5 de outubro de 2015

Camarão é o melhor em ondas paulistas

Aos 27 anos de idade, Thiago Camarão nasceu em Cascavel/PR e desde os seis anos mora na Praia de Juquehy, onde aprendeu a surfar com dez. Ganhou o apelido “Camarão” ainda quando criança, por causa de seu dedo indicador direito torto, consequência de um acidente doméstico. Foi campeão brasileiro mirim em 2004, brasileiro e sul-americano pro-júnior em 2008. Ficou 2013 e 2014 praticamente sem surfar devido a duas cirurgias delicadas. Primeiro no quadril e depois no joelho (ligamento cruzado anterior). “Fiquei quatro meses e meio fora da água da primeira cirurgia e quando voltei e estava começando a embalar, rompi o ligamento e fiquei fora mais sete meses”, lamentou Thiago, que demonstrando superação e determinação, voltou esse ano e no Paulista garantiu dois resultados expressivos.
Thiago Camarão é campeão Paulista de Surf 2015
Foi o terceiro em São Sebastião e segundo em Ubatuba. Recentemente, na “perna europeia” venceu o QS Pantin Classic, na Espanha. “Tudo faz parte de um trabalho planejado. Nos dois últimos anos fiquei parado, por cirurgias. Voltei a surfar no final de janeiro e já fui direto para a Austrália. Sabia que ia ter de surfar bastante para voltar bem, para pegar confiança, ritmo de competição”, lembrou.

“Competir aqui serve como experiência, evento teste para o Mundial. Texto minhas pranchas, como estou competindo”, reforçou Thiago, que ainda alimenta o sonho de ingressar na elite mundial em 2016. “Acreditar eu acredito, só que é muito difícil, por não ter competindo em todas as etapas do QS 10000. Tem de fazer resultados bem expressivos, preciso ir bem em todos os próximos campeonatos para pensar na vaga para o CT. Mas agora estou começando tudo de novo, com a cabeça no lugar, foco”, completou.

Por Fábio Maradei

Nenhum comentário:

Postar um comentário