7 de agosto de 2014

Vinicius Parra faz bonito na abertura do Santos Surf 2014

Com duas vitórias e um segundo lugar, Vinicius Parra foi o grande nome da abertura do Circuito Santos Surf 2014, realizada nesta quarta-feira (6), junto ao Parque Roberto Mario Santini, o Quebra-Mar. O surfista de apenas 11 anos faturou as categoria estreante (até 12 anos), iniciante (no máximo 14 anos) e ainda foi o segundo colocado da mirim (sub16). De quebra, a sua irmã mais velha, Isadora Parra foi a primeira colocada da feminina, garantindo à família 50% das vitórias no evento. Outra grande atuação foi de Matheus Dutra, garantindo a maior somatória, com 16,06 pontos de 20 possíveis, abrindo caminho para o tricampeonato da categoria júnior (18 anos para baixo). Também comemoram as vitórias na 1ª etapa Vitor Luiz, na mirim, e Roberto Alves Neto, na petit (limite de 10 anos).
Vinicius Parra
Além dos vencedores, merecem destaque os surfistas Yuri Beltrão, que também chegou a três finais, Thomas Mariano, finalista em duas categorias, Jonas Wolthers, dono da maior nota do evento, um 9,17, e Nicolas Chafick, o caçula, com apenas sete anos e que se aventurou nas ondas.  O Circuito começou em grande estilo, com sol, ondas de até 1,5 metro e grandes disputas. Foram 46 competidores nas categorias de base.

A primeira final do dia foi a iniciante. Alexsandro Salles saiu na frente, mas logo Vinicius Parra assumiu a ponta, ratificando a vitória com uma nota 7,83 pontos. Na sequência, foi a vez da estreante. Yuri Beltrão, que já tinha sido o terceiro, começou bem e liderou boa parte, mas cometeu interferência, atrapalhou a onda do adversário, sendo punido com a perda de metade de sua segunda nota. Assim, caiu para segundo e Vinicius Parra levou a melhor. “Foi muito bom, mas cansa”, confessou Parra. “Gostei muito, ainda mais por estar surfando em casa. Essas duas vitórias e ainda o segundo lugar na mirim representam que estou melhorando a cada dia”, afirmou Vini Parra.
Matheus Dutra
Na petit, Noa Portes, filho dos surfistas Marcello Arias e Márcia Portes, estreando em competições começou muito bem. Mas Roberto Alves passou para  primeiro no meio da bateria. Yuri, em sua terceira decisão seguida, ficou em terceiro. “Foi bem legal vencer. Foi minha primeira vitória”, comemorou o vencedor, de nove anos. Na mirim, Vitor Luiz dominou toda a final, com um 7 e um 6,5. Vinicius Parra, de volta ao mar na terceira decisão do dia, terminou em segundo. “Muito bom começar na frente e agora quero esse título”, disse Vitor. “Altas ondas, competindo com amigos. Foi show. Foi uma bela iniciativa da Associação e da Prefeitura. O Circuito está muito bom”, acrescentou o atleta de 15 anos.

Na feminina, Isadora Parra garantiu mais uma vitória para a família. “Foi muito legal. Estou muito feliz por vencer e pelo meu irmão também”, disse a surfista de 14 anos, que começou a surfar incentivada pelo irmão caçula. Já para a última final do dia, na júnior, ficaram reservadas as grandes atuações. Matheus Dutra, campeão santista júnior e mirim em 2012 e júnior no ano passado, abriu a bateria com um 7,83, distanciando-se dos rivais. Com uma onda com duas rasgadas fortes, Jonas Wolthers, campeão santista mirim em 2013, garantiu a maior nota do dia, um 9,17. Mesmo assim, não assumiu a ponta.
Isadora Parra
No último minuto, ele pegou uma onda, precisava de 4,49 e tirou 4,53, passando para primeiro. Mas Matheus veio logo atrás e com um 8,23 recuperou a liderança, numa disputa emocionante. “A gente se conhece bem. Treinamos todos os dias juntos e sempre um quer ser melhor do que o outro. Somos amigos e fico feliz em ter uma bateria bem disputada com ele. A briga vai ser boa pelo título, mas quero esse tri. É bem importante, porque estamos competindo na nossa cidade”, relatou Matheus, que completou 18 anos.

Fonte FMA Notícias / Foto Baida/Baixada Surf

Nenhum comentário:

Postar um comentário