5 de outubro de 2015

SuperSurf 2015 começa nesta quarta-feira

Entre os 160 participantes de 13 estados do país, vinte vão brigar pelo título de campeão das quatro etapas do SuperSurf e pela ponta no ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). Com a vitória na Praia da Joaquina, em Florianópolis (SC), o baiano Bino Lopes passou a liderar o ranking da principal competição do Circuito Brasileiro. Já o paulista Flavio Nakagima está na frente da corrida pelo título nacional desde a sua vitória na primeira etapa do SuperSurf 2015, na Praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.
Estrutura em Maresias / Foto  Pedro Monteiro
Este ranking da ABRASP computa as cinco maiores pontuações conquistadas pelos atletas e inclui os resultados das etapas dos Circuitos Estaduais de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. As do SuperSurf valem bem mais, 6.000 pontos contra 1.000 dos estaduais, mas esses eventos menores têm mantido a liderança de Nakagima. Só que o bom desempenho de Bino Lopes no SuperSurf já vai garantir a primeira posição também para o baiano no ranking brasileiro quando começar a etapa final em Saquarema.

A diferença de pontos entre eles é bem pequena - 11.995 a 11.550 - e ambos fazem parte da lista dos 32 cabeças de chave que só entram na quarta rodada da competição com 1.440 pontos garantidos. Mas, o paulista da Praia Grande vai descartar 555 pontos do seu pior resultado, enquanto Bino Lopes só agora estará completando as cinco etapas computadas. Ou seja, o baiano somará integralmente todos os pontos que conseguir em Saquarema e Nakagima inicia com 885, diferença da troca dos 555 por 1.440. Já o ranking do SuperSurf 2015 registra os resultados das quatro etapas sem qualquer descarte.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário