9 de agosto de 2013

Pedro Caldas vence o Brasileiro de wakeboard

No último final de semana uma competição inédita no país inaugurou o ranking brasileiro de Wakeboard e Wakeskate em Cable Parks. O wakeboard é o esporte aquático que mais cresce no mundo e pode ser inserido nas Olimpíadas de 2020 ainda este ano. E o 1º Campeonato Brasileiro de wakeboard e wakeskate em Cable Park já está preparando os atletas brasileiros para o formato olímpico do esporte. Com apenas 13 anos, o atleta Pedro Caldas superou dois dos principais atletas brasileiros de Wakeboard, ficando com a primeira colocação no pódio, em Jaguariúna, São Paulo.
O atleta prodígio, mais conhecido como Pedrinho, se destacou na categoria ‘Profissional’ realizando um Switch HSFS 900 e Pite Rose no Kicker, além de Transfer 360 no Raibow e Blind Judge de Air Trick. O segundo colocado, Marcelo Giardi, o Marreco, pousou Crowmobe e BS 540, e Vulcan no Air Trick. Na terceira colocação com um Whirly 540 no kickers e Blind Judge de Air Trick, ficou Luciano Rondi, o Deco.

Na categoria ‘Avançado’ Bruno Lima ficou com o primeiro lugar, realizando um Air Raley de Air trick e BS 360 no kicker. Seguido por Pierre Grego com um Front Flip no kicker e Eduardo Miranda bem style nos sliders. A categoria ‘Intermediário’ contou com toda a habilidade nos sliders, FS 36 e scarecrow no kickers do atleta Guilherme Souza, que garantiu o lugar mais alto no pódio. Arthur Lunardi e Guilherme Silveira ficaram com os segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Alexey Rodrigo completou muito bem todos os obstáculos conquistando o primeiro lugar na categoria ‘Iniciantes’. Roberto Dhelone fez o melhor stalefish grab da categoria e levou o segundo lugar, seguido por Thiago Vaz. As mulheres também mostraram que são radicais na categoria ‘Feminino’. Thayná Armentano, em primeiro lugar realizou um 720 no Raibow e grabs consistentes no kicker. Aline Stocco, em segundo, passou em todos sliders controlado, incluindo 36 no Raibow. Flavia Simões fez um 180 e Half cabe em tudo, ficando com a terceira colocação.

No Wakeskate Pedro Portella mostrou que tem a prancha nos pés, mandouBS 180 no kicker, Shovit em cima do Raibow e Frontside Bigspin de flat trick, ficando com primeiro lugar. André Patas, com um Shovit em cima do Roof Top, e Alexandre Xan, que completou todos os obstáculos até o final na base, ficaram com o segundo e terceiro lugar, respectivamente. “Alem de abrir o Ranking oficial brasileiro de wakeboard e wakeskate em cable, este evento marcou teve outras características importantes para o esporte. Foi o recorde de publico presente – em torno de 1500 pessoas -, e contou com novas tecnologias para julgamento, como a câmera que mostrava em close para os juízes as manobras feitas nos obstáculos mais longe, e a TV com resultados na hora no espaço dos atletas. Foi a primeira vez que o público pode saber quem estava na frente a cada fase. Com isso, o próximo evento no Naga – previsto para o próximo semestre - promete ser o mais importante da história do esporte no Brasil”, declara Igor Boito, organizador do evento.

Por Alline Juscelino

Nenhum comentário:

Postar um comentário