13 de dezembro de 2012

Um projeto inovador com loja de 300M2

O projeto é um desenvolvimento do conceito flagship inaugurado em setembro de 2011 em Moema, pela loja Star Point. O novo local possui espaços destinados as marcas no conceito “shop in shop”, incluindo os produtos de performance como skates, stand ups, pranchas, acessórios de proteção e segurança para a prática destes esportes. É a primeira do segmento a inaugurar em um shopping o conceito com foco na prática dos esportes de ação (surf,skate,stand up, bike).
Loja em São Bernardo Plaza
Segundo o franqueador da marca, Dimitrius Nassirios (Tucano), o projeto resume os conceitos mais atualizados do varejo mundial. “Não foi à toa que ganhamos o prêmio de design de varejo oferecido pelo RDI e a ABF neste ano. É a segunda vez que fomos contemplados em 3 anos de existência do prêmio” comenta. O projeto concorrerá também internacionalmente na NRF em Nova York (principal feira do varejo mundial) no inicio do ano de 2013 a convite da ABF/RDI.

O projeto nasceu da necessidade de inovar, e inovação é um dos pontos fortes da Star Point. “As palavras chaves do varejo hoje são interação e experiência e é isto que pretendemos proporcionar com a dinâmica da loja, onde cada marca se comunicará com seus clientes através de uma linguagem própria. O foco é a experiência da marca através da loja. Desenvolvemos uma nova relação com nossos fornecedores, onde além de comprar os produtos criamos um espaço relevante para a marca aparecer e crescer, ajudando-os a fazer branding”, afirma Tucano.

Estas lojas terão uma mini ramp para que os clientes possam experimentar os skates, participar de clinicas e até mesmo dar uma voltinha na pista. Com a facilidade de acesso aos canais digitais de consumo o ambiente físico deixou de ser somente um ponto de venda. A loja passa a ser o principal ponto de experimentação do cliente  que agora é chamado de “Omni-Channel” pela sua busca por bom atendimento e informação em todos os canais que a marca disponibiliza.

“Não existe a criação de um novo conceito de loja, mas sim o reforço da identidade original do negócio que muitas vezes acaba se diluindo por conta do crescimento e do tempo. Não queremos vender apenas produtos e serviços, mas experiências de compras de sucesso. Sabemos das dificuldades deste processo, este será o nosso desafio e teremos que preparar a cabeça de muita gente para o sucesso nesta empreitada”, completa Dimitrius.

Por Daniela Vinci

Nenhum comentário:

Postar um comentário