29 de julho de 2013

Halley Batista vence o Mahalo Pernambuco

O pernambucano Halley Batista conquistou o principal título entre as dez modalidades esportivas do Mahalo Pernambuco Winter Festival em Ipojuca, no litoral sul do estado. Ele usou os aéreos para faturar o prêmio máximo de 15 mil Reais na bateria final contra o novo líder do ranking brasileiro de surfe profissional, Franklin Serpa, nas boas ondas da Praia do Cupe. Com os 3.000 pontos da vitória, Halley subiu da sexta para a terceira posição na corrida pelo título da temporada 2013, abaixo apenas do baiano e do ex-líder, Jihad Khodr, do Paraná. O paulista David do Carmo e o cearense Edvan Silva pararam nas semifinais e dividiram o terceiro lugar no pódio na Praia do Cupe. "O mar ajudou na final, deu bons buracos, as ondas ficaram mais perfeitas também, o vento diminuiu e Graças a Deus consegui acertar as manobras, meu aéreo de backside que é o "giro do cometa", manobra que desenvolvi alguns anos atrás, pra conseguir a vitória que era o objetivo neste campeonato", contou Halley Batista, que garantiu a vitória com as notas 8,10 7,57 dos dois melhores aéreos de backside que acertou nas esquerdas da Praia do Cupe. "Antes de começar o evento, eu já sabia que precisava de uma vitória aqui pra entrar na briga do título brasileiro, que é minha grande meta para este ano. Agora é concentrar nas próximas etapas para concretizar esse desejo, já que não tenho nenhum título a nível nacional ainda no meu currículo".
Halley no podio 
Vários surfistas que mostraram alto nível técnico no Mahalo Pernambuco Winter Festival competiram sem qualquer patrocinador principal no bico da prancha. Nomes como o tetracampeão cearense Edvan Silva, que foi até as semifinais na Praia do Cupe, além do próprio campeão Halley Batista, entre outros. Halley foi carregado pela torcida e familiares até o pódio, onde contou que agora conseguiu um patrocínio da Prefeitura Municipal de Ipojuca, que apoia cerca de quinze surfistas do município, entre profissionais e amadores. "Quero agradecer a todos que estavam na torcida por mim, minha família, amigos, até porque estava meio desmotivado, pensando em partir para outro ramo porque estou uns seis meses sem patrocínio, o que tem me dificultado muito", disse Halley Batista, no pódio. "Mas, graças a Deus apareceu esse incentivo da Prefeitura Municipal de Ipojuca no mês passado, para representar minha cidade nas competições e consegui ir pro México, África do Sul, pro Brasileiro em Macaé (RJ) semana passada, devo ir pra perna europeia do Circuito Mundial também, então só tenho que agradecer ao prefeito Carlos Santana e o secretário de Esportes, Miquéias, pela iniciativa que é muito importante para o surfe da nossa cidade e do nosso estado".
Halley Batista (PE)
Apesar do vice-campeonato, o baiano Franklin Serpa ficou feliz pelo resultado, recuperando a ponta do ranking no Mahalo Pernambuco Winter Festival. Isso aconteceu no sábado, quando ele passou para as quartas de final e no duelo seguinte o paranaense Jihad Khodr foi derrotado pelo pernambucano Bruno Rodrigues. No domingo, Serpa acertou os aéreos para derrotar o pernambucano Alan Donato nas quartas de final e também contra o recordista de nota - 9,67 - do campeonato, David do Carmo, nas semifinais. Mas, não acertou nada na final contra Halley Batista, perdendo a decisão do título na Praia do Cupe por 15,67 a 6,73 pontos. "Infelizmente na final não consegui voltar nas manobras, escolhi muito mal as ondas, então não deu pra mim. Mas, quero parabenizar o Halley (Batista) que surfou muito bem o campeonato inteiro também e mereceu a vitória", disse Franklin Serpa, que respondeu sobre voltar a liderar a corrida do título brasileiro em Ipojuca. "Foi bom fazer mais uma final, mas ainda falta muita coisa pra ficar pensando em título. Eu só penso em continuar surfando, tentando pegar boas ondas nas baterias para surfar da melhor maneira... meu foco é sempre esse, surfar bem..."

A grande final foi disputada em boas condições de mar na Praia do Cupe, formando boas rampas para as manobras aéreas, como tubos nas esquerdas que apresentavam melhor formação na maré quase seca do domingo. O tubo do Franklin Serpa foi melhor do que o que Halley surfou no finalzinho da bateria, mas o baiano não acertou os aéreos, enquanto o pernambucano completava todos os seus voos, tanto os que decolou de frontside nas direitas como os de backside nas esquerdas que arrancaram as maiores notas - 8,10 e 7,57.
Podio Kite Surf
Em sua primeira bateria no domingo, Halley Batista estabeleceu um novo recorde de pontos com os 16,50 que totalizou com uma nota 9 na vitória sobre o baiano Marco Fernandez nas quartas de final. Mas, ninguém superou a nota 9,67 do paulista David do Carmo no sábado, quando ele destruiu uma esquerda com uma série de manobras fortes executadas com pressão nas partes mais críticas da onda. David parou no líder do ranking, Franklin Serpa, nas semifinais e terminou empatado com o cearense Edvan Silva em terceiro lugar no Mahalo Pernambuco Winter Festival. "Estou feliz por ter vindo até aqui em Pernambuco e conseguido este terceiro lugar, que é um resultado importante também", disse David do Carmo. "Na verdade, estou mais focado no Mundial WQS, mas como não tive vaga pra correr o US Open of Surfing essa semana nos Estados Unidos, decidi fazer esta perna do Circuito Brasileiro em Macaé (RJ) e aqui em Ipojuca (PE). Foi bom porque mantive um bom ritmo de competição e consegui bons resultados nos dois eventos. Fiquei em nono lugar lá em Macaé e agora em terceiro, então só tenho a agradecer porque poderia ter dançado de cara nos dois eventos. A galera do Brasil está surfando muito bem e todos têm nível pra correr o Circuito Mundial também, se tiverem patrocínio pra isso".

Além da etapa do Circuito Brasileiro de Surfe Profissional, mais sete das dez modalidades esportivas disputadas simultaneamente durante os dois últimos finais de semana do mês de julho, foram encerradas no domingo do Mahalo Pernambuco Winter Festival. Também na Praia do Cupe foi definido o campeão do Slackline, na Praia de Maracaípe aconteceram as finais do Kite Surf e do Bodyboard e em Porto de Galinhas foram decididos os títulos do Volei de Praia, Futevolei, Skate e da Corrida de Jangadas no sábado. No domingo passado, foram conhecidos os vencedores das seis categorias do Longboard e das duas do Stand Up Wave, todas válidas pelo circuito da Associação Brasileira de Longboard (ABL).
David Carmo (SP)
Final do Mahalo Pernambuco Winter Festival:
Campeão: Halley Batista (PE) com 15,67 (notas 8,10+7,57) - R$ 15.000,00 e 3.000 pontos
Vice-campeão: Fanklin Serpa (BA) com 6,73 (3,40+3,33) - R$ 9.000 e 2.580 pontos

Ranking Brasileiro de Surfe Profissioanl 2013 - 7 etapas:
1.o: Franklin Serpa (BA) - 8.565 pontos
2.o: Jihad Khodr (PR) - 7.905
3.o: Halley Batista (PE) - 7.845
4.o: Flavio Nakagima (SP) - 6.450
5.o: David do Carmo (SP) - 6.420
6.o: Bruno Galini (BA) - 6. 255
7.o: Robson Santos (SP) - 6.000
8.o: Alandreson Martins (BA) - 5.835
Bodyboard
9.o: Rudá Carvalho (BA) - 5.820
10: Artur Silva (CE) - 5.790
11: Alan Jhones (RN) - 5.760
12: Saulo Junior (SP) - 5.483
13: Diego Rosa (SC) - 5.250
14: Cauê Wood (SC) - 4.868
15: Odirlei Coutinho (SP) - 4.860
16: Leonardo Neves (RJ) - 4.620
17: Ricardo Ferreira (SP) - 4.575
18: Danilo Costa (RN) - 4.410
19: Renato Galvão (SP) - 4.080
20: Alan Donato (PE) - 4.050
21: Edvan Silva (CE) - 3.990
21: Samuel Igo (PB) - 3.990
23: Dunga Neto (CE) - 3.960
24: Leandro Bastos (RJ) - 3.960
25: Cezar Aguiar (PE) - 3.870
26: Raphael Seixas (PB) - 3.810
27: Bino Lopes (BA) - 3.653
28: Nathan Brandi (SP) - 3.540
29: Gustavo Sanches (RN) - 3.480
30: Hizunomê Bettero (SP) - 3.420

- mais 70 surfistas pagaram filiação na ABRASP e estão no ranking 2013 que pode ser acessado por completo no www.abrasp.com.br

Por João Carvalho / Foto Fabriciano Jr./ ANS

Nenhum comentário:

Postar um comentário