.

.

28 de maio de 2014

Surfe agita a Praia no Forte

A paradisíaca Praia do Forte, no Litoral Norte Baiano, reunirá no próximo final de semana mais de 100 surfistas do estado e de outras localidades, na terceira edição do Forte Surf Power. O evento acontece nos dias 31 de maio e 1º de junho, na praia da Catinguiba, onde ficam as famosas Piscinas Naturais, e terá as categorias Power Junior (até 21 anos), Open (sem limite de idade) e Master (acima dos 40).
A competição é aguardada com ansiedade pelos atletas e pelo público que gosta do esporte. As ondas da Praia do Forte quebram em uma bancada de recifes de coral e são consideradas pelos especialistas como uma das mais perfeita do país. O local já foi, inclusive, palco de uma etapa do Circuito Mundial da modalidade, em 2008.  “A possibilidade de ondas boas e consequentemente de um grande espetáculo sempre gera muitas expectativas. Tenho recebido diversas ligações, até de outros estados, de pessoas buscando informações sobre evento”, conta Carlos Silva, o Litinho, organizador do Forte Surf Power. O organizador destaca toda a confraternização que envolve o evento. “Acontece também uma grande festa onde muitos amigos surfistas se encontram”.

Vencedor da edição do ano passado, o surfista de Salvador Ian Costa é uma das principais atrações da prova. Campão baiano em diversas categorias, ele é uma das principais promessas do surfe na Bahia. O ‘local’ Osvaldo Júnior, o paraibano Elivelton Santos e os soteropolitanos Erik Moraes e Namor Cayres também são favorito ao título do Forte Surf Power. A premiação será composta de kits exclusivos de produtos da marca Forte Surf, além de blocos de poliuretano (para fabricação de pranchas) para os campeões de cada categoria. O Forte Surf Power tem patrocínio exclusivo da Prefeitura Municipal de Mata de São João e da Norpack.

Por Yordan Bosco

Colcci Eyewear aposta em óculos coloridos

Mesmo nos dias frios ou nublados, a incidência de raios UV ainda é prejudicial aos olhos, por isso os óculos de sol é um acessório indispensável em qualquer temporada. A influência do universo das cores foi a inspiração para os modelos coloridos da coleção da Colcci Eyewear.
Armações nas cores vermelha, rosa e amarela ganham destaque e fazem a diferença em qualquer produção. As peças seguem as últimas tendências em eyewear, com armações transparentes e lentes em evidência, em tons degrade e coloridas, que vão deixar a estação ainda mais cool.
A marca garante muita cor ao inverno com modelos em variados formatos, para todos os estilos e gostos - redondos, quadrados, gatinhos e geométricos.

Por Maria Fernanda Zanotin

27 de maio de 2014

Brasil e Austrália em plena união

Brasil e Austrália são similares em muitos aspectos: as belíssimas praias, o povo amistoso, o clima quente e principalmente, a paixão pelos esportes. Uma manobra impressionante ou uma partida de futebol cheia de raça emocionam tanto brasileiros quanto australianos.
Por causa dessas inumeras coincidências, A HB - Hot Buttered, lança uma coleção que celebra o espírito esportivo dos dois países. Os modelos Storm, Would e Big Vert ganham versões em preto, com detalhes verdes e amarelos ou vermelhos e azuis - seguindo as principais cores de cada bandeira.

Os óculos, aprovados pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), ainda contam com lentes Gray e vêm em embalagens comemorativas exclusivas. Para saber mais, acesse: www.hb.com.br

Por Daniela Vinci

Wiggolly Dantas vence o Saquarema Prime

O paulista Wiggolly Dantas, 24 anos, acabou com o reinado australiano na Praia de Itaúna e voltou a colocar a bandeira brasileira no alto do pódio do Quiksilver Saquarema Prime, que rolou na Cidade do Surf da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. A grande final reuniu os recordistas de nota - 9,80 - nas ondas de Itaúna esse ano, com Wiggolly ganhando a disputa pela vice-liderança no ranking do ASP Qualifying Series na decisão contra Keanu Asing, 20 anos. O havaiano impediu uma final brasileira derrotando o líder Adriano de Souza, 27, na semifinal. Mineirinho dividiu o terceiro lugar no primeiro ASP World Prime de 6.500 pontos do ano com Billy Stairmand, 24, da Nova Zelândia.
Campeão e vice do Quiksilver Saquarema Prime 2014
A grande final do Quiksilver Saquarema Prime começou com a praia lotada torcendo por uma vitória brasileira, que não acontecia em Saquarema desde que a etapa virou ASP Prime em 2011. A última tinha sido em 2010 com Willian Cardoso na decisão catarinense com Marco Polo, depois os australianos dominaram o alto do pódio até o ano passado. Keanu Asing surfou a primeira onda da bateria, mas era fraca e a prioridade de escolha ficou para o brasileiro. Wiggolly demorou um pouco e começou melhor, com uma manobra forte antes da onda fechar inteira para largar na frente com nota 5,00, contra 2,17 do havaiano.

Na semifinal contra Adriano de Souza, o havaiano Keanu Asing, que chegou no Brasil em 28.o lugar e sai em terceiro no ranking, começou forte numa esquerda da série. Ele aplicou duas manobras fortes, mais uma na junção pra finalizar e arrancar nota 10 de dois dos cinco juízes. Mas, a média ficou em 9,80, igualando a maior nota do campeonato do tubaço de Wiggolly Dantas na quarta de final contra o neozelandês Ricardo Christie. Mineirinho tinha vencido bem o duelo brasileiro com Jadson André pelas quartas de final, mas não foi bem nas primeiras ondas que escolheu contra o havaiano. Ele só surfou uma onda boa, nota 8,07, sendo derrotado por 17,30 a 14,67 pontos.
Wiggolly Dantas
No domingo, a grande batalha foi pelo segundo lugar no ranking do ASP Qualifying Series, pois Adriano de Souza já havia garantido a liderança em Saquarema. No último dia, esta briga começou com um confronto direto entre o neozelandês Billy Stairmand e Charles Martin, da ilha Guadalupe. Stairmand venceu e assumiu a vice-liderança, que depois perdeu para Wiggolly Dantas em outro duelo direto pelo segundo lugar nas semifinais. Aliás, Wiggolly foi o carrasco da Nova Zelândia no último dia, pois já tinha despachado Ricardo Christie com um tubo incrível que arrancou a maior nota do campeonato, 9,80.

O vice-líder do ranking só foi definido mesmo na grande final do Quiksilver Saquarema Prime, pois quem vencesse o campeonato ficaria com a segunda posição, que ficou para Wiggolly Dantas. Mesmo assim, Keanu Asing festejou o salto na tabela de classificação, do 28.o para o terceiro lugar. Ele foi um dos três surfistas que entraram na lista dos dez indicados pelo ASP Qualifying Series para a elite dos top-34 do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour em Saquarema. Os outros foram o neozelandês Ricardo Christie e o brasileiro Alex Ribeiro.

Por João Carvalho / Fotos Daniel Smorigo/ASP

Circuito Santista Surf Treino 2014 acontece nesta quarta-feira

O Circuito Santista Surf Treino 2014 realiza nesta quarta-feira (28) a sua 5ª etapa, a partir das 12 h, no Quebra-Mar, localizado no Parque Municipal Roberto Mário Santini, em Santos (SP). O evento, aberto para atletas de todo o País, visa contribuir no crescimento da modalidade, revelar novos talentos e aprimorar as técnicas de competição dos surfistas.
As inscrições podem ser feitas na quarta-feira, pela manhã, no Quebra-Mar. Interessados, tanto masculino como feminino, podem participar nas categorias Pro/Am (24 vagas), Mirim (8), até 16 anos, e Longboard (8). A taxa é de R$ 30,00.

Esta é a primeira etapa da segunda fase. Ao chegar na oitava, completa-se o ciclo, e dá início a uma nova fase, composta por quatro etapas. Com a formação de um ranking, os melhores de cada fase são agraciados com medalhas, pranchas e treinamento de um mês na academia Marcel Ribeiro de Jiu-Jitsu.

Por Marcos André e Araújo 

Marcas apostam na brasilidade

A Copa do Mundo está chegando e com ela a moda com as cores verde, amarelo, azul e branco. Separamos diversos produtos para entrar no clima e torcer pela seleção em grande estilo, da cabeça aos pés.
A CNS traz para os torcedores mais discretos, três modelos de calçados com detalhes nas cores da bandeira, como uma faixa na lateral do calçado ou na sola. Para os esportistas, a ASICS lançou o modelo Gel-Nimbus 15, em verde e amarelo, ideal para corredores. Já a DC Shoes, traz opções de tênis e bonés para os amantes do skate e a Star Point sugere o equipamento - skate 4fun. Tudo nas cores que serão destaque durante o evento, tão esperada pelos brasileiros.

Os chinelos Reef e Mormaii são excelentes sugestões para homens e mulheres torcerem pela seleção, além das camisetas e moletons das marcas Quiksilver e HB. A Mormaii preparou também um boardshort com a bandeira do Brasil estampada.
Para os dias de sol, os óculos Storm, Would e Big Vert da HB - Hot Buttered ganha versões em preto, com detalhes verde e amarelo. A eÓtica acredita em uma torcedora descolada e traz óculos de sol, de grau e um kit fofo para quem usa lentes de contato. As marcas Suunto e Skagen não deixam os torcedores perderem a hora das partidas com relógios nas cores do Brasil.

Por Daniela Vinci

8 de maio de 2014

Skatista Rony Gomes adota caveira

Nenhum símbolo pode ser mais adequado para o skate do que uma caveira. Nos anos 80, quando o esporte se popularizou mundialmente, as caveiras eram desenhadas e pintadas de todas as formas possíveis nos shapes e pistas pelo planeta. O skatista Rony Gomes ainda não era nascido nessa época, mas gostou da ideia de colocar a caveira em suas camisetas para transmitir seu estilo forte e agressivo de enfrentar o half pipe. Fazendo essa releitura ‘old school’, o artista, músico e skatista Magoo Felix personalizou um crânio com um capacete vermelho e óculos, que são as principais características físicas do skatista nas rampas.
Magoo, artista autodidata e um velho conhecido do cenário underground do skate, utilizou as técnicas digitais para estilizar os desenhos que vão estampar as camisetas do atual campeão mundial e brasileiro de skate vertical. Usando uma foto de referência, um tablet e o Photoshop, o artista chegou à versão final da nova logomarca de Rony Gomes.  "Queria algo que marcasse bastante e pensei em fazer algo que lembrasse o rosto do próprio Rony, mas que não fosse uma caricatura. Usei a caveira, um dos desenhos mais usados no skate desde os anos 80. É uma imagem forte e agressiva, uma característica que todo skatista deve ter para enfrentar os desafios e voar alto nas rampas", explicou Magoo, que desde 1994 faz um trabalho voltado para o skate, passando por profissionais e quase todas as marcas da área.
Rony usou uma de suas camisetas nos dois últimos campeonatos que disputou, a etapa do mundial de bowl, no Skate Generation, em Florianópolis (SC) e no Kia World Extreme Games, na China. "Já tinha visto alguns desenhos do Magoo em algumas marcas que ele trabalhou. Cheguei nele através do Geninho (Eugenio Amaral). Ele é muito bom e resolvi pedir pra ele fazer três estampas para eu usar nas competições", disse o paulistano de 22 anos.

Por Fernanda Gonçalves fernanda@fgcom.com.br

Campeão Brasileiro participa do Wake Jam

O brasiliense, Felipe Miyamoto, de 30 anos, atual campeão Brasileiro de Wakeboard, participa neste sábado, dia 10 de maio, da 2ª edição do Nicoboco Wake Jam, que acontece no Naga Cable Park, em Jagariúna (SP). “Não pude participar da última edição por conta de uma lesão. Mas sei que foi um megaevento com show de manobras e acho que esse ano vai ser melhor ainda”, profetiza o atleta
 Felipe Miyamoto / Foto Guzi
Por morar em Brasília, o wakeboarder revela não ter muito tempo pra treinar na modalidade cable, que será avaliada no Nicoboco Wake Jam, mas aposta que os treinos no barco vão ajudá-lo. “Acredito que a característica maior do evento é a dinâmica. Toda hora tem gente fazendo manobras e isso empolga tanto o público quanto os atletas e a vibe será demais”, afirma Miyamoto.

Atleta Nicoboco desde 2012, Miyamoto sabe que não há favoritismo. “Estou bem confiante em fazer uma boa prova. Estive há um tempo no Naga e andei bem. Sei que a galera está treinada, mas vou dar o meu melhor”, promete.

Representando o Brasil – Felipe Miyamoto realizou, em fevereiro, uma apresentação no Rapel Wake Jam, no Chile. Em março, ficou na 6ª colocação no Red Bull Wake Premiere 2014, em Jaguariúna (SP). No último final de semana, dias 3 e 4, o atleta participou da etapa brasileira do campeonato mundial de wakeboard, em Nova Lima (MG). Na prova ele conquistou o 6º lugar no Brasileiro e 7º no Mundial.

O público presente no evento terá diversas atrações extras. Haverá área com massagens e serviços de beleza no Spa Pantheon, desfiles da Absurda Biquini Contest, distribuição de camisetas onde uma irá presentear os visitantes com uma prancha de wakeboard Slingshot. Os espectadores poderão ainda curtir as manobras radicais na Pool Party, espaço exclusivo dentro d’água com salva-vidas e diversas boias. E participar da Foto Wake Brasil, onde o atleta pula por cima dos torcedores. Em paralelo, acontece ainda uma festa com a presença de DJs até às 22 horas.

Por Emanuelle Oliveira

7 de maio de 2014

Filipe Toledo estreia com todos os recordes do Billabong Rio Pro

O Billabong Rio Pro começou com três vitórias brasileiras na quarta-feira de boas ondas de 3-4 pés para tubos e aéreos no Postinho da Barra da Tijuca. A primeira foi com Gabriel Medina estreando a camisa amarela de líder do ranking mundial, que pela primeira vez está sendo utilizada pela ASP. Já o também paulista Filipe Toledo usou os aéreos para bater todos os recordes do próprio Medina com notas 9,43, 8,87 e um 8,77 que acabou sendo descartado do placar de 18,30 pontos de 20 possíveis. E o potiguar Jadson André completou a série de vitórias verde-amarelas que valeram classificação direta para a terceira fase da competição, que prossegue até o dia 18 na capital do Rio de Janeiro.
Gabriel Medina (BRA)
"Realmente tive a sorte e Deus do meu lado para fazer a melhor bateria do dia", disse Filipe Toledo, após a massacrante "combination" sobre o australiano Julian Wilson e o espanhol Aritz Araburu. "Eu vi que o Julian (Wilson) mandou um aéreo logo na primeira onda e eu já tinha entrado na bateria para fazer os aéreos também por causa da condição do mar, que só está proporcionando uma manobra ou duas no máximo. Estava bem tranquilo e arrisquei tudo mesmo, então estou amarradão por ter passado direto para a terceira fase".

Antes de Filipe Toledo fazer a melhor apresentação do Billabong Rio Pro, o recordista absoluto era o líder do ranking, Gabriel Medina. Ele estreou a camisa amarela do número 1 da temporada que passou a ser utilizada pela ASP aqui no Rio de Janeiro, derrotando o carioca Raoni Monteiro e o australiano Adrian Buchan por 14,53 pontos. Medina surfou um belo tubo no Postinho, mas sua maior nota saiu no aéreo que valeu 7,60 e garantiu a primeira vitória verde-amarela na etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour.
Tiago Pires (PRT)
"O Raoni começou bem a bateria e me senti um pouco pressionado no início, então tentei me posicionar onde ele estava, bem em frente ao palanque que tinha uma esquerda boa e foi ali que peguei as ondas para vencer", contou Gabriel Medina, que falou um pouco sobre a inédita camisa amarela. "É muito irado o que a ASP está fazendo com a lycra amarela, especialmente começando aqui no Brasil, mas eu não sinto nenhuma pressão por ser o líder do ranking. Estou deixando as coisas rolarem e continuo fazendo o mesmo de sempre, que é tentar surfar o melhor possível nas baterias".

A vitória de Medina aconteceu logo após Adriano de Souza ser derrotado por 0,10 de diferença pelo português Tiago Pires na bateria que abriu o Billabong Rio Pro, às 7h30 da quarta-feira na Barra da Tijuca, que já recebia um bom publico desde cedo no Postinho. Mineirinho não conseguiu recuperar as suas pranchas apreendidas pela Receita Federal em sua volta ao Brasil depois da "perna australiana". Ele pegou outras no Rio para competir, mas não conseguiu nem treinar direito com elas porque tinha que disputar a primeira bateria do campeonato.
Jadson André (BRA)
Depois, o convidado da Billabong para esta etapa, Peterson Crisanto, foi mandado para a repescagem junto com o astro Kelly Slater pelo australiano Mitch Crews. E o campeão brasileiro David do Carmo e o campeão mundial Mick Fanning seguiram o mesmo caminho no confronto seguinte, vencido pelo norte-americano Kolohe Andino. Os perdedores vão voltar a se enfrentar na repescagem, mas agora em duelos eliminatórios. Mick Fanning está na primeira bateria com David do Carmo e Kelly Slater na segunda com Peterson Crisanto.

Após as duas derrotas consecutivas, Filipe Toledo lavou a alma com a fantástica apresentação que bateu todos os recordes do campeonato na nona bateria. No entanto, na disputa seguinte mais dois brasileiros foram mandados para a repescagem pelo norte-americano Nat Young, Miguel Pupo e Alejo Muniz. Mas, Jadson André fechou a participação verde-amarela derrotando o taitiano Michel Bourez e o australiano Owen Wright por 12,13 pontos.
Filipe Toledo
"Essa foi a primeira bateria que eu venci aqui no Rio e estou sentindo uma energia completamente diferente dos outros anos que competi aqui", disse Jadson André. "Eu decidi trocar de prancha antes de entrar no mar e no começo achei que não tinha feito a escolha certa, mas do nada peguei uma onda boa e ela funcionou bem, então estou muito feliz por ter começado o campeonato com o pé direito. É irado para nós competir no Brasil porque a torcida aqui empurra a gente dentro d´água. É muito alucinante isso porque lá fora a gente não tem esse suporte do público, então temos que aproveitar".

Os três brasileiros que estrearam com vitórias, passaram direto para a terceira fase do Billabong Rio Pro, enquanto os outros seis vão ter que encarar o tudo ou nada da repescagem na quinta-feira. Três deles estão logo nas primeiras baterias do próximo dia, pois depois de David do Carmo contra Mick Fanning e Peterson Crisanto contra Kelly Slater, tem Adriano de Souza enfrentando o irlandês Glenn Hall. Na quinta, entra Raoni Monteiro contra o taitiano Michel Bourez. Miguel Pupo está na oitava com o espanhol Aritz Aranburu e Alejo Muniz na seguinte com o havaiano Fredrick Patacchia.

Por João Carvalho / Fotos Daniel Smorigo / ASP

XTerra Brazil Tour volta a Ilhabela

O XTerra Brazil Tour chega à sua terceira etapa nos dias 7 e 8 de junho e o cenário escolhido foi a paradisíaca Ilhabela, localizada no litoral norte de São Paulo. Mais uma vez, o município será a sede da etapa brasileira do triathlon no Xterra World Tour, principal competição cross country do mundo. Além do triathlon, modalidades como Night Run 7km e 21km, The North Face Endurance 50km e 80km, e kids mini corrida, prometem agitar a disputa e as inscrições podem ser feitas pelo site www.xterrabrazil.com.br.
Foto Thiago Diz
Cerca de 4 mil atletas, entre amadores e profissionais, são esperados em Ilhabela, incluindo estrelas internacionais já confirmadas. Nos 1,5km de natação, 22,5km de bicileta e 9km de corrida do triathlon, por exemplo, o sul africano Dan Hugo, que disputa o circuito mundial, está garantido e é um dos cotados para dificultar a vida dos competidores. "Ilhabela é a casa do XTerra, aonde tudo começou. A paisagem é alucinante e o percurso surpreende os participantes", disse Bernardo Fonseca, CEO da X3M Sports Business, empresa que organiza o XTerra Brazil Tour.

Além do XTerra World Tour, o triathlon contará pontos também para o XTerra Brazil Tour, assim como Night Run 21km e Endurance 50km e 80km. E a briga pela ponta na classificação promete ficar ainda mais acirrada. "A disputa será ainda mais acirrada, uma boa performance no triathlon garante vaga para a etapa mundial em Maui, no Havaí. Esse é um ponto que fará com que os atletas cheguem com sede de vitória", completou.

Em 2014, o Xterra Brazil Tour terá um total de dez etapas, passando ainda por locais como Manaus (AM), Costa Verde (RJ) e Tiradentes (MG).

Por Luiz Guilherme Freitas

HB apresenta campanha de Inverno 2014 clicada na Austrália

A HB - Hot Buttered, marca australiana com mais de 30 anos de mercado, foi buscar em suas origens a inspiração para a sua nova campanha de óculos solares e receituários masculinos. O tema escolhido "Onde tudo começou", ilustram as imagens clicadas na Austrália, explorando as tendências da estação e a imagem de Terry Fitzgerald - surfista e shaper, criador da HB - Hot Buttered.
Foto Antonio Brasiliano
Os atletas Fernando Fanta, Miguel Pupo e Jaymes Triglone se juntam ao modelo Michael Fallon estrelando a campanha dirigida por Rafael Fonseca. As fotos de Antonio Brasiliano, tem direção de arte, criação e coordenação de Rafael Fonseca - Liquid Box. Para saber mais, acesse: www.hb.com.br

Por Daniela Vinci

Rony Gomes vai ao pódio na China

Mais uma medalha para a coleção de Rony Gomes. No último sábado (3) o skatista brasileiro conquistou o segundo lugar na final da disputa do Vertical, garantindo a medalha de prata. A competição foi realizada em Xangai, na China, e fez parte do Kia World Extreme Games, evento que reuniu atletas de vários esportes radicais. O primeiro lugar foi para o americano Jimmy Wilkins, e o pódio foi completado pelo experiente Andy Macdonald, também atleta dos Estados Unidos, que ficou com a terceira posição.
A conquista de Rony marca seu bom desempenho em solo chinês. Em 2013, o skatista paulista, nascido na Mooca, também ficou com a segunda posição no Vertical. Neste ano, com mais experiência, o atleta do Corinthians fez boas manobras para garantir, mais uma vez, a medalha de prata. Rony comemorou bastante e ficou feliz pela conquista.

"Estou muito feliz. Agradeço a Deus, primeiramente. Aos meus pais, meus patrocinadores e a todos pela torcida. Hoje foi muito bom. Sabia que tinha boas chances de estar no pódio, estava melhor que no ano passado e felizmente conquistei o segundo lugar. Eu treinei muito por esse resultado, por esse pódio e ele veio. Fiz uma descida muito boa e sabia que dava para brigar por uma medalha. Também parabenizo aos meus concorrentes, o Jimmy e o Andy", comemorou Rony.
Na sexta (2) o skatista também esteve na disputa da Mini-megarrampa, e terminou na 6ª posição. Com os resultados, especialmente a conquista do sábado, Rony Gomes anima-se ainda mais para as próximas disputas da temporada 2014.

O próximo desafio de Rony já tem data marcada. De 5 a 8 de junho ele participa da disputa dos X-Games, em Austin, nos Estados Unidos. Com a medalha de prata na bagagem, o atual campeão mundial e brasileiro de Skate Vertical se despede de Xangai e não terá descanso, pois segue para a Califórnia (EUA) com o objetivo de intensificar os treinos para a competição que acontece no mês que vem.

Por Fernanda Gonçalves

Bruno Fontes tem em Garda mais uma desafio no Circuito Mundial

Desde quarta-feira (07), a cidade de Garda, norte italiano, recebe os melhores velejadores do mundo das classes olímpicas para as disputas do Garda Trentino Olympic Week e o velejador Bruno Fontes tem mais um importante desafio dentro do Circuito Mundial.
Atual top-3 do ranking mundial na Classe Laser, Fontes chegou no começo da semana ao local do evento para fazer o reconhecimento da raia e na terça-feira (06) fez seu último treinamento antes do evento. “O local das disputas conta com boas condições, como nessa terça-feira, quando tivemos bons ventos. Foi importante chegar uns dias antes para conhecer e fazer uma adaptação boa da raia. Pretendo fazer um ótimo campeonato por aqui e esse reconhecimento pode ser importante lá na frente”, enfatiza Bruno.

Com a presença de alguns dos principais velejadores da classe em Garda, Bruno sabe que a competição é mais um importante teste na temporada. O evento faz parte do calendário europeu de competições do Circuito Mundial, antecendendo o Mundial de Santander, principal competição do ano. “Serão aproximadamente 100 velejadores na raia e a flotilha de Laser, como sempre, é muito forte. O primeiro passo é alcançar a fase final e depois pensar em Medal Race. Obviamente que o foco é trazer uma medalha, mas para isso preciso avançar uma fase por vez”, conclui.

As disputas em Garda seguem o formato olímpico com dez regatas, sendo quatro na fase inicial e seis na final, sendo que apenas o pior resultado entra para o descarte. Os dez melhores classificados avançam a Medal Race, que entra obrigatoriamente no somatório, com peso de pontuação dobrado.

Por Danilo Caboclo

6 de maio de 2014

Gabriel Medina agitou a Barra

A Star Point em parceria com a Rip Curl, recebeu no último sábado, 03 de maio, o fenômeno Gabriel Medina em tarde de autógrafos na sua loja localizada no Barra Shopping, Rio de Janeiro.
Foto André Portugal
Quem passou por lá pode ver de perto o ídolo, tirar fotos, além de conferir o lançamento da coleção de roupas de borracha sem zíper da Rip Curl, com coquetel, DJ e sorteio de uma roupa Ebomb Pro Zip Free.

Por Daniela Vinci

Silvana Lima vence na Nova Zelândia e lidera o WQS 2014

A cearense Silvana Lima venceu a etapa do ASP 6-Star da Nova Zelândia e assumiu a liderança no ranking do WQS em sua busca para retornar ao grupo de elite do ASP Women´s Championship Tour. A vitória foi garantida com a nota 8 que a brasileira conseguiu quando restavam três minutos para o término da final disputada no último domingo (4) contra a australiana Laura Enever em Fitzroy Beach. O título no Port Taranaki Pro NZ Home Loans Surf Festival valeu um prêmio de 8.000 dólares e 3.500 pontos para a cearense, que subiu da sexta para a primeira posição no ranking.
Silvana Lima lidera o ranking
Com isso, o Brasil agora lidera três dos quatro rankings mundiais da ASP. Gabriel Medina está na frente da corrida pelo título do ASP World Championship Tour desde a sua vitória na etapa que abriu a temporada 2014 na Gold Coast. Também na Austrália, Adriano de Souza venceu a etapa do ASP 6-Star de Sydney para assumir a dianteira no ASP Qualifying Series, mesmo ranking que Silvana Lima passou a ser a número 1 com a vitória na Nova Zelândia. Só no WCT feminino que a havaiana Carissa Moore ocupa o primeiro lugar, mas não tem nenhuma brasileira entre as top-17 deste ano.

"Eu não fazia uma final há três anos por causa da minha lesão no joelho e é muito bom estar de volta ao pódio", disse Silvana Lima. "Este foi um grande resultado para mim. Eu não gosto do frio, mas amo a Nova Zelândia. Estou muito feliz e quero realmente agradecer a todos neste evento e aos que torceram por mim. Estou ficando mais perto de voltar ao WCT, mas preciso continuar em forma e focada nos campeonatos para me manter entre as seis que sobem pelo WQS".
Silvana Lima agora encara o Billabong Rio Pro
Silvana Lima agora vem mais animada ainda para competir no Billabong Rio Women´s Pro, pois foi convidada para participar da etapa brasileira do ASP Women´s Championship Tour 2014 que começa nesta quarta-feira (7) no Postinho da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A vice-campeã Laura Enever também vem da Nova Zelândia direto para o Brasil por ser uma das integrantes da elite atual, assim como outras cinco surfistas que competiram em Taranaki.

No último dia, a cearense ganhou dois duelos com ex-top-17 do WCT como ela no seu caminho até a decisão do título. Sua melhor apresentação foi na primeira bateria do domingo, quando recebeu uma nota 9,27 na rodada de confrontos formados por três competidoras. Silvana e a norte-americana Sage Erickson barraram a sensação do surfe da Nova Zelândia, a atual campeã mundial Pro Junior da ASP, Ella Williams. Depois, a cearense despachou a francesa Alize Arnaud nas quartas de final e a própria Sage Erickson nas semifinais.

Por João Carvalho / Fotos Steve Robertson / ASP

Bruno Fontes continua no ranking mundial

Após uma ótima campanha na Copa do Mundo de Vela da França, realizada na última semana na cidade de Hyères, o velejador Bruno Fontes segue como top-3 do ranking mundial após nova atualização da ISAF (Federação Internacional de Vela – sigla em inglês). O oitavo lugar na França manteve Bruno na terceira posição, sendo o melhor brasileiro na Classe Laser.
“O evento francês foi mais um ótimo teste nessa temporada, visando o objetivo principal que é o Mundial em Santander (na Espanha). Consegui voltar a velejar muito bem e estive sempre na briga por Medal Race. Foi uma pena que a medalha não veio, mas a evolução tem sido boa e agora é brigar para melhorar ainda mais na próxima competição, que acontece na próxima semana na Itália”, refletiu Bruno.

