.

.

30 de setembro de 2015

Vídeo da 2ª etapa do Rip Curl Guarujaense de Surf

A competição foi disputada no sábado e domingo, 26 e 27, na Praia do Tombo, em Guarujá, e teve como destaque a final da categoria open, com um show de Wesley Moraes, numa disputa acirrada com Ricardo Silva. O vencedor garantiu um desempenho acima da média, com notas 9,9 e 9,53, somando 19,43 de 20 pontos possíveis. Ricardo também teve grande performance, com ondas 9,5 e 9,23, marcando 18,73, e Gabriel André, garantiu 16,9.
Imagem extraída do vídeo oficial do Rip Curl Guarujaense 2015
Agora, a expectativa já fica para a decisão do Circuito nos próximos dias 10 e 11, desta vez na Praia de Pitangueiras, junto ao Canto do Maluf. As inscrições já estão abertas e nesta semana são exclusivas para surfistas que moram em Guarujá, com as vagas remanescentes disponibilizadas a atletas de outras cidades, a partir da próxima segunda, 5.

Os competidores devem se inscrever no palanque fixo Paulo Tendas, na praia do Tombo, das 14 às 18h, com Ivo. A taxa é de R$ 80,00, mais um quilo de alimento não perecível (exceto sal e açúcar), entregue, obrigatoriamente, no ‘Beach Marshall’, antes da disputa da primeira bateria. Informações pelos telefones (13) 99101.8367, com Roley, e (13) 33543191, com Paulinho.
Além da open, estarão em disputa as categorias júnior (até 18 anos), mirim (limite de 16 anos), iniciante (no máximo 14 anos), estreante (sub12), feminina, master (35 anos em diante), longboard (pranchões) e Sup Wave (surf com remos). A grande atração nesta etapa decisiva será a disputa do supercampeão, envolvendo os campeões municipais, exceto da estreante, feminina e Sup. O título especial, criado em 2002, terá como prêmio uma viagem para a Indonésia, com passagens aéreas e hospedagem durante dez dias na ilha de Bali, instrasferíveis.

Por Fábio Maradei

Medina e Mineirinho apostam: quem leva o SuperSurf 2015

Quando o relógio marcar 8 horas da manhã na quarta-feira do dia 7 de outubro, será dada a largada na grande final do SuperSurf 2015 na Praia de Itaúna, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Para a alegria dos amantes do esporte das ondas, o evento que promoveu o circuito nacional mais rico do mundo entre 2000 e 2009, voltou a ser realizado após um hiato de 5 anos. Surfistas que hoje brilham no cenário internacional disputaram etapas do SuperSurf na época, como o atual campeão mundial Gabriel Medina e o vice-líder no ranking da World Surf League esse ano, Adriano de Souza, que falaram sobre a volta da competição ao circuito da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). "Eu tenho acompanhado o SuperSurf e a disputa está pegando fogo", disse Gabriel Medina. "Estou ansioso para ver quem será o campeão da última etapa. Tenho vários amigos disputando o evento, então quero desejar boa sorte a todos e que vença o melhor".
Leonardo Neves (RJ) / Foto Pedro Monteiro
Os brasileiros da elite mundial ficam ligados nas transmissões do SuperSurf pelo www.oisupersurf.com.br durante as etapas da World Surf League pelo mundo. Na semana que vem, eles estarão na Europa para a disputa da etapa francesa do WCT (World Championship Tour), mas de olhos ligados no desempenho dos surfistas na Praia de Itaúna, conhecida como o Maracanã do surf pela potência das suas ondas de classe internacional, apontadas por muitos como uma das melhores do Brasil. Em Saquarema será definido o campeão das quatro etapas do SuperSurf em mais uma batalha decisiva pelo título brasileiro da temporada 2015.

Mineirinho tem acompanhado o SuperSurf desde o seu início na Praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. A primeira vitória foi conquistada pelo paulista Flavio Nakagima, sobre o cearense Charlie Brown. Depois, o catarinense Tomas Hermes venceu a segunda final do ano contra o paranaense Jihad Khodr na Praia Grande de Ubatuba e o baiano Bino Lopes derrotou o experiente carioca Leonardo Neves na Praia da Joaquina, em Florianópolis. Com a vitória, Bino passou a liderar o ranking das três etapas do SuperSurf e Nakagima está na frente da corrida do título brasileiro, seguido de perto por Bino Lopes, o capixaba Krystian Kymerson e o paranaense Jihad Khodr. "Está sendo muito legal poder acompanhar o SuperSurf, mesmo de longe", disse Adriano de Souza. "É demais ver o SuperSurf novamente e com um nível de surfe muito alto. Esse é um dos mais empolgantes SuperSurf que eu já vi. E sobre a briga pelo título brasileiro, fica difícil torcer para alguém especificamente, pois todos são meus amigos. Os quatro primeiros são amigos extremamente próximos. Então prefiro desejar boa sorte a todos eles e espero que o campeão se formalize da melhor forma possível, vencendo seus confrontos e com show de surfe".
Raoni Monteiro (RJ) / Foto Pedro Monteiro
Mineirinho liderou o ranking da World Surf League até a etapa passada nos Estados Unidos e vai tentar retomar a ponta na França, na mesma semana do SuperSurf de Saquarema. Ele preferiu não escolher um favorito ao título brasileiro deste ano, que só deve ser conhecido em dezembro, após a realização de todos os eventos da ABRASP (Associação Brasileira de Surf Profissional). Mas, Adriano apontou dois surfistas como favoritos ao título da última etapa, que acontece de 7 a 11 de outubro na Praia de Itaúna.

"Na minha opinião, há dois atletas superfavoritos para essa última etapa. Um deles é o Raoni Monteiro, que vai estar surfando em casa. Ele passou o ano inteiro surfando as ondas de Saquarema, então vai estar bem empolgado pela grande oportunidade de se consagrar campeão de uma etapa na casa dele. O Leo Neves também é local do pico e tem muito conhecimento daquelas ondas. Bom, isso é favoritismo, o que não quer dizer que eles serão campeões. Principalmente porque os quatro primeiros do ranking estão com uma certa vantagem e com motivação extra para essa etapa de Saquarema. Vamos ver o que vai acontecer e quero muito ver show de surfe com a Praia de Itaúna lotada", finalizou Adriano de Souza.

Por João Carvalho

Tecnologia e diversidade são apostas da Quiksilver no Verão 2016

Com peças que acompanham o homem dentro e fora do mar, a marca manteve a tradição e desenvolveu os melhores produtos para a estação mais quente do ano. A campanha leva o destaque em sua assinatura: “The Original Boardshort Company”. Com tecidos tecnológicos e cortes especiais, as bermudas da coleção ganharam uma gama de modelos, cores e estampas, permitindo curtir o verão bem vestido.
Campanha Verão 2016, atleta Koa Rothman / Divulgação
Dentre as opções está a linha “Amphibian”. São bermudas com design de walkshorts com bolsos frontais e fabricadas com tecido de boardshorts, elaboradas para serem usadas dentro e fora d’água. A tecnologia aplicada no tecido além de trazer muito conforto, permite que ele seque rápido, assim como uma bermuda para a prática do surf.

Para a cidade, a linha “Everyday” traz opções de peças mais básicas e lisas, com uma variedade de cores que ajudam a compor qualquer look, sem deixar o estilo de lado.

Por Daniela Vinci

Final do Maresia Paulista de Surf Pro se aproxima

A decisão do Maresia Paulista de Surf Profissional terá lotação máxima, nos próximos dias 3 e 4, na Praia de Pitangueiras, em Guarujá. A 3ª etapa contará com 96 surfistas, de nove estados, em busca dos mil pontos, tanto no ranking estadual quanto no brasileiro. Em disputa, R$ 30 mil em premiação, com R$ 8 mil ao vencedor no final de semana. Além disso, a Overboard Expression Session terá mais R$ 1 mil ao autor da manobra mais radical e como prêmio final, o campeão paulista ganhará uma moto uma moto 0k, oferecida pela Tent Beach, e o número 1 do Circuito (que pode ser de outro estado), uma passagem para o Havaí, numa parceria com a Nias Tour.
Vitor Bernardo / Foto Renato Boulos
Dos 96 surfistas que estarão em ação, nomes conhecidos como Raoni Monteiro, que já integrou a elite mundial, Flávio Nakagima, atual líder do ranking brasileiro. A experiência estará presente com atletas como Renato Galvão e Odirlei Coutinho, que já conquistaram títulos no Circuito Paulista. A nova geração também está confirmada, tendo como principais representantes Weslley Dantas (irmão caçula do top do WCT, Wiggolly Dantas) e Victor Bernardo.

Os dois brilharam na etapa passada, em Ubatuba. Victor, inclusive, venceu a Overboard Expression Session e agora chega com a vantagem de competir “em casa”. Outro talento local da nova geração é Gabriel André. “Para um evento de dois dias, o limite é 96 atletas e alcançamos o número máximo. Com certeza é aguardar mais um grande evento para definirmos o novo campeão paulista”, diz o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

Além dos surfistas, o público será premiado no evento, com duas pranchas de surf Wave Star, do shaper Eduardo Reco. Uma para quem estiver na praia e outra para quem acompanhar a competição pela transmissão ao vivo pela internet, no site www.maresia.com.br. Como “aquecimento” para o evento, a Maresia também sorteará camisetas em seu instagram @maresiaoficial. “Basta seguir o nosso perfil e aguardar das promoções, com a camiseta entregue na casa do sorteado, assim como a prancha”, avisa Ricardo Ferreira, do marketing da Maresia.

Por Fábio Maradei

29 de setembro de 2015

Red Nose Pro 15 vale seil mil pontos no Mundial de Surf

Serão cerca de 170 surfistas de 24 países na disputa dos seis mil pontos em disputa, importentes para uma vaga à elite mundial de 2016. O Red Nose Pro 15 Florianópolis SC será disputado entre os dias 20 a 25 de outubro, na Praia do Santinho, capital catarinense. A 32ª etapa do Circuito Mundial Qualifying Series (QS) abre a “perna” brasileira nesta reta final da disputa pelas dez vagas à elite dos top 34 da World Surf League (WSL) e distribuirá US$ 150 mil em premiação, sendo US$ 25 mil ao vencedor.
Entre os nomes confirmados estão: os brasileiros Alex Ribeiro e Caio Ibelli, o norte-americano Kanoa Igarashi, o australiano Ryan Callinan e o francês Joan Duru, garantindo um excelente nível técnico. Outros surfistas do Brasil que seguem na “briga” por vagas também estarão competindo na etapa, como Michael Rodrigues (vencedor da disputa catarinense em 2015, realizada na praia da Joaquina), Jessé Mendes, Bino Lopes, Hizunomê Bettero, Thomas Hermes, Heitor Alves e Deivid Silva.

“É o melhor momento do esporte no nosso país, ao mesmo tempo em que a economia não facilita no investimento de patrocínios em atletas e campeonatos, porém nunca deixamos de acreditar. Esse evento é muito importante para reafirmar nossa posição em relação à marca incentivadora de todas as modalidades de esportes radicais”, destaca o gerente de marketing da Red Nose, Fabio Brauner.

Ele também anuncia que o Red Nose Pro 15 Florianópolis SC terá várias atrações ao público além do surf nas ondas, como a escolha da Gata Red Nose, pockets shows de música na areia, atividades como slack line e o Food Park, uma área reunindo ‘Food Trucks’. “Também teremos sessões de autógrafos com o big rider Garret Mcnamara que estará prestigiando a competição e conhecendo as praias de Floripa”, conta.

Vale destacar que a disputa pelas dez vagas do WSL Qualifying Series para o Samsung Galaxy Championship Tour é concentrada nas etapas 6000 e 10000. No ranking final, são somados os cinco melhores resultados da temporada e essas pontuações são decisivas. A etapa ganha ainda mais importância, por ser uma das últimas do ano. A premiação da competição será de US$ 150 mil, a partir da rodada com 96 atletas, divididos em 24 baterias, onde os últimos já garantem 450 dólares. Já o primeiro colocado embolsa 25 mil dólares e 6.000 pontos, com o segundo ficando com 12 mil dólares e 4.500 pontos.

Por Fábio Maradei


Conlogue vence a etapa de Cascais e assume a liderança

A americana Courtney Conlogue conquistou o título da etapa de Cascais, em Portugal, e reassumiu a liderança do circuito feminino do Mundial de Surfe, restando duas etapas  para o fim do campeonato. No último domingo, a atleta de 23 anos derrotou a australiana Sally Fitzgibbons na semifinal, por 11,30 a 11,17, e em seguida, na decisão, desbancou outra americana, Lakey Peterson por 16,10 a 12,34, para levantar a taça.
Courtney Conlogue (USA) vence a etapa WSL de Caiscais / Foto Thomas Lodin
Este foi o terceiro título de Conlogue em 2015. Com o resultado, ela chegou aos 58.600 pontos, deixou para trás a havaiana Carissa Moore, nona colocada na etapa e com 56.300 pontos no ranking, e retomou o direito de utilizar a camisa amarela de líder. Restam duas etapas para o fim do campeonato, a próxima em Landes (França), de 6 a 17 de outubro, e a última delas em Honolua Bay (Havaí), de 21 de novembro a 4 de dezembro.

Final
Courtney Conlogue (EUA) 16,10 x 12,34 Lakey Peterson (EUA)

Redação InnerSport

Inscrições abertas ao Sunset de Revezamento de Fortaleza

A prova acontece no dia 31/10, mas a expectativa em torno da primeira maratona oficial na capital cearense já faz com que muitos atletas se preparem para a Maratona Sunset de Revezamento de Fortaleza, que fecha o mês de outubro pretendendo receber mais de 3.500 atletas. A prova chega trazendo diversas ideias inovadoras a começar pelo número de opções. Além dos tradicionais 42km para os maratonistas, os corredores poderão optar ainda por realizar a distância em duplas (21km), quartetos (10,5km) ou octetos (5,275km).
Outro ponto que chama bastante a atenção é o horário da largada. Devido ao forte calor que atinge a região já nessa época do ano, a organização da prova fará a largada a partir das 16h, para que os atletas não sofram com as altas temperaturas. A largada do evento será no Marina Park e todo o percurso terá 5,275km de extensão passando pelas avenidas Presidente Castelo Branco, Almirante Barroso, Beira Mar e Adolfo Caminha. Cada volta contempla uma das oito etapas da prova, sendo que os atletas que optarem pela prova solo terão que dar oito voltas para completar o percurso todo. O mesmo acontece para os quartetos, com cada representante cumprindo duas voltas, e para as duplas, com cada um dos integrantes realizando quatro voltas no circuito.

Na primeira edição da Maratona Sunset de Revezamento de Fortaleza a organização da prova realizará uma importante ação em prol de uma causa de extrema importância à população. A edição 2015 será realizada em apoio ao Instituto Maria da Penha e ao Movimento pela Mulher, sendo que parte da verba arrecadada com inscrições será destinada ao Instituto Maria da Penha, para o auxílio no programa de tratamento às mulheres vítimas de violência.

Inscrições:
As inscrições para a primeira edição da Maratona Sunset de Revezamento de Fortaleza já estão abertas e podem ser feitas aqui
Maratona Sunset de Revezamento de Fortaleza

Serviço:
Data: 31/10/2015
Local: Marina Park
Horário de largada: a partir das 16h00
Inscrições e Informações:

Por Danilo Caboclo

Maratona do Rio Grande do Sul será realizada em outubro

No dia 17 de outubro vai acontecer a Maratona Caixa Rio Grande do Sul, e como atrativo sua realização será à noite. Os atletas interessados em participar do evento têm até o dia 14 de outubro, ou até que o limite de inscrições seja atingido, para confirmar presença no evento através do site.
Prova é uma das poucas no país com realização à noite. Atletas podem optar pelos trechos de 42km - 10km e 5km  / Foto Fabio Falconi
Com largada na avenida Edvaldo Pereira Paiva, próximo a rótula das cuias, a prova passa por algumas das principais vias da capital gaúcha. Os primeiros atletas largam a partir das 19h50 e a partir das 22h à organização dará início as premiações. Além da realização noturna, a Maratona do Rio Grande do Sul coloca à disposição dos atletas a opção de competirem os 42km em duplas, com dois trechos de 21km. Essa será a segunda edição à noite e a expectativa é de que mais de 2.000 atletas participem do evento em Porto Alegre.

Em 2014, os gaúchos Claudir Rodrigues, de Santa Maria, e Daniela Santarosa, de Porto Alegre, foram os grandes campeões da Maratona Caixa de Porto Alegre. Claudir completou os 42.197m em 2h30min35seg e Daniela completou a maratona em 3h16min04seg.

Serviço:
Maratona do Rio Grande do Sul 2015
Data: 17/10/2015
Local: Avenida Edvaldo Pereira Paiva, Rótula das Cuias, próximo a Usina do Gasômetro
Horário de largada: a partir das 19h40

Por Danilo Caboclo

28 de setembro de 2015

Gilmar Silva quer comemorar “em casa” o Paulista Pro

O experiente Gilmar Silva quer que o título do Maresia Paulista de Surf Profissional fique em "casa", no Guarujá. A 3ª e decisiva etapa do mais tradicional circuito no Brasil, em sua 32ª edição, será disputada no sábado e domingo (3 e 4), na Praia de Pitangueiras, junto ao Canto do Maluf. Em ação, 96 atletas de nove estados, também em busca dos mil pontos no ranking brasileiro. Quinto colocado, com um 17º lugar na etapa inicial, na Praia de Maresias, em São Sebastião, e um quinto na Praia Grande, em Ubatuba, Gilmar chega com chances de erguer a taça e mostra animação, sobretudo por competir na praia onde costuma treinar.
Gilmar Silva / Foto Renato Boulos
Aos 32 anos, ele está sem patrocínio e trabalha como instrutor de surf no Projeto Ondas e Cidadania, criado por Jojó de Olivença, na Praia da Enseada. “Como surfista profissional ainda não tive um grande resultado marcante em minha carreira. Espero que esse campeonato fique marcado em minha carreira”, revela. “Estou muito confiante para tentar o título esse ano, estou surfando bem”, acrescenta. No ranking, Thiago Camarão, de São Sebastião, tem 1.590 pontos. Hizunomê Bettero, de Ubatuba, que já conta com dois títulos paulistas e venceu a segunda etapa, vem em segundo, com 1.500. Marcos Corrêa, de São Vicente, vitorioso na abertura do Circuito, é o terceiro, com 1.360 pontos, seguido pelo paranaense e ex-WCT, Jihad Kohdr, com 1.220, que está à frente de Gilmar Silva, com 1.110.

A etapa terá R$ 30 mil em premiação, sendo R$ 8 mil ao vencedor. Além disso, será realizada a Overboard Expression Session, uma bateria antes da final, com R$ 1 mil ao autor da manobra mais radical. Já o campeão , o campeão paulista ganhará uma moto uma moto 0k, oferecida pela Tent Beach, e o número 1 do Circuito (que pode ser de outro estado), uma passagem para o Havaí, numa parceria com a Nias Tour.

Por Fábio Maradei


Wesley leva a 2ª etapa do Guarujaense de Surf

Um show de surf, de levantar o público. Wesley Moraes foi o dono da festa na 2ª etapa do Rip Curl Guarujaense de Surf, encerrada no último domingo (27), na Praia do Tombo, em Guarujá. Numa disputa emocionante, na decisão da categoria open, contra Ricardo Silva e Gabriel André, ele bateu todos os recordes do evento, garantindo nada menos que 19,43 pontos, de 20 possíveis, com as duas melhores notas – 9,9 e depois 9,53. Ricardo Silva, o segundo colocado não ficou atrás, com um 9,5 e um 9,23, marcando 18,73, e Gabriel André, foi o terceiro, com 16,9. A quarta colocação foi de Luiz Diniz, que duas finais antes, já tinha feito uma apresentação de gala no Sup Wave (o único a estar em duas decisões), radicalizando para vencer - com 17,17 pontos - o grande favorito, Eric Miayakawa.
Wesley Moraes foi o dono da festa na 2ª etapa do Rip Curl Guarujaense de Surf
Com ondas de até dois metros os competidores não deixaram a desejar. Assim como na open e sup wave, os surfistas da mirim (no máximo 16 anos) tiveram atuações de empolgar o público. Os quatro garantiram “high scores” e Ihgor Sant’Anna foi o primeiro colocado, deixando em segundo lugar Giovani Pontes, em terceiro Alax Soares e em quarto, Matheus Araújo, dono da maior nota da bateria, nove pontos. Eduardo Motta, na inciantes (limite de 14 anos), Gustavo Giovanardi, de Praia Grande, na estreante (sub12) e Wenderson Biludo, de São Sebastião, na longboard (pranchões), repetiram as vitórias da etapa inicial. Também comemoraram os primeiros lugares na 2ª etapa do Guarujaense de Surf os surfistas Vitor Mendes, na júnior (até 18 anos); Eduardo Febem, na master (35 anos em diante); e Júlia Santos, de São Vicente, na feminina.

Na sequência de finais, a open fechou o dia em grande estilo, reunindo três surfistas que já foram supercampeões. Ricardo Silva, o melhor em 2003 e 2005, abriu a disputa com um 9,5. Wesley, supercampeão em 2010, então, usou um arsenal de manobras numa direita, com duas batidas de back side na parte crítica da onda, ficando de ponta cabeça, depois conectou a onda e fez mais três rasgadas, para garantir o 9,9. Ricardo garantiu mais um 7,67 e manteve a frente. Até o momento em que os dois surfaram praticamente juntos e, mais uma vez, deram trabalho para os juízes. As notas foram semelhantes, mas novamente Wesley foi superior, com 9,53 contra 9,23. Gabriel André, supercampeão em 2011, não chegou na casa dos nove, mas garantiu duas ondas excelentes, com 8,23 e 81,17. No resultado final, 19,43 para Wesley contra 18,73 de Ricardo.
Ihgor Sant’Anna foi o primeiro colocado na Mirim
Uma final antes, foi a vez da master e Eduardo Febem, local do Canto do Maluf, foi o mais consistente. Will Amaro, mesmo com a melhor nota da bateria, um 7,27, não conseguiu a virada. Carmelo Seabra foi o terceiro e Binho Hanada, vencedor da etapa inicial, ficou em quarto. E antes dessa, foi a vez do Sup Wave, o surf com remos. Na água, estava Eric Miayakawa, que no final de semana anterior, venceu a etapa do Brasileiro Profissional. Mas Luiz Diniz não tomou conhecimento e logo em sua primeira onda, garantiu um 8,17 e depois fechou a fatura com uma nota 9, com manobras radicais e até tentativa de aéreo. Eric chegou junto com notas 8,13 e 8, mas não conseguiu reverter.

No resultado final, 17,17 a 16,13. Wellington Reis foi o terceiro, seguido de Marcio Grilo.
No longboard, Wenderson Biludo teve uma comemoração dupla. Venceu novamente e superou o ícone dos pranchões, Amaro Matos, em sua “casa”. Mais uma vez, o surfista de São Sebastião soube fazer manobras clássicas muito bem. Gabriel Moura, da mesma cidade, ficou em terceiro e Daniel Farias foi o quarto. Na junior, Vitor Mendes teve a vitória mais tranquila da etapa, com uma nota 8,33. Kauê Silva foi o segundo, com Guilherme Silva, em terceiro e Théo Fresia, vitorioso no evento inicial, ficando em quarto.
O local do Guarujá, Luiz Diniz, superou todos e garantiu o pódio no SUP Wave
Entre as meninas, a briga foi boa entre Júlia Santos e Louise Frumento e a diferença foi muito pequena – 8,84 a 8,67. Iara Stella foi a terceira, seguida de Melissa Policarpo. Na iniciante, Eduardo Motta confirmou ser um dos grandes nomes da nova geração, e abriu a bateria com uma nota oito, mantendo a vantagem até o fim. O santista Vinicius Parra foi o segundo, com Luan Hanada em terceiro e Caio Augusto em quarto. Já na estreante, Gustavo Giovanardi saiu na frente, mas teve um rival forte, Roberto Alves, de Itanhaém, brigando até o final. No placar, 11,90 a 10,60. Yuri Beltrão, de Santos, foi o terceiro, seguido de Derek Matos.

Por Fábio Maradei / Fotos Silvia Winik

Roberta Stopa conquista MTB Cup, em Tiradentes

A cidade de Tiradentes recebeu no último fim de semana, dias 26 e 27, mais uma etapa do XTerra Brazil Tour 2015, principal circuito de esportes cross country do país. A disputa foi grande em todas as provas de sábado (Duathlon, Endurance 50k, Night Run 7km e 21km) e domingo (MTB Cup, a Kids mini corrida). O evento reuniu aproximadamente seis mil pessoas de mais de 200 cidades brasileiras.
Foto Mirian Jeske - XTerra Estrada Real 2015
A disputa da MTB Cup, evento que integra o ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo e da Federação Mineira de Ciclismo, aconteceu na manhã do domingo (27). A prova de mountain bike exigiu muita técnica dos mais de mil atletas que percorreram 41km por ladeiras, descidas de terra, trilhas e trechos de paralelepípedo. A largada aconteceu às 9h30, no Largo das Forras. De olho nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, a mineira Roberta Stopa comemorou o primeiro lugar na MTB Cup (2h25min11seg). A atleta reforçou a importância de eventos como o XTerra no calendário brasileiro.

Entre os homens, destaque para o morador de Tiradentes Carlos Alberto Fernandes. Em chegada emocionante, ele venceu a prova com o tempo de 1h49min48seg . O suíço Lukas Kaufmann (1h50min39seg), chegou em segundo. Marcus Escrivani vence pela primeira vez o Endurance 50K e Marcio Souza comemora o título de campeão do circuito de 50km. No feminino, vitória de Lara Martins (5h32min45seg). Lívia Bustamante, líder do ranking,  ficou em segundo lugar no XTerra Endurance 50k com o tempo de 5h38min20seg. Diogo Malagon e Isabella Ribeiro são os grandes vencedores do tradicional Duathlon XTerra.

Mais de 500 crianças participaram na kids mini corrida. Pequenos de 1 a 13 anos se divertiram em Tiradentes, na Praça da Rodoviária, em uma prova que tem como objetivo aproximar a criançada da prática esportiva.

Por Fernanda Villas Bôas

Matheus e Mariana vencem o Powerman Brasil

A dupla de Santa Catarina, Matheus Ghiggi e Mariana Borges, foram os grandes campeões da primeira edição do Powerman, a maior série de duathlon do mundo, que ocorreu no último domingo, 27. Nem mesmo a forte chuva que caiu na capital catarinense foi capaz de impedir os atletas de se superarem nos 20km de corrida e 60km de ciclismo. O Powerman Kids, que aconteceu no sábado, foi um sucesso, e contou com quase 50 crianças, pais e familiares participaram da atividade, incentivando os jovens duoatletas.
Mariana Borges 
A primeira “perna” da prova aconteceu no trecho de 10km de corrida no Bairro de Jurerê Internacional, após os atletas largarem no Jurerê Sports Center. Em ritmo forte, os líderes passaram para a primeira parte da transição com uma boa disputa entre Matheus e Francisco Neto. Já entre as mulheres, Bruna Mahn e Nayara Luniére dominaram a etapa inicial de corrida, abrindo quase três minutos para Mariana Borges.

Saindo para o ciclismo, muitos achavam que a etapa seria um pouco mais demorada, devido à chuva, mas os atletas imprimiram um ritmo alucinante de prova que percorreu algumas das principais rodovias da capital. Mais uma vez Matheus e Francisco passaram pela segunda transição praticamente empatados para definir o campeão na última etapa. Ao contrário do equilíbrio na prova masculina, no Feminino Mariana Borges mostrou que tem um dos melhores pedais do país e tirou uma vantagem de quase quatro minutos abrindo mais de cinco de vantagem.
Matheus Ghiggi
Com boa folga para as concorrentes, a atleta de Floripa manteve a diferença fechando a prova em 3h00min49seg, conquistando o primeiro título do Powerman. “Foi muito bom ter corrido em casa e ter vencido ao lado dos familiares. Meu pedal foi muito bom e isso me deixou contente, pois fazia tempo que eu não encaixava ele tão bem”, disse Mariana. “Passei um período no Suíça e acho que reencontrei o meu melhor pedal lá nos alpes”, brincou a manezinha.

No Masculinino, Matheus Ghiggi ditou o ritmo na segunda etapa de corrida e abriu quase dois minutos no final da prova, deixando Francisco Neto em segundo. O atleta de Balneário Camboriú fechou os 80km em 2h40min34seg. “Esse é um grande resultado para mim. Treino lá em Balneário ao lado de excelentes atletas e consegui fazer o meu melhor aqui. A prova foi ótima e o nível de organização estava perfeito. Com certeza volto no próximo ano para tentar defender o título”, resumiu o campeão.
Além dos 20km de corrida e 60km de ciclismo, o Powerman Brasil contou com disputas na distância Short, desafiando os competidores em 10km de corrida (duas etapas de 5km cada) e mais de 20km de pedal. João Carlos Bernardes Neto completou o percurso em 1h09min51seg e comemorou o primeiro título de sua carreira em mais de dez anos de triathlon. Completando o domínio dos catarinenses na prova, Julia Romariz foi a grande campeã entre as mulheres. Vitoria Maciel terminou em segundo e Kesia de Souza a terceira.

Por Danilo Caboclo / Fotos Rafael Dalalana

Executivos na onda da solidariedade

Em um clima totalmente de confraternização executivos dos setores de Açúcar, Álcool e Energia, realizaram o 1º Festival de Surf Onda Doce, no último sábado (26), no Quebra-Mar, em Santos. Idealizada por Eduardo Naufal e organizado por Picuruta Salazar, a competição serviu como “pano de fundo” para promover duas importantes ações sociais. “A renda das inscrições foi doada para a ONG Beaba, que atua diretamente com crianças com câncer, e também estamos divulgando a ONG Onda Doce, que estamos criando para ajudar jovens carentes a conseguirem intercâmbio cultural no exterior. Em 2016 já levaremos três estudantes, dois de Taubaté, minha terra natal, e um de Santos, cidade que escolhi para viver”, disse Naufal.
O evento comandado por Picuruta Salazar foi totalmente beneficente e ajudou a ONG Beaba / Foto Ivan Storti
A ideia de unir o surf à ação social surgiu depois que ele começou a fazer aulas de surf com Picuruta Salazar, no próprio Quebra-Mar. Os mais de 20 competidores, de pranchinhas ou longboard, nunca tinham competido antes, e o balanço, segundo Naufal, foi mais do que positivo. “Foi demais. A galera compareceu em peso e o astral estava ótimo. Estou amarradão e ano que vem tem mais. Quero fazer dois, se Deus quiser”, anunciou.

O grande vencedor foi Luiz Gustavo de Farias, de São Paulo, que na final mostrou um grande desempenho, com 13 pontos, de 20 possíveis, com notas 5,67 e 7,33 (uma das melhores do evento). Ele superou Henrique Risseto (2º), Luiz Henrique (3º) e Artur Hempel (4º). Destaque, também, para Alexandre Nogueira, dono da maior nota da competição, 8,17, e Matheus Bispo, com a maior somatória, 13,83, ambos terminando em quinto lugar.
Luis Gustavo foi o grande vencedor. Evento ajudou a divulgar a ONG Ondas Verde / Foto Ivan Storti
Aos 34 anos, surfista desde os 12, o campeão revelou que foi seu primeiro campeonato na vida. “Foi muito legal. Estávamos entre amigos. Foi bem interessante. Sou novo no setor de Açúcar e Álcool e foi um prazer participar e conhecer toda a galera”, vibrou Luiz Gustavo, também enaltecendo a ação social. “Fico feliz de ter contribuído de alguma forma”, afirmou o vencedor, que trabalha com açúcar e etanol futuro.

Todos os participantes ganharam medalhas, camisa de lycra, parafina e cordinha e os quatro finalistas levaram troféus artesanais, com o campeão também faturando um relógio GPS da Rip Curl. Além disso, houve sorteio de uma viagem para El Sunzal, em El Salvador e três pranchas, duas do shaper Almir Salazar (uma delas um longboard), e uma da Seventy Surfboards, de Pedro Penha.

Por Fábio Maradei

Verão 2016, conheça a coleção completa da Mormaii

A marca fez uma verdadeira viagem no tempo,do clássico ao contemporâneo, para retratar a sua próxima coleção de verão para o próximo ano 2016. As novas peças serão vibrantes e representarão as décadas que resgatam os temas e referências que fazem parte da nossa história, até chegar aos dias atuais, com elementos que traduzem modernidade e tecnologia.
Direção: Carlos Carpinelli
Film Maker: Angelo Possenti, Pedro Felizardo
Trilha Sonora: Zhen Dutra
Locação: Praia da Ferrugem / Garopaba SC – Indonésia
Atletas: Caio Vaz, Marco Giorgi
Modelo: Marcella Peres
Produção: MXM Branding

Fonte Mormaii

Indomit com vagas esgotadas na modalidade 100 Km

Restando pouco mais de um mês para a 2ª edição da ultra mais aguardada do Brasil, o trabalho e adrenalina aumentam para que tudo esteja perfeita sintonia dia 7 de novembro. Neste ano, atletas de quase todos os estados do Brasil e de outros países como Áustria, se preparam para aventurar no terceiro e último desafio Indomit do ano.  O evento, que está com as últimas vagas para a maioria das modalidades, registrou essa semana uma grande surpresa: a distância 100 Km, considerada a mais temida, foi a primeira a ter as suas vagas esgotadas.
Lembramos que a Indomit Costa Esmeralda faz parte da seleta lista de provas que pontuam para a reconhecida Ultra-Trail du Mont-Blanc®. Os atletas que completarem tanto os 80 como os 100 km contarão com dois pontos para pleitear uma vaga na mais concorrida ultramaratona européia. Outra grande novidade, comprovando que a aventura não é apenas para ultramaratonistas foi o lançamento da modalidade comemorativa 5K noturna. Um ótimo motivo para dar os primeiros passos no trail running em um ambiente com grandes referências trail nacionais e internacionais.

Para os atletas já inscritos que querem fazer uma “dobradinha” Indomit correndo nesta modalidade, foi preparado um valor especial. Para solicitar o mesmo, basta entrar em contato via e-mail com a organização - info@indomit.com.br.

Por Danilo Caboclo / Foto Gabriel Heusi

Meia Maratona Recife será no Forte do Brum

No dia 11 de outubro, Recife, capital de Pernambuco, passará a fazer parte do calendário de corridas com organização da empresa Latin Sports. A Meia Maratona de Recife terá largada no Forte do Brum com expectativa de receber aproximadamente dois mil corredores. Reconhecida por organizar algumas das melhores provas do país dentro Maratonas e Meias, o evento pernambucano entra em uma seleta lista de competições de alto nível técnico. Com percursos de 21km, 10km e 5km a disposição os corredores já podem realizar suas inscrições através do site www.meiamaratonaderecife.com.br
A largada está prevista para acontecer às 07h, no Forte do Brum, sendo que boa parte do percurso do evento percorrerá a orla da capital pernambucana. A entrega de kits acontecerá nos dias 09 e 10 de outubro, na Loja Track&Field do Plaza Shopping Casa Forte. As inscrições seguem até o dia 07 de outubro ou até que o limite técnico de atletas seja atingido. Para mais informações sobre o evento http://www.sportpass.com.br/Meia-Maratona-Caixa-de-Recife

Por Danilo Caboclo

27 de setembro de 2015

No "flow"

Quando uma pessoa está completamente imersa, com o foco totalmente voltado para uma atividade e a faz com prazer, caracteriza-se um estado mental positivo chamado de “Flow”, que traduzido para o português, quer dizer “Fluxo”. Você deve estar pensando, legal, mas o que isso tem a ver com Surf? Li, há pouco tempo, um livro chamado Flow que o autor explora muito a fundo o tal do “fluxo”. Ele considera o “Flow” como a experiência ótima porque nesse estado a atenção do indivíduo está totalmente canalizada à atividade que está fazendo, nada mais parece importar, e a percepção de tempo enquanto realiza tal atividade parece alterada. Durante o flow a pessoa vivencia um estado de alegria e excitação, e ainda por cima acaba desempenhando performances superiores. Já da para imaginar onde quero chegar, né?
Daniks Fischer no "Flow", em Jaws / Foto Arquivo pessoal
No livro, o autor, inúmera diversas atividades que são mais propensas a se atingir o flow, como: atividades artísticas, musicais, esportes, práticas religiosas orientais e até algumas atividades rotineiras. Entretanto, na minha cabeça enquanto lia o livro, eu só conseguia pensar em uma coisa: Surf! Embora não houvesse exemplo ou relato no livro de nenhum surfista, ficou muito claro que é surfando que consigo com mais clareza entrar no tal do estado de “Flow”. Pensem comigo. Quando estamos com a prancha sob nossos pés nos poucos segundos que dura uma onda, no que estamos pensando exatamente? Somente na atividade em questão, ou seja, na onda e como a curtir ao máximo ou encaixar as manobras em sua parede. Sem dúvida alguma, durante esse momento estamos no estado de “flow”.

Mas vou mais longe. Acredito que é possível se atingir esse estado por todo ou quase todo o período que passamos no mar, embora isso aconteça com menos frequência do que gostaríamos. É muito comum sermos atingidos por “problemas da vida” enquanto esperamos as ondas, as vezes somos distraídos por algum amigo que gosta de bater um papo no outside, ou ainda nossa atenção pode ser roubada pelo movimento brusco de algum estressadinho querendo pegar nossa onda. Isso tudo acaba “roubando” o estado de “Flow” que poderíamos vivenciar.

Entretanto, eu me lembro - e tenho certeza que muitos de vocês vão conseguir lembrar também - de seções que o Surf como um todo “Fluiu” quase no automático e que a percepção de tempo ficou bastante alterada. Foram seções inteiras ou parte delas que eu, e provavelmente todos vocês que lembraram dessas seções especiais, estávamos no Flow.

Sabe aquele mar épico que com poucos amigos no outside que você não tinha tempo nem de sentar para esperar onda? E aquele outro meio grande, com a arrebentação difícil de varar, aquele friozinho na barriga e ondas desafiadoras que no final das contas você “dominou” com maestria? Ou ainda aquele dia de merrecas mas que a sintonia com o oceano estava incrível e todas as ondas boas pareciam entrar somente para você?  Flow, flow e flow! No livro, o autor sugere que quanto mais tempo passarmos desempenhando atividades que levem ao “Flow” mais felizes, realizados e bem-sucedidos seremos na vida. Era só o que eu precisava para passar mais tempo ainda no mar!! E você, o que você está esperando? Bora surfar!!

Por Caio Siqueira (www.comsurf.com.br)

26 de setembro de 2015

Powerman Brasil acontece neste domingo

Com largada às 7h, quatrocentos competidores participam do Powerman Brasil. A maior série de duathlon do mundo desembarca pela primeira vez na América do Sul e o destino escolhido para o desafio de 20km de corrida e 60km de ciclismo foi a bela Ilha de Santa Catarina. A prova distribui 5.000 euros em prêmios além de vagas para o mundial da categoria, em Zofingen, na Suíça, em 2016. A largada e as transições do evento serão feitas no Jurerê Sports Center. A dinâmica da prova começa com a largada para os 10km iniciais de corrida, que serão feitos no bairro do norte da ilha. Após a primeira etapa os competidores retornam ao Jusc para a primeira transição e saem para 60km de pedal seguindo para as rodovias SC-401 e SC-402 antes de retornar ao Jurerê Sports Center para a segunda transição. A partir daí começam os 10km finais de corrida, também realizados em Jurerê Internacional. Além disso, existe a opção Powerman Short, com percurso de 10km de corrida (divididos em duas etapas de 5km) e 20km de ciclismo.
Maior série de duathlon do mundo, evento acontece pela primeira vez na América do Sul / Foto Marcel Hilger
Mesmo em sua primeira edição, o evento já reúne alguns dos atletas mais fortes da modalidade no país. Entre as mulheres, a triatleta Mariana Borges é uma das favoritas para o título. Competindo em casa, a catarinense espera um bom resultado. “Eu estou bem empolgada para a prova. Venho de uma série boa de resultados, com vitórias nas últimas três provas que fiz e estou com boas expectativas para o Powerman Brasil”, disse Mariana Borges. Inclusive a atleta tem motivos especiais para buscar um bom resultado. “O Powerman vale vaga para o Mundial da Suíça e, recentemente, eu passei quarenta dias lá treinando. Amo aquele lugar e seria uma experiência muita boa poder disputar o mundial da categoria por lá. Quem sabe não vem uma vaga”, completa a atleta.

Powerman Kids - Antes da largada do Powerman Brasil no domingo, o sábado será totalmente reservado para as crianças no Powerman Kids. Os jovens atletas serão divididos em três categorias, entre 7 e 8 anos, 9 e 10 e entre 11 e 13 anos, que terão a oportunidade de participar do maior evento de duathlon do mundo pela primeira vez.  As largadas começam a partir das 14h, no mesmo local da prova adulta.

Paralelo ao Powerman Brasil, também no Jurerê Sports Center, acontece a Expo Sports, espaço que reúne os expositores do evento. A movimentação começa já nessa sexta-feira no local, com a abertura ao público a partir das 9h. Durante três dias, o público poderá conferir algumas das melhores marcas esportivas, novidades do mercado, além de aproveitar o delicioso espaço com Food Trucks. O Powerman Brasil é a primeira prova do gênero na América do Sul e vale como seletiva para o Mundial de Powerman na Suíça. A Expo Sports é um evento paralelo e acontecerá simultaneamente à prova de duatlhon, oferecendo mais atrações para os atletas, familiares, fãs do esporte e o público em geral.

Por Danilo Caboclo

Projeto lança campanha por sede própria

O projeto Ondas, Surf & Cidadania, sob a presidência do ex-integrante da elite do surf mundial, Jojó de Olivença, acaba de lançar pela internet uma campanha para arrecadar fundos, visando a compra da atual sede da ONG, localizada na Avenida da Saudade, 149, na praia da Enseada, Guarujá (SP). As contribuições podem variar de R$ 15,00 a R$ 7 mil e podem ser feitas pelo site. Para cada valor depositado, o contribuinte receberá um brinde que pode ser um marcador de livros, descontos em aulas de surf ou até palestras motivacionais com Jojó de Olivença. Quem preferir, pode parcelar a contribuição em até 6 vezes com parcelas mínimas de R$ 25,00.
Foto Divulgação
“Quem nos conhece de perto sabe das dificuldades para mantermos as contas em dia. A compra deste imóvel irá fortalecer e consolidar o nosso trabalho. Alcançando este propósito, ampliaremos e otimizaremos os espaços físicos que irão melhorar o atendimento quantitativo e qualitativo. A conquista da sede significa um passo importantíssimo na construção deste legado”, afirma Olivença.

A sede do projeto social atende semanalmente 60 crianças, entre 7 e 14 anos, moradoras das comunidades Vila Baiana, Vila Júlia e adjacências. Com atividades esportivas e ambientais, a ONG utiliza o esporte como ferramenta de apoio à educação. “É um trabalho socioambiental, onde abordamos temas mais importantes como cultura, cidadania e meio ambiente para crianças e adolescentes em situação de risco”, descreve o surfista, bicampeão brasileiro em 1988 e 92 e campeão paulista profissional em 93. No ano seguinte, ingressou na elite mundial, permanecendo entre os tops por cinco temporadas consecutivas.

 Por Marcos André e Araújo

Pedro Boonman vence a 3ª edição do Jervis & Vagabonds

Portugal - A terceira edição do evento de surf online Jervis and Vagabonds chegou ao fim e o grande vencedor da prova “The Amazing Surf Journey” foi o surfista português Pedro Boonman. A final, disputada em Phuket, na Tailândia, colocou frente-a-frente Alex Botelho, Miguel Blanco e Pedro Boonman, tendo o júri votado por unanimidade na onda deste último como o melhor aéreo da prova.
Foto Divulgação
O surfista português conquistou o evento pelo terceiro ano consecutivo e levou para casa um prize money no valor de 1000€ e muitas histórias para contar. A entrega de prêmios ocorreu na última quarta-feira no restaurante Refúgio da Roca, Azóia, Sintra, em Portugal, no qual estiveram presentes o Filipe Jervis, a representante da Autoridade de Turismo da Tailândia em Portugal, Maria do Rosário Louro, além dos participantes e patrocinadores do evento.
Para a Autoridade de Turismo da Tailândia “Este passatempo cumpriu com êxito os objetivos que pretendíamos alcançar, isto é, testar a Tailândia enquanto destino de surf. Foi com alegria que registámos o entusiasmo da equipa de surfistas que se deslocou à Tailândia para esta final e, principalmente, as imagens que demonstram o inequívoco potencial do destino para a prática deste desporto”.

Por Jervis Pereira

Vídeo com os melhores momentos do ASN Nova Geração 2015

Os melhores surfistas de até 14 anos do Estado do Rio de Janeiro travaram boas disputas em ondas de meio metro próximas a pedra do Costão em Itacoatiara, na terceira e decisiva etapa do Circuito ASN Cyclone / Secretaria de Esporte Nova Geração 2015. Na principal categoria, Iniciante (Sub-14), Bernardo Ribeiro de Arraial do Cabo quase se envolveu em uma interferência, mas conseguiu a onda salvadora, e avançou para o primeiro posto.
Após o término da entrega de prêmios, todos ficaram felizes com o desfecho de mais um ano de trabalho incentivando a nova geração para seguir uma carreira de atleta. E os pais ficaram orgulhosos da participação e atuação de seus filhos nessa grande confraternização.

Por João José Macedo

Irmãos Vaz na corrida pelo título mundial de SUP

Os irmãos Caio e Ian Vaz partiram na última quarta-feira, 24/9, para disputar as últimas etapas do Circuito Mundial de SUP. O primeiro desafio da dupla será a partir do dia 26 de setembro, quando competirão no US Open of Stand Up Paddling, em Huntington Beach, na Califórnia. As baterias do evento principal estão previstas para entrar na água no domingo (27). Depois dos Estados Unidos os irmãos partem para Europa, com local a ser definido por conta de mudanças no calendário. A principio competiriam em La Torche, na França, porém, informações ainda não confirmadas dão conta de que a etapa pode ser transferida para a Espanha, com local a definir. Na seqüência eles testarão a novidade do circuito, Marrocos, local conhecido pela qualidade de suas ondas.
Caio e Ian Vaz competirão no US Open of Stand Up Paddling, em Huntington Beach, na Califórnia / Foto Bruno Lemos
Os dois vem embalados por ótimos resultados na etapa do Circuito Brasileiro, O Super SUP, no qual emplacaram excelentes posições, com Caio terminando em Segundo e Ian em terceiro. Atual líder do ranking mundial, Caio conta que a intenção é chegar a tempo para uma aclimatização no local. "Vamos ter uns três dias de treino por lá antes do inicio do campeonato. Já chegaremos no gás, pois acabamos de competir em um evento bem forte (Super Sup), que foi  um treino excelente para essa terceira etapa do Circuito Mundial”, afirma Caio. Opinião compartilhada por Ian. “Estamos preparados para competir na Califórnia  e nossa preparação foi correndo baterias e isso nos ajuda a já chegar no ritmo. Os atletas brasileiros tem nível internacional então já chegaremos bem embalados na Califórnia”, completa.

Atual líder do ranking, Caio afirma que a experiência adquirida no Tour é primordial para o momento. “A cada etapa do Mundial que se passa, adquirimos novos conhecimentos e novas vivencias, o que faz com que eu me sinta cada vez mais tranquilo e calmo para as baterias do Mundial! A confiança só vem aumentando e vou com tudo para fazer um bom trabalho e representar bem meus patrocinadores”, afirma. Já Ian, que computou apenas um resultado e está na 36a posição no ranking, ressalta a importância de ter um bom equipamento na disputa contra os melhores do mundo.  “Vamos ficar dois meses viajando. Da Califa a gente já embarca pra Europa, I e depois Marrocos. Todas serão etapas do circuito mundial muito disputadas e por isso estamos com um quiver bem variado. Temos pranchas desde 7’8” para ondas maiores até 7’0” para ondas normais. Aproveitamos esses últimos meses pra testar novas pranchas também, e temos pranchas muito boas.

Sobre as ondas que irão surfar, eles afirmam que algumas já são “velhas conhecidas”, mas que a grande novidade, Marrocos, não deve decepcionar. “Não conhecemos Marrocos, mas ano passado rolou uma etapa experimental la e a galera que foi pegou altas ondas! Se não me engano é uma etapa móvel, dependendo das condições do mar a organização tem a liberdade de mudar o campeonato de onda. Isso é muito bom que faz com que a gente sempre pegue as melhores ondas!

Por Daniel Vianna

25 de setembro de 2015

Xterra Estrada Real terá mais de 5 mil participantes

A cidade histórica de Tiradentes, em Minas Gerais, promete trazer grandes emoções e recordações para os mais de 5 mil participantes do Xterra Estrada Real. A nona etapa do maior festival de esportes outdoor do planeta acontece neste fim de semana,  dias 26 e 27 de setembro, reunindo atletas de mais de 200 cidades do país – sendo mais de 110 cidades mineiras. O evento terá provas de Mountain Bike, Duathlon, Endurance (corrida de 50km), Night Run (corrida norturna de 7km e 21km), além da divertidíssima Kids Mini Corrida. A corrida infantil já está esgotada, mas ainda restam vagas para os outros desafios. Inscrições disponíveis no ponto físico, localizado do Largo das Forras.  Mais informações: www.xterrabrasil.com.br
Utilizando um dos trajetos históricos da época do Brasil Colônia, rota utilizada para transportar ouro e diamantes, além de outras riquezas do país, o XTerra terá como um de seus destaques a disputa do Duathlon, que exigirá muito empenho e força dos competidores. Ao todo, a competição reúne 3km de trail run, 32km de MTB e 9km de trail run em um percurso desafiador, mas sem deixar de lado as belezas naturais da cidade. O XTerra Endurance 50K também promete grandes desafios e aventuras para os participantes da prova: ao todo, serão 50km percorridos entre trilhas e matas, com um clima quente e seco, em um percurso que possui diversas subidas e descidas. Já na modalidade Night Run, os atletas terão a experiência de correr usando uma lanterna na cabeça, superando diversos obstáculos naturais, nas modalidades de 7km e 21km.

Já no MTB, serão 41km a serem percorridos, em um trajeto onde os competidores deverão tomar cuidado com as descidas. A organização do evento fez ajustes para reunir os principais desafios da categoria para os participantes da prova em Tiradentes. Outra modalidade que promete ser um sucesso em Tiradentes, uma das etapas mais desejadas é o Kids Mini Corrida, que já está com as inscrições esgotadas. A criançada de 1 a 13 anos participará da disputa simbólica, em uma oportunidade de grande diversão, além da possibilidade de entretenimento e integração entre os pequenos.

Por Fernanda Villas Bôas / Foto Thiago Lemos

Guarujaense de Surf 2015 começa neste sábado

A 2ª etapa do Rip Curl Guarujaense de Surf 2015 terá início neste sábado (26), às 8 horas, com a categoria open. A competição na Praia do Tombo, em Guarujá, reunirá 120 surfistas, tendo as finais no domingo, das 11 às 14h. Logo na primeira disputa do evento, o vencedor da etapa inicial, Luiz Diniz, entra no mar, enfrentando Carlos Eduardo, Marcel Calixto e Wanderson da Silva. Outro destaque fica para a bateria três, com dois supercampeões do Circuito, Ricardo Silva e Wesley Moraes, que também terão como rivais Francisco da Silva e Lucas Mizael. Logo depois, às 9 horas, será a vez dos atletas da júnior. As duas categorias voltam ao mar na sequência, para definir os finalistas da etapa. Ainda no sábado competirão, pela ordem, os surfistas da mirim, longboard, iniciante, master, feminina, Sup Wave e estreante.
Distribuição de mudas nativas será uma das atrações foro do mar / Foto Silvia Winik
Além de Luiz Diniz, grande destaque na abertura do Circuito na Praia de Pernambuco, a etapa na Praia do Tombo terá como atrações o experiente Eric Miyakawa, que vem de excelente vitória no Brasileiro de Sup Wave. Outro competidor com muita história no surf presente no evento será Amaro Matos, que se dividirá entre suas baterias e do filho, Derek Matos, na estreante.

Fora do mar, o Rip Curl Guarujaense terá ações socioambientais, como a distribuição de mudas nativas ao público. “Também doaremos os mantimentos arrecadados nas inscrições dos atletas para o CRPI, que faz um trabalho exemplar. Essa ação faz parte da nossa proposta de interagir com a comunidade onde estamos atuando”, diz Fernando Gonzalez, do marketing da Rip Curl. “Nossa sede no Brasil fica aqui em Guarujá e temos o orgulho de patrocinar esse campeonato há sete anos, colaborando diretamente para o fortalecimento do surf na Cidade”, acrescenta.

Por Fábio Maradei

Executivos invadem o Quebra-Mar, neste sábado

O Quebra-Mar, em Santos, terá um campeonato diferente neste sábado (26). Ao invés de surfistas habituais, estarão em ação executivos que atuam nos setores de Açúcar, Álcool e Energia, no 1º Festival de Surf Onda Doce. O evento, que tem início às 9 horas e a final prevista para às 12h30, reunirá 32 competidores e tem como grande objetivo a ação social junto com a diversão. A iniciativa é de Eduardo Naufal, que atua no ramo de Açúcar, e decidiu criar um campeonato reunindo profissionais do setor como confraternização e com a importante meta de  divulgar a ONG Onda Doce. A nova entidade oferecerá a oportunidade a jovens carentes, da Rede Pública de Ensino, conseguirem intercâmbio cultural no exterior.
Picuruta em Mentawai
“A nossa ONG já está formatada e nesse primeiro momento, vamos colaborar com três jovens”, comenta Naufal. “Nada melhor do que um ambiente mais descontraído para mostrarmos que podemos ajudar. Será um dia divertido e de responsabilidade social”, afirma o executivo, lembrando que o valor arrecadado com as inscrições será totalmente revertido à ONG Beaba, que atua diretamente com crianças com câncer. A organização está sob a responsabilidade de ninguém menos que o ícone Picuruta Salazar. Para ele, o campeonato tem tudo para ser um sucesso, pelo propósito a que servirá. “Existe um objetivo de ajudar jovens. Isso é muito importante. O surf no Brasil vem crescendo muito, sobretudo com essa nova geração no Mundial. Todos estão olhando mais para o esporte e teremos aqui executivos que querem participar do esporte, se divertir. Muitos são iniciantes. Será um evento diferente, com certeza”, afirma o maior vencedor de campeonatos de surf no Brasil e um pioneiros quando se fala em disputas mundiais.

Os participantes ganharão medalhas, camisa de lycra, parafina e cordinha e os quatro finalistas levarão troféus artesanais. Além disso, todos os inscritos participarão de sorteios de uma viagem para El Sunzal, em El Salvador e três pranchas, duas produzidas pelo conceituado Almir Salazar (uma delas um longboard), e uma da Seventy Surfboards, de Pedro Penha.

Por Fábio Maradei / Foto Divulgação

Veteranos com surf no pé na 2ª etapa do Guarujaense de Surf 2015

Nomes que já se consagraram, alguns até internacionalmente, prestigiarão a 2ª etapa do Rip Curl Guarujaense de Surf 2015, no sábado e domingo (26 e 27), na Praia do Tombo, em Guarujá. Amaro Matos é um dos grandes exemplos e, inclusive, já têm seus filho competindo no mesmo evento. O caçula do clã Matos já foi campeão paulista profissional e depois se dedicou aos pranchões onde esteve entre os melhores do Mundo. “Hoje é mais por diversão, mas sempre temos aquela vontade de competir, ainda mais em casa”, comenta.
Amaro Matos será um dos veteranos do Guarujaense de Surf 2015
Também na lista dos experientes estarão Ricardo Silva e Leonardo Oliveira, considerados “meninos” se comparados ao tempo de surf de Amaro, mas com grande vivência. Ambos chegaram a parar de competir e retornaram no Rip Curl Guarujaense, sendo destaques na etapa inicial deste ano. Os dois, inclusive, já foram “supercampeões” do Circuito, um título extra, que garante mais emoção às disputas, com todos os campeões municipais da temporada competindo juntos numa bateria especial. Ricardo levou duas vezes, em 2003 e 2005, enquanto que Leonardo faturou em 2004. “É muito bom voltar e competir bem. Senti falta”, diz Leo. “Estou firme e querendo ser campeão”, reforça Ricardo.

Neste ano, o prêmio ao supercampeão será uma viagem uma viagem para a Indonésia, com passagens aéreas e hospedagem durante dez dias na ilha de Bali. “Um incentivo e tanto para os surfistas”, diz o presidente da Associação Guarujaense de Surf, Paulo Gonçalves, o Paulinho Tomboys. “A presença dos surfistas mais experientes, com certeza enriquece muito o nosso evento. Existe uma troca com essa nova geração que vem chegando”, complementa.

O Rip Curl Guarujaense de Surf 2015 conta com nove categorias. Além da master (35 anos em diante) e iniciante (limite de 14 anos), estarão em disputa a open, feminina, júnior (até 18 anos), mirim (no máximo 16 anos), estreante (sub12), longboard (pranchões) e o sup wave (surf com remos). No total, serão três etapas, com a grande final nos dias 10 e 11 de outubro, na Praia de Pitangueiras (Canto do Maluf). No sábado, a competição terá início às 8 horas com a open. As finais serão realizadas domingo, das 11 às 14h.

Por Fábio Maradei / Foto Silvia Winik

Oeste Australiano inspira os novos óculos da HB

A HB - Hot Buttered trouxe do isolado Oeste Australiano a energia para lançar os solares masculinos da coleção Unknown Road (caminho desconhecido) na Ajorsul 2015. Inspirados por imagens de tirar o fôlego, algumas das ondas mais radicais do planeta e pela natureza em estado selvagem, os modelos ganharam nomes de animais e ícones locais: a mortal aranha Redback, a venenosa cobra Taipan e o pássaro mergulhador Darter. O Redback é um modelo para quem tem adrenalina correndo nas veias. Com estrutura curvada, que se ajusta perfeitamente ao rosto, é ideal para a prática de esportes. As linhas facetadas reforçam o design dos óculos, que é leve, resistente ao sol, à água do mar e ao que mais a natureza colocar no seu caminho. O solar vem em oito cores, com opções de Lentes Multiextrato.
Para quem abraça o inesperado e não recusa uma dose de adrenalina, o Taipan é aposta certa. Primeiro solar HB produzido inteiramente em Polytech, desde a armação até a dobradiça, ele combina alto grau de resistência com leveza e conforto. É ideal para quem sai pronto para tudo: mar, areia, chuva e o que mais vier. O Darter é um óculos esportivo como só a HB sabe fazer, traz o DNA esportivo da marca combinado com a grande tendência da estação: formas arredondadas. O modelo, de ar vintage, ganha ainda mais estilo com os decorativos em cores metalizadas.  Todos os óculos da marca HB – Hot Buttered são produzidos na única fábrica com aprovação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) do Brasil – garantia de segurança e durabilidade.  Para download de todas as imagens, acesse o link

Por Daniela Vinci

Expo Sports é um dos destaques do Powerman Brasil

No próximo domingo, 27, o Powerman Brasil reunirá aproximadamente 400 atletas em Jurerê . Os competidores terão a oportunidade de participar, pela primeira vez na América do Sul, do maior evento de duathlon do mundo, com 20km de corrida e 60km de ciclismo pela frente. Porém, o evento não está restrito somente aos atletas. A Expo Sports, que funcionará entre os dias 25 e 27, terá sua abertura ao público já nessa sexta-feira. O evento reunirá diversas marcas do segmento e a expectativa da organização é de que milhares de pessoas visitem o Jurerê Sports Center, local também da largada do evento. Os portões serão abertos ao público às 09h nos três dias de evento com entrada gratuita, paralelamente ao Powerman Brasil.
Foto Marcel 
Além de poder visitar os estandes, o público terá à disposição uma área instalada no local com praça de alimentação ao ar livre com Food Teucks da cidade. Serão quatro restaurantes sobre rodas com diferentes propostas gastronômicas: American Burger FoodTruck. Acarajé do Marco, Naturalize – Hamburgueria vegetariana e Mon Amour Churros. Ainda no local acontece toda a movimentação do Powerman Brasil. A partir de sexta-feira os atletas poderão fazer a retirada de kit, entre 10h e 20h. No sábado, além da sequencia na retirada de kit, haverá o Congresso Técnico e o Bike Check-in, além da realização do Powerman Kids. No domingo, a largada está marcada para às 07h e a premiação acontece às 15h30.

O Powerman Brasil é a primeira prova do gênero na América do Sul e vale como seletiva para o Mundial de Powerman na Suíça. A Expo Sports é um evento paralelo e acontecerá simultaneamente à prova de duatlhon, oferecendo mais atrações para os atletas, familiares, fãs do esporte e o público em geral.

Por Danilo Caboclo

24 de setembro de 2015

Pai e filho competem no Rip Curl Guarujaense

Na etapa inicial, disputada em agosto na Praia de Pernambuco, em Guarujá, Binho Hanada já estava feliz ao ver seu filho, Luan, chegar à final e garantir o segundo lugar na categoria iniciante. Mas depois a alegria da família foi geral, com a sua vitória na master. Agora, pai e filho voltam a competir juntos no Rip Curl Guarujaense de Surf 2015, que terá a segunda etapa, nestes sábado e domingo (26 e 27), na Praia do Tombo.
Binho Hanada e Luan Hanada juntos no Rip Curl Guarujaense / Foto Silvia Winik
“Foi um momento especial ganhar uma etapa de um campeonato tão privilegiado e ver a evolução do meu filho, também fazendo pódio. Agora, pretendo fazer uma boa apresentação e, quem sabe, fazer mais uma final, além de torcer muito para o Luan surfar bem e se manter entre os primeiros”, diz Binho.

Aos 41 anos de idade, Binho surfa desde os 12, sempre na Praia de Pitangueiras. “Mas gosto do Tombo, pelas excelentes ondas”, ressalta o líder da máster, que é comerciante em Mogi das Cruzes, subindo e descendo a serra diariamente e deixando os finais de semana livres para o surf. Luan, que aprendeu a surfar com o pai, também ficou feliz com os resultados na etapa inicial e está motivado em chegar à nova decisão. “Fiquei amarradão. Ele me ensinou a surfar e sempre falamos muito sobre o meu surf no dia a dia e ele me dá dicas. Gosto muito da onda do tombo e quero surfar bem de novo”, comenta o surfista de 13 anos.

Por Fábio Maradei

Atletas experientes participam do Powerman

Neste final de semana, o Powerman, maior série de duathlon do mundo, desembarca pela primeira vez em Florianópolis atraindo centenas de competidores, tanto amadores quanto profissionais. Entre eles, um atleta bem conhecido do público catarinense estará perfilado para o desafio de 20km de corrida e 60km de ciclismo. Conhecido como Rei de Santa Catarina, o maratonista Adriano Bastos está inscrito no Powerman Brasil e dessa vez tentará o êxito em uma prova que já fez parte de sua rotina diária de treinamentos. “Eu vim do triathlon para a Maratona e o Powerman será uma ótima oportunidade de voltar às origens. Já faz dois meses que estou treinando focado na prova e meu objetivo é conseguir a vaga para o Mundial no ano que vem na Suíça na faixa etária”, explica Adriano, que tem o apelido de rei do estado por ter vencido por quatro vezes a Maratona de Santa Catarina.
Adriano Bastos / Foto Fernanda Paradizo
Acostumado a encarar longas distâncias nas provas de corrida de rua, o atleta sabe que terá um desafio diferente pela frente. No entanto, Adriano conhece bem as provas de duathlon e diz estar preparado pelo que virá pela frente. “Eu já competi muito nesse tipo de prova, já fiz Ironman algumas vezes e também já fui competidor profissional de duathlon antes de migrar para as provas de rua. O que me chamou bastante a atenção foi a questão da distância, pois teremos 20km de corrida que é onde eu acho que possa me dar bem na prova”, afirma. “E quando vi que valia vaga para o Mundial decidi fazer, pois esse é o meu maior foco”, acrescenta.

Para Adriano a questão da distância de 20km para corrida e 60km de ciclismo tornará a prova bem equilibrada. “O ideal para o cara se dar bem nesse evento é ele ter os dois elementos bem equilibrados. Não adianta pedalar muito forte, mas não ter uma boa corrida e vice-versa. O importante é segurar bem o ritmo nas duas modalidades”, encerra. Passando o Powerman Brasil, o maratonista volta a sua rotina de treinamentos normal visando uma prova de 42km na Nova Zelândia e na sequencia mirando o nono título na Maratona da Disney. Além de Adriano Bastos, o Powerman Brasil reunirá os melhores atletas do país na modalidade. Top-3 do ranking nacional de duathlon Francisco Luiz Viana Neto e Nyaara Lunière são dois dos favoritos para o título entre os profissionais.

O Powerman Brasil é a primeira prova do gênero na América do Sul e vale como seletiva para o Mundial de Powerman na Suíça. O evento é uma realização da E2X Esporte e Entretenimento, homologado pela Fetrisc e tem como apoiador a Prefeitura Municipal de Florianópolis.  O Powerman Brasil tem como parceiros de mídia a Revista Mundo Tri e o site Eu Atleta. Também tem como produtora oficial a M9 Produções. A Track & Field é a marca esportiva oficial do evento.

Por Danilo Caboclo 

23 de setembro de 2015

Ginásio da Portuguesa finaliza o Universitário de Skate 2015

Pela primeira vez na história o Universitário de Skate 2015, que será finalizado no próximo domingo, dia 27, acontece no Ginásio da Portuguesa. Coberta e protegida de eventualidades climáticas o ginásio acomodará uma bela skate plaza de madeira de street light montada pela Brasil Skate Camp, responsável pela área de grandes competições de skate profissional no país, como a Copa Brasil de Street Skate, realizada em Belo Horizonte em 2014 e o Vans Waffle Series, realizada em São Caetano do Sul em junho passado.
Será a grande final da 7ª Edição do Circuito Universitário de Skate. Após a realização das três etapas classificatórias, os 12 primeiros das categorias Amador 1, Amador 2 e Feminino se juntam à categoria Profissional para a grande disputa final e descobrir quem serão os campeões do Circuito Universitário de Skate 2015. O formato de todas as disputas da final será a ‘jam session ordenada’. E além da categoria Pro para universitários (formandos e formados) valendo uma premiação de 5 mil reais, haverá um Best Trick para 15 skatistas profissionais convidados. O Ginásio da Portuguesa fica na Rua Comendador Nestor Pereira, nº 33, no bairro Canindé. (Link do mapa)
Os campeões do ranking de cada categoria ganharão um final de semana com acompanhante na Pousada Marthi, localizada na praia de Itamambuca, Ubatuba (www.pousadamarthi.com.br). Os ganhadores terão que utilizar o prêmio até o final do mês de novembro de 2015 (Obs. A estadia não poderá ser utilizada em feriados). Vale lembrar que as inscrições serão gratuítas. Os skatistas profissionais universitários precisam comparecer no local da etapa com seus documentos: RG e comprovante de matrícula (ou diploma para formados).

Por Marcos Hiroshi

Paulistas representaram no Nova Geração

O Circuito ASN Cyclone Nova Geração 2015 foi encerrado no dia 19 de setembro em Itacoatiara, com a realização da terceira e decisiva etapa deste ano. O canto do Costão estava um pouco mais protegido da ondulação, que foi subindo ao longo do dia. Boas ondas de meio metro formaram o cenário perfeito para as disputas dos jovens atletas de até 14 anos. Com uma estrutura simples e bem organizada, mais do que uma competição o evento é um momento de reencontro e confraternização entre a garotada, seus familiares e amigos. O público e a torcida permaneciam atentos na beira da areia, e vibravam muito a cada onda bem surfada.
Gabriel de Souza / Foto Guilherme Milward
Em meio a dificuldades que as associações têm enfrentado para realizar seus circuitos, o trabalho de base feito em Niterói não beneficia apenas os surfistas da cidade, mas também de todo Estado do Rio de Janeiro. Nessa etapa compareceram dois surfistas de Ubatuba, que não perderam a viagem, e venceram suas respectivas categorias. Murillo Coura saiu de São Paulo, fez uma boa escolha de ondas no cantinho da pedra, e garantiu a vitória na Pré-Petit (Sub-8). Rickson Falcão de Saquarema foi o segundo, e somou pontos suficiente para ficar com o título do circuito. A segunda vitória dos paulistas foi na Petit (Sub-10), com Gabriel de Souza botando pra baixo nas fortes ondas de Itacoá. O niteroiense Pedro Henrique Canero, ficou em segundo e se sagrou campeão do ranking. Saquarema continua produzindo bons surfistas, cada vez mais precoces. Rafael Lutfy foi o terceiro e Diego Templar o quarto. Carol Bonelli confirmou seu favoritismo, e com a vitória nesta etapa, ela foi a única a se sagrar campeã invicta do circuito da ASN. A carioca Julia Duarte estreou em competições e garantiu a segunda colocação. Luiza Repsold foi a terceira e a melhor niteroiense no ranking final, terminando com o vice. Larissa Diniz chegou a sua primeira final e ficou em quarto.

Brian Pacheco voltou a vencer na categoria Escolinha Masculino. Seu pai, o veterano Ricardo Go Big, ficou muito feliz na areia com o desfecho da decisão. Marcus Vinicius Sá Freire encontrou um boa esquerda e conseguiu a segunda colocação. Os irmãos Diego e Thiago Cordeiro terminaram respectivamente em terceiro e quarto. Na decisão do ranking, Igor Queiroz parou em quinto, mas a com a combinação de resultados, ele garantiu a melhor pontuação do ano. Uma das revelações do surf niteroiense, Caio Knappi, que é local da praia do Forte do Imbuí, acertou uma boa batida em uma direita e conquistou o título do campeonato e do circuito na Infantil (Sub-12). Vinicius Ramon evoluiu bastante ao longo do ano e dessa vez conseguiu a segunda colocação, tanto na etapa quanto no ranking. Alan Roger ficou em terceiro em sua primeira participação. Thiago Cordeiro repetiu o mesmo resultado da Escolinha Masculino e finalizou em quarto.
Murilo Coura / Foto Guilherme Milward
Na principal categoria, Iniciante (Sub-14), Bernardo Ribeiro de Arraial do Cabo quase se envolveu em uma interferência, mas conseguiu a onda salvadora, e avançou para o primeiro posto. Danilo de Souza precisava da vitória no evento para também garantir o título do ranking, mas sofreu a virada nos instantes finais, e parou em segundo. Por ter sido o melhor niteroiense nesta final, Danilinho conquistou uma sessão de fotos particular com o fotografo Guilherme Milward. Paulo Renato retornou as competições em 2015, e mostrou que está com um bom ritmo. Mais uma vez ele chegou a final e garantiu a terceira colocação. Valentin Neves, filho do bi-campeão brasileiro Léo Neves, não encontrou boas ondas e terminou em quarto.

Por João José Macedo

XTerra MTC Cup em Tiradentes

O próximo fim de semana em Tiradentes será de esporte da melhor qualidade. A cidade mineira receberá mais de 5 mil amantes do esporte a céu aberto, nos dias 26 e 27 de setembro, para o XTerra Estrada Real. O maior evento do cross country brasileiro receberá competidores de 200 cidades para diversas competições de corrida em trilhas, MTB, duatlhon e corrida infantil. Importantes nomes da elite brasileira, como a atleta de moutain bike Roberta Stopa, marcarão presença no famoso circuito.
Foto Thiago Diz

“Meu ano no XTerra tem sido muito produtivo, além de ter sido titulada embaixadora do MTB Cup, sou líder do ranking com três vitórias e um segundo lugar. Para os amadores do esporte aconselho uma boa alimentação e principalmente uma hidratação reforçada, pois a temperatura está cada dia mais alta. Acredito que no dia não vai ser diferente”, comenta a mineira que disputará a MTB Cup no próximo domingo, dia 27.

Todas as provas terão como ponto de largada a Praça da Rodoviária e desvendarão o entorno da região histórica conhecida como Estrada Real. A MTB Cup conta 41km nas elevadas montanhas de Minas Gerais e um novo percurso. “Esticamos a prova para a cidade de Prados e incluímos de novas descidas e singles tracks. Tudo isso para tornar o percurso ainda mais desafiador”, comenta Bruno Vicente, diretor técnico do XTerra Brazil Tour.  

Amadores e apaixonados pelo esporte também marcarão presença no XTerra como o pai e filho Marcelo e Marcio Portugal, que estarão juntos na corrida noturna. "Eu tenho 35 e ele 75. É meu fiel companheiro. Estaremos juntos na Night Run. São 4 décadas que nos separam, mas o amor pelo esporte não tem idade". comenta Marcio.

O circuito XTerra Brazil Tour em locais como Paraty-RJ, Ilhabela-SP, Ouro Preto-MG, Brasília-DF e Mangaratiba-RJ. Após a etapa de Tiradentes, o XTerra Brazil Tour ainda passará por Fernando de Noronha e Juiz de Fora. O XTerra Estrada Real tem patrocínio master do Sesi Fiemg e conta o apoio de Maçãs Turma da Mônica, Oakley, Suunto e Prefeitura de Tiradentes. O suplemento oficial é Exceed. Mídia oficial é a Go Outside e Eu Atleta.  A realização é do Instituto XTerra.

Por Fernanda Villas Bôas