9 de dezembro de 2012

SP Contest revela os campeões de 2012

Uma grande festa de confraternização na areia e disputas acirradas no mar marcaram a definição dos campeões das cinco categorias em disputa no O’Neill Tent Beach SP Contest 2012. A terceira e decisiva etapa do circuito organizado pela Associação de Surf da Grande São Paulo (ASGSP) terminou na tarde deste domingo, na praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP). Se no sábado, Eduardo Maia e Fabrízio Parra já haviam garantido matematicamente os títulos das categorias Open e Máster, respectivamente, neste domingo Alexandre Miranda, Bruno Romano e Roberta Costa se consagram na Longboard, na Júnior e na Feminina.
Campeões do Circuito de 2012 / Foto Munir El Hage
O título de Alexandre Miranda na Longboard veio mesmo ele sendo eliminado nas quartas-de-final e terminado a etapa na sétima posição. O surfista de Alphaville só garantiu a taça após a bateria final, pois, caso Leo Paioli fosse o vencedor, seria este o campeão. A torcida deu certo, já que o adversário ficou em terceiro lugar. A vitória acabou com Paulo Giachetti, seguido de seu companheiro de equipe Michel Asfo. Daniel Adam foi o quarto. "É um título especial, que me faz ficar ainda mais ligado ao pranchão", disse Miranda.

Ele, assim como os outros quatro campeões do O’Neill Tent Beach SP Contest 2012, receberam de prêmio uma viagem de dez dias para surfar na ondas do Peru, cortesia da agência de viagens Widex Travel. Paulo Giachetti não só comemorou a vitória como também o fato de ter recebido um telefonema de seu patrocinador - Pranchas Glasser - informando que ele, assim como Michel Asfo (2º em Ubatuba), também viajarão com o time da ASGSP para o País sul-americano. "Foram dois grandes presentes de final de ano", comentou.

Na Júnior, Bruno Romano e Thiago Menezes chegaram à etapa decisiva em igualdade de condições na briga pelo título e o primeiro deles levou a melhor. Sagrou-se campeão da categoria com direito ao lugar mais alto do pódio no último desafio da temporada. O oponente terminou em terceiro lugar, atrás de Guilherme Villas-Boas e à frente de Leo Camargo. "A pressão foi grande, mas acabou dando tudo certo. Estou muito feliz em poder viajar para o Peru outra vez", avaliou Bruno, atleta que recebe apoio da Event Tools.

A disputa nas ondas de Itamambuca marcou a estreia de Luara Petroni no circuito organizado pela ASGSP há 11 anos. Uma primeira vez inesquecível, já que venceu a etapa. "Consegui achar boas ondas, aproveitei que costumo surfar aqui, onde tenho casa de veraneio, e acabei ganhando", comentou. Festa também de Roberta Costa, segunda colocada em Ubatuba e campeã metropolitana de São Paulo (SP) em 2012. "Esta viagem será a minha primeira para surfar fora do Brasil e vou aproveitar para me divertir muito", festejou.

Eduardo Maia ganhou a primeira etapa (Tombo - Guarujá), repetiu a dose na segunda (Maresia - São Sebastião) e foi finalista - quarto colocado - na terceira e decisiva. Com esta incrível regularidade, ele garantiu ainda no sábado o tetracampeonato (2009, 2010, 2011 e 2012) da categoria Open, a principal em disputa. O vencedor em Ubatuba foi Pedro Oliveira, seguido de Pedro Regatieri e de Bruno Furlani. "Bati na trave em Maresias e, com muita gana, consegui a vitória para fechar o ano com chave de ouro. O circuito deste ano foi demais", declarou o primeiro colocado.

Um dos mais assíduos participantes ao longo da história do SP Contest, Freddy Jacob sentiu novamente o gosto da vitória, ao subir ao topo do pódio na Máster, para surfistas com 35 anos ou mais. Na bateria final, ele superou no minuto final a Oswaldo Domingues (2º), Ricardo Saheli (3º) e Mariano Lassala. "São momentos como este que fazem valer a pena a minha dedicação ao surfe", ressaltou. O título da categoria já havia sido conquistado no sábado por Fabrízio Parra, quinto em Ubatuba e primeiro no Guarujá e em São Sebastião.

Por Roberto Pierantoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário