7 de novembro de 2014

Confesso que surfei!

Quarta-feira cinza em São Paulo, de muito transito logo de manhã.  Dia super corrido no trabalho, quase sem tempo de ir ao banheiro. Amigos fazendo bate-volta para a praia e se vangloriando de pegar altas ondas na terça e novamente na quarta. Perspectiva de Happy Hour à noite com turma da faculdade que não vejo faz tempo. Namorada me atazanando por que minha ex estaria lá. Mais transito na volta, mais discussão! Cabeça quente, cansado, chega!!
Foto Divulgação
Larguei as encrencas para trás e fui atrás da solução. Peguei o carro, passei em casa para pegar a prancha e fui para praia, 55 minutos de estrada. Cheguei lá às 22h30, vi um pouco do jogo na TV e capotei em seguida, com o alarme para despertar às 5h45.

Dormi feito uma pedra, acordei meio zonzo mais esperançoso. Comi um negócio rápido e fui para o mar. Chegando lá, o esperado Swell de sul havia chegado, e combinado com um de Sudeste/Leste, deixou o mar com um tamanho bom e com ondas abrindo, quase sem vento. Um pouco balançado, mas muito bom.

Surfei justas 2 horas, ondas de 1 metrão e série maiores. Sai do mar correndo, tomei uma ducha e rumei, leve e bem humorado, direto para o trabalho em São Paulo. Meus pensamentos, diferente da noite anterior, já faziam sentido. Minha alma estava leve e lavada pela água salgada e parecia que nenhum problema poderia me aborrecer, na verdade, nenhum problema parecia sequer existir na minha quinta-feira.

Cheguei no trabalho, 20 minutos atrasados e dei de cara com meu chefe. Como que captando minha energia boa, e talvez porque não conseguia disfarçar o sorriso de orelha a orelha, ele olha para mim e me pergunta: Como foi o bate? Soltei uma gargalhada, e respondi: altas!!  Ele sorriu uma risada de complacência e aprovação e foi para a sala dele. A quinta foi agitada também, mas muito mais produtiva e agradável. Como se não fosse suficiente tudo isso, o Surf também salvou meu namoro. E fim de semana tem mais!!

Aloha!

Por Caio Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário