2 de setembro de 2014

ASP South America resgata a perna brasileira

A ASP South America anunciou o retorno da "perna brasileira de fim de ano" com três etapas seguidas do ASP Qualifying Series masculino e feminino nos meses de outubro e novembro. A Federação Catarinense de Surf (FECASURF) confirmou a estreia do Santa Catarina Pro com etapas do ASP 6-Star masculina e ASP 5-Star feminina nos dias 18 a 25 de outubro em Florianópolis, marcando a volta da Praia da Joaquina ao Circuito Mundial da ASP.
Praia da Joaquina (SC) / Foto Nilton Santos/WCT Brasil 
A Dendê Produções também oficializou a reedição do Mahalo Surf Eco Festival no litoral sul da Bahia, incluindo a categoria feminina com uma etapa do ASP 4-Star como a masculina para os dias 27 de outubro a 2 de novembro na Praia da Tiririca, em Itacaré. E o São Paulo Prime de 250 mil dólares e 6.500 pontos já estava garantido no calendário, para os dias 3 a 9 de novembro na Praia de Maresias, na casa do líder do ranking mundial, Gabriel Medina, em São Sebastião, no litoral norte paulista.

Durante muitos anos, o Brasil era a última parada antes do encerramento da temporada na Tríplice Coroa Havaiana. As etapas promovidas pela ASP South America foram decisivas e superimportantes para os brasileiros conseguirem confirmar em casa suas classificações para a elite mundial do WCT, sem depender de resultados nas sempre difíceis e concorridas etapas do Havaí. A última "perna brasileira de fim de ano" com três etapas importantes seguidas do ASP 6-Star aconteceu em 2010. Em 2011 ainda tiveram duas, mas em 2012 e 2013 nenhuma prova do ASP Qualifying Series foi realizada no Brasil nos meses de outubro e novembro. "É gratificante poder trazer de volta ao Brasil estes importantes torneios do Qualifying Series da ASP", disse Roberto Perdigão, diretor da ASP South America. "Estas novas etapas do calendário masculino e feminino aumentam substancialmente as chances dos surfistas lutarem por uma vaga para o ASP World Tour de 2015, já que fora as duas ultimas etapas Prime no Hawaii, não haviam outros eventos de peso no segundo semestre onde os surfistas pudessem assegurar uma melhor classificação para o WCT".
Praia de Maresias (SP) / Foto Daniel Smorigo/ASP
Depois da passagem do Circuito Mundial pelo Brasil, a ASP South America ainda vai fechar o ASP Qualifying Series feminino de 2014 com mais uma estreia no Chile, o ASP 3-Star Maui Women´s Pro de 13 a 16 de novembro nas longas esquerdas de Punta de Lobos, em Pichilemu. Essa "perna sul-americana" feminina definirá a lista das seis indicadas para completar a elite das top-17 que vai disputar o título mundial no ASP Women´s Tour no ano que vem. As meninas também terão três etapas como os homens.

A primeira é o ASP 5-Star Santa Catarina Pro de 18 a 23 de outubro na Praia da Joaquina, em Florianópolis. Depois, passa pela Bahia no ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival de 27 de outubro a 2 de novembro em Itacaré e das águas quentes do Nordeste elas podem seguir direto para o mar gelado do Chile, pois não haverá competição feminina no São Paulo Prime em Maresias. Com isso, elas terão uma semana a mais para treinar na difícil onda de Punta de Lobos para o Maui Women´s Pro, que só começa no dia 13 de novembro em Pichilemu. "É uma das metas da ASP South America dar todo o suporte ao surfe feminino", destaca Roberto Perdigão. "Pelo que temos acompanhado nas transmissões dos eventos da ASP, o nível técnico das meninas tem estado altíssimo e o momento não poderia ser melhor para que as empresas que fazem parceria conosco entendessem a necessidade de incentivar esta categoria".
Praia da Tiririca (BA) / Foto Fabriciano Jr./ Dendê
Os surfistas vão ter mais de 1 milhão de Reais para disputar nos quatro eventos que encerram o calendário 2014 da ASP South America, sendo 480 mil dólares nas três etapas masculinas do ASP Qualifying Series e 85 mil dólares nas três femininas. O São Paulo Prime é o mais valioso e vai dividir 250 mil dólares entre os 96 participantes, pois todos recebem premiação em dinheiro e a vitória vale 6.500 pontos.

No Santa Catarina Pro serão 170 mil dólares, com 135 mil e 3.500 pontos no ASP 6-Star masculino e mais 35 mil dólares e 2.000 pontos no ASP 5-Star feminino. No Mahalo Surf Eco Festival da Bahia, as duas etapas do ASP 4-Star totalizam 125 mil dólares, 95 mil para os homens e 30 mil para as mulheres. E as meninas terão mais 20 mil dólares no ASP 3-Star Maui Women´s Pro do Chile.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário