8 de novembro de 2014

Irmãos Ferreira conquistam o Brasileiro de Kite Wave

A última sexta-feira, dia 7 de novembro, ofereceu boas condições para a realização do Furnas Rio Kitesurf Open 2014, etapa valida pelo campeonato brasileiro de kite wave.  Foi neste cenário que a família Ferreira comemorou os títulos brasileiros dos irmãos Filippe e Milla, conquistado por antecipação. Os atletas voltam para a água no sábado, 8 de novembro para decidir ainda o titulo do Furnas Rio Kitesurf Open.
Filipe Ferreira 
Conhecido como Frajolinha, Filippe era o líder do circuito e precisava alcançar a fase de oitavas para sagrar-se campeão brasileiro. Na primeira bateria da categoria profissional  Felipe mostrou superioridade e conhecimento das ondas do Postinho. O Atleta passou a bateria em primeiro, com 10.00 pontos somados, deixando para trás os kitesurfistas Fabrício Nigri (2º), David Barata (3º)  e  Daniel Souto (4º). Na sequencia, o atleta ainda passaria para as quartas de final, mas com o resultado da primeira bateria, Frajolinha já era o campeão brasileiro de 2014 da catagoriakitewave. ‘’ Esse ano foi especial para mim. Já tinha conquistado o campeonato carioca e agora o brasileiro. Ainda consegui uma boa colocação no mundial (4o lugar). Isso me deixa mais confiante para tentar o titulo mundial no ano que vem’’, comemora Felipe Ferreira.

Entre as meninas, Milla Ferreira já possuía larga vantagem sobre as adversárias, pois havia vencido as duas primeiras etapas, em Imbituba, Santa Catarina e Fortaleza, no Ceará. Na prova de sexta-feira, Milla, que conquistou seu terceiro titulo nacional, não precisou nem entrar na água, pois suas principais adversárias não se inscreveram na competição. “Fico feliz pelo título, mas fico triste pela falta de meninas no esporte. Viver do esporte não é algo fácil, ainda mais no Brasil. Eu gostaria muito de ver os campeonatos cheios e disputados, com iniciativas como o Furnas kitesurf acho que o esporte pode ganhar muito”, finaliza Milla.
Milla Ferreira
Na sexta-feira apenas as baterias da categoria profissional masculino entraram na água. As disputas seguiram até a penúltima bateria da fase de quartas de final. Os destaques ficaram por conta de Tânio Barreto, que conseguiu o maior somatório da competição (16,17), Filippe Ferreira, Zaga Gonzaga e Guilly Brandão. Estes já estão garantidos nas semifinais. Além deles, Vitor Martins, Pedro Mattos e João Henrique Ferreira. O oitavo kitesurfista que estará nas semifinais sairá da bateria entre Roberto Vieira e Kevin Sansão. “ Uma etapa na Barra é fundamental para o circuito brasileiro e para o kite nacional. A condição aqui é quase sempre excelente e hoje não foi diferente. Bons ventos e altas ondas. Os atletas locais são muito bons e vários so competem aqui, o que é um desafio a mais para nós profissionais”, observa Guilly Brandão.

Fonte Mídia Bacana / Fotos Gustavo Cabelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário