17 de setembro de 2014

Brasileiros roubam a cena no Hurley Pro Trestles

Os brasileiros brilharam no retorno do Hurley Pro Trestles depois de quatro dias de ondas pequenas em San Clemente, na Califórnia, Estados Unidos. Na terça-feira (16), Lower Trestles voltou a bombar direitas e esquerdas de 4-6 pés e o dia começou com Gabriel Medina vencendo o duelo brasileiro com Raoni Monteiro. Depois, Jadson André fez o maior placar do campeonato - 17,50 pontos - e Filipe Toledo acertou um aéreo "full rotation" incrível de backside na onda que valeu a maior nota - 9,83. Jadson acabou eliminado na terceira fase, mas Miguel Pupo já garantiu o Brasil na rodada das duas chances de classificação para as quartas de final da oitava das onze etapas do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour.
Miguel Pupo (BR) / Foto Sean Rowland / ASP
Antes de despachar o surfista local de San Clemente, Kolohe Andino, no duelo que fechou a terça-feira em Lower Trestles, Miguel Pupo tinha vencido o primeiro dos dois confrontos seguidos contra a Austrália que fecharam a ótima participação brasileira na repescagem. Ele só surfou duas ondas contra Mitch Crews, já nos dez minutos finais da bateria. Mas, Pupo foi preciso com seu ataque de backside nas direitas, combinando batidas com arcos perfeitos nas ondas, sempre alongando as manobras em duas belas apresentações que renderam notas 8,17 e 8,77. Estes 16,94 pontos só não superaram os 17,50 do recorde de Jadson André.

A última chance de vitória australiana contra o Brasil era com Adam Melling, que começou forte a bateria com nota 9,17. Mas, Filipe Toledo tirou da manga um aéreo incrível "full rotation" de backside numa esquerda da série, aterrisou na parte crítica da onda que finalizou com uma batida fortíssima explodindo o lip da onda. Dois dos cinco juízes deram nota 10 e a média ficou 9,83, a maior de todo o campeonato. Depois quase não entraram mais ondas boas, mas Filipe dá outro show em uma direita mandando um aéreo de frontsite entre várias manobras para abrir 6,77 pontos de vantagem. Adam Melling só pega sua segunda onda no minuto final e recebe nota 6,10, com a quarta classificação do Brasil para a terceira fase sendo confirmada por 15,93 a 15,40 pontos.

Atualmente morando na Califórnia com toda sua família, Filipe comandou o show de aéreos na terça-feira. O público e até os que estavam na área dos atletas vibraram com a sua manobra impressionante, que já entrou na lista para concorrer ao "Innovation Award", prêmio especial para quem fizer a manobra mais inovadora da temporada no Samsung Galaxy ASP World Championship Tour. Apesar das boas esquerdas e direitas que quebraram durante todo o dia, o grande intervalo entre as séries acabou fazendo com que poucas ondas entrassem na maioria das baterias.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário