31 de agosto de 2012

Old School Skate Jam 2012 neste fim de semana

Será realizado nas históricas pistas de Skate do Itaguará Country Clube, nos dias 01 e 02 de setembro, o “Old School Skate Jam 2012″. Muito mais do que um evento anual de Skate, trata-se de um estilo de vida, uma crença no esporte for fun, além de apelos comerciais.
Avisando a todos neste ano que não haverá campeonato, pois os promotores, Nando Tassara e Alexandre Birds, pretendem recuperar o espírito for fun do evento que motivou a maiorias dos skatistas da velha escola a andarem até hoje. E o Old School Skate Jam foi idealizado para os participantes saírem cansados, com alguns ralados, mas felizes.

A organização sabe que agradar a todos é missão impossível, mas mesmo os mais críticos concordam que o mais importante é o Skate e a confraternização com velhos e novos amigos, sendo quem anda e gosta vai ter câimbras dias 01 e 02 de setembro.

O ingresso para assistir custará R$ 10,00 enquanto a inscrição para participar com direito a chopp, churrasco e um brinde como todo ano será R$ 50,00 sendo a caneca oficial do Old School Skate Jam 2012 por R$ 20,00. Serão 3 horas ao todo de sessão por categoria.

As categorias serão:
Grand Legend: nascidos em 1967, ou antes,
Legend: nascidos entre 1968 a 1972
Grand Master: nascidos entre 1971 a 1977
Master: nascidos entre 1978 a 1982

A organização do evento desdobra-se para manter a mesma pegada dos eventos anteriores, com a certeza que os participantes e o público presente terão um final de semana de muita diversão e Skate for fun.

Fonte CBSk

Freesurfer espanta dias secos com água salgada

Enquanto, na semana passada, a capital paulista contabilizava mais de 30 dias sem ver uma gota d’água sem cair do céu, o freesurfer paulista Luis Magalhães, 30 anos, aproveitou a ondulação formada em Guarujá (SP) para mostrar que há muita água para ser desfrutada no litoral.
“Comparando com os 32 dias sem chuva registrados na Grande São Paulo, cuja a umidade do ar chegou a 9%, me senti abençoado por poder usufruir do oceano Atlântico”, disse o surfista.
A session rendeu um vídeo (acima), editado pelo próprio Magalhães através de sua produtora, a Tablas TV. Nele aparece o freesurfer e seus amigos Juliano Uzuelly, Deivid Silva, Carlos Eduardo, Eduardo Motta e Jackson Santos.

Por Emanuelle Oliveira


Sábado é dia de decisão no Surf Eco Festival

O potiguar Italo Ferreira, o paulista Luan Carvalho e o catarinense Cauê Wood, já confirmaram suas vagas para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP na Bahia. E os dois últimos representantes da América do Sul serão definidos no sábado decisivo do Radical Wave - Surf Eco Festival em Salvador. No momento, o paulista Geovane Ferreira e o catarinense Matheus Navarro estão no time, porém, já perderam e são ameaçados por sete dos oito surfistas que passaram para as quartas de final da etapa que fecha o ASP South America Pro Junior Series 2012 na Bahia.
Rosanny Alvarez (VEN)
O líder do ranking, Italo Ferreira, foi eliminado na sexta-feira e Luan Carvalho é o único que pode lhe tirar o título sul-americano, mas precisa vencer neste sábado em Salvador. A primeira disputa por classificação para o último dia foi adrenalizante, com quatro concorrentes para o Circuito Mundial lutando por apenas duas vagas nas quartas de final.

Cauê Wood tinha assumido a vice-liderança pela manhã, mas terminou em último e foi ultrapassado pelo vencedor da bateria, Luan Carvalho. E outro paulista, Victor Bernardo, ganhou a batalha pelo segundo lugar de Matheus Navarro, que ficou na rabeira da lista dos cinco que vão para o Mundial Pro Junior. "Para mim, cada bateria agora é uma final, então tem que dar o máximo e explorar as manobras no limite pra obter boas notas", disse Luan Carvalho. "Acho que já confirmei meu nome no Mundial e estou muito feliz por ter conseguido isso. Agora é me cuidar, porque o tornozelo (contundido na quinta-feira) ainda dói bastante, mas vai dar tudo certo. Eu também tenho chances de ser campeão sul-americano, então vou dar uma secadinha no Italo (Ferreira), mas o que tiver que ser, vai ser".
Luan Carvalho (SP)
Correndo por fora, o paulista Victor Bernardo, de apenas 15 anos de idade, é a grande surpresa do Radical Wave apresenta Surf Eco Festival. Ele está acertando quase todos os aéreos que arrisca e já saltou da 32.a para a 15.a posição no ranking Pro Junior. A ASP South America sempre reserva duas vagas para os surfistas do continente mais bem colocados no ranking mundial unificado da ASP. Porém, apenas o paranaense Peterson Crisanto aceitou o convite, então sobrou uma vaga para o ranking sul-americano, que passou a indicar cinco atletas para o time masculino.

Com isso, fora Luan Carvalho que já está garantido, todos os outros sete classificados para as quartas de final têm chances matemáticas de conseguir as duas últimas vagas, no momento ocupadas por Geovane Ferreira (quarto colocado com os resultados da sexta-feira atualizados no ranking) e Matheus Navarro (quinto). Victor Bernardo é um deles e terá um duelo direto com o pernambucano Ian Gouveia na segunda quarta de final. "Estou muito feliz. Só tenho 15 anos e já estou disputando vaga aí com a galera até 20 anos, então é continuar surfando tranqüilo para ver no que vai dar", falou Victor Bernardo. "Eu estou conseguindo surfar bem essas ondas aqui, acabei tirando dois caras que estavam brigando até pelo título sul-americano, o Cauê (Wood) e o Matheus (Navarro). Agora entrei na briga por vaga também, então é só felicidade".
Victor Bernardo (SP)
E se Luan Carvalho falou em dar uma "secadinha" no Italo Ferreira, parece ter dado certo. O potiguar acabou eliminado pelo paulista Gabriel André e o pernambucano Ian Gouveia, que venceu a bateria. O filho do maior ídolo do surfe brasileiro em todos os tempos, Fábio Gouveia, foi vice-campeão sul-americano no ano passado e já defendeu o Brasil no ASP World Pro Junior em 2011. Agora pode conquistar a vaga de novo. "Eu não estava pensando muito nisso, só queria mesmo ir passando as baterias e acho até melhor assim porque não fica muita pressão. É bom estar correndo por fora", falou Ian Gouveia. "Tem muita gente que está embolada no ranking, quase todos têm chance de conseguir vaga pro Mundial e eu estou lá atrás. Então vou continuar ficando na minha, tranqüilo e quem sabe dá certo. Vamos ver amanhã (sábado) como vai ser".

Na tarde da sexta-feira, foi iniciada a categoria feminina que classifica as duas melhores para o ASP World Junior Championship 2012. A líder do ranking, Juliana Meneguel, foi derrotada pela venezuelana Rosanny Alvarez e a disputa pelas duas vagas para o Mundial, bem como pelo título sul-americano, ficou aberta. A paulista pode até terminar empatada com Carol Fernandes, caso a carioca vença o Radical Wave Surf Eco Festival. Já a capixaba Barbara Segatto precisa da vitória em Salvador para entrar no time.
Ian Gouveia (PE)
Mesmo eliminada pela agora vice-líder do ranking, Rosanny Alvarez, a paulista Juliana Meneguel permanece em primeiro lugar na classificação geral. A carioca Carol Fernandes e a capixaba Barbara Segatto também ganharam as suas baterias e subiram para o terceiro e quarto lugar, respectivamente. Das três, só a Barbara não tem chance de brigar pelo título sul-americano feminino do ASP South America Pro Junior Series 2012.

No masculino, a disputa envolve apenas dois surfistas. O potiguar Italo Ferreira, que neste já conquistou o título brasileiro Pro Junior, também foi derrotado na sexta-feira e continua em primeiro lugar no ranking. Ele só não será o campeão sul-americano se o paulista Luan Carvalho conseguir a vitória nas ondas da Praia de Jaguaribe, neste sábado em Salvador.

Programação de sábado:
8h30: Quartas de final masculina - 4 baterias de 25 minutos
1.a: Luan Carvalho (BRA) x Gabriel André (BRA)
2.a: Victor Bernardo (BRA) x Ian Gouveia (BRA)
3.a: Nathan Brandi (BRA) x Deivid Silva (BRA)
4.a: Cainã Barletta (BRA) x Pedro Miguel (BRA)
Deivid Silva (SP)
10:10 horas: Semifinal feminias - 2 baterias de 25 minutos
1.a: Barbara Segatto (BRA) x Rosanny Alvarez (VEN)
2.a: Carol Fernandes (BRA) x Lucia Cosoleto (ARG)

11:00 horas: Semifinais Masculinas - 2 baterias de 25 minutos
11:50 horas: Grande Final Feminina - 30 minutos
12:20 horas: Grande Final Masculina - 30 minutos
13:00 horas: Cerimônia de Premiação no Pódio

Por João Carvalho / Fotos Fabriciano Junior

Confirmada a 2ª etapa do Circuito Nova Geração de Surf 2012

Está confirmado a realização da Segunda Etapa do Circuito ASN Cyclone Nova Geração de Surf 2012, que vai acontecer neste final de semana, no dia 1 ou 2 de setembro. O campeonato só precisa de um dia para ser concluído, e de acordo com as condições do mar e a segurança dos atletas de até 14 anos pode ser realizado em Itacoatiara ou no Canal de Itaipu.
Os mapas de previsão indicam ondas de um metro a um metro e meio com ondulação de sudeste para o sábado. Essa direção pode deixar o canto da pedra do Costão relativamente protegido. Outra possibilidade para o sábado é o Canal da praia de Itaipu, que terá maré enchendo entre 9:45h (0,1) e 15:00h (1.2). Domingo deverá ter ondas em torno de meio metro com ondulação de leste, e poderá ser uma opção caso o sábado não esteja adequado para a segurança dos atletas.

As previsões podem apresentar pequenas mudanças até a chegada do final de semana. A confirmação data certa entre o sábado ou o domingo poderá ser consultada na sexta-feira, 31, diretamente com o presidente da ASN, Renato Bastos, através dos telefones 21 7741-3221 ou 8409-3822. As disputas serão divididas em quatro categorias: Iniciante (sub-14), Infantil (sub-12), Petit (sub-10) e Pré-Petit (sub-8).

Por João José Macedo

2ª etapa do Quiksilver Universitário de Surf

A segunda etapa do circuito Quiksilver Universitário de Surf acontece no próximo final de semana, 01 e 02 de setembro, na praia de Itamambuca em Ubatuba (SP). A previsão é das melhores: sol e boas ondas! Na água, as disputas acontecem em seis categorias: Paulistana (para estudantes da capital, interior e grande SP), Open (pra quem estuda ou mora no litoral), Formados (aqueles que já garantiram um diploma universitário), Feminina (aberta a todas as meninas que estudam), Xpression Session (melhor manobra) e Tag Team (entre equipes das faculdades).
As premiações para os melhores surfistas universitários do estado são recheadas. O melhor surfista de cada categoria leva para casa uma prancha Water Classic e os quatros melhores colocados levam kits Quiksilver (para os garotos) e Roxy (para as garotas) + Bullys + Crocs e claro, o troféu. Já para aquele que somou o melhor resultado nas duas etapas do circuito na categoria Paulistana, sai de Ubatuba com 12 noites pagas no Surfing Village em Pasti na Indonésia e o melhor surfista no ranking final da categoria Open, uma bolsa de estudos na Burleigh Heads Language Centre na Austrália.

E para quem fica na areia, as atrações são muitas. O tradicional desfile com as dez finalistas do concurso Garota Roxy Universitária na praia, Slackline, Devassa Beach Pong, Aulas de Surf e SUP com a atleta da Roxy Nicole Pacelli, Test Drive de Pranchas, Live Paint, Ações Ambientais, DJs, Massagem, Distribuição de Brindes, entre outras.

Por Karol Lopes

Old School Planet

Acontece pela 1ª vez em Minas Gerais, uma etapa do Campeonato Brasileiro de Bowl – Old School Planet. O feriado da Independência em Belo Horizonte promete.
Nos dias 08 e 09 de setembro, a Pista de Skate do bairro Nova Floresta será totalmente invadida por skatistas de todas as idades e modalidades. Com atrações musicais, artísticas e muito skate.
A etapa do brasileiro de Bowl, nas categorias Grand Master, Legend e Grand Legend, acontece no domingo e promete muita emoção. Skatistas de todo Brasil das categorias da modalidade estarão em Belo Horizonte. A organização fica por conta da Planet Gueto que desde 2003 vem promovendo eventos de skateboard na capital mineira. Agora com apoio total da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), o evento promete ser um momento de expansão para o 2º esporte mais praticado em solo nacional.
Além do skateboard, o feriado promete muito para que for conferir o Old School Planet. Shows: Rapper Pedro Vuks; Consciência Suburbana (Punk Rock); DJ's; Coyote Beatz; Seleksha Crew; Exposição de Artes Visuais; Lab180. Inscrição: 25$ (serão realizadas nos dias 08 e 09 de Setembro na própria pista). Área exclusiva para atletas com frutas, banheiro, descanso e água mineral, a Planet colocará uma estrutura exclusiva para atletas inscritos. Obrigatório o uso de capacete.

Por Julio Detefon

PUC Surf aperta o start para o fim de semana

Para dar início à temporada de competição, ontem, dia 30 de agosto, foi realizado no pilotis da PUC o lançamento do PUC Surf 2012, com desfile da marca de moda feminina e masculina Hurley, naquele clima de confraternização para já deixar a galera no mesmo astral da praia.
O point da universidade na praia há nove temporadas transfere a confraternização do campus para as areias da Barra. A nona edição do PUC Surf começará a ser disputada no próximo sábado (01), a partir das 8h30, em frente ao Posto 3 da praia da Barra da Tijuca.

Desafios de altinha e slackline e show da banda Sent U Feelin no fim de tarde completarão o dia de competições. Mas para muitos o torneio já começou. Enquanto veteranos e novatos compartilham táticas e previsões climáticas, outros participantes aproveitam a iniciativa para pegar a onda do mercado.
Duda Duarte, formado em Jornalismo pela PUC-Rio, há algum tempo já era considerado um locutor profissional. Ele lembra que o torneio foi importante para vencer a arrebentação do mercado de trabalho. "A Red Bull me descobriu no PUC Surf quando eu fiz a primeira locução. De cara, os competidores me apelidaram de "loucutor" pela forma descontraída e louca com que eu levo o evento. Faço a galera rir nos momentos tensos da competição".

Guilherme Braga, um dos organizadores do PUC Surf, considera importante essa interação entre as demandas esportivas e profissionais. Ele observa um crescimento das oportunidades impulsionadas nas ondas da competição. "Além dos troféus, a logo do torneio foi desenvolvida por alunos da PUC. Na escolha das bandas que fazem o show do fim de tarde, sempre tentamos privilegiar a galera da universidade. É muito comum os colaboradores do PUC Surf serem chamados para trabalhar numa empresa bacana".
Para quem deixou para última hora, as inscrições poderão ser realizadas no dia do evento por R$50. Continue acompanhando mais informações do circuito pelo Facebook e pelo site: www.pucsurf.com.br.  O circuito PUC SURF é organizado por Guilherme Braga e conta com patrocínio da Hurley e Jamf, Apoio Bibi Sucos, Monster Energy Drink, Seu Pires e PUC-Rio, Apoio de Mídia Revista Kzuka, Revista Surfar, Revista Pilotis, site Ricosurf e Perfilme, Apoio social Sea Shepherd com Chancela da ASBT. Outras informações no telefone 9466 8931 ou no email pucsurf@yahoo.com.br.

Por Marcela Pimenta / Foto Henrique Pinguim

30 de agosto de 2012

Italo Ferreira começa bem o Pro Junior no Surf Eco Festival

O potiguar começou a defender a liderança do ranking sul-americano Pro Junior com vitória no Radical Wave Surf Eco Festival em Salvador. Já o vice-líder, Geovane Ferreira, foi barrado no primeiro confronto da quinta-feira na Praia de Jaguaribe e vai ter que aguardar o término do evento para saber se permanece entre os quatro surfistas que se classificam para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP. Esta bateria foi vencida pelo também paulista Luan Carvalho, que defende a quarta posição e o terceiro colocado, Cauê Wood, de Santa Catarina, também avançou para a segunda fase que será iniciada às 10 horas nesta sexta-feira nas ondas do SESC Piatã na capital baiana.
Italo Ferreira (RN)
"Estou muito feliz por ter encaixado meu surfe nestas ondas, mesmo com dores no tornozelo que machuquei em um aéreo treinando antes de começar o campeonato hoje (quinta-feira) aqui", contou Luan Carvalho. "Mesmo assim, vou forçar ao máximo porque tenho que aumentar meus pontos no ranking para continuar entre os quatro que vão pro Mundial. Pena que o Geovane (Ferreira) perdeu. Ele é meu amigo e fiquei triste porque é um guerreiro como eu e também não tem um patrocínio forte. Tomara que ele consiga a vaga ainda, já que está bem colocado (segundo lugar) no ranking".

Mas, a concorrência vai ser forte, pois o quinto e o sétimo colocado, o catarinense Matheus Navarro e o paraibano Samuel Igo, respectivamente, também se classificaram nas ondas de 2-3 pés da quinta-feira de Sol, céu azul e muito calor em Salvador. Já o capixaba Krystian Kymerson, que na quarta-feira festejou a conquista do título da etapa do ASP 1-Star do Radical Wave apresenta Surf Eco Festival e ocupava a sexta posição no ranking Pro Junior, está fora da briga. Ele acabou eliminado pelo peruano Joaquin Del Castillo e o paulista Evandro Lima. "A primeira bateria sempre tem uma expectativa de como está o mar, como os juízes estão avaliando o teu surfe, mas foi uma bateria boa", analisou Matheus Navarro, que derrotou o irmão mais jovem de Krystian, Kallebe Kymerson, e o argentino Pablo Cosoleto na quarta bateria do dia. "Eu consegui achar umas ondinhas no começo que me deixou mais tranqüilo no restante da bateria e agora vou continuar seguindo atrás do meu grande objetivo para este ano, que é a classificação para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP".
Cauê Wood (SC)
Na disputa seguinte, outra vitória de Santa Catarina nas ondas do SESC Piatã na Praia de Jaguaribe, de Cauê Wood que ocupa a terceira posição no ranking e quer permanecer entre os top-4 para o ASP World Junior Championship. A bateria quase termina com uma dobradinha catarinense, mas o paulista Igor Moraes ganhou a briga pela segunda vaga de Gustavo Ramos. "Tem muita gente na briga ainda pelas vagas para o Mundial e consegui dar só o primeiro passo para me manter entre os quatro primeiros do ranking", disse Cauê Wood. "Agora é manter a concentração nas próximas e entrar em cada bateria como se fosse uma final. Quero aproveitar que estou entre os quatro e só dependo de mim mesmo para tentar fazer o meu surfe. O mar está difícil, mas sempre entram algumas ondas boas nas baterias, então espero que continue assim amanhã (sexta-feira)".

O líder do ranking, Italo Ferreira, também estreou com vitória em uma das melhores baterias do dia. Os seus aéreos fizeram a diferença de novo e quem surpreendeu foi o paulista Gabriel André, que acabou despachando o único surfista que conseguiu uma nota 10 nas ondas de Jaguaribe nesta semana, o cearense Michael Rodrigues. Gabriel passou em segundo, junto com o potiguar de Baía Formosa que já foi campeão brasileiro Pro Junior neste ano e quer o título sul-americano também para ser o melhor surfista do continente na categoria para surfistas com até 20 anos de idade. "Foi bem difícil a bateria, as séries estão demorando muito pra entrar, mas consegui pegar boas ondas para ficar em primeiro lugar", disse Italo Ferreira. "O meu objetivo aqui é tentar ser campeão sul-americano Pro Junior. Eu já fui campeão brasileiro esse ano e vou buscar outro título para ir pro Circuito Mundial (Pro Junior) tentar destruir as ondas de Bali (em outubro) e da Austrália (em janeiro de 2013), onde vão rolar as etapas deste ano".
Victor Bernardo (SP)
A batalha pelas quatro vagas da categoria masculina continua nesta sexta-feira com mais duas rodadas que vão definir os classificados para as quartas de final. No segundo dia da decisão do Circuito Sul-americano Pro Junior da ASP South America, as meninas também vão estrear na disputa por uma das duas vagas para o Mundial. Uma já está garantida para a paulista Juliana Meneguel e a venezuelana Rosanny Alvarez é a que está mais perto de tirar o segundo lugar no ranking da paranaense Jessica Bianca, que não veio competir na Bahia.

O paulista Victor Bernardo, que tem idade para a categoria Mirim ainda, foi o grande destaque no primeiro dia da etapa final do ASP South America Pro Junior 2012. Ele completou os aéreos mais incríveis da quinta-feira nas ondas de Jaguaribe, computando notas 9,5 e 8,0 no imbatível placar de 17,50 pontos de 20 possíveis. Quem chegou mais perto destas marcas foi o também paulista Deivid Silva, que atingiu 17,15 pontos com notas 9,15 e 8,00 na última bateria do dia.

Por João Carvalho / Fotos Fabriciano Junior

Rudá Carvalho e Marco Fernandez avançam na Europa

Com notas acima dos 8 pontos os baianos dão show no País Basco e avançam à terceira fase de evento qualificatório à elite do surf mundial

A dupla Rudá Carvalho e Marco Fernandez voltaram a aprontar na perna europeia do circuito de acesso à elite do surf mundial e passaram, nesta quinta-feira (30), à terceira fase no San Miguel Pro. O evento, de nível 6 estrelas do ASP Men's Star,  rola em Zarautz, País Basco, até domingo (3).
Marco Fernandez / Foto Fabriciano Junior
Em ondas de um metro de altura e séries pouco maiores, Fernandez e Carvalho  arrepiaram e garantiram vaga entre os 48 melhores surfistas da competição. Rudá foi o primeiro a entrar em cena, na oitava bateria da fase, e detonou seus adversários com notas 8.33 e 6.10. O segundo lugar ficou com o norte-americano Luke Davis, seguido pelo australiano Garrett Parkes e pelo havaiano Granger Larsen.

“Soube ter paciência e fazer uma boa escolha. Depois que obtive uma onda acima dos oito pontos tive mais tranquilidade ainda para escolher outra boa. Agora vamos pra outra fase com a mesma determinação”, disse Carvalho. No próximo round ele enfrenta os americanos Cory Arrambide e Evan Geiselman e o brasileiro Hizunomê Bettero.

Por Yordan Bosco

Brasileiros avançam Mundial de Bodyboard

Cinco atletas do Brasil avançaram na estreia do GSS Masculino. Entre as mulheres, duas baixas na competição.

O primeiro dia de evento principal do Sintra Pro 2012 – quinta etapa do Circuito Mundial de Bodyboard – foi muito bom para os atletas brasileiros. Em ondas de 4 pés (1,0 a 1,5 metros), cinco dos seis competidores do país conseguiram avançar para o Round 3 da competição. O campeão da etapa em 2011, Uri Valadão, e o vice, Eder Luciano, estão entre os classificados, assim como Guilherme Tâmega, Roberto Bruno e Magno Passos. Nesta quinta-feira (30), foram realizadas as baterias da primeira e segunda fase. Logo na estreia, o hexacampeão mundial Guilherme Tâmega começou bem o evento, arrancando a primeira posição em sua bateria de estreia.
Uri Valadão começa bem sua busca pelo tetracampeonato em Sintra
Logo na sequencia foi à vez do tricampeão do evento em Sintra e atual detentor da taça de campeão, Uri Valadão, cair na água. Em uma bateria parelha com o australiano Ben Player, o baiano conquistou a segunda posição e avançou para a terceira fase. O catarinense Eder Luciano também começou bem sua caminhada na etapa e mostrou sintonia com as ondas da Praia Grande. O itapemense precisou desbancar o líder da competição Dave Winchester, passando em primeiro lugar. "Consegui passar em primeiro minha bateria e isso me deixa muito motivado. Espero passar mais uma bateria nessa sexta-feira e seguir adiante na competição", disse Eder.
Roberto Bruno concentrado antes de sua bateria
Fechando os brasileiros garantidos diretamente a terceira fase sem precisar passar por repescagem, o capixaba Magno Passos venceu a última bateria da primeira fase. “Eu fiz o meu melhor e não podia ouvir as notas quando estava lá dentro. Quando percebi que tinha apenas mais duas ondas, sabia que tinha que pegar as boas”, disse Maguinho. Já na repescagem foi à vez de Roberto Bruno se garantir na terceira fase. Ao lado do sul-africano Mark McCarthy, o cearense conseguiu achar duas boas ondas no meio da disputa e garantiu presença entre os 24 classificados.
Confira o vídeo das finais das triagens:
Eliminações no primeiro dia de GSS: o dia não foi somente de boas notícias para a delegação brasileira que compete em Sintra. Após passar por uma bateria de maratonas nas triagens, o capixaba Hellinton Loureiro acabou eliminado da competição na segunda fase. O mesmo aconteceu com Maira Viana e Nicole Calheiros entre as mulheres. Nessa quinta-feira, ocorreram duas fases do Grand Slam Feminino e as duas foram às únicas brasileiras a competir no dia de hoje. Para sexta-feira, estão previstas as estreias das tops Karla Costa, Maylla Venturin, Neymara Carvalho e da líder do ranking mundial, Isabela Sousa.

Por Danilo Caboclo / Fotos IBA/Specker

Feminino Skate Jam 2012 será domingo

Após a abertura da categoria Feminino 1 no Circuito Brasileiro de Skate Banks 2012 em Florianópolis (SC) durante o The Number One, a segunda etapa acontece neste domingo, 02 de Setembro, com a realização do Feminino Skate Jam 2012.
O Feminino Skate Jam 2012 será realizado pela segunda vez em conjunto com o Old School Skate Jam 2012 no histórico Banks do Itaguará Country Clube em Guaratinguetá (SP). Lembrando que o Itaguará Country Clube está situado na Pç. Treze de Maio, 90, bairro Pedregulho, Guaratinguetá (SP). Os treinos oficiais começam à partir das 10 horas ficando as competições para as 11 horas.

Serão premiadas as 07 primeiras colocadas com troféus ou medalhas mais produtos, além de preciosos pontos no Ranking CBSk da categoria e modalidade. As inscrições do Feminino Skate Jam 2012 custam R$ 15,00 (valor costumeiro de entrada de convidados no Itaguará Country Clube) feitas no local do evento, mas caso as competidoras desejarem participar do churrasco do Old School Skate Jam 2012 precisarão acrescentar mais R$ 15,00.

Na liderança do Circ. Bras. Banks Feminino encontra-se Emily Antunes de Florianópolis, com Ohana Subhadra de Porto Alegre (RS) em segundo lugar, Natália Cardoso de São Paulo (SP) na terceira colocação seguida de Isadora Pacheco e Vitória Bontempo ambas de Florianópolis, respectivamente 4.a e 5.a classificadas.

Mas como o circuito contará com 04 etapas, muitas meninas tem chances em terminar o Ranking Brasileiro entre as 03 primeiras colocadas e assim poderem concorrer aos benefícios do programa federal Bolsa Atleta do Ministério do Esporte. O Feminino Skate Jam 2012 é uma realização conjunta da Associação

Por Julio Detefon

Geovani Ferreira leva a melhor no 1º USPU Pro Jr

Em ondas com cerca de 1 metro na série Geovani Ferreira construiu manobras bem feitas na Praia Vermelhinha do Centro, em Ubatuba, e levantou o caneco de campeão do 1º USPU Pro JR,  campeonato realizado pela União dos Surfistas Profissionais de Ubatuba - USPU.
Os atletas Pro Junior Sub 20 tiveram 20 minutos para surfarem 10 ondas e delas realizarem as duas melhores notas. Geovani Ferreira teve a melhor somatória e venceu. "Este campeonato é um grande incentivo para nós participarmos dos eventos deste nível em 2013. O Filipinho vai representar a gente no Hawaii e eu espero estar com ele na próxima", disse Ferreira
Para o fotógrafo profissional Renato Boulos o trabalho da USPU é muito importnate. "O empenho da galera e a dedicação irá gerar bons frutos. O nível dos atletas juniores aqui de Ubatuba só tende a aumentar. A USPU está de parabéns na realização deste projeto", informou.
A União dos Surfistas Profissionais de Ubatuba (USPU) é uma entidade que foi formada no ano de 2009 pelos atletas Saulo Junior, David Silva, Everton Silva, Alexandre Costinha, Diego Santos, juntamente com o Fotógrafo Renato Leonardi e o Videomaker Toni Carvalho.
A USPU promove eventos para Surfistas Profissionais que objetivam o Circuito Mundial. As etapas acontecem sempre que a combinação sol e ondas estejam em condições para proporcionar show de surf e coleta imagens para a valorização dos atletas e do marketing.

Resultado:
1º Geovani Ferreira
2º Lucas Santos
3º Gabriel Adisaka
3º Wesley Leite
5º Lucas Santin
5º Carlos André
5º Artur Aguiar
5º Filipe Toledo (W.O.)
9º Philipe Chagas
9º Yuri Aguiar
9º Tales Araújo
9º Lucas Bernardo/Pedro Aguiar

Por Charles Roberto

Bob Burnquist é o "rei" da Megarampa

Carioca mantém a hegemonia, Bob Burnquist mostrou mais uma vez porque é um dos principais nomes do skate mundial. Com um 540° de base invertida a mais de seis metros de altura na segunda volta, o brasileiro conquistou o tetracampeonato da Megarampa no último domingo na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro. Bob já havia se classificado em primeiro nas eliminatórias de sábado e garantiu a vitória ao somar mais 40 pontos na final, conseguindo um total de 85.33.
Burnquist manda na Megarampa
"Não foi fácil. A molecada está andando muito. Tenho que fazer o dever de casa todo dia na minha rampa para conseguir me manter competitivo e tentar me superar cada vez mais. Eles são uma motivação a mais pra mim", disse Bob. Na final de hoje, a vida de Bob foi mais fácil, já que a alta pontuação conquistada na véspera valeu como parte da nota deste domingo. "Só precisava fazer uma volta boa hoje e fiquei com medo de não conseguir porque levei um tombo ontem no corrimão que deixou minha panturrilha sem funcionar e uma leve torção na canela. Na prova de hoje, tínhamos que descer da parte mais alta da rampa, na qual ninguém ainda tinha treinado. Então, a gente só se joga quando está valendo mesmo. Todo mundo lá em cima fica aterrorizado", conta Bob.
O americano Mitchie Brusco, de apenas 15 anos, ficou em segundo lugar ao completar um 360° no gap seguido de um 540° no quarter. "Estou muito feliz. Me diverti muito. A manobra é difícil e deu certo", afirmou Mitchie, que aproveitou para elogiar a cidade e o colega brasileiro: "Eu quero muito voltar ao Rio, o pessoal aqui me adora. O Bob? Ele é incrível! Ando direto com ele e sempre me espanto com o que ele consegue fazer."
Italo Penarrubia fifty
Bob retribuiu os elogios. "Não o vejo como uma criança andando de skate e sim como um skatista profissional, que vem dando muito trabalho. Ele tem uma frieza em competição que é rara de se conseguir nessa idade. Além disso, o Mitchie precisa descer de um ponto mais alto que a gente para poder pegar velocidade. Tem que ter muita coragem", acrescentou.
Jake Brown poderia ter ameaçado o reinado de Bob. Ele tentou um 720° sem segurar o skate, manobra ainda não realizada no skate, mas não conseguiu completá-la. O australiano ficou com a terceira colocação ao acertar um 360° e um 540°. A quarta colocação foi para outro expoente da nova geração do skate, o pequeno Jagger Eaton, de apenas 11 anos, que pela primeira vez desceu da parte mais alta da rampa.

Resultado final:
1. Bob Burnquist - 85.33 pontos
2. Mitchie Brusco - 66.99 pontos
3. Jake Brown - 64.99 pontos
4. Jagger Eaton - 57.33 pontos
5. Elliot Sloan - 51.99 pontos
6. Lincoln Ueda - 46.66 pontos

Fonte RPM Comunicação / Fotos Júlio Detefon

Segunda etapa do baiano de surf será em Jaguaribe

Os surfistas profissionais baianos e convidados de outros estados participam no próximo domingo (2) da segunda etapa do Circuito Baiano do Surf Profissional. O Radical Wave Pro acontece na grande arena montada na Praia de Jaguaribe, no intervalo entre o Surf Eco Festival  e o Bahia Bodyboarding Show, ambos apresentados pela Radical Wave.
Heloy Jr / Foto Max Interaminense
A prova dará R$ 5 mil de premiação e pontuará para o ranking estadual 2012 da categoria. O circuito foi aberto na praia de Itacimirim, no Litoral Norte, no mês de julho, quando o ilheense atual campeão baiano, Rudá Carvalho, venceu mais uma.

Atualmente na Europa, onde disputa provas do circuito mundial de acesso, Carvalho não participara do Radical Wave Pro. Porém, nomes como Frankiln Serpa, Heloy Júnior, Bruno Galini, Dennis Tihara, Iago Silva, Léo Andrade e  Aurélio Santana estão confirmados. “Estou treinando muito e espero fazer bonito no domingo. O circuito baiano tem um nível muito alto, pois aqui é celeiro de muitos talentos. Jaguaribe é uma onda que conheço bastante e espero tirar proveito disso”, acredita o campeão baiano de 2008 e surfista especializado em ondas gigantes, Heloy Júnior.

Como se inscrever – As inscrições para a segunda etapa do Baiano Pro podem ser feitas através de depósito bancário ou transferência no valor de R$ 80,00 na conta da FBSurf no Banco do Brasil, Ag. 3460-6, Conta. 32.663-1, CNPJ:03.632.904/0001-28. O atleta tem de enviar comprovante para Thiago França (tfabsu@hotmail.com). Para se filiar à FBSurf e ter o nome no ranking baiano 2012 é preciso efetuar pagamento de R$ 30,00.

Por Yordan Bosco

Art in Surf na 2ª edição do Jazzy Way To End a Day

A Art in Surf apresenta a segunda edição da exposição Jazzy Way to End a Day. Uma colaboração entre artistas, artesãos, fotógrafos e film makers. A exposição, que se inicia no dia 30 de Agosto e vai até o final de Outubro, tem a curadoria do fotografo, Jair Bortoleto, editor executivo da revista The Surfer’s Journal Brasil, uma referência quando o assunto é arte ligada ao surfe.
Foram enviados 15 handplanes (pranchas de madeira para surfar de peito) feitos artesanalmente pelo shaper Rodrigo Matsuda, para alguns dos principais artistas ligados ao surfe, naturais de países como: EUA, Austrália, Espanha, Japão e Brasil, para que eles fizessem uma livre interferência artística.

Entre os artista selecionados estão: o australiano Andrew Kidman, autor de filmes como Litmus e Glass Love, o americano Andy Davis, a havaiana Heather Brown, o japonês Yusuke Hanai, o espanhol Pablo Ugartetxea, o paulista Ciro Bicudo, que também fez a arte do pôster e camiseta do evento, os cariocas Leandro Silva e Marcelo Macedo, o catarinense Guilherme Tonelli e o brasileiro radicado no Havaí Masao Fukuyama, com sua arte tribal.

Todos os handplanes que estarão expostos na galeria serão colocados à venda. “A segunda edição do Jazzy Way to End a Day trás mais uma vez para os paulistanos, arte surfe de alto nível e de forma original e inusitada. Seguindo uma tendência mundial de expor arte em diferentes mídias e formatos”, explica Jair.
“É uma ótima oportunidade para o público conhecer um pouco mais do trabalho desses artistas que são referencias mundiais”, ressalta Antonio Portinari, sócio da Art in Surf e um dos principais incentivadores do movimento surfe arte atualmente, no país.

O espaço Art in Surf Moema foi aberto há pouco mais de um ano e já se tornou uma referência para quem busca um ambiente mais conceitual e selecionado. Além da exposições, lá são encontrados quadros originais de renomados artistas, livros, filmes, revistas especializadas, fotos, prints.  A loja-galeria também possui equipamentos para surfe e SUP e o maior estoque de pranchas de Stand up da América Latina. Tudo isso em uma vibe bem tranquila e amigável.

A abertura da exposição, que irá até o final de Outubro, acontece no dia 30 de agosto, quinta-feira, a partir das 19hrs, no espaço Art in Surf Moema: Avenida Pavão, 451 – Moema.

Por Priscilla Campos

29 de agosto de 2012

Krystian Kymerson vence a etapa do ASP 1-Star

O capixaba Krystian Kymerson, 19 anos, é o novo campeão da etapa do ASP World 1-Star que abriu a semana do Radical Wave - Surf Eco Festival na Bahia. Ele impediu uma segunda vitória baiana consecutiva na Praia de Jaguaribe ao bater Franklin Serpa, 23, na bateria que fechou o ASP South America Surf Series 2012 na quarta-feira em Salvador. O também baiano Aurelio Santana, 23, e o potiguar Italo Ferreira, 18, perderam nas semifinais e dividiram o terceiro lugar no primeiro pódio da capital baiana. "Estou muito feliz porque é a primeira vez que consigo ganhar um campeonato do WQS (ASP World Star)", vibrou Krystian Kymerson. "A final foi difícil pra caramba, mas fui feliz em achar duas ondas boas na bateria para vencer e agora o foco é o Pro Junior, pois meu grande objetivo mesmo aqui é brigar por uma vaga para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP".
Podio / Foto Fabriciano Junior
Nesta quinta-feira, nas mesmas ondas da praia do SESC Piatã, começa a etapa final do Circuito Sul-americano Pro Junior que pelo quarto ano consecutivo será encerrado em Salvador. Krystian Kymerson é um dos que vão brigar pelo título na categoria para surfistas com idade até 20 anos. Além de apontar os campeões sul-americanos, o Surf Eco Festival também vai definir os quatro surfistas que representarão o continente na categoria masculina do ASP World Junior 2012 e as duas para a feminina.

Krystian é o sexto no ranking que garante os quatro primeiros colocados. No momento, estão se classificando o potiguar Italo Ferreira em primeiro lugar, o paulista Geovane Ferreira em segundo, o catarinense Caue Wood em terceiro e o quarto é outro paulista, Luan Carvalho. Ao falar um pouco mais sobre a sua primeira vitória em etapas do ASP World Star na carreira, o capixaba reafirmou que agora a concentração é no Pro Junior. "Na verdade, acho que tudo foi decidido numa onda que ele (Franklin Serpa) não foi, que passou por ele. Eu peguei ela mais embaixo, consegui fazer as manobras variando bem encaixadas e essa nota 8,5 foi que me deu a vitória. Agora é se concentrar no Pro Junior para ver se consigo essa vaga para o Mundial, que é o mais importante pra mim no momento", falou Kymerson.
Krystian Kymerson (ES) / Foto Fabriciano Junior
Para conquistar o título, ele teve muito trabalho para superar os dois últimos adversários que enfrentou na quarta-feira de Sol, céu azul e boas ondas de 2-3 pés no pico do SESC Piatã em Salvador. Na semifinal contra o potiguar Italo Ferreira, líder do ranking sul-americano Pro Junior da ASP South America, a vitória foi por 12,60 a 12,03. Já a bateria decisiva do título foi encerrada em 13,93 a 13,57 pontos.

"O Krystian (Kymerson) é um excelente surfista e estou feliz por ter conseguido um bom resultado no evento", disse o vice-campeão Franklin Serpa. "A melhor onda da bateria eu não consegui pegar, estava distante, tentei remar porque eu sabia que ela ia ser boa, mas passou por mim e ficou para o Krystian que mereceu a vitória. Não consegui o bi para a Bahia, o Bino (Lopes) venceu no ano passado, mas espero correr outros eventos. Só que estou precisando de um patrocínio para continuar surfando e competindo".
Franklin Serpa / Foto Fabriciano Junior
O baiano largou na frente com notas 7,00 e 6,57 que pegou nas duas primeiras ondas que surfou na bateria final. Enquanto Serpa construiu a vantagem nas esquerdas do SESC Piatã, Kymerson entrou na briga nas direitas, com a nota 5,43 de um aéreo rodando de backside. Ele não voou na nota 8,5 da vitória, mas encaixou uma série de manobras executadas com pressão usando toda a área da onda que valeu um prêmio de 4.000 dólares, com Franklin Serpa ficando com 2.000 dólares pelo vice-campeonato.

Os 250 pontos do ASP 1-Star da Bahia não mexeram nas primeiras posições no ranking da ASP South America e o título de campeão sul-americano profissional da temporada 2012 ficou para o catarinense Jean da Silva. Ele não competiu em Salvador porque está participando das etapas do Circuito Mundial fora do país. Inclusive, domingo passado ganhou o ASP 6-Star da Virginia (EUA). A final foi brasileira contra o paulista Filipe Toledo, que em 2011 conquistou o título sul-americano Pro Junior com vitória na Bahia.

Resultado da quarta-feira - Surf Eco Festival:
Final da etapa do ASP World 1-Star:
Campeão: Krystian Kymerson (BRA-ES) com 13,93 pontos - US$ 4.000 e 250 pontos
Vice-campeão: Franklin Serpa (BRA-BA) com 13,57 pontos - US$ 2.000 pontos e 188 pontos
Ranking final:
Campeão: Jean da Silva (BRA-SC) - 7.600 pontos
2.o lugar: Miguel Pupo (BRA-SP) - 6.900
3.o: Gabriel Medina (BRA-SP) - 6.640
4.o: Wiggolly Dantas (BRA-SP) - 5.853
5.o: Willian Cardoso (BRA-SC) - 4.800
6.o: Ricardo dos Santos (BRA-SC) - 4.605
7.o: Alex Ribeiro (BRA-SP) - 3.700
8.o: Filipe Toledo (BRA-SP) - 3.100
9.o: Yuri Sodré (BRA-RJ) - 3.050
10.o: Raoni Monteiro (BRA-RJ) - 2.800

Por João Carvalho

Ítalo Ferreira e Juliana Meneguel carimbam passaportes

Título no último domingo na Barra da Tijuca colocou os dois campeões na liderança do ranking na briga pelas vagas no time sul americano para o Mundial Sub 20 da Association of Surfing Professionals.
Juliana Meneguel / Foto Pedro Monteiro
Terminada a edição 2012 do Quiksilver Roxy Pro Junior, o ranking sul-americano para o Mundial da Association of surfing Professionals, programado para outubro, em Bali, tem nova liderança. Exatamente os competidores que chegaram no topo na disputa na Barra da Tijuca: o potiguar Italo Ferreira e a paulista Juliana Meneguel.

Segundo classificado na etapa, Luan Carvalho entrou no grupo dos quatro atletas que vão representar o continente no principal confronto Sub 20 do mundo. Luan ocupa a quarta posição. Líder até o circuito chegar ao Rio de Janeiro, Geovani Ferreira é o segundo colocado.

No Feminino amplamente dominado pelas brasileiras a líder é Juliana Meneguel, seguida de perto pela paranaense Jessica Bianca. No confronto direto entre as duas, na semifinal na Barra da Tijuca, Juliana levou a melhor. Também na briga pela vaga para o Mundial, Carol Fernandes tem que torcer por um tropeço prematuro das líderes na Bahia e vencer o evento. Tarefa nem um pouco fácil. Vice na Barra da Tijuca, a peruana Vânia Torres só disputou uma etapa e tem poucas chances de chegar ao Mundial.

Ranking Masculino após 3ª etapa - Barra Tijuca/RJ
1  Italo Ferreira BRA 1263                                                
2 Geovane Ferreira BRA 989                                  
3 Caue Wood BRA 974                                                
4 Luan Carvalho BRA 840                                  
Ítalo / Foto Pedro Monteiro
5 Matheus Navarro BRA 808                                  
6 Krystian Kymmerson BRA 738                                                
7 Samuel Igo BRA 729                                                
8 Lucas Santos BRA 598                                  
9 Lysandro Leandro BRA 637                                  
10 Deivid Silva BRA 555
Ranking Feminino 
1 Juliana Meneguel BRA 746                                                
2 Jessica Bianca BRA 610                                                
3 Carol Fernandes BRA 493                                                
4 Rossany Alvarez VNZ 461                                      
5 Barbara Segatto BRA 451                                                
6 Isabela Lima BRA 378                                  
7 Vânia Torres PER 375                                    
8 Alana Pacelli BRA 316                                  
9 Marina Rezende BRA 316                                  
10 Wendy Guimarães BRA 316

Por Pedro Monteiro

Claudia Gonçalves reforça time

A Star Point acaba de contratar uma nova atleta para seu Surf Team. Claudia Gonçalves, de 27 anos, que chega para reforçar o time de atletas da marca juntamente com nomes como Jacqueline Silva, Brigitte Mayer e Alex Ribeiro.
Foto divulgação
Formada em jornalismo, Claudia é especialista em viagens de surfe para lugares inusitados e atualmente os exibe no programa Sol e Sal do Canal OFF, que é apresentado todas às quartas às 19h30. Sua próxima aventura já contará com cobertura dos canais online da Star Point.

Por Gabriella Sperati

"Aberta" a temporada de Kitesurf no Ceará

Já é do conhecimento da maioria das pessoas que o segundo semestre do ano, aqui no Ceará é repleto de ventos fortes e muito Kitesurf. Este ano a temporda entrou bem forte com os ventos chegando quase todos os dias a mais de 20 knots. Todas as praias do nosso litoral ficam com os mares e lagoas repletos de pipas coloridas e pessoas de bem que querem aproveitar a natureza, praticando esportes radicais.
Jamil Farah atleta Kitesurf
Um dos melhores “Spots” para pratica do kite é a Taíba, localizada no município de São Gonçalo do Amarante, o pico é uma berço pra quem quer iniciar e também um ótimo local de  treino para os praticantes mais experientes. Famosa por apresentar boas ondas e vento constante, a praia é um dos locais favoritos dos praticantes de Kitewave, modalidade onde se surfa as ondas com a ajuda do kite. Frequentador assíduo da Taiba, Jamil Farah sempre que pode, corre pra lá para garantir um treino de qualidade. Neste dia, Jamil que vem se preparando para as competições foi clicado pelo fotografo e freerider, Paulo Andre Gaspar.

“Sempre que posso, venho aqui pra Taiba. A onda aqui é bem mais alinhada que a da praia do futuro e os ventos sempre são constantes e fortes. Em lugares assim, nós sempre arrumamos inspiração para aprender novas manobras. Com certeza é um dos meus lugares favoritos para treinar.” Nos contou Jamil.
Jamil Farah
O atleta que é o atual 7º colocado do ranking Brasileiro e 3º do ranking Cearense também nos contou que o calendário de competições desse ano, ainda não foi divulgados, o que tem dificultado bastante o planejamento de viagens, porém, afirmou que tendo ou não competições, vem coisa legal e diferente por ai.
“Estou com alguns projetos em mente e pretendo coloca-los em pratica brevemente, a galera que curte o kitesurf pode acompanhar tudo pelo site ou pela Fanpage no facebook". Jamil é patrocinado pela Pena e conta com o apoio do Kebab House, Kitesurfnordeste.com, ASD surfborads e Movimento Funcional Fortaleza.

Por Lima Jr. / Fotos Paulo Andre



Último dia de inscrição para o Bahia Bodyboarding Show

Restando uma semana para o início das competições do Radical Wave - Bahia Bodyboarding Show, segunda etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboard, os atletas têm até essa quarta-feira (28) para efetuarem suas inscrições através do site www.inscricaon.com e garantirem vaga no evento que acontece entre os dias 05 e 08 de setembro, em Salvador. Com 1000 pontos em disputa e R$35.000,00 em premiação, a competição conta com quatro categorias: Profissional Masculino, Profissional Feminino, Open Masculino e Sub-16 Masculino.
Uri Valadão
Chegando a sua quarta edição consecutiva no calendário nacional de competições, o Radical Wave apresenta Bahia Bodyboarding Show contará com a elite do esporte no país. Entre os atletas aguardados para o evento está o campeão mundial Uri Valadão, local de Salvador. “É maravilhoso ter um campeonato deste porte aqui em Salvador. Por tudo que nós baianos já conquistamos, acredito que merecemos um evento como este aqui. Além do mais, competir em casa é muito bom. Dá uma motivação extra para fazer bonito”, revele Uri, campeão mundial em 2008.

Infraestrutura
A quarta edição do Bahia BB Show conta com Centro Técnico, área reservada aos juízes da competição, além de Área de Atletas, Área de Imprensa e Área VIP. O policiamento será reforçado pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal. O evento contará também com serviço de saúde de emergência, que dispõe de uma UTI Móvel de plantão na praia. A equipe de profissionais contratados, entre organização e execução, conta com cerca de 400 profissionais.

Serviço:
Radical Wave apresenta Bahia Bodyboard Show
Local: Praia do SESC Piatã, Salvador
Data: 5 a 8 de setembro
Categorias: Sub-16 Masculino, Open Masculino, Profissional Feminino, Profissional Masculino
Realização: Dendê Produções
Informações: 3014-1510

Por Danilo Caboclo / Foto IBA/Catalano

28 de agosto de 2012

Michael Rodrigues tirou 10 no Surf Eco Festival

O cearense Michael Rodrigues deu mais um show nas ondas do SESC Piatã na Praia de Jaguaribe com a primeira nota 10 no Surf Eco Festival em Salvador. Foi a resposta imediata para o potiguar Ítalo Ferreira, que tinha batido os seus recordes do primeiro dia na bateria anterior a que ele fez a melhor apresentação desta semana na capital baiana. No ano passado, Michael foi vice-campeão deste evento e agora enfrenta o baiano Franklin Serpa no primeiro duelo das quartas de final que vão abrir a quarta-feira decisiva da etapa do ASP 1-Star. Na quinta-feira, começa a decisão do Circuito Sul-americano Pro Junior da ASP South America que vai até o sábado em Salvador.
Michael Rodrigues / Foto Fabriciano Junior
"Eu me sinto muito bem aqui em Jaguaribe. A onda é demais e me sinto em casa, pois tenho vários amigos e nem fico em pousada, fico na casa de um deles. Estou no clima da competição, relembrando o ano passado que foi muito bom pra mim aqui e agora já cheguei no último dia de novo, então é só felicidade", disse Michael Rodrigues, que descreveu como foi a primeira nota 10 do Radical Wave - Surf Eco Festival 2012. "Eu peguei a onda ali no canalzinho que eu já estava mirando faz tempo. Ela armou a rampa e mandei o aéreo. Quando voltei, senti que a prancha tinha quebrado, logo a minha prancha mágica trincou no meio, mas depois do primeiro aéreo a onda abriu e continuei rasgando, manobrando com ela até chegar no inside. Aí rodou outra seção e não pensei duas vezes, dei outro aéreo, voltei, ainda fiz mais duas manobras e foi só alegria", contou Michael.

Antes da nota 10 de Michael Rodrigues, o grande destaque do dia era Ítalo Ferreira, que lidera a disputa pelo título Sul-americano Pro Junior de 2012 que será encerrada de quinta-feira a sábado nas mesmas ondas do SESC Piatã. O potiguar de Baía Formosa acertou aéreos incríveis nas duas últimas que pegou na bateria contra o catarinense Diego Michereff, o baiano Iago Silva e o peruano Sebastián Correa. Em ambas recebeu nota 9,25 dos juízes, aumentando o maior placar do campeonato para 18,50 pontos de 20 possíveis. "A bateria foi irada. Eu consegui pegar umas direitas boas, o vento está contra e deu para dar uns aéreos legais. Estou contente porque fiz mais uma boa bateria, mas ainda tem muita coisa pela frente ainda", disse Italo Ferreira, que depois venceu o último confronto da terça-feira em Salvador. "Estou bem instigado, conseguindo bons resultados e se esse é o ano eu quero aproveitar. Estou surfando bem, as pranchas estão boas, então está indo tudo bem pro meu lado".

O seu adversário nas quartas de final é outro potiguar de uma geração bem mais antiga que a dele, o ex-top do WCT, Danilo Costa, que com 35 anos de idade é o mais experiente entre os oito classificados para as quartas de final. O duelo dos potiguares vai definir a última vaga nas semifinais. A primeira será disputada pelo nota 10 Michael Rodrigues e Franklin Serpa. A segunda terá outro baiano, Aurélio Santana, contra o paulista Deivid Silva. E a terceira quarta de final será entre o capixaba Krystian Kymerson e o catarinense Diego Michereff.

Os dois baianos que avançaram para o último dia se classificaram juntos com uma dobradinha vencedora sobre o potiguar Lysandro Leandro e o catarinense João Paulo Abreu. Aurélio Santana venceu a bateria e Franklin Serpa passou em segundo lugar. Os dois vão tentar repetir o feito de Bino Lopes, que no ano passado fez a festa com a torcida baiana ao faturar o título desta etapa do ASP 1-Star que está abrindo a semana do Radical Wave apresenta Surf Eco Festival na Bahia. "Estou amarradão por conseguir passar a bateria com o Franklin (Serpa). Fizemos o dever de casa e vamos vir com tudo amanhã (quarta-feira)", prometeu Aurélio Santana. "Eu treinei bastante para este evento a semana toda só pensando em buscar um bom resultado. O mar ficou muito difícil nessa minha segunda bateria, com as ondas bem cheias e ficou complicado fazer as manobras com pressão. Mas, fui feliz na escolha das ondas e deu tudo certo".

Por João Carvalho

Marcelo Giardi vai competir no Japão

Competição com sistema de cabos servirá como teste para o projeto que visa incluir o wakeboard nas Olimpíadas de 2020

O atleta que é o maior nome do wakeboard no Brasil, Marcelo Giardi ‘Marreco’ foi convidado pela primeira vez para o Cable Wakeboard World Cup. Essa etapa do Mundial que utiliza o sistema de cabos para puxar o atleta será realizada pela IWWF – International Waterki & Wakeboard Federation em Tóquio, no Japão, nos dias 01 e 02 de setembro. A competição terá papel importante no desenvolvimento do programa Vision Wakeboard 2020 que visa incluir o wakeboard nas Olimpíadas de 2020.
O cenário não poderia ser mais perfeito. Sob a famosa Rainbow Bridge e um público de aproximadamente 20 mil expectadores o evento promete ser um verdadeiro show de manobras radicais com os melho res do planeta. O evento terá a participação de mais de 40 atletas de vinte países, somente riders qualificados entre: campeões do mundo, campeões de Confederações, campeões nacionais e os melhores atletas classificados do Ranking Mundial. “Estou muito feliz pelo convite e farei o meu melhor para representar o Brasil. Esta competição é muito importante porque reúne os melhores do mundo e também será uma grande oportunidade para demonstrar ao mundo como o wakeboard pode ser uma ótima escolha para as Olimpíadas de 2020”, conta Marreco.

A cidade de Tóquio vai fazer história sediando o primeiro evento de Cable Wakeboard  da World Cup e será um passo importante no desenvolvimento do programa Vision Wakeboard 2020 lançado pelo IWWF para incluir o wakeboard nas Olimpíadas. Um sistema de cables será instalado em um local espetacular logo abaixo da famosa Rainbow Bridge em Tóquio. O Wakeboard que é finalista pelo Comitê Olímpico Internacional para a entrada nos Jogos Olímpicos de 2020 fará uma demonstração de como seria a estrutura padrão para participação do esporte nas Olimpíadas.

Como esporte em pleno crescimento pelo mundo, o Wakeboard agora é frequentemente realizado em Cable Parks, que proporciona um formato de arena e que tem muitas vantagens do ponto de vista dos Jogos Olímpicos. A IWWF tem recebido com entusiasmo a inclusão de Wakeboard na lista de jogos de 2020. Todos reconhecem que uma longa luta pela frente para satisfazer as exigências do COI. Com um limite de 28 esportes nos Jogos, a decisão final sobre do novo esporte será feita na sessão do COI 125 em Buenos Aires em 2013.

Por Alline Juscelino

Billabong lança o UPcycling

A Billabong apresentou no último domingo, no Complex, o documentário UPcycling (abaixo), que retrata o processo de transformar materiais velhos ou em desuso em novos produtos, mais evoluídos, com melhor qualidade e maior valor agregado.
O documentário brasileiro (com 13 minutos de duração) acompanha a transformação de uma prancha velha em uma nova. Em meio à beleza de toda esta recriação, sugere uma nova visão sobre o quão enriquecedor pode ser este processo. Além disso, é um curta sobre pessoas e lugares interconectados por tudo aquilo que envolve sua produção. Mudanças de hábitos, rotinas, novas versões de coisas antigas, valores que são repensados sob uma ótica intimista, sensível e, porque não dizer, necessária para os dias de hoje.
UPcycling é uma produção do Estudio Indigo e Amago Imagens em parceria com o shaper Henrique "Ogro" Perrone. Filmado em Porto Alegre e no litoral de Santa Catarina, o filme foi premiado como o melhor Curta Metragem pelo voto popular no Surf Film Festival de San Sebastian, Espanha, e ganhou o prêmio de melhor curta metragem eleito pelo júri no International Surf Film Festival de Anglet, na França, que ocorreu em meados de julho .

Ficha Tecnica UPcycling:
Produção: Estudio Indigo, Amago Imagens e Ogro Surfboards
Diretor: Henrique "Ogro" Perrone
Direção de Fotografia: Gustavo Faraco e Cristiano Hintz Mallmann

Edição: Cristiano Hintz Mallmann e Norberto Idiart Finalização e Tratamento de Imagem: Norberto Idiart Projeto de Som: Cristiano Hintz Mallmann Trilha Sonora: Pata de Elefante, Cesar Funck, Charlie Byrd, Costa Rae, Blue Grass, Bon Iver

Por Camila Dias

Bob Burnquist fará tarde de autógrafos

O tetracampeão da Megarampa no Brasil, estará na loja C&A do shopping Ibirapuera, em São Paulo, amanhã, dia 28 de agosto, a partir das 17h, para tarde de autógrafos com os fãs, que poderão conferir de perto as peças da coleção inspirada no seu ídolo. As primeiras 20 pessoas que chegarem na loja ganharão uma camiseta assinada por ele.
Bob é o maior nome do skate brasileiro de todos os tempos, ícone do skate mundial, com 22 medalhas no X-Games, além de muitos outros prêmios. A coleção assinada para C&A já está disponível em 186 lojas da rede.

Serviço:
Local: Shopping Ibirapuera -Avenida Ibirapuera, 3103 - Moema - São Paulo/SP
Data:28.08.2012
Horário: 17 às 19 horas
Aberto ao público

Por Gabriela Schwartz

Ceará: 365 dias de sal, sol e surf

Durante essa semana peguei boas ondas na Praia do Portão, bem próxima ao Titanzinho. Todos sabemos que os meses de agosto e setembro são os mais fracos de onda no Ceará. Não foi bem isso que encontrei no Portão. No primeiro dia em que fui checar suas condições, de fora não parecia ter ondas. Mas, eu estava fissurado para dar uma remada e quem sabe, pegar uma boa ondinha.
George Noronha, Portão / Foto Carol Monteiro
Caí mais os amigos Phelipe Maia, Michel Roque, Betinho Rosa, Charlie Brown e a bodyboarder Raquel Bezerra. A maré já havia começado a encher. A entrada já estava um pouco crítica, mas, como quem tá na chuva é pra se molhar, nem pensei muito e fui logo pra água.

Logo que entrei peguei uma onda muito boa que pagou logo a caída: uma forte batida na junção. Betinho Rosa abusou na altura e ousadia nos aéreos enquanto ao Raquel mostrava que conhece muito bem o pico. O Campeão Brasileiro Universitário e o surfista profissional Charlie Brown também não aliviaram. Mesmo estando retornando de lesões, ambos quebraram nos aéreos e nas junções do Portão, tudo registrado peloas lentes dos fotógrafos de plantão Carol Monteiro e Rodrigo Gentil.
Betinho Rosa / Foto Rodrigo Gentil
Esse dia foi bem particular para mim. Várias vezes lembrei de Lance’s Left (Mentawai), uma das melhores ondas que já surfei na vida. A tonalidade estava perto de um Verde-Esmeralda e a onda estava vindo com um bom volume de água levantando uma parede rápida e pra frente, me fazendo lembrar da sessão final de Lance’s. Naquele momento me senti um privilegiado por ter aquela onda no quintal de minha casa em um período onde muitos dizem não haver ondas no Ceará, o que discordo veementemente.

The after day
No segundo dia cheguei bem mais cedo e a maré ainda estava secando, ideal para as ondas do Portão. O mar parecia estar com séries um pouco maiores que no dia anterior, mas como cheguei muito cedo o crowd estava insuportável e o único jeito foi esperar que a galera que tinha chegado mais cedo cansasse e saísse pra almoçar, pois, já passava do meio-dia. Aproveitei para apreciar uma sessão do melhor surf do mundo com Pablo Paulino, Fábio Silva e Regisdário Lima comandando os ataques. Nessa hora praticamente me tornei um espectador, pois, nesse dia eu não estava conseguindo estabelecer a mesma sintonia e conexão com o mar do dia anterior.
Raquel Bezerra / Foto Rodrigo Gentil
E quando comecei a achar que o surf só renderia mesmo a remada, a galera começou a sair e no final das contas ainda consegui descolar um tubinho sequinho comprovando a minha teoria de que o Ceará é um dos melhores lugares do mundo para um surfista morar. Já temos duas temporadas de onda e praticamente não existe flat, pois, quem tem uma PF, um Vizinho e um Icaraí no quintal (sem falaz em outros dezenas de picos tanto de fundo de areia quanto de fundo de pedra), se quiser não fica sem surfar um único dia na vida. Por isso não acredito quando alguém chega pra mim pra dizer que parou de surfar porque aqui não tem onda. Pra mim, quem diz isso nunca sentiu a verdadeira energia do surf ou afogou o espírito aloha em suas prórpias frustrações e usa esse argumento furado como desculpa para assumir a sua verdadeira condição de Fora d'água.

É claro que não quero com isso comparar as ondas daqui com as da Indonésia, do Havaí, do Tahiti, do México, até porque já surfei todas elas. Apenas quero dizer que, na minha opinião, aqui rola onda mais do que suficiente para manter vivo o sonho de surfar a onda perfeita e manter o rip para desbravar as melhores ondas do mundo.

Por George Noronha

27 de agosto de 2012

Fanning lidera o WCT após vitória em Teahupoo

Bicampeão mundial ganhou por meio ponto a decisão australiana com Joel Parkinson em Teahupoo e Ricardo dos Santos ganha o prêmio "Andy Irons Forever"

O líder do ranking, Mick Fanning, 31 anos, venceu o Billabong Pro Tahiti e abriu mais de 3.000 pontos de vantagem na corrida pelo título mundial na etapa que fechou a primeira metade do ASP World Tour 2012. A sua segunda vitória na temporada foi conquistada com a nota 9,5 do último tubo que surfou nas ondas clássicas de 4-6 pés da segunda-feira em Teahupoo. Com ela, virou para 18,87 a 18,37 pontos o resultado da decisão australiana toda liderada por Joel Parkinson, 31, que continua em segundo na classificação geral após a quinta etapa no Taiti.
Mick Fanning vence no Thaiti / Kirstin Scholtz (ASP)
Parko apresentou o melhor backhand nas esquerdas de Teahupoo e largou na frente com dois tubaços no início da decisão do título. O primeiro valeu nota 9,5 e o outro 8,87, mas Fanning entrou na briga com o 9,37 que recebeu na terceira onda que pegou na bateria. A vitória veio nos minutos finais, repetindo a virada sobre o catarinense Ricardo dos Santos nas quartas de final, quando tirou o brasileiro com a terceira nota 10 do campeonato este ano. A primeira foi do francês Jeremy Flores e a segunda do paulista Gabriel Medina, ambas no domingo. "A final era de 35 minutos, então eu sabia que ainda ia entrar ondas na bateria", contou Mick Fanning. "Eu só tinha que ser paciente. Teahupoo é assim. Você pode obter dois 10 em dois minutos, então eu sabia que só precisava manter a calma até o fim. O Joel (Parkinson) é um surfista incrível, começou muito bem e eu precisava me concentrar no meu próprio plano de jogo. Consegui uma boa nota na metade da bateria, depois veio aquela última no final e é uma sensação incrível conseguir a vitória assim. Estou amarradão".

Fanning teve muito trabalho para quebrar um longo jejum de 13 anos sem vitórias australianas em Teahupoo. A última tinha sido em 1999 com o campeão mundial daquela temporada, Mark Occhilupo, 43 anos. O bicampeão das triagens, Ricardo dos Santos, atropelou o veterano Taj Burrow na repescagem e quase barrou o bicampeão mundial, que foi salvo pelo tubo incrível que achou nos últimos segundos e valeu um merecido 10 dos juízes. Com a nota máxima, atingiu 19,03 pontos para superar os 18,64 de Ricardinho.
Ricardo dos Santos leva o  prêmio "Andy Irons Forever" / Foto  Steve Robertson (ASP) 
Depois também ganhou por pouco do vice-campeão em Teahupoo no ano passado, Owen Wright, a semifinal encerrada em 18,93 a 18,10 pontos. E a final contra Joel Parkinson a vitória foi por 18,87 a 18,37, meio pontinho que rendeu 45 mil dólares, pois o prêmio para o campeão era 75 mil dólares, enquanto para o vice é de 30 mil dólares. Joel Parkinson lamentou mais uma derrota em finais neste ano. A primeira foi para o havaiano John John Florence no Billabong Rio Pro, a etapa brasileira do WCT no Rio de Janeiro. "Eu segurei a liderança em uma final de 35 minutos até a marca de quatro minutos, então é frustrante perder assim", falou Joel Parkinson. "Mas, não posso culpar o Mick (Fanning). Ele surfou o evento como um verdadeiro campeão e provou isso hoje. É a segunda final do ano para mim, foi outro bom resultado e sinto que sou forte em todos os eventos restantes do Tour, então agora é esquecer esse e a focar em Trestles (palco da próxima etapa nos dias 16 a 22 de setembro nos Estados Unidos)".

Os brasileiros ficaram nas quartas de final, mas o catarinense Ricardo dos Santos subiu no pódio para receber o prêmio especial "Andy Irons Forever" pela sua performance nos tubos de Teahupoo esse ano. Depois do inédito bicampeonato consecutivo nas triagens, o grande momento de Ricardinho foi a vitória na última onda surfada contra o defensor do título do Billabong Pro, Kelly Slater, na terceira fase da competição. "O Andy (Irons) foi, foi não, ele é o meu herói", confessou Ricardo dos Santos, que é patrocinado pela Billabong como era o havaiano falecido há dois anos. "Este prêmio significa muito para mim, tanto quanto, se não mais, que a vitória no evento. Ele (Andy Irons) é a minha inspiração e a razão de eu surfar. Ele é a razão de eu surfar Teahupoo. Ser agraciado com este prêmio pela família do Irons é a maior honra que eu poderia sonhar, então só tenho que agradecer, obrigado".
Joel Parkinson (AUS) / Foto  Kirstin Scholtz (ASP)
O resultado do Billabong Pro Tahiti só provocou uma mudança de nomes entre os 22 primeiros colocados no ranking que são mantidos na elite para o ASP Tour 2013. O norte-americano Damien Hobgood ganhou a vaga antes ocupada pelo australiano Bede Durbidge. Já o Brasil permanece com cinco surfistas entre os top-22, Adriano de Souza que caiu do quarto para o sexto lugar, Gabriel Medina em 13.o, Heitor Alves em 14.o, Miguel Pupo em 18.o e Alejo Muniz dividindo o vigésimo lugar com o português Tiago Pires e o australiano Kai Otton na rabeira da zona de classificação para o WCT do ano que vem.

Na ponta de cima da tabela, Mick Fanning disparou na frente do ranking, Joel Parkinson se isolou na vice-liderança, John John Florence subiu para o terceiro lugar e Kelly Slater desceu da segunda para a quarta posição com a derrota prematura para Ricardo dos Santos na terceira fase. Taj Burrow foi outra vítima do catarinense, mas se manteve em quinto lugar, superando Adriano de Souza, que perdeu duas posições e agora é o sexto colocado com mais de 10.000 pontos de distância para o líder Mick Fanning.
Resultado do último dia do Billabong Pro Tahiti:
Campeão: Mick Fanning (AUS) com 18,87 pontos - US$ 75.000 e 10.000 pontos
Vice-campeão: Joel Parkinson (AUS) com 18.37 pontos - US$ 30.000 e 8.000 pontos

Por João Carvalho