7 de agosto de 2014

Pro Junior de surf 2014 começa sexta-feira, no RN

Os organizadores do Red Nose Pro Junior preparam um grande evento com várias atrações extras para marcar o primeiro campeonato internacional de surfe em Baía Formosa, cidade do Rio Grande do Norte que faz divisa com a Paraíba. Os melhores surfistas com até 20 anos de idade da América do Sul estarão se apresentando nas direitas perfeitas do Pontal a partir dessa sexta-feira, na única etapa brasileira do ASP South America Pro Junior Series 2014, pois as outras duas são no Peru. O ranking do circuito define os campeões sul-americanos Sub-20 masculino e feminino da temporada e a equipe que vai defender o continente na disputa do título mundial Pro Junior da ASP (Association of Surfing Professionals).
Luan Wood (SC) / Foto Juan Carlos Sallinas
O campeonato vai distribuir uma premiação total de 25 mil dólares e é a seletiva mais importante, única com status 2 estrelas nas duas categorias, atraindo os principais valores de mais uma promissora geração de surfistas que sonham seguir carreira no esporte. Os dois últimos campeões sul-americanos vão tentar um inédito bicampeonato sul-americano Pro Junior, pois ainda não estouraram o limite de 20 anos da categoria. O defensor do título é catarinense, Luan Wood, que vem direto dos Estados Unidos, onde no domingo passado disputou as semifinais Pro Junior do US Open of Surfing, na Califórnia. Já o campeão de 2012, Italo Ferreira, é nativo de Baía Formosa e já treina no Pontal para tentar largar na frente na corrida pelo título que será decidido na última etapa no Peru, de 16 a 20 de setembro, em Chicama.

Entre as meninas, a atual campeã sul-americana, a peruana Melanie Giunta, também foi representar a América do Sul no US Open of Surfing, mas não vem competir no Brasil. Já a vice-campeã e também peruana Miluska Tello confirmou sua participação no Red Nose Pro Junior. Enquanto a categoria masculina só começa agora em Baía Formosa, a feminina já deu a largada no Peru. A grande final em San Bartolo foi uma reedição da decisão do título do ano passado em Lobitos, no Peru. Só o resultado que foi invertido, com Miluska Tello vingando a derrota ainda sem saber se viria ao Brasil. Mas, a vitória a animou para defender a liderança do ranking no Rio Grande do Norte e tentar aumentar a vantagem na disputa do título sul-americano Pro Junior da ASP South America.
Miluska Tello (PER) / Foto Clyde Villalobos
Além do show garantido da nova geração dentro d´agua, o evento terá uma atração que sempre agita o público nas areias, o concurso da gata do campeonato. As candidatas poderão fazer as inscrições para o Red Nose Girl durante o evento e o desfile será no domingo, na praia do Pontal. Uma equipe de jurados, escolhida entre os patrocinadores, apoiadores e organizadores do evento, vai eleger a vencedora do prêmio de 500 Reais em dinheiro, que fará uma sessão de fotos no mesmo dia em Baía Formosa para ser a Red Nose Girl da próxima edição da revista Red Nose, encartada na Revista Fluir. O ensaio também será postado no Facebook da Red Nose para mais de 2,5 milhões de fãs e no site Waves.

Outra atração extra do Red Nose Pro Junior é a "I Mostra Radical Oceanos de Arte e Cultura Surf", que apresenta de forma cronológica a história do "Esporte dos Reis", desde o seu surgimento, sua forte cultura, o estilo de vida dos surfistas e como chegou a várias partes do planeta, até no Rio Grande do Norte. A apresentação foi idealizada e produzida por Henrique Oliveira, com a parceria de mais dois surfistas das primeiras gerações do surfe do Rio Grande do Norte, José Augusto dos Santos e Marcos Medeiros, o Leleu.

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário