.

.

31 de julho de 2012

Bruno segue na briga pela Medal Race em Londres

Mesmo com uma pequena queda na classificação geral, o velejador Bruno Fontes aparece em 11º lugar e segue com boas chances de disputar a Medal Race. “A regata foi dentro do porto e não tinha tanta onda. Eu tive duas largadas que não foram boas e ficou um gosto de quero mais. Amanhã (quarta-feira) vai ser melhor, com certeza. Ainda estou com chances de medalha e a ideia permanece a mesma”, disse.
Nas duas regatas disputadas na terça-feira, Bruno obteve um 12º e um 19º lugares na Raia Olímpica de Weymouth. Mesmo com os dois resultados, o velejador brasileiro tem um descarte pela frente e as próximas seis regatas podem mudar totalmente a classificação geral.

O destaque do dia ficou por conta do cipriota Pavlos Kontides, vencedor das duas regatas disputadas neste que foi o segundo dia. Após quatro regatas, o líder geral é o australiano Tom Slingsby. Na quarta-feira (01), Fontes vai à Raia Olímpica de Weymouth para as disputas de mais duas regatas.

Classificação geral após quatro regatas:
1º Tom Slinsgby (AUS)
2º Pavlos Kontides (CHI)
3º Rasmus Myrgren (SUE)
4º Juan Ignácio Maegli Aguero (GUA)
5º Tonci Stipanovic (CRO)
6º Jean Baptiste Bernaz (FRA)
7º Julio Alsogaray (ARG)
8º Jeemin Há (KOR)
9º Simon Groteluschen (ALE)
10º Karl Martin Rammo (EST)
11º Bruno Fontes (BRA)

Por  Danilo Caboclo

Kian Martin no time da Billabong

Com apenas 10 anos o pequeno surfista balinês integra o time de jovens promessas da marca

Kian Martin nasceu na Suécia, mas sempre morou em Bali. Filho de pai brasileiro (David Martin, surfista e professor de surf) e mãe sueca, Kian é agora o mais novo surfista integrante da equipe Groommet que antecede a categoria Iniciante e reúne crianças entre 8 e 12 anos. “Kian recebe apoio da Billabong desde os cinco anos, pois sempre observávamos seu talento durante as viagens à Indonésia, mas agora ele está oficialmente em nosso time, como atleta patrocinado”, afirma Zé Paulo Ferreira, Team Manager da Billabong no Brasil.
Apesar da pouca idade, Kian já acumula oito, de seus 10 anos, em cima da prancha. Além de Bali, que ele conhece bem, ele deseja surfar em picos famosos, como Hawaii, Austrália e nas Ilhas Mentawai (Indonésia). Com estilo próprio e especializado em tubos (fruto de seu treinamento diário nesse tipo de onda) ele apresenta tranquilidade e habilidade para surfar em bancadas de coral muito rasas e afiadas.

O patrocínio ao surfista faz parte do projeto da marca de fomentar novos talentos e incentivar a juventude. “Estamos investindo em surfistas jovens porque formamos nossos próprios atletas, que no futuro se tornam ícones da marca. O resultado do desenvolvimento desse trabalho é visto ao longo do tempo, como no caso de Peterson Crisanto e Yan Daberkow que estão conosco desde os 11 anos de idade e hoje são algumas das promessas da equipe global da nova geração, com resultados expressivos em eventos mundiais das categorias de base”, conta Zé Paulo.
A cada ano os surfistas se tornam profissionais mais jovens e com esse projeto de incentivo as crianças a marca tem a oportunidade de formar grandes surfistas.  “Esse trabalho faz com que os atletas e as pessoas que entendem a linguagem e a cultura da Billabong se aproximem de nós e sejam nossos representantes no mundo do surf e na sociedade, transmitindo uma imagem saudável e profissional, que engrandece a marca e o esporte”, conclui Zé Paulo.

Por Camila Dias

Resultados da 2ª etapa do Circuito Brasileiro de freestyle

Quando se fala em Rio de Janeiro pensamos em praia e sol, mas esta 2ª etapa do Circuito Brasileiro de Freestyle foi um pouco diferente. A praia estava ali, bem pertinho da área de competição, e a todo o momento a turma do Surf passava e parava para verem perplexos, o rolê dos skatistas. Já o Sol, que era um convidado de honra para este campeonato, deu bolo, e o pior, passou o seu convite para sua irmã Chuva, que por intervenção divina também não compareceu a festa, apesar de a todo o momento dizer que já estava chegando.
Podio Legend
Apesar da baixa do Sol e da Chuva (e de Felipe Banana que estava praticamente confirmado como outro regresso) teve gente que apareceu por lá e que não víamos há muito tempo, como o freestyle Alexandre "Vincit" Freitas que fez um belo trabalho no evento como locutor, o nosso Jurassic Skater Alexandre "Gordo" "No Limit" Calmon, os New ZN Boys, Marcelo Lápis (Old ZN) Marquinhos, Kadú e Da Vila, freestylers de 1ª linha ensaiando seus retornos.

Também a presença de um garoto skatista da Pavuna que mandou altas manobras de freestyle e Street na área de aquecimento. Ele seria mais um dentre tantos personagens que passam despercebidos nos eventos, se ele não tivesse no lugar da perna esquerda uma prótese do joelho pra baixo. Ou seja, a festa estava prometendo e cumpriu exatamente o que prometia, alegria, reencontros e Skate freestyle na veia.

O campeonato iniciou com uma inovação muito bem vinda para a sobrevivência de qualquer esporte. Tivemos uma competição de Mirins onde os miúdos deram um show de criatividade e intrepidez, contamos inclusive com a graciosa presença feminina, e, diga-se de passagem, as garotas estão mandando muuuuito bem.
Renê Shigueto
Quando olhamos para a categoria Iniciante com o olhar desavisado, podemos até confundir com a categoria Amador de tão alto que está o nível. Tavinho sagrou-se campeão com uma rotina segura com manobras de alto nível, seguido de perto por Flávio Ribeiro e Herbert Rezende... Esta categoria está prometendo.

Os Profissionais que se cuidem, pois os amadores estão chegando forte e com ambições em campeonatos internacionais. Kauê está beirando a perfeição e mais uma vez levou para Pirituba o título de campeão de uma etapa do Circuito. E Pedro Pedrosa não fica nem um pouco atrás, está andando muito e a diferença entre ele e o campeão fica nos mínimos detalhes. Em terceiro ficou o Thomas com sua vasta cabeleira.

Vale registrar que a presença da torcida destes garotos de São Paulo é um brilho e um show á parte nos champs, levando sempre alegria e irreverência aos eventos, ou seja, é diversão garantida para o público dentro e fora da área de competição.

Ao cair da tarde veio a competição da categoria Legend, e a chuva nada. O Legend vem crescendo a cada campeonato e isso significa que a turma está ficando cascuda e ainda vemos ali gente como o Cícero Braz de 56 anos que só iniciou a carreira a quatro anos atrás, mostrando que nunca é tarde para começar a andar de Skate.
Pros e legends
Pudemos ver a volta definitiva e vitoriosa de Marcio Ferreira (5º) e Adalberto Ferreira (7º), não, eles não são irmãos, mas são medalhões do freestyle carioca.  A competição foi como sempre uma disputa entre dois grupos distintos, na frente, Rogério Antigo, Edmar Rodrigues e Paulo Folha e a turma do 4º para baixo, pois desde o início desta categoria que estes três monstros do freestyle alternam nas três primeiras colocações.

Destra vez Rogério Antigo levou a melhor, ganhando seu 1º campeonato no Rio de Janeiro em seus muitos anos de Skate, como uma rotina impecável que mais parece uma coreografia de manobras sobre um chão de seda onde ele parece flutuar. Seguido por Edmar e Folha que também fizeram voltas fantásticas. Desta vez o 4º lugar ficou com o “Tai Tai”, realizador e mentor desta linda festa, que comemorou merecidamente como uma criança e um campeão com um cata-vento de papel luminoso na mão.

Se os petiscos e entradas da festa foram de primeiríssima linha, o prato principal não poderia ser diferente. Uma grande surpresa e felicidade geral foi ver o internacional Per “Canguru” voltar às competições nacionais. Que ele possa continuar competindo entre os PROS no Brasil, também, como em outrora... É esperar e confiar.

Desde 1989 que não víamos uma competição como esta, e falo com conhecimento de causa, pois julguei junto com os outros jurássicos juízes, Folha e Marcio Ferreira, vendo uma competição onde do 1º ao último todos poderiam ocupar quaisquer posições. Sim qualquer um que fosse campeão seria um resultado justo.
Isnard Rocha
O local Lúcio Flavio como sempre levantou o público com suas sequências de flips e willies e ficou na terceira colocação. E aí se formou mais uma vez a batalha das Republicas Nipônicas do Freestyle, tendo de um lado o ninja Shigueto que vem de um 3º lugar no mundial e de outro o samurai Marcos Toshiro que não foi bem na 1ª Etapa. Prevaleceu a rotina perfeita, complexa, coreografada e sem erros de Marcos Toshiro que fez o público e os atletas ir ao delírio com a sua volta.

Resultados:
Mirim: 
1º) Gabriel Araújo
Iniciante:
1º) Tavinho
2º) Flávio Ribeiro
3º) Hebert Rezende
4º) Luca Chiossi
5º) Edu Baiano
Amador: 
1°) Kauê Araujo
2°) Pedrosa
3°) Thomas Marcel
4°) Renan Pereira
5°) Bruno França
6°) Hugo Pinguim
Pro:
1º) Marcos Toshiro
2º) Rene Shigueto
3º) Lúcio Flávio
4º) Per Canguru
5º) Diego Marques
6º) Alexandre Brownzinho
7º) Lucas Fraga
8º) Isnard Rocha
Legends: 
1º) Rogério Antigo
2º) Edmar Marroca
3º) Paulo Folha
4º) Tai Tai
5º) Márcio Ferreira
6º) Adalberto Ferreira
7º) Celso Chef
8º) César Cabeleira
9º) Edson Aranha
10º) Cícero Braz

Por Cesar Paiva / Fotos Isnard Rocha

Jacareí, pela 3ª X, recebe o Circuito CBER de FMX

A cidade de Jacareí, localizada no Vale do Paraíba, a pouco mais de 80 km de São Paulo (SP), novamente será o grande palco de esportes radicais no Estado de São Paulo. Após receber no final do mês de abril o Campeonato Mountainboard PRO, a cidade que vem se tornando referência em termos de esportes radicais no Estado irá sediar no próximo mês de agosto, nos dias 17, 18 e 19, o Campeonato CBER FMX Session de Freestyle Motocross. 
A competição contará com uma grande novidade. Pela primeira vez em sua história, a CBER - Confederação Brasileira de Esportes Radicais - irá realizar um campeonato de FMX contando com duas categorias: a Categoria Principal, com os melhores profissionais do país, e a Categoria de Acesso, incentivando novos praticantes do esporte.

"A categoria de acesso é uma ideia que nós da CBER começamos a estudar ano passado (2011). Com o surgimento de novos pilotos e como acontece em todo esporte, o FMX precisava de uma opção para os novos praticantes, não só disputarem campeonatos, mas também trocarem experiência com mais pilotos. A partir disso, surgiu a ideia da Categoria de Acesso do FMX", explicou o diretor técnico da modalidade junto a CBER, Fred Kyrillos.

"Eu tenho acompanhado com frequência os vídeos desses pilotos para saber o que eles estão aptos a encarar. Acredito que, o contato com pilotos profissionais e a experiência de andar em um campeonato, serão ótimos para os pilotos da Categoria de Acesso. Queria eu ter tido esse tipo de incentivo quando comecei no Freestyle", complementou Kyrillos, que além de atuar como diretor técnico da entidade, é também atleta profissional de FMX e disputará a competição em agosto.
Basicamente, a grande diferença entre a categoria principal e a de acesso estará na formatação da pista. Enquanto os profissionais realizarão seus saltos com 23 metros de distância entre rampa de lançamento e rampa de aterrissagem, na Categoria de Acesso essa distância será encurtada para 15 metros, o que facilita o aprendizado.

"A etapa de Jacareí já está muito bem consolidada. O público da cidade e da região do Vale do Paraíba adora os campeonatos de FMX organizados pela Confederação Brasileira de Esportes Radicais. Acredito também que a pista deste ano vai ser ainda mais irada que a do ano passado. A expectativa está ótima" analisou Fred.

Será o terceiro ano consecutivo que Jacareí recebe o Circuito de FMX organizado pela CBER. Em 2010 e 2011, a cidade sediou o Jump Festival 3 e 6, respectivamente. Mais informações sobre a disputa, atletas confirmados e outros detalhes técnicos, a entidade estará divulgando nas próximas semanas no site e redes sociais.
Serviço:
CBER FMX Session
Cidade: Jacareí (SP)
Local: Av. Getúlio Dorneles Vargas, em frente ao 41º Batalhão da Polícia Militar
Data: 17, 18 e 19 de agosto de 2012
Inscrições: No próprio local. Gratuitas e limitadas.
Credenciamento de imprensa: Através do e.mail imprensa@cber.com.br ou no próprio local.

Por Gustavo Coelho

Família Pulga vence o 1° Billabong Surf n’ Family

A Billabong promoveu no último domingo (29/7), na praia da Baleia (SP) o Surf n’ Family, um evento de confraternização em família para comemorar antecipadamente o dia dos pais e o fim das férias escolares. A ação, realizada sob um lindo dia de sol, contou com a participação de 16 duplas de pais e filhos competindo em boas condições, com ondas de até 1 metro. Os grandes vencedores foram Ricardo Pulga e Renan Pulga, que levaram o primeiro lugar da competição e R$3.000 em produtos Billabong.
A competição, que começou às 9h da manhã, foi marcada por um clima de emoção entre os participantes. “Foi muito interessante ouvir dos pais que dessa vez foram os filhos que os levaram para surfar. Alguns inclusive não surfavam há algum tempo, mas foram convencidos por seus filhos a competirem novamente. Outra coisa boa do evento foi ver que tivemos a presença da maioria das famílias completas. Além dos pais e filhos, as mães, os irmãos e avós também estavam lá participando e torcendo de perto”, conta Zé Paulo Ferreira, Team Manager da Billabong no Brasil.
A ação também teve um propósito socioambiental, pois a inscrição era realizada mediante a doação de 5kg de alimentos não perecíveis. Todos os alimentos arrecadados serão doados para a ONG Verde Escola, projeto que atende mais de 400 pessoas em São Sebastião e possui atividades voltadas para a conscientização socioambiental, além de oficinas educacionais.
Este evento foi uma ação da Billabong House, casa que abriga o Billabong Surf Club, primeiro do Brasil dedicado a aqueles que desejam passar um dia na praia, com conforto e conveniência, interagindo com o lifestyle da Billabong. Nos próximos meses serão realizadas ações com foco também no stand up paddle.

Por Camila Dias

30 de julho de 2012

Bruno começa bem em Londres


Brasileiro conquista segunda posição na regata final do dia e aparece entre os primeiros na classificação geral.


O velejador começou bem as disputas da vela - classe Laser - nos Jogos Olímpicos de Londres nessa segunda-feira (30), em Weymouth. Após um 17º lugar na primeira regata, Bruno recuperou-se muito bem e terminou a segunda disputa do dia em 2º lugar. “Para um primeiro dia foi muito bom. Ficou dentro da minha expectativa. Meu objetivo é fazer uma boa Olimpíada e para quem quer ganhar tem que fazer sempre resultado bom. Estou confiante. Hoje (segunda-feira) foi só o primeiro dia e é apenas o começo. Agora tenho que melhorar ainda mais para tentar buscar medalha, que é o grande objetivo”, falou Bruno após disputar as duas regatas.
Com 19 pontos somados, Bruno Fontes aparece em 8º lugar no geral e segue firme em busca da tão sonhada medalha na Olimpíada de Londres-2012. É importante ressaltar que os 10 primeiros colocados avançam para a Medal Race e que o pior resultado obtido pelo atleta será descartado.

Primeira regata de recuperação
Após começar atrás nas disputas, Bruno precisou fazer uma prova de recuperação. Na primeira boia, o velejador estava apenas em 27º lugar, 1min02s atrás do líder Juan Ignácio Maegli Aguero (GUA). Nas duas passagens seguintes, Bruno ganhou diversas posições e passou a figurar entre os 20 primeiros. No final, Bruno ainda ganhou mais algumas posições e fechou a disputa na 17ª colocação.

