31 de dezembro de 2012

Hartmann é Campeão Paulista de Carveboard 2012

A previsão de muita chuva na Baixada Santista para o final de semana do dia 16 de dezembro de 2012, levou a diretoria da Associação de Carveboard das Ilhas Porchat e São Vicente - Ascarvi/PSV, da Federação Paulista de Skate, em comum acordo com os patrocinadores e apoiadores a decidirem pelo cancelamento da última etapa do Circuito Paulista Amador de Carveboard 2012 –  Real Surf no Asfalto, que seria realizada no Guarujá, na ladeira localizada no Morro do Maluf.
3ª etapa - Caieiras - André Hartmann e Eric Patat se cumprimentam com um abraço amigo
Com esta decisão, o vicentino André Hartmann sagrou-se campeão do 1º Circuito Paulista Amador de Carveboard com a chancela da FPS na categoria Open. Em 2º ficou o sorocabano Eric Patat. O pódio completou com outro vicentino na 3ª posição, Gustavo Grassano, o Peixe. Os resultados das categorias Máster e Iniciante serão divulgados no site da Ascarvi/PSV www.ascarvi.com.br

André Hartamann por ter vencido a categoria Amador Open poderá pleitear a "Bolsa Talento Esportivo" junto à Federação Paulista de Skate, uma novidade anunciada pelo próprio presidente da FPS, Roberto Maçaneiro. A “Bolsa Talento Esportivo“, é um programa criado pelo Governo Estadual de São Paulo, que tem como objetivo ajudar financeiramente atletas de alto rendimento. A ajuda financeira é dada através do SELT ( Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo ). Para mais informação acesse http://www.selt.sp.gov.br/bolsatalentoesportivo/index.html. As demais premiações deverão ser retiradas na sede da Associação de Carveboard das Ilhas Porchat e São Vicente - Ascarvi/PSV, diretamente com o presidente Leonardo Branco.

Circuito Paulista AM de Carveboard 2012:
Ao todo foram três etapas realizadas. A primeira etapa na cidade de Caieiras, a segunda na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, e a terceira novamente em Caieiras. O campeão de 2012, André Hartmann, (SV) venceu a primeira e a terceira etapas e liderou o ranking do Circuito. Bem próximo do vicentino sempre o sorocabano Eric Patat, que figurou na segunda colocação nos dois pódios que Hartmann fez. Patat também figura na 2ª posição do ranking oficial. Apenas na etapa de Osasco o pódio foi conquistado por Diego Ruiz (SV), que teve como vice o carioca Pedro El. Chavo.
3ª etapa - Caieiras - André Hartmann
O Circuito, em todas suas etapas, teve como marca registrada as características de um campeonato de surf, apesar de ser no asfalto. Num dos eventos até expression session teve em homenagem ao surfista profissional Daniks Fischer, onde o campeão foi o Paulo Henrique, o Rick PH, jovem atleta de São Paulo, um dos destaques da nova geração de carveboard.

Ascarvi em 2012
Em 2012 a Ascarvi deu um passo importante para a regulamentação do esporte. Pela primeira vez na história do Carveboard, como competição, os atletas que participaram dos eventos homologados pela FPS, foram reconhecidos e credenciados no ranking oficial da instituição. Para Bruno Ribeiro, um dos fundadores da primeira Associação de Carveboard do Brasil, a parceria mostra que este é o caminho certo a trilhar. Ele explica que quem ganha neste processo é o atleta, além do fortalecimento e da profissionalização da modalidade.

Outra ação realizada pela entidade surgiu após a parceria com a Brudden Náutica, que doou duas embarcações que são utilizadas no recolhimento de lixo inorgânico nas encostas da Ilha Porchat, em São Vicente, Litoral Sul de São Paulo. Com a parceria a Associação se torna a entidade de esportes radicais em terra firme, com os eventos envolvendo skate e carveboard que também dá atenção na preservação do meio ambiente marinho, nas águas que banham as encostas de São Vicente com o recolhimento de sacolas plásticas e garrafas pet. Além de outras parcerias envolvendo centros de educação física, acompanhamento nutricional e aulas de Pilates. A  entidade também lançou seu próprio canal de comunicação www.ascarvi.com.br
3ª etapa - Caieiras - Eric Patat
1º Encontro Brasileiro
A Ascarvi/Psv conseguiu no ano de 2012 realizar o 1º Encontro Brasileiro de Carvers 2012, que ocorreu na cidade de Osasco/SP, juntamente com a 2ª etapa do circuito. O encontro reuniu atletas de Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Espirito Santo (ES), Praia Grande, São Vicente, Sorocaba, Itu, ABC, Santos e Osasco. Para uma parcela da população do município foi a oportunidade de conhecer a nova modalidade que a cada instante agrega um novo praticante. Hoje, existem mais adeptos e até um grupo de skatistas e street carvers paulistas que dominam com seus carrinhos a divisa entre São Paulo e Osasco. Com cada dia mais integrantes e é conhecido como Rolê da Meia Noite, vista por alguns como uma nova instituição dos esportes radicais na capital paulista.

Ranking (OPEN) do Circuito AM de Carveboard 2012:
1º André Hartmann (SV) - 2.903
2º Eric Patat (SO) - 2.757
3º Gustavo Peixe (SV) -2.533
4º Bruno Ribeiro (SV) - 2.199
5º Valter Pingo (Santos) - 2.132
6º Bruno Scanferla (Caieiras) - 1.779
7º Diego Ruiz (SV) - 1.774
8º Alessandro Moraes (Itu) - 1.397
9º Mariano Amadio (SO) - 1.334
10º Luiz Felipe Ferramenta (Sto André) - 1.267
11º André Luis Bem 13 (SV) - 1.103
12º Leonardo Branco (SV) - 1.093
13º Pedro El Chavo (RJ) - 950
14º Jorge Malvadão (SV) - 774

Resultado (OPEN) da 3ª Etapa Jaws/Caieiras:
1° André Hartmann
2° Eric Patat
3° Walter Pingo   (PINGO)
4° Bruno Ribeiro
5°Gustavo Grassano
6° Brunno Scarferla  (Xuxa)
7° João Paulo Boff
8° Luis Felipe (Ferramenta)
9° Paulo Henrique  (PH)
10 ° Gilberto Souza
11° Felipe Nascimento
12° Victor Carecato
13° Diego Monoska

O carveboard – começou por volta de 1992, quando o surfista Laird Hamilton começou a desenvolver um skate para simular o surf. Construído a partir de peças usadas e pneus de bicicleta, o projeto ficou meio esquecido até que apareceu o Mountainboard, utilizando conceitos mais modernos de eixos sobre molas e inclinação no shape. Partindo deste princípio, Joe e Brad Gerlach, criaram o primeiro protótipo do carve, para ser utilizado na gravação de um vídeo de dicas de surf.
3ª etapa - Caieiras - Hartmann
O carrinho ficou tão bom que logo Brad e seus amigos começaram a utilizá-lo para treinar quando o mar estava flat. Brad vislumbrou o potencial do equipamento e o batizou com o nome de carveboard, de onde o termo carve vem da cavada, manobra em que o surfista faz uma curva fechada, inclinando bastante o corpo. Em 1997, ele criou a carveboard sports e começou a fabricar o equipamento em larga escala. Esta é uma modalidade que a cada ano atrai mais a atenção de surfistas pelo fato dos movimentos serem muito próximos aos desenvolvidos nas ondas.

Redação InnerSport / Fotos Gilmar Radis

Nenhum comentário:

Postar um comentário