6 de outubro de 2015

Toledo tem 16 pranchas extraviadas

O brasileiro Filipe Toledo enfrenta um grande contratempo que pode atrapalhar seus planos. Na viagem para a França, ele teve as suas 16 pranchas extraviadas e até agora não sabe se terá os equipamentos recuperados a tempo de competir. “O campeonato pode começar e ainda não sabemos se chegarão. Eles tratam como se fosse qualquer coisa. São atletas representando um país, os melhores do Mundo”, desabafou pai e manager, Ricardo Toledo.
Filipe Toledo voando alto / Foto Canavarro Photography
Todo o problema começou com o atraso do voo ainda em Los Angeles, que causou a perda da conexão em Roma. “Daí, as coisas começaram a complicar. Tivemos de dormir em Roma, pois não tinha mais voo na mesma tarde e, desde então, nada de bagagens”, contou Filipinho, que se mantem calmo, apesar da situação.

O voo foi trocado para o dia seguinte e quando chegaram a Bordeaux, começou uma “maratona” atrás dos equipamentos, acondicionados em três capas. A Air France, operadora do voo, informou que as pranchas foram encontradas em Paris, mas ainda não confirmou quando serão enviadas. “Vamos aguardar para ver se o campeonato começa mesmo. Se rolar, terei de usar uma prancha do Alejo (Muniz) de novo”, revelou o surfista, que já competiu esse ano com uma prancha emprestado do amigo, numa bateria na etapa de J-Bay, na África.

Terceiro colocado no ranking mundial, com 39.700 pontos, Filipe Toledo enfrentará na primeira fase o australiano Adam Melling e o também brasileiro Tomas Hermes. Este ano, o brasileiro já venceu duas etapas – a abertura do Tour, na Austrália, e depois a quarta etapa no Rio. No evento da França de 2014, Filipe chegou até o round 5, eliminado pelo compatriota Jadson André.

Por Fábio Maradei


Nenhum comentário:

Postar um comentário