24 de setembro de 2015

Pai e filho competem no Rip Curl Guarujaense

Na etapa inicial, disputada em agosto na Praia de Pernambuco, em Guarujá, Binho Hanada já estava feliz ao ver seu filho, Luan, chegar à final e garantir o segundo lugar na categoria iniciante. Mas depois a alegria da família foi geral, com a sua vitória na master. Agora, pai e filho voltam a competir juntos no Rip Curl Guarujaense de Surf 2015, que terá a segunda etapa, nestes sábado e domingo (26 e 27), na Praia do Tombo.
Binho Hanada e Luan Hanada juntos no Rip Curl Guarujaense / Foto Silvia Winik
“Foi um momento especial ganhar uma etapa de um campeonato tão privilegiado e ver a evolução do meu filho, também fazendo pódio. Agora, pretendo fazer uma boa apresentação e, quem sabe, fazer mais uma final, além de torcer muito para o Luan surfar bem e se manter entre os primeiros”, diz Binho.

Aos 41 anos de idade, Binho surfa desde os 12, sempre na Praia de Pitangueiras. “Mas gosto do Tombo, pelas excelentes ondas”, ressalta o líder da máster, que é comerciante em Mogi das Cruzes, subindo e descendo a serra diariamente e deixando os finais de semana livres para o surf. Luan, que aprendeu a surfar com o pai, também ficou feliz com os resultados na etapa inicial e está motivado em chegar à nova decisão. “Fiquei amarradão. Ele me ensinou a surfar e sempre falamos muito sobre o meu surf no dia a dia e ele me dá dicas. Gosto muito da onda do tombo e quero surfar bem de novo”, comenta o surfista de 13 anos.

Por Fábio Maradei

Nenhum comentário:

Postar um comentário