7 de maio de 2013

Melhores do mundo confirmados no Billabong Rio Pro

O Billabong Rio Pro começa na próxima quarta-feira com os grandes astros do Circuito Mundial confirmados na etapa brasileira do WCT no Rio de Janeiro. O defensor do título mundial, Joel Parkinson, o onze vezes campeão Kelly Slater, o bicampeão Mick Fanning e C. J. Hobgood, que também tem um troféu de melhor do mundo, já estão escalados para estrear nas ondas do Postinho da Barra da Tijuca. Eles, os outros 26 tops do ASP World Tour 2013 e os dois substitutos dos atletas contundidos. O Brasil tem seu time completo pela primeira vez no ano, com Adriano de Souza na briga direta pela ponta do ranking liderado por Kelly Slater.
Joel Parkinson (AUS) / Foto Kirstin Scholtz / ASP
Ele estava na Indonésia, surfando as ondas perfeitas das Ilhas Mentawaii, junto com Miguel Pupo, que vai estrear na temporada 2013 no Rio de Janeiro. Contundido, Pupo não competiu nas duas provas da Austrália, mas retorna agora no Billabong Rio Pro. A volta será na quinta bateria, logo a do atual campeão mundial Joel Parkinson, que arrancou para a conquista do título de 2012 com o vice-campeonato na etapa brasileira do WCT. Adriano de Souza estreia na segunda, contra os australianos Matt Wilkinson e Yadin Nicol.

"Para mim, a Indonésia foi uma boa preparação antes de voltar para o Brasil", disse Adriano de Souza. "É um lugar que permite você surfar boas ondas e aumentar sua performance. Surfei de seis a sete horas por dia lá e foi ótimo". Mineirinho também falou sobre repetir a vitória de 2011 no Billabong Rio Pro, que lhe garante a liderança do ranking como foi naquele ano. "Sei que o caminho para chegar a final é enorme, não é fácil e vou ter que lutar muito por ela".
Adriano de Souza / Foto Steve Robertson / ASP
Ausente na etapa brasileira do WCT no ano passado, desta vez Kelly Slater vem defender a ponta no Rio de Janeiro. Ele entra na sexta bateria, depois das apresentações de Joel Parkinson e de todos os outros principais concorrentes ao título neste início de temporada. O quarto do ranking, Adriano de Souza, está na segunda, os vice-líderes Taj Burrow e Mick Fanning na terceira e quarta e Parko na quinta. Uma final entre dois destes cinco no Billabong Rio Pro, vale o primeiro lugar na corrida pelo troféu de campeão mundial do ASP Tour 2013.

A expectativa é grande para que os brasileiros repitam a ótima atuação da etapa passada, em Bells Beach, encerrada com a inédita vitória de Adriano de Souza na Austrália. Antes, Kelly Slater foi barrado por Willian Cardoso, no duelo seguinte Raoni Monteiro ganhou de Joel Parkinson e o estreante Filipe Toledo também brilhou nas direitas de Bells Beach. O fenômeno Gabriel Medina e o campeão mundial C. J. Hobgood foram duas vítimas dos aéreos do ubatubense de apenas 18 anos de idade, filho do bicampeão brasileiro Ricardo Toledo.
Miguel Pupo (BRA) / Foto Steve Robertson / ASP
Filipe vai estrear no Billabong Rio Pro na quarta bateria, encabeçada pelo australiano Mick Fanning. O também paulista Gabriel Medina está na oitava com o norte-americano Damien Hobgood e o havaiano Dusty Payne. Na seguinte, o carioca Raoni Monteiro fecha a participação brasileira enfrentando o francês Jeremy Flores e o californiano Nat Young. Quem abre é o catarinense Alejo Muniz, escalado na primeira bateria com o australiano Josh Kerr e o americano Patrick Gudauskas.

O time verde-amarelo já tem dois reforços confirmados pela ausência de quatro tops do WCT que estão contundidos. Não virão ao Rio de Janeiro o atual campeão do Billabong Rio Pro, John John Florence, o também havaiano Fredrick Patacchia, o australiano Owen Wright e o português Tiago Pires. Pelas regras, a ASP pode substituir apenas dois com os primeiros "alternates" da temporada, o australiano Yadin Nicol e Patrick Gudauskas.
Mick Fanning (AUS) / Foto Kirstin Scholtz / ASP
Mesmo participando das duas etapas da Austrália, inclusive vencendo Kelly Slater em Bells Beach, o catarinense Willian Cardoso ficou de fora da etapa brasileira do WCT porque Yadin Nicol vai competir desta vez. O Tour Manager da ASP, Renato Hickel, esclarece o critério técnico do regulamento para substituir os contundidos nas etapas. "Uma pena realmente. Ele (Willian Cardoso) é o número 3 da relação e a ASP tem apenas duas vagas pros quatro contundidos, ou seja, o Willian e o Heitor Alves só entram se os dois primeiros substitutos declinam o convite, como fez o Yadin Nicol nas duas primeiras provas", explicou Renato Hickel, por e-mail. As outras duas vagas ficam então para a organização do evento, além dos dois convidados que já tem direito a nomear.

O indicado pela Billabong foi o atleta da sua equipe, o australiano campeão mundial Pro Junior da ASP, Jack Freestone. Com a divulgação dos quatro contundidos, a vaga da GEO, que organiza a etapa brasileira do WCT, já foi confirmada para o cearense Messias Felix, pelo título brasileiro conquistado no ano passado.
Kelly Slater (EUA) / Foto Kirstin Scholtz / ASP
Ele ia ter que participar de uma triagem contra três cariocas, o campeão estadual Gustavo Fernandes, Jerônimo Vargas representando a Associação de Surf da Barra da Tijuca (ASBT) e Simão Romão pela Associação de Surf do Arpoador. Os três ainda vão disputar uma das duas novas vagas dos contundidos, em uma bateria antes do início do evento. E a organização do campeonato irá definir o último participante para completar a primeira fase.

Primeira fase do Masculino - 1º =Terceira Fase / 2º e 3º = Repescagem:
1.a bateria: Josh Kerr (AUS), Alejo Muniz (BRA), Patrick Gudauskas (EUA)
2.a: Adriano de Souza (BRA), Matt Wilkinson (AUS), Yadin Nicol (AUS)
3.a: Taj Burrow (AUS), Sebastian Zietz (HAV) e 1 wildcard (convidado)
4.a: Mick Fanning (AUS), Filipe Toledo (BRA) e 1 wildcard
5.a: Joel Parkinson (AUS), Miguel Pupo (BRA) e 1 wildcard
6.a: Kelly Slater (EUA), Kieren Perrow (AUS) e 1 wildcard
7.a: Julian Wilson (AUS), Travis Logie (AFR), Glenn Hall (IRL)
8.a: Gabriel Medina (BRA), Damien Hobgood (EUA), Dusty Payne (HAV)
9.a: Jeremy Flores (FRA), Nat Young (EUA), Raoni Monteiro (BRA)
10: Jordy Smith (AFR), Kai Otton (AUS), Adam Melling (AUS)
11: Michel Bourez (TAH), Bede Durbidge (AUS), Brett Simpson (EUA)
12: C. J. Hobgood (EUA), Adrian Buchan (AUS), Kolohe Andino (EUA)

Primeira fase do Feminino - 1ª = Terceira Fase / 2ª e 3ª = Repescagem:
1.a bateria: Lakey Peterson (EUA), Bianca Buitendag (AFR), Rebecca Woods (AUS)
2.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Paige Hareb (NZL), Sage Erickson (EUA)
3.a: Carissa Moore (HAV), Silvana Lima (BRA) e a convidada do evento
4.a: Tyler Wright (AUS), Malia Manuel (HAV), Phillipa Anderson (AUS)
5.a: Courtney Conlogue (EUA), Laura Enever (AUS), Alize Arnaud (FRA)
6.a: Coco Ho (HAV), Alana Blanchard (HAV), Pauline Ado (FRA)

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário