2 de dezembro de 2014

Deivid Silva vence o ASP 4-Star da China

O paulista Deivid Silva conseguiu sua primeira vitória em etapas do ASP Qualification Series na final sul-americana contra o peruano Miguel Tudela no ASP 4-Star Hainan Classic na China. Foi o bicampeonato do Brasil na Ilha Hainan, pois Caio Ibelli venceu este evento no ano passado, com Deivid também fazendo uma boa campanha nas ondas de Riyue Bay, só parando nas quartas de final. Com os 1.000 pontos da vitória na China, o surfista do Guarujá que neste ano faturou o título sul-americano Pro Junior da ASP South America e foi vice-campeão mundial da categoria Sub-21 da ASP em Portugal, subiu da 106ª para a 91ª posição no ranking, entrando no grupo dos 100 que podem participar das principais etapas do QS, com status Prime e nível 6 estrelas. Já Miguel Tudela foi de 150 para 125 na tabela de classificação com os 750 pontos do vice-campeonato na Ilha Hainan.
Deivid Silva (BRA) / Foto Hayden-Smith / ASP
Deivid Silva pôde controlar a bateria depois de começar muito bem combinando manobras explosivas com velocidade numa boa onda que pegou logo no início. A nota 9,10 recebida foi decisiva para ele faturar o prêmio máximo de 15 mil dólares oferecido nas etapas do ASP 4-Star. O vice-campeão Miguel Tudela ganhou metade disso, mas foi um dos destaques da terceira edição do ASP 4-Star Hainan Classic na China. Ele também surfou boas ondas na decisão do título e a diferença no placar não chegou a meio ponto. O brasileiro venceu por 15,53 a 15,10 pontos das notas 8,33 e 6,77 das duas melhores ondas surfadas pelo peruano.

O último dia do Hainan Classic começou e terminou com duelos sul-americanos nas ondas de Riyue Bay, em Wanning, na Ilha Hainan. O primeiro do dia foi uma bateria brasileira entre os dois últimos campeões sul-americanos Pro Junior da ASP South America. Numa disputa bastante acirrada, o atual Deivid Silva derrotou o do ano passado, Luan Wood, de Santa Catarina, também por uma pequena diferença de 13,67 a 12,90 pontos. Luan ficou em quinto lugar e recebeu 2.250 dólares e 422 pontos.
Pódio / Foto Steve Robertson/ASP
Depois, Deivid passou fácil pelo japonês Kaishu Tanaka para fazer sua segunda final em etapas do ASP Qualification Series esse ano. A primeira foi no Vans Pro em Virginia Beach nos Estados Unidos, quando terminou como vice-campeão na prova vencida pelo norte-americano Michael Dunphy. Já o peruano Miguel Tudela atropelou os dois adversários que enfrentou no seu caminho até a grande final do Hainan Classic no último dia. Ele despachou o japonês Reo Inaba por 16,24 a 8,80 pontos nas quartas de final e o australiano Dale Lovelock por 16,60 a 10,50 nas semifinais.

Um total de onze surfistas da América do Sul competiu na China esse ano, cinco brasileiros, quatro argentinos e dois peruanos. Entre os dezessete países que foram representados na terceira edição do ASP 4-Star na Ilha Hainan, os maiores contingentes eram os dos donos da casa, com treze chineses, onze australianos e dez japoneses. Enquanto no Havaí, os participantes do último ASP Prime de 6.500 pontos do ano em Sunset Beach brigam pelo primeiro lugar no ranking final do ASP Qualification Series e pelas últimas vagas na lista dos dez que sobem para o WCT, na China a batalha era para entrar no grupo dos 100 primeiros colocados no ranking.
Miguel Tudela (PER) / Foto Hayden-Smith / ASP
Além de Deivid Silva, o outro único que conseguiu ingressar nesta lista foi o francês Medi Veminardi, da Ilha Reunião. Ele foi barrado nas quartas de final pelo japonês Kaishu Tanaka, mas ganhou sete posições no ranking com os 422 pontos do quinto lugar, subindo da 103.a para a 96.a colocação na classificação geral das 33 etapas completadas na China. No entanto, o ranking ainda pode mudar bastante na Vans World Cup of Surfing, que tem prazo até 6 de dezembro para ser encerrada em Sunset Beach, na ilha de Oahu, no Havaí.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário