16 de outubro de 2015

Gabriel Medina: o melhor na França

O campeão mundial Gabriel Medina, 21 anos, voltou ao alto do pódio, na França, durante o Quiksilver Pro France, repetindo a sua primeira vitória no WCT conquistada em 2011 em Hossegor. Depois de ganhar a sua segunda nota 10 na semifinal brasileira com Adriano de Souza, 28, num tubaço seguido por quatro manobras potentes de backside em Culs Nus, Medina não deu qualquer chance para o australiano Bede Durbidge, 32, vencendo fácil por 17,50 a 9,44 pontos. Com seu primeiro título na temporada, assumiu a quinta posição no ranking e já tem chance matemática de disputar a "lycra amarela" no penúltimo desafio que será o Moche Rip Curl Pro Portugal, cujo prazo começa na próxima terça-feira e vai até 31 de outubro em Cascais.
Gabriel Medina, o campeão do Quiksilver Pro France 2015 / Foto Poullenot - Aquashot
"Estou muito feliz por estar de volta ao pódio e especialmente com uma vitória", disse o atual campeão do mundo, que não vencia uma etapa desde o Billabong Pro Tahiti do ano passado. "Estou feliz também por ter sido aqui na França, porque tenho boas lembranças daqui. Foi onde eu apareci para o mundo como grommets ainda e onde ganhei meu primeiro WCT. Eu tenho treinado duro e tinha prometido a mim mesmo que iria vencer um evento esse ano para dedicar ao meu avô, que faleceu no mês passado".

Na grande final, as séries estavam demorando um pouco mais para entrar, mas Medina já largou na frente numa boa esquerda que valeu nota 8,0. Ele saiu pegando as ondas que Bede Durbidge deixava passar para ir aumentando a vantagem, enquanto o australiano ficava esperando por uma onda boa que não entrava. Durbidge só surfou a sua primeira depois de 20 minutos, já quase congelando pelo frio de menos 8 graus da quinta-feira em Hossegor. O brasileiro ficou mais ativo e ainda surfou mais duas direitas muito boas para fechar o placar em 17,50 pontos com notas 9,0 e 8,5, contra apenas 9,44 das duas ondas computadas por Bede Durbidge.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário