16 de julho de 2013

Sphaier e Atalanta vencem no Gold Island

O saquaremense Rodrigo Sphaier e a pernambucana Atalanta Batista venceram as principais categorias da segunda etapa do Circuito Brasileiro de Longboard Pro apresentada pela Gold Island em Cabo de Santo Agostinho, no litoral sul de Pernambuco. Eles ganharam as últimas baterias evento, que ocorreu no último domingo, 14.06, debaxo de muita chuva, mas com as melhores ondas do fim de semana na Praia de Itapuama. Outros quatro títulos foram decididos, com o capixaba Felipe Lacerda conquistando o da Amador Open, o pernambucano Gabriel Farias foi o melhor na Amador Junior, o baiano Rogério Vasconcelos levou a Master e o paraibano Nilton Santos a Super Master.
Pódio
A bateria que fechou o Gold Island apresenta segunda etapa do Circuito Brasileiro de Longboard Pro, reuniu realmente os dois melhores competidores nas ondas de Itapuama. A final da categoria profissional começou quente, com o paulista Jefson Silva abrindo a bateria com nota 8,33 e Rodrigo Sphaier com 8,00. Ambos combinando bem as batidas e rasgadas, com as manobras mais clássicas no bico do pranchão como "hang five" e "hang ten". Uma tempestade rápida desabou bem na hora da última decisão em Cabo de Santo Agostinho, prejudicando a boa formação das ondas nas séries de 3-4 pés na Praia de Itapuama.

Logo Rodrigo Sphaier assumiu a ponta com uma onda regular nota 6,60 e não largou a liderança até o fim, inclusive aumentando a vantagem com uma nota 7,17 quando faltavam 5 minutos para o término. Jefson Silva tentou a virada algumas vezes, mas as ondas fechavam rapidamente, não abrindo parede para ele apresentar o seu arsenal de manobras que o levaram até ali. No caminho até a final, acabou com a invencibilidade do pernambucano Halley Batista, que liderava o ranking brasileiro de Longboard com a vitória no Gold Island Brasileiro de Longboard Pro em Fernando de Noronha (PE).
Atalanta Batista
"Eu, na verdade, venho sempre tentando me superar. A vida está aí pra isso, pra gente se superar", disse Rodrigo Sphaier. "Tive sorte de encontrar boas ondas e ser competente pra executar bem, não perder as chances que apareceram pra mim. Estou muito feliz por mais uma vitória e agora é colocar o pé no chão e seguir em frente", completou o atual campeão sul-americano de longboard profissional da ASP South America. Ele também falou sobre a possibilidade de entrar na corrida do título brasileiro com a vitória nesta segunda etapa do circuito da Associação Brasileira de Longboard (ABL) apresentada pela Gold Island em Pernambuco. "Com este resultado certamente me aproximei dos líderes. Não sei se dá pra ficar em primeiro no ranking, mas já estive em situações assim que foram revertidas, então não quero pensar nisso não, prefiro deixar acontecer".

Apesar de não ter conseguido a vitória, Jefson Silva ficou contente pelo vice-campeonato, já que não começou bem a temporada em Fernando de Noronha (PE). "Faltou eu pegar uma outra onda boa, só que esperei muito e não consegui achar essa onda. Mas, o Diguinho (Rodrigo Sphaier) surfou muito bem a bateria toda, começou com um oito, depois fez um seis, um sete e mereceu a vitória. Eu estou amarradão em fazer uma final com ele, que é um dos meus melhores amigos, sempre viajamos juntos pro Circuito Mundial, então estou feliz pelo meu segundo lugar e pela vitória dele também".
Phill 
Jefson ainda comentou sobre a etapa que acontece no próximo fim de semana também no litoral sul pernambucano, o Mahalo Pernambuco Winter Festival na Praia do Cupe, a partir de sexta-feira em Ipojuca. "Pois é, em Fernando de Noronha não fui bem, perdi acho que na segunda fase, agora consegui um segundo lugar e vou ver como vai ficar o ranking. Mas, ganhei confiança com este resultado aqui e vamos com tudo lá pro Cupe tentar mais uma final lá e quem sabe a vitória".

Na categoria feminina, a pernambucana Atalanta Batista largou com vitória a busca pelo tetracampeonato brasileiro de longboard profissional. A carioca Mainá Thompson chegou a tirar a maior nota da final (7,0), mas na soma das duas computadas a defensora do título levou a melhor por 11,27 a 11,23 pontos. Em terceiro lugar ficou a paranaense Thiara Mandeli e em quarto a potiguar Eliane Andrade. "Graças a Deus consegui mais uma vitória e tem mais duas etapas aí pela frente, então vou treinar bastante para manter este ritmo", disse Atalanta Batista. "Quero agradecer todas as pessoas que torceram por mim e falar também que estou sem patrocínio, mas continuo correndo atrás, treinando bastante pra conseguir bons resultados nos eventos".
Rodrigo Sphaier
A primeira decisão de título entrou no mar pouco depois do meio dia, quando a chuva já havia dado uma trégua para o público aparecer na Praia de Itapuama. A final da categoria Amador Junior foi 100% pernambucana e Gabriel Farias foi o campeão, com José Vinicius ficando em segundo lugar, o local de Itapuama, Caio Santos, em terceiro e Dodô em quarto completando o trio de finalistas da Praia de Maracaípe, em Ipojuca. Em seguida começou a final Master e o baiano Rogério Vasconcelos festejou a vitória sobre o paulista Paulo Giachetti (2.o lugar), o catarinense Paulo Sefton (3.o) e o paraibano Antonio Nunes (4.o). "Essa vitória vai para aqueles que não acreditaram em mim, que me impuseram limites, mas aqui estou eu, campeão de novo", desabafou Rogério Vasconcelos. "O Paulo Giachetti é um grande adversário, o Paulo Sefton também vencedor lá do Sul que veio prestigiar a gente aqui, então isso só valoriza ainda mais essa vitória. Valeu!!!".

A terceira final foi a da categoria Amador Open, que só foi decidida nas últimas ondas surfadas pelos quatro competidores. O capixaba Felipe Lacerda liderava com uma nota 7,17, mas fechou a bateria com uma melhor ainda que valeu 8,10 para sacramentar a vitória no Gold Island de Cabo de Santo Agostinho. Com 15,27 pontos derrotou os três pernambucanos que enfrentou na bateria. Romualdo Nascimento ficou em segundo, o campeão da Junior, Gabriel Farias, em terceiro e o local da Praia de Itapuama, Caio Santos, em quarto. "Estou felizão e aqui em Pernambuco sempre dá altas ondas. Dessa vez não estava tão bom aqui em Itapuama, mas tivemos boas condições durante os três dias do campeonato", destacou Felipe Lacerda. "Estou muito feliz por ter vencido esse evento e vamos agora pra próxima etapa lá na Praia do Cupe (em Ipojuca a partir de sexta-feira) tentar ser campeão mais uma vez para correr atrás do título brasileiro esse ano".
Rogério Vasconcelos
Antes das finais profissionais que fecharam a segunda etapa do Circuito Brasileiro de Longboard Pro apresentada pela Gold Island, o paraibano Nilton Santos faturou o título da Grand Master. O catarinense Paulo Sefton ficou em segundo lugar, o pernambucano Ray Farias, pai do campeão Junior Gabriel Farias, foi o terceiro colocado e o paulista Carlos Pereira completou o pódio da Grand Master em Cabo de Santo Agostinho.

O Gold Island apresenta a segunda etapa do Circuito Brasileiro de Longboard foi realizado com total apoio da Prefeitura Municipal de Cabo de Santo Agostinho, através do prefeito Vado da Farmácia, além dos Blocos Teccel, com divulgação pela ESPN Brasil, Canal Woohoo, Rádio Transamérica FM e Surfguru.com.br. O evento foi realizado pela Associação Brasileira de Longboard (ABL) em parceria com a Associação Nordestina de Surf (ANS) e Federação Pernambucana de Surf (FEPESU).

Na próxima sexta-feira, começa a segunda etapa seguida do Circuito Brasileiro de Longboard Profissional pelo litoral sul pernambucano, o Mahalo Pernambuco Winter Festival na Praia do Cupe, em Ipojuca. Neste evento, além das seis categorias disputadas na Praia de Itapuama, será iniciado o circuito nacional de Stand Up Wave, entre as dez modalidades esportivas que serão apresentadas até o dia 28 pelas praias de Ipojuca.

Final:
Campeão: Rodrigo Sphaier (RJ) com 15,17 das notas 8,00+7,17
Vice-campeão: Jefson Silva (SP) com 14,56 pontos = 8,33+6,23
Final feminina:
Campeã: Atalanta Batista (PE) com 11,27 das notas 6,50+4,77
Vice-campeã: Mainá Thompson (RJ) com 11,23 = 7,00+4,23
Terceiro lugar: Thiara Mandeli (PR) com 7,30 = 4,00+3,30
Quarto lugar: Eliane Andrade (RN) com 6,66 = 3,53+3,13
Final AM Ope:
1.o: Felipe Lacerda (ES) com 15,27 das notas 8,10 e 7,17
2.o: Romualdo Nascimento (PE) com 13,43 = 7,60+5,83
3.o: Gabriel Farias (PE) (PE) com 9,36 = 4,83+4,53
4.o: Caio Santos (PE) com 8,07 pontos = 5,67+2,40
Final AM Junior:
1.o: Gabriel Farias (PE) com 12,93 das notas 7,10 e 5,83
2.o: José Vinicius (PE) com 11,46 = 6,33+5,13
3.o: Caio Santos (PE) com 11,30 = 5,80+5,50
4.o: Dodô (PE) com 10,23 pontos = 5,20+5,03
Final Máster:
1.o: Rogério Vasconcelos (BA) com 11,00 das notas 5,77 e 5,23
2.o: Paulo Giachetti (SP) com 10,00 = 5,33+4,67
3.o: Paulo Sefton (SC) com 7,37 = 3,70+3,67
4.o: Antonio Nunes (PB) com 5,74 pontos = 3,37+2,37
Final Super Máster:
1.o: Nilton Santos (PB) com 11,06 das notas 5,73 e 5,33
2.o: Paulo Sefton (SC) com 8,77 = 4,50+4,27
3.o: Ray Farias (PE) com 6,07 = 3,07+3,00
4.o: Carlos Pereira (SP) com 4,47 pontos = 2,37+2,10

Por João Carvalho / Fotos Fabriciano Junior

Nenhum comentário:

Postar um comentário