3 de dezembro de 2015

Uma das melhores ondas brasileiras está ameaçada

Regência, no litoral capixaba, é um local famoso no Brasil pela diversidade animal e recursos naturais. Local habitado por gente que vive do mar, e onde existe uma das melhores ondas do Brasil. Tudo isto está seriamente ameaçado, depois que um rio tóxico de lama assassinou tudo pelo caminho até chegar ao Atlântico - via Rio Doce -, no que a ministra do ambiente, Izabella Teixeira, catalogou como “o pior desastre ecológico já registrado”. A catástrofe aconteceu quando uma barragem - propriedade da empresa Samarco  - rompeu-se em Mariana (Minas Gerais).
Imagens aéreas mostram os detritos a chegarem ao mar em Regência Foto: Ricardo Moraes/Reuters
Segundo informações os resíduos tóxicos viajaram pelo menos 700 km desde a barragem que rompeu há algumas semanas. Morreram pelo menos 12 pessoas, 280 mil ficaram sem água e inúmeros animais perderam também a vida. Considerada para muitos a mais longa e perfeita onda do Brasil, fértil em tubos. Filipe Toledo publicou uma imagem (em baixo) e teceu duras críticas ao ocorrido, com palavras que ilustram na perfeição a gravidade da situação.

“Isso é triste demais, quem já teve a oportunidade de desfrutar desse pico alucinante, na minha opinião está entre as ondas mais tubulares e perfeitas do litoral Brasileiro, sabe bem a indignação que nós surfistas e seres humanos estamos sentindo. (...) Acabaram com toda a riqueza desse lugar, pescadores que viveram toda sua vida desfrutando do Rio Doce, tribos indígenas que ali mantém suas tradições passando de pai para filho seus costumes, o Rio era como uma mãe para eles, ali usufruíam da água para matar a sede, dos peixes para se alimentar, nadar, lavar, etc ... todo o ecossistema dessa perfeita obra de Deus foi destruída em minutos, e pior, pela ganância do homem! Desde plâncton até os nobres peixes da região, vegetação... Enfim a merda está feita e pior é que nesse caso ficamos impossibilitados de tentar algo , porque não tem mais o que fazer, se tratando de ecossistema pode colocar aí no mínimo 20 anos para ao menos tentarmos reequilibrar ele como era e olhe lá! Ontem assisti uma reportagem a qual o diretor da Samarco, empresa responsável por essa catástrofe histórica, nem sequer ao menos se manifestou com uma palavra ao ser questionado pelo repórter (...) Só no Brasil vemos essa palhaçada acontecer, em qualquer outro lugar esse e outros responsáveis dessa empresa estariam atrás das grades, o país está na merda e nego ainda tira onda... até quando vamos ficar de braços cruzados olhando esses vermes tirar onda com nossa cara?".

Redação InnerSport





Nenhum comentário:

Postar um comentário