Após disputar as etapas de Palma de Mallorca e Hyères pela Copa do Mundo de Vela, Fontes tem pela frente na próxima semana o Garda and Trentino Olympic Week. A competição, que será realizada entre os dias 08 e 15 de maio, faz parte das etapas do calendário europeu de vela promovidos pela ISAF e reunirá os melhores velejadores do mundo.

“Apesar de não fazer parte do Circuito da Copa do Mundo de Vela, a etapa de Garda conta como um evento do ranking mundial, além de reunir os melhores velejadores da classe. Será mais um importante teste visando o Mundial”, define Bruno, que viaja no próximo domingo para a Europa.

Por Danilo Caboclo / Foto Alex Saldanha

As meninas do Billabong Pro

O Rio de Janeiro será a capital mundial do surfe, com todas as estrelas do esporte confirmadas na etapa brasileira ASP World Championship Tour. As meninas do circuito, a havaiana Carissa Moore ganhou duas das três etapas da "perna australiana" e também vai defender a dianteira na corrida pelo título mundial no Billabong Pro, que será realizado na mesma data do Billabong Rio Pro, entre os dias 7 e 18 de maio nas ondas do Postinho da Barra da Tijuca. Na categoria masculina, o Brasil lidera o ranking mundial com o paulista Gabriel Medina desde a sua vitória na prova que abriu a temporada 2014 na Gold Coast.
Carissa Moore (HAV) / Foto Daniel Smorigo / ASP
Tanto no masculino, como no Billabong Pro, esta primeira rodada não é eliminatória. A vitória nas baterias vale passagem direta para a terceira fase, mas quem perder tem outra chance de classificação na repescagem. As primeiras meninas a se apresentar no Rio de Janeiro serão a sul-africana Bianca Buitendag e as havaianas Malia Manuel e Alessa Quizon. Vice-campeã na final australiana contra Tyler Wright no ano passado na Barra da Tijuca, Sally Fitzgibbons estreia na segunda bateria com sua compatriota, Nikki Van Dijk, e outra havaiana, Coco Ho.

Na disputa seguinte, entra a bicampeã mundial Carissa Moore para defender a liderança do ranking pela primeira vez no Rio de Janeiro. Além da francesa Pauline Ado, a outra adversária da havaiana é a única participante do Brasil no Billabong apresenta Rio Women´s Pro, Silvana Lima. A cearense fez parte da elite mundial até o ano passado, mas foi convidada pelos organizadores da etapa brasileira para completar o grupo das dezoito participantes da competição feminina.
Silvana Lima (BRA) / Foto Hayden-Smith / ASP
A rodada de apresentação das melhores surfistas do mundo prossegue com Tyler Wright iniciando a defesa do título de campeã nas ondas da Barra da Tijuca contra a também australiana Laura Enever e a havaiana Alana Blanchard. Wright foi finalista nas duas últimas provas da "perna australiana", mas em ambas acabou derrotada pela havaiana Carissa Moore. Com os dois vice-campeonatos, ela subiu para o terceiro lugar no ranking, logo abaixo da pentacampeã mundial Stephanie Gilmore.

Por João Carvalho  

Billabong Rio Pro começa nesta quarta-feira

Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ) - O prazo do Billabong Rio Pro começa nesta quarta-feira e a primeira chamada para o início da etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour foi marcada para as 7h00 no Postinho da Barra da Tijuca. A comissão técnica analisa as previsões e a condição do mar para decidir qual categoria vai entrar no mar, ou se a competição será adiada para aguardar por melhores ondas, já que o prazo ainda vai até o dia 18 na capital do Rio de Janeiro.
Se escolherem a masculina, a primeira bateria a entrar no mar terá Adriano de Souza estreando contra o havaiano Sebastian Zietz e o português Tiago Pires, com Gabriel Medina já começando a defender a liderança do ranking mundial na segunda com o carioca Raoni Monteiro e o australiano Adrian Buchan. Se for a feminina, a sul-africana Bianca Buitendag, a havaiana Coco Ho e a australiana Nikki Van Dijk, vão abrir o Billabong apresenta Rio Women´s Pro na quarta-feira.

O Billabong Rio Pro será transmitido ao vivo pelo www.aspworltour.com em inglês e em português pela equipe da ESPN Brasil. Já para assistir de perto as grandes estrelas do surfe mundial, basta apenas arrumar um lugar na areia do Postinho porque não há cobrança de ingressos para o público, o espetáculo é de graça. O grande atrativo este ano é o bom início de temporada dos brasileiros, que lideram três dos quatro rankings mundiais da ASP.
Gabriel Medina lidera o ranking
O paulista Gabriel Medina está na frente da corrida pelo título mundial desde a sua vitória na primeira etapa na Gold Coast. Outro paulista, Adriano "Mineirinho" de Souza, também venceu uma prova na Austrália, o ASP 6-Star de Sydney, para assumir a ponta no ranking do ASP Qualifying Series 2014. E a cearense Silvana Lima passou a liderar este ranking de acesso para o WCT com o título conquistado no último domingo no ASP 6-Star da Nova Zelândia.

Silvana precisa ficar entre as seis primeiras do ASP Women´s Qualifying Series para recuperar a sua vaga na elite das top-17 da ASP perdida no ano passado. A cearense foi convidada para representar o país na etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP Women´s Championship Tour e está escalada para estrear na terceira bateria, encabeçada pela atual campeã mundial e líder do ranking 2014, Carissa Moore, do Havaí, além da neozelandesa Paige Hareb.
Carissa Moore (HAV)
Tanto no feminino como no masculino, esta rodada de apresentação dos melhores surfistas do mundo não é eliminatória. Quem vencer as baterias avança direto para a terceira fase, mas quem perder terá uma nova chance de classificação na repescagem. Enquanto Silvana é a única brasileira no Billabong apresenta Rio Women´s Pro, no Billabong Rio Pro o time verde-amarelo estará completo com seus sete integrantes da elite dos top-34 - Gabriel Medina, Adriano de Souza, Miguel Pupo, Filipe Toledo, Jadson André, Raoni Monteiro e Alejo Muniz - reforçado ainda pelos dois que participarão como convidados, o atual campeão brasileiro David do Carmo pela organização do evento e Peterson Crisanto pela Billabong.

Por João Carvalho / Fotos Sebastian Rojas

Vinnicius Martins é bi na prova mais tradicional do SUP brasileiro

No último dia 27 de abril, os melhores remadores se encontraram mais uma vez em Búzios para disputar a mais tradicional e desafiadora prova de Stand Up race do Brasil, o Rei de Búzios.Esse ano foram mais de 200 inscritos em 10 categorias diferentes. Estava em jogo além do prestígio, uma passagem aérea para a Califórnia para representar o Brasil no Battle of the Paddle 2014.
Diferente dos outros anos, na edição 2014,  o vento sudoeste e a grande ondulação tornou a prova ainda mais desafiante do que nos outros anos. A largada das principais categorias foi na praia da Ferradura. Dentro da baía da Ferradura, o mar estava calmo, dando a sensação que a prova seria relativamente tranquila. Depois de 500 metros, na saída da baia, o mar mudou completamente. Com ondas grande vindo de todos os lados e forte correnteza. Foi nesse momento que o paulista Mario Cavaco ultrapassou o local de Búzios Vinnicius Martins. Ele pegou uma “atalho” em frente a laje da Ferradura, numa manobra arrojada e perigosa e conseguiu abrir pelo menos 50 metros de diferença. Parecia que esse ano, seria seu ano.

Marinho parecia mais à vontade nas difíceis condições. Porém, Vinnicius continuou forte para não se distanciar do líder. Alguns remadores tinham muita dificuldade para se manterem sobre a prancha. Aos poucos, os três primeiros da 12’6 open começaram a se distanciar. Mario Cavaco remando num ritmo muito forte, liderando a prova, com Vinnicius logo atrás e Gabriel Vilarinho um pouco mais distante. Na categoria 14 pés, Américo Pinheiro, vinha liderando tranquilo, desde o inicio.
Entre as mulheres,  a campeão da edição 2013, Lena Guimarães, mostrava muita técnica e força nas difíceis condições e liderava com folga. Inclusive disputando de igual pra igual com ótimos remadores da elite. Entre os masters,  Alex Araújo liderava a disputa. Chegando próximo a metade da prova, Vinnicius Martins, num ritmo impressionante se aproximou do líder. Aproveitando bem a ondulação ele fez uma linda ultrapassagem. Marinho ainda resistiu por alguns minutos, mas o local de Buzios utilizou o conhecimento, para traçar uma linha arrojada bem próximo a costa e se distanciar. Daí pra frente foi só manter o ritmo. Nesse momento, Gabriel Vilarinho, se distanciou do segundo pelotão e estava tranquilo na 3o posição.

Ao apontarem na reta da chegada, o público que aguardava na praia de Manguinhos, ficou de pé.  Quando perceberam que o  líder era o local de Búzios, foram ao delírio. Com exatas 1:30:10 depois de largar na praia da Ferradura, Vinnicius Martins que acabara de completar 18 anos, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar e se tornou o primeiro Bi-campeão do Rei de Búzios. Vinnicius estava visivelmente emocionado com o apoio de sua família e amigos. Quatro minutos depois foi a vez do paulista Mario Cavaco, que conquistou pela segunda vez o vice-campeonato e novamente mostrou muita técnica e força. Em terceiro chegou Gabriel Vilarinho que fez excelente prova e mostrou por que é um dos melhores remadores do Brasil. Na 14 pés, o local da região dos lagos Américo Pinheiro liderou a prova do inicio ao fim e chegou depois de 1:41:09.
Na master, o cearense Alex Araújo, foi o grande campeão. E festejou muito sua primeira vitória no Rei de Búzios. Em segundo chegou o paulista Antonio Carlos Bonfá, o carismático Totó e em terceiro o experiente remador carioca Felipe Gama, campeão Master da edição 2012. No feminino, depois de 1:49:58 a grande campeã, que liderou a prova do inicio ao fim foi Lena Guimarães, que remou muito forte e chegou quase 15 minutos na frente da segunda colocada, Ariani Theophilo. Em terceiro chegou a local de Niteroi Luiza Perin. Com a vitória, Lena se tornou, assim como Vinnícius, a primeira Bi-campeã do Rei de Búzios. Na nova categoria, Feminino Master, acima de 40 anós, a grande campeão foi Soraya Affonso em 2:11:59, seguida por Kolontai Villela em segundo e Claudia Fernandes em terceiro.

Os remadores da categoria Fun Race, para pranchas até 12’2 pés, largaram da praia de João Fernandes e remaram 6 km até a praia de Manguinhos. Essa categoria contou com mais de 100 remadores e foi muito disputada. O grande campeão entre os homens foi Marcio do Amaral com tempo de 0:46:47. Porém o mais veloz foi o campeão da máster, Rogerio Rothe, com tempo de 0:45:43. No feminino a campeã foi Marly Pires em 0:52:11. Na máster feminino a campeão foi Leda Barral. Na categoria para pranchas infláveis, o campeão foi o experiente remador do Rio, Bezinho Otero, que assim como em todas as outras edições, subiu ao pódio.

Por Antonio Portinari / Fotos divulgação Art In Surf

Mineiro e Medina abrem o Billabong Rio Pro 2014

Os brasileiros Adriano de Souza, Gabriel Medina e Raoni Monteiro, foram escalados nas primeiras baterias do Billabong Rio Pro, cujo prazo começa na próxima quarta-feira e vai até o dia 18 de maio no Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Mineirinho vai abrir a etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour com o havaiano Sebastian Zietz e o português Tiago Pires. E na segunda bateria, Gabriel Medina começa a defender a liderança do ranking mundial contra o australiano Adrian Buchan e o carioca Raoni Monteiro. Nesta primeira fase, os vencedores das baterias avançam direto para a terceira fase, mas os perdedores têm uma nova chance de classificação na repescagem.
Gabriel Medina / Foto Kirstin Scholtz / ASP
Pela primeira vez em muitos anos, nenhum integrante do seleto grupo dos top-34 da ASP está contundido. A única ausência no Billabong Rio Pro será a do australiano Kai Otton, que ficou na Austrália para acompanhar o nascimento do seu primeiro filho e será substituído pelo irlandês Glenn Hall. Com isso, sobraram apenas duas vagas de convidados dos organizadores para completar a lista dos 36 concorrentes ao prêmio de 100 mil dólares da vitória na etapa brasileira do WCT. Os escolhidos para reforçar a equipe verde-amarela são o atual campeão brasileiro David do Carmo e o jovem atleta da equipe Billabong, Peterson Crisanto.

Eles serão os próximos a se apresentar nas ondas do Postinho, depois das baterias de Adriano de Souza, Gabriel Medina e Raoni Monteiro, que vão abrir o primeiro dia do Billabong Rio Pro. O paranaense Peterson Crisanto foi escalado junto com o australiano Mitch Crews na quinta bateria, encabeçada pelo maior ídolo do esporte, Kelly Slater. E o paulista David do Carmo estreia em etapas do WCT no confronto seguinte, contra o norte-americano Kolohe Andino e o atual campeão mundial Mick Fanning, que chega ao Brasil embalado pela vitória na etapa passada em Bells Beach, que fechou a "perna australiana" do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014.

Depois vêm mais três confrontos seguidos para fechar a participação brasileira na rodada de apresentação dos melhores surfistas do mundo no Billabong Rio Pro 2014. O paulista Filipe Toledo enfrenta o australiano Julian Wilson e o espanhol do país basco, Aritz Aranburu, na nona bateria. Na décima, o norte-americano Nat Young vai encarar dois brasileiros de uma vez só, o paulista Miguel Pupo e o catarinense Alejo Muniz, que não competiu nas duas últimas provas da "perna australiana" por causa de uma contusão no tornozelo, mas confirmou presença no Rio de Janeiro. E na 11.a e penúltima da primeira fase, tem o potiguar Jadson André com o taitiano Michel Bourez e o australiano Owen Wright.
Adriano de Souza / Foto Hayden-Smith / ASP
O Billabong Rio Pro é a quarta das onze etapas da corrida pelo título mundial da temporada 2014 do Samsung Galaxy ASP World Tour e o Brasil está na frente com Gabriel Medina. Ele lidera o ranking desde a vitória na primeira etapa em Snapper Rocks, na Gold Coast. O fenômeno de Maresias manteve a ponta nas outras duas provas da "perna australiana" em Margaret River e Bells Beach, para chegar no Brasil ainda na dianteira, mas seguido de perto pelos campeões mundiais Joel Parkinson (vice-líder), Mick Fanning (terceiro lugar) e Kelly Slater (quarto).

Outro brasileiro que começou bem o ano e lidera o ranking do ASP Qualifying Series 2014 igualmente com vitória na Austrália, na etapa do ASP 6-Star em Sydney, é Adriano de Souza. Mineirinho foi semifinalista na Gold Coast e ocupa o sexto lugar no Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014, mas pode ganhar posições no Billabong Rio Pro pelo bom retrospecto nas ondas da Barra da Tijuca. Ele já decidiu o título da etapa brasileira no Rio de Janeiro duas vezes, sendo campeão em 2011 e vice na final do ano passado contra o sul-africano Jordy Smith. Nas duas ocasiões, saiu do Brasil liderando a corrida do título mundial.

Além de Medina e Mineirinho, o paulista Miguel Pupo também conseguiu bons resultados na Austrália e divide a nona posição no ranking com o norte-americano Nat Young. Os dois vão estrear na mesma bateria da primeira fase no Billabong Rio Pro, completada por outro brasileiro, Alejo Muniz. Ou seja, um deles ou ambos terão que encarar a primeira repescagem do campeonato, já que apenas o vencedor se classifica direto para a terceira fase.

Por João Carvalho

Florianópolis recebe o 14º Ironman Brasil

No dia 25 de maio, pelo 14º ano consecutivo, Florianópolis será o palco da principal prova do triatlo sul-americano. A capital catarinense realiza o Ironman Brasil Florianópolis, segundo dos eventos do gênero na temporada e também seletiva para a final do Circuito Mundial Ironman, no Havaí, com 50 vagas na Faixa Etária. Aos atletas da Elite valerão os pontos no ranking e a premiação de 75 mil dólares dividida aos melhores do masculino e feminino. Mais um vez, o Clube Doze de Agosto, em Jurerê Internacional, será o local da área de transição, com largada e chegada, além de receber o público com uma série de atrações. Serão cerca de dois mil competidores, enfrentando o desafio de 3,8 km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida, com tempo limite de 17h. A largada será às 7h.
Uma das principais provas do circuito Ironman, a disputa em Florianópolis segue motivando competidores de todas as partes do mundo. Isso graças à qualidade do evento, seu profissionalismo e à receptividade do povo catarinense, destacados por todos os participantes. Por isso, nem bem termina um edição e as inscrições para o ano seguinte acabam rapidamente. Melhor ainda para os atletas da Faixa Etária, já que a disputa vale 50 vagas para o Havaí. Há também a possibilidade de mesclar esporte e lazer, possibilitando que as famílias aproveitem para passar as férias em Jurerê Internacional.

Para o profissionais, a regra da WTC, que coordena o circuito Ironman no mundo, instituída há três anos, determina que os mesmos sejam pontuados de acordo com a classificação na prova, que se somará a outras pontuações em outras disputas, e os mais bem colocados ganharão as vagas para a final do Circuito Ironman. Isso, entretanto, não tem impedido que alguns dos grandes destaques do circuito sempre prestigiam a prova brasileira, sempre elogiada por todos. "A temporada 2014 marca a realização de quatro provas do Circuito Ironman, duas 70.3 e duas completas. Mas a prova de Florianópolis é a mais tradicional e segue crescendo, sempre com o cuidado de manter o número dentro do aceitável para garantir a segurança de todos os participantes", destaca Carlos Galvão, diretor-geral do Ironman Brasil.

Neste período em Floripa, o triatlo nacional já comemorou duas conquistas com Fernanda Keller, 2004 e 2008, mas ainda busca sua primeira vitória no masculino. Em 2007 e 2009 o país ficou perto com Reinaldo Colucci, vice-campeão em ambas oportunidades, 2011, com Guilherme Manocchio, 2012, com Santiago Ascenço, e 2013, com Igor Amorelli, também segundos colocados. Também houve um terceiro lugar, com Santiago Ascenço, em 2010. Os atuais campeões são os norte-americanos Tim O’donnell e Amanda Stevens, novos recordistas do evento.

Por Danilo Caboclo / Foto Linkphoto

Surfista Gustavo Borges embarca para a Indonésia

O surfista de Torres/RS, Gustavo Borges, realiza um dos seus maiores sonhos para surfar algumas das melhores ondas do planeta na Indonésia. Gustavo, que tem apenas 13 anos de idade e é considerado a maior revelação do Surf Gaúcho em anos, assinou um contrato de patrocínio com a Prefeitura Municipal de Torres, através da Associação dos Surfistas de Torres (AST).
O atleta já embarcou na surf trip, acompanhado do pai Romulo Costa, e dos surfistas Josias Pedrinha, Eduardo Berquist e Nicolas Vedovatto, no dia 1º de maio e retorna ao Brasil em 04 de junho. O objetivo da viagem é de aprimorar o nível técnico dos atletas, conhecer uma nova cultura, além de integrar surfistas de diferentes idades e níveis de surf.

“Estou muito feliz. É a realização de um sonho que muitos surfistas do mundo inteiro tentam realizar. Esta viagem será fundamental para meu crescimento como futuro atleta profissional. Gostaria de agradecer a Prefeitura de Torres, através da prefeita Nilvia Pereira, que não tem medido esforços para ajudar o Surf do município. Será uma experiência única em minha vida, estou muito feliz”, finalizou Gustavo Borges.

Por Gabriel de Mello / Foto Arquivo pessoal

O surf promover Portugal

Lisboa-Portugal - A notoriedade de Garret McNamara, que surfou a onda de 30 metros em janeiro de 2013, na praia do Norte na Nazaré, bem como a afinidade do surfista ao Destino Portugal foram as principais razões para o lançamento deste projeto do Turismo de Portugal que consiste na produção de 14 vídeos de três minutos, protagonizados pelo próprio surfista, e que divulgam as suas escolhas. Os filmes têm o objetivo principal de divulgar internacionalmente o destino e vão ser divulgados junto dos canais de eleição dos surfistas - Internet e redes sociais - estando ainda em aberto a possibilidade de difusão dos conteúdos numa estação de televisão internacional.
O lançamento deste projeto, com um investimento de 200 mil euros, está previsto por ocasião do WCT PRO Portugal, que terá lugar em Peniche entre 8 e 19 de Outubro de 2014 (até 2013 denominado Rip Curl Pro), e privilegia a comunicação da oferta turística através da partilha de experiências sobre o Destino.
A apresentação da McNamara Surf Trip decorreu na Praia do Bico de Mexilhoeiro, no Barreiro, onde o presidente do Turismo de Portugal, João Cotrim de Figueiredo falou sobre o projeto antes de Garrett Mcnamara surfar a Gasoline, a onda do rio Tejo gerada pelos catamarans. A onda só se forma quando a maré está vazia, em hora de ponta e quando o barco está cheio, o que torna esta experiência única e num local inusitado.

Surfar a Gasoline foi uma escolha do próprio McNamara, assim como todas as experiências que integram os 14 episódios da McNamara Surf Trip. A parceria com o McNamara envolve ainda a presença em eventos do Turismo de Portugal, à semelhança do que aconteceu na FITUR, na Feira de Turismo em Madrid, Espanha, e a participação em experiências com vencedores de passatempos. A onda de 30 metros surfada por McNamara, em janeiro de 2013, na praia do Norte, na Nazaré, entrou para a história como a maior onda de sempre alguma vez surfada e chegou a fazer capa no jornal britânico The Times, afirmando Portugal como o destino número um na Europa e um dos principais do mundo para quem procura a praia para lazer e para desportos náuticos.

Segundo João Cotrim de Figueiredo, presidente do Turismo de Portugal, “o surf é um ângulo diferente de mostrar a oferta turística, que é justamente o que se pretende fazer com a McNamara Surf Trip. Este projeto não se destina apenas a promover o surf, destina-se a promover a oferta turística através do olhar de um surfista com uma forte ligação a Portugal e detentor de notoriedade – Garrett McNamara. Embora ancorada num produto, no surf, o que estamos a promover é Portugal enquanto Destino.”

“Portugal dispõe de condições naturais ímpares para o surf e este constitui um importante elemento da nossa estratégia de comunicação, contribuindo para o posicionamento do País enquanto destino turístico”, refere ainda o Presidente.

A relevância deste segmento para a imagem do país é indiscutível, pelo que o Turismo de Portugal mantém uma forte aposta na promoção. A campanha No waves, come back for free, lançada no final de 2012, desafiou os surfistas internacionais de visita a Portugal a identificarem, ao longo de três meses, situações em que a ausência de ondas de qualidade impedisse a prática de surf. Caso o surfista não encontrasse ondas na sua estada – o que não veio a acontecer -, seria premiado com uma nova viagem a Portugal.

Este esforço promocional, totalmente desenvolvido online, foi ancorado na plataforma www.portuguesewaves.com, onde se concentra tudo o que os surfistas precisam de saber sobre Portugal e as suas praias para organizarem e marcarem a sua viagem, além de vídeos de conhecidos surfistas internacionais sobre Portugal, mapa com os melhores ‘spots’ de ondas na costa portuguesa e uma listagem da oferta hoteleira localizada perto do litoral. Portugal é um destino de excelência para os surfistas porque tem o maior número de spots de surf, localizados a curta distância uns dos outros, garantindo a existência de ondas de qualidade.

Por Isabel Carriço

Mais de 200 competidores desafiaram o Xtreme Race Belo Horizonte

Emoção, superação e diversão. Esses foram os principais elementos que marcaram a primeira edição da Xtreme Race em Belo Horizonte, realizada em 27.4, CPOR-BH, a base militar do exército da capital mineira. Com 5Km e 14 obstáculos, a prova teve um desafio surpresa, que elevou a adrenalina dos participantes: bombas com fogo na largada da corrida.  Ao todo, 263  atletas amadores e profissionais participaram da prova, que teve um percurso de 5Km em meio a muita lama.
Entre os homens, o 1º lugar foi ocupado por Roberto Oliveira de Moraes, que completou a prova em 20min29, seguido por Eduardo José Ferreira, aos 20min35 e Edimar Antonio de Faria, com 20min40.  As mulheres também mostraram um excelente desempenho e as melhores colocadas foram Renata Martins em 1º com 29min17, Miriam Neves com 30min19 e Lixandra Oliveira Pingirum com 30min23. Essa foi a terceira edição da Xtreme Race em 2014. "Fechamos o semestre com chave de ouro aqui em Minas Gerais. Essa etapa em BH foi fantástica, não poderia ter sido melhor. Tempo bom, participantes animados e grandes desafios”, comenta Maurício Fragata, um dos organizadores da maior corrida de obstáculos do país.

 Lançada em novembro de 2013 e realizada em Atibaia, Águas de São Pedro e Suzano em São Paulo e agora em Belo Horizonte (MG), a Xtreme Race terá novas edições no segundo semestre. "Depois de quatro edições, agora vamos dar uma pausa e planejar o que será feito na segunda metade do ano. Já estamos negociando com algumas cidades e teremos novidades em breve”, afirma Rafael Sá, outro organizador da Xtreme Race.

Por Michele Barcena / Foto Marcelo Cardoso

Seis meses de janela para surfar a onda mística de Parcel

Está confirmado o primeiro campeonato de surfe da história do Parcel, a onda mais mística de Balneário Camboriú, que quebra a 1,8 km da costa da Maravilha do Atlântico. Surgido de uma ideia dos surfistas locais de uma das maiores surf cities do Brasil, o "Encontro de Gerações Parcel BC Invitational 2014" será disputado apenas pelos surfistas da cidade no melhor dia de ondas em um período de seis meses, de 1º de junho a 1º de dezembro. Isto porque é raro dar onda no Parcel, só quebra quando o mar está grande, geralmente em ressacas.
O evento será especialmente realizado em memória a Marciano Cavalheiro, salva vidas e pai do surfista e juiz da ASP, Icaro Cavalheiro. Ele morava na Ilha das Cabras, localizada a 800 metros da costa, inclusive, Icaro é o único cidadão a nascer na ilha e foi campeão estadual catarinense em todas as categorias, desde as amadoras até a profissional. Mesmo residindo atualmente no Havaí, ele é um dos 64 surfistas que estão confirmados no Encontro de Gerações Parcel BC Invitational 2014, todos de Balneário Camboriú que fizeram a história do surfe na cidade, alguns ainda fazendo.

A onda do Parcel, quando quebra, apresenta uma qualidade de nível internacional. Ela entra forte, poderosa, entre a Ilha das Cabras e a ponta da Praia do Coco. A altura varia entre 4 e 6 pés normalmente, mas pode chegar ao dobro disso, com séries desafiadoras de 12 pés nos dias de grandes ressacas. É quando a mística esquerda do Parcel começa com uma boa seção de tubos e segue abrindo a parede por dezenas de metros para várias manobras. Dependendo da direção do swell, entram ainda excelentes direitas, que também é uma onda clássica.

Para disputar este evento a organização estipulou um limite de 64 participantes e escolheu os que fizeram - e ainda fazem - parte da história do surfe da cidade. O Encontro de Gerações é exclusivo para surfistas da cidade. Foram reservadas vagas para os pioneiros, que desbravaram as ondas tanto da costa quanto do próprio Parcel nos anos 70, bem como para campeões mundiais como os irmãos Teco e Neco Padaratz e Matheus Navarro, todos os presidentes da Associação de Surf de Balneário Camboriú, ex campeões locais e estaduais e para uma turma de big riders que construíram uma história naquela onda, tendo até vaga para uma menina representar o surfe feminino de Balneário Camboriú.

Um dos destaques entre os participantes é Willian Cardoso, que há alguns anos vem chegando perto de entrar no seleto grupo dos top-34 que disputa o título mundial da ASP. Mesmo focado nas etapas qualificatórias para o WCT, ele confirmou presença e só espera que o dia clássico do Parcel não seja durante as competições do circuito mundial.

O atual presidente da Associação de Surf de Balneário Camboriú, o surfista profissional Pedro Norberto, comentou a importância deste evento para a cidade: "Como presidente da ASBC, me sinto privilegiado por este evento acontecer no meu mandato e creio que vai ser sucesso por ser uma ideia alucinante. É importante agradecer a todos os apoiadores e realizadores e também à Prefeitura Municipal na pessoa do seu prefeito Edson Piriquito, por acreditar neste inédito evento!". E ele também vai competir no Parcel. "É um evento inédito e será histórico para a nossa cidade. Certamente, essa confraternização da galera das antigas com a nova geração em um pico tão místico vai ser inesquecível".

Por Klaus Kaiser