19 de outubro de 2015

Praia do Forte receberá surfistas renomados

Alguns nomes que fizeram e fazem a história do surf brasileiro já têm participações confirmadas no maior festival de cultura surf do Nordeste. Heróis que ajudaram a escrever episódios importante do esporte dentro e fora d’água ajudarão o público da Praia do Forte a compreender diversos aspectos do fascinante universo cultural do surf, durante Surf Culture Festival, que acontece entre 22 e 25 de outubro. Além do espetáculo de cores, movimentos e sons, que invadirá a charmosa vila, através de exposições de arte, shows das bandas Massa Sonora e A Feira e mostras cinematográficas, o Surf Culture Festival terá palestras e mesas redondas com o bicampeão brasileiro Jojó de Olivença, com um dos maiores ídolos do esporte em todos os tempos Fábio Gouveia, com o campeão mundial da divisão de aceso em 2000 Armando Daltro e com um dos pioneiros do esporte no país e ícone da comunicação segmentada Ricardo Bocão.
Jojó de Olivença / Foto Nilton Santos
Eles se juntarão ao fundador da revista Alma Surf Romeu Andreatta e ao presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), Adalvo Argolo, para debaterem os rumores do esporte sob diversas perspectivas, testemunharem suas próprias histórias, concederem autógrafos e interagirem com o público. Primeiro brasileiro a vencer uma etapa do mundial, em 1990, e a figurar entre os top 5 do ranking, em 1992, o paraibano Fábio Gouveia tem muito a acrescentar na Surf Culture Festival. Além das experiências da carreira internacional, Gouveia compartilhará informações sobre fabricação de pranchas e participará de sessões de autógrafo durante exibição do premiadíssimo documentário sobre sua biografia, Fábio Fabuloso. O longa metragem narra de forma inusitada, em formato de literatura de cordel, toda a trajetória do paraibano, além do seu estilo de vida.
Fábio Fabuloso / Reprodução
Fábio Fabuloso foi dirigido e produzido por Ricardo Bocão, Antônio Ricardo e Pepê César. Mesmo sendo lançado em 2004, o documentário mantêm-se bastante atual. Não por acaso, foi premiado em importantes festivais, a exemplo da Mostra BR de Cinema, Festival do Rio, I Festival Internacional de Cinema Surf  e 1º Prêmio Bravo! Prime de Cultura. O ilheense radicado no Guarujá (SP) Jojó de Olivença é outra personalidade importantíssima que estará no Surf Culture Festival. Bicampeão brasileiro e ex-integrante da elite mundial do esporte, Jojó é o fundador a ONG Projeto Ondas, Surf & Cidadania" que, através do surf, promove ações de transformações sociais no litoral paulista.
Ricardo Bocão / Divulgação Woohoo
Entre os participantes, nenhum carrega mais a cultura surf no sangue do que Ricardo Bocão. Um dos pioneiros do esporte no país, foi membro da primeira geração de surfistas cariocas que influenciou no comportamento de jovens de todo o Brasil nos anos 60 e 70, com seus cabelos longos e espírito de aventura e liberdade. Bocão fez parte também da primeira geração de surfistas brasileiro a viajar pelo mundo em busca das ondas. Morou no Hawaii ainda na adolescência e percorreu o mundo com o circuito mundial ainda nos anos 70. Hoje, o carioca é colunista de publicação segmentada e sócio do canal de esporte radicais Woohoo (canal 24 da Sky).
Massa Sonora / Divulgação
O Surf Culture Festival  será o primeiro grande evento sobre a cultura e a arte que envolvem o surf em território Nordeste. Com realização da Warung Ideias e apoio da Confederação Brasileira de Surf (CBS), o evento levará atividades e mostras aos centro de visitações dos projetos Tamar e Baleia Jubarte, às ruas, praças e lojas da Praia do Forte.

Por Yordan Bosco 

Nenhum comentário:

Postar um comentário