27 de abril de 2013

Quem vencer no Rio lidera o ASP Tour 2013

O Rio de Janeiro vai sediar mais um importante evento esportivo, que acontece no período de 8 a 19 de maio, nas ondas do Postinho, no início da Barra da Tijuca. A vitória no Brasil vale a liderança na corrida pelo título mundial do ASP World Tour 2013. Entre os cinco primeiros no ranking, das duas etapas da Austrália, a liderança pode ser decidida na grande final do Billabong Rio Pro. O paulista Adriano "Mineirinho" de Souza, entrou na disputa ao badalar o sino do troféu dos campeões no segundo desafio do ano, em Bells Beach. Ele subiu para o quarto lugar e pode assumir a ponta se repetir a vitória emocionante de 2011 na Barra da Tijuca, quando a etapa brasileira do WCT voltou à capital carioca.
Adriano de Souza / Kirstin Scholtz (ASP)
"Não vejo a hora de pisar nas areias e surfar no Rio de Janeiro. Para mim, é mais do que uma honra poder defender a bandeira brasileira nas ondas da Cidade Maravilhosa. Só em vestir a camiseta (de competição) do evento, já é um feito enorme pra mim. Espero que consigamos repetir o sucesso de 2011, depois desta conquista tão importante que foi a de Bells Beach", comenta Mineirinho. Com a vitória em 2011, ele se tornou o primeiro brasileiro na história do WCT a liderar a corrida pelo título mundial.

Além de Parko e Mineirinho, os outros surfistas que podem decidir o primeiro lugar no ranking na grande final do Billabong Rio Pro são o líder Kelly Slater, os australianos Mick Fanning e Taj Burrow, 34 anos, que dividem o segundo lugar por apenas 50 pontos de diferença, e o novato Nat Young, 21 anos. O norte-americano surpreendeu em Bells Beach ao chegar à final contra Adriano de Souza e está empatado com Joel Parkinson em quinto lugar na classificação geral.

No entanto, matematicamente, 25 surfistas da elite dos top-34 do ASP Tour têm chances de liderar o ranking com a vitória no Billabong Rio Pro. Inclusive os outros brasileiros que competiram na divisão de elite este ano, como o estreante Filipe Toledo (nono lugar no ranking), Willian Cardoso (16º), Raoni Monteiro (18º), Gabriel Medina (23º) e Alejo Muniz (23º). A única exceção é Miguel Pupo, que está contundido e vem sendo substituído por Willian Cardoso, que já barrou o líder Kelly Slater em Bells Beach.

Enquanto no masculino a corrida do título está só iniciando, no ASP Women´s Tour o Brasil já inaugura a reta final da temporada. Depois do Rio, restarão apenas duas provas para definir a campeã mundial de 2013. A briga pela ponta do ranking na capital carioca estará restrita às cinco primeiras colocadas, Carissa Moore (HAV), Tyler Wright (AUS), Courtney Conlogue (EUA), Sally Fitzgibbons (AUS), que venceu a etapa brasileira do WCT no ano passado, e a defensora do título mundial, Stephanie Gilmore (AUS).

Por João Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário