20 de dezembro de 2014

Uma aventura prol da cura

A Protrek, marca de relógios da japonesa Casio, irá apoiar oito remadores que tem como objetivo cruzar o Oceano Atlântico, bater recordes Guinness e ainda ajudar na pesquisa da cura do câncer. É o projeto RemaCaê. A equipe, que treinou muito na Inglaterra, partiu para as Ilhas Canárias no dia 17 de janeiro . O desafio tem que ser concluído em menos de 31 dias e 5 horas. “O time está fechado e é bem forte, estamos muito animados”, conta Caetano Penna Franco Altafin Rodrigues da Cunha, o Caê, que integra o grupo.
Esta não é a primeira vez que a Protrek embarca em uma empreitada com jovens promissores, que buscam transformações por meio do esporte. Em 2013, a marca apoiou a médica e aventureira Karina Oliani e viu ela se transformar na mulher brasileira mais jovem a chegar ao topo do Everest, no dia 17 de maio às 7h38 (horário de Nepal). “Para nós é muito gratificante poder participar de alguma maneira destas iniciativas, que divulgam o esporte como fator de mudança e inspiram muitas pessoas”, afirma Patrícia Bacan, gerente de marketing de relógios da Casio.

É por meio de financiamento coletivo que o projeto RemaCaê pretende ajudar o o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) na pesquisa da cura do osteosarcoma, espécie de tumor maligno dos ossos. Segundo Caê, a inspiração nasceu ao ver a luta de crianças e adolescentes pela vida após terem recebido este diagnóstico.
Além da preparação para iniciar a travessia, o grupo também conta histórias destas pessoas em um blog. “Vamos mostrar o que vivem estes bravos navegantes e suas lições de amor à vida e ao próximo, como forma de divulgação dessa causa tão importante que nos inspirou a atravessar um oceano”, explica o remador, que também é advogado e empreendedor.

Por Ana Coelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário