre este ícone do esporte.
Chico começou a surfar aos 14 anos, acompanhando o irmão Zé. Em julho de 1967 estampou a capa do “Jornal da Tarde” deslizando sobre uma prancha na praia de Pitangueiras, no Guarujá. Prestes a completar 64 anos (no próximo dia 6 de abril), ele mostra fôlego de garoto - e junto com o irmão - formou um verdadeiro clã do surf. Paulistano criado nas ondas do Itararé, tornou-se uma referência no longboard. Inclusive, é o surfista mais velho a disputar o Surf Trip SP Contest. "O surf no início da década de 60 era um esporte novo e tinha uma ligação próxima com a natação. Éramos nadadores e meu irmão (Zé Paioli) viu alguém surfando em São Vicente, onde morávamos. Ele fez uma prancha de madeirite e foi tentar surfar na praia do Itararé. Fui junto, conseguimos e foi paixão à primeira onda. No contexto dos anos 60 o importante era ficarmos juntos. O objetivo era desfrutarmos e curtir tanto a sua onda como a dos amigos. Surfar não tem preço, é uma sensação de liberdade indescritível", comenta Paioli.
Para ele, o segredo da longevidade é estar sempre que possível no outside. Fora da água, nada, corre, faz flexões, abdominais e agachamentos a fim de manter-se no rip. “Passou muito rápido. Não dá nem para acreditar. O esporte cresceu, se desenvolveu, mas a alegria de surfar é única, e é a mesma desde o início”, afirma Paioli. Para Dadá Nascimento, organizador do festival, reconhecer os ídolos é importante para fomentar o esporte. “É uma tendência mundial. Lá fora, os pioneiros são valorizados, lembrados e estão sempre presente nos eventos. Aqui, desde o ano passado criamos essa homenagem e o objetivo é perpetuar essa ideia. Criamos um ambiente de confraternização, com uma troca muito bacana entre a velha guarda e a nova geração”, analisa Nascimento.
O Festival Paulistano de Surf é apresentado pela rede de lojas Surf Trip e incentivado pelo Governo do Estado de São Paulo. Patrocínio InnerWaves e BHS e organizado pela Associação de Surf da Grande São Paulo em parceria com a Sumatra Marketing Esportivo. Apoio: Garbo Moda Masculina, Golden, Paganini e Casa Flora Importadora, prefeitura Municipal de Bertioga e Associação Bertioga de Surf.

Por Nancy Geringer  / Fotos Munir El Hage

Nenhum comentário:

Postar um comentário