4 de outubro de 2015

Alejo Muniz e Tomas Hermes no Quiksilver Pro France

O prazo do Quiksilver Pro France começa no dia 6 e vai até 17 de outubro em Hossegor, com a nona das onze etapas do World Surf League Championship Tour sendo transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com 

Os catarinenses Alejo Muniz e Tomas Hermes vão reforçar a "seleção brasileira" na etapa francesa do World Surf League Championship Tour, que começa nessa terça-feira e vai até 17 de outubro, em Hossegor. O Quiksilver Pro France abre a reta final da corrida do título mundial da temporada, com o australiano Mick Fanning competindo com a lycra amarela de número 1 do Jeep Leaderboard, que tirou de Adriano de Souza com a vitória sobre o brasileiro na final do Hurley Pro Trestles nos Estados Unidos. Além de Mineirinho, Filipe Toledo e Owen Wright são os outros únicos surfistas com chances de assumir a ponta do ranking na França.
Tomas Hermes (SC) Foto Kelly Cestari
Tomas está na quarta bateria com o número 3 do ranking, Filipe Toledo, e o australiano Adam Melling. Esta é a segunda vez na temporada que os dois catarinenses competem juntos numa etapa do WCT. A primeira foi no J-Bay Open na África do Sul, com Tomas não conseguindo vencer nenhuma bateria, mas Alejo só parou nas quartas de final, quando encontrou o tricampeão mundial e hoje líder do ranking, Mick Fanning. O australiano vai estrear com a lycra amarela do Jeep Leaderboard na França depois de ver seus três concorrentes competirem. Ele está na sexta bateria com o taitiano Michel Bourez e um dos convidados do Quiksilver Pro. O outro será adversário do agora vice-líder, Adriano de Souza, e do havaiano Keanu Asing na quinta disputa por classificação direta para a terceira fase. A quarta será entre Filipe Toledo, Adam Melling e Tomas Hermes. Já o australiano Owen Wright será o primeiro a se apresentar, na terceira bateria com o havaiano Sebastian Zietz e o norte-americano Brett Simpson.

Logo após a apresentação dos quatro surfistas que vão brigar pela ponta do ranking na França, quando Mick Fanning estiver saindo do mar, estará começando o confronto do atual campeão mundial Gabriel Medina contra o australiano Matt Wilkinson e o neozelandês Ricardo Christie. Medina tem chance de alcançar o seleto grupo dos top-5 do ranking nessa etapa para entrar de vez na briga pelo bicampeonato nas outras duas provas que vão fechar a temporada em Portugal e no Havaí. Quem também pode atingir esse feito é o estreante na elite, Italo Ferreira, que vai enfrentar dois australianos na nona bateria, Adrian Buchan e Matt Banting.
Alejo Muniz (SC) / Foto Kelly Cestari
Além de Italo Ferreira, o outro novato na "seleção brasileira" do WCT esse ano também está entre os doze cabeças de chave do Quiksilver Pro France. O paulista Wiggolly Dantas vai fechar a primeira fase contra dois surfistas de ponta da World Surf League, o campeão mundial Joel Parkinson e o sul-africano Jordy Smith. Nesta rodada de apresentação dos 36 participantes, os vencedores das baterias avançam direto para a terceira fase, mas os perdedores têm outra chance de classificação nos duelos eliminatórios da segunda fase.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário