18 de dezembro de 2015

No topo do mundo por R$ 30,00

Sem sombra de dúvidas, a quinta-feira, 17 de dezembro de 2015, foi a data mais importante da história do Surf brasileiro! Mineirinho consagrou-se campeão mundial de Surf em Pipeline. Mas o Brasil levou também ontem o campeonato da Tríplice Coroa e a etapa de Pipeline. Impossível pensar em um ano melhor que esse para o Surf brasileiro que contou também com o melhor estreante do ano, que foi o país que venceu mais etapas no ano, e ainda por cima colocamos 10 brasileiros classificados para o WCT ano que vem. Que ano!
Adriano de Souza (BRA) / Foto WSL _ Kirstin Scholtz
Não faltou emoção no último dia de competição em Pipeline! Mineiro virou as quartas de final no sufoco e nos últimos instantes, quase saindo da competição e da luta pelo título prematuramente. Na semifinal na sequência, Medina tirou mais um coelho da cartola e “mandou” um air reverse em Pipeline, conseguindo uma boa nota para as condições do dia, eliminando Mick Fanning e deixando o caminho aberto para mineirinho.

Mineirinho, esperto que é, não desperdiçou a oportunidade e já garantiu o título na semifinal contra Maison Ho. Para completar “o melhor dia da vida”, Mineirinho venceu Medina e conquistou o título do PipeMaster, mais um inédito para o Brasil. Como “consolo”, Medina ficou com o título da Triplice coroa, outro feito histórico para o Brasil.

A emoção rolou solta durante o dia final inteiro de competição, mas a entrevista do Mineiro depois de confirmado o título foi na minha opinião o momento mais emocionante do dia: entre outras coisas e agradecimentos, Mineirinho comoveu todo mundo ao fazer um agradecimento especial a seu irmão, que foi o responsável por comprar sua primeira prancha de Surf por R$ 30,00 quando ainda era um molequinho!

Por Caio ComSurf

Nenhum comentário:

Postar um comentário