Ótimo desempenho e segunda posição na regata 2
Na segunda regata, Bruno começou de forma totalmente diferente da disputa anterior. Largando bem e posicionando-se sempre entre os líderes, ele passou a primeira boia em 4º lugar e na passagem seguinte já era terceiro. Velejando muito forte, Bruno seguiu em bom ritmo e na terceira boia já figurava como 2º colocado, posto que ocupou até o fim da regata.
Nesta terça-feira (31), Bruno Fontes volta à Raia Olímpica de Weymouth para as disputas de mais duas regatas.

Classificação Geral após duas regatas:
1º Tom Slinsgby (AUS) = 3 pontos (2+1)
2º Juan Ignácio Maegli Aguero (GUA) = 11 pontos (1+10)
3º Tonci Stipanovic (CRO) = 11 pontos (5+6)
4º Pavlos Kontides (CHI) = 13 pontos (9+4)
5º Rasmus Myrgren (SUE) = 16 pontos (11+5)
6º Jeemin Há (KOR) = 17 pontos (8+9)
7º Alejandro Foglia Costa (URU) = 18 pontos (15+3)
8º Bruno Fontes (BRA) = 19 pontos (17+2)
9º Andrew Murdoch (NZL) = 20 pontos (12+8)
10º Jean Baptiste Bernaz (FRA) = 24 pontos (3+21)

Por Danilo Caboclo / Foto Alp Alpugut

Vídeo com o resumo da 2ª etapa do Circuito ASN de Surf 2012

Se na primeira etapa as ondas de Itacoatiara não negaram fogo, na Segunda Etapa do Circuito ASN Cervejaria Noi / Compão de Surf 2012 Itacoá mostrou toda sua força.
Onda vista da pedra
No dia 14 de julho, sábado, pesadas e difíceis ondas de dois metros exigiram dos atletas habilidade sobre a prancha, e também muita disposição para enfrentar a força do mar, próximo ao Costão. No domingo, perdeu intensidade e apresentou ondas em torno de um metro e meio. O tempo nublado e o frio não desanimaram os competidores, pois na água as disputas pela farta premiação e por importantes pontos no ranking pegaram fogo.
O grande destaque do evento foi o ex-integrante da elite mundial, Guilherme Herdy. Branquelo, como é conhecido pela galera local, mostrou que a experiência adquirida em anos no circuito mundial e o conhecimento das ondas de Niterói fizeram a diferença. Ele surfou pelo menos um tubo em todas as baterias que disputou, registrou as maiores pontuações da categoria Pro-Am, venceu esta etapa e deu um grande passo rumo à Indonésia.

Por João José Macedo / Foto Pedro Todaro

1º Festival de Cinema e Vídeo de Skate do Brasil

Estão abertas as inscrições para o BR-1 Skate Film Festival - 1º Festival de Cinema e Vídeo de Skate do Brasil, que acontecerá de 14 a 20 de setembro de 2012, no Cine Olido. As inscrições vão até o dia 04 de Agosto. Poderão se inscrever filmes de até 30 minutos, finalizados entre os anos de 2010 e 2012 nos formatos DVCam, MiniDV, Blu-Ray e DVD. Os filmes inscritos serão analisados por uma Comissão de Seleção formada por profissionais do cinema e do skate. As inscrições são gratuitas e o festival não é competitivo.
Os interessados devem preencher uma ficha de inscrição com informações técnicas do filme e um termo de autorização, ambos disponibilizados aqui. Além disso, precisa encaminhar 2 (dois) DVDs do filme. É possível que realizadores e produtores inscrevam mais de um filme/vídeo no Festival.

A inscrição somente será aceita quando todos os documentos chegarem a direção do Festival. As despesas de envio das fitas são de responsabilidade do remetente.O BR-1 Skate Film Festival exibirá, além dos filmes escolhidos pela Comissão de Seleção, curtas, médias e longas-metragens, nacionais e estrangeiros definidos pela Curadoria do Festival.
Filme: vidas sobre rodas
Para outras informações, os interessados devem entrar em contato através do email: brskatefilmfestival@gmail.com

 Por Marcos Bollmann

São Francisco do Sul na rota dos melhores surfistas sub 20

A bela e histórica cidade de São Francisco do Sul (SC), está pronta para receber em agosto, as principais estrelas da nova geração do surfe brasileiro e sul-americano para as disputas em duas grandes competições na Praia da Saudade, “Prainha” como é mais conhecida, cenário de importantes competições do litoral norte catarinense.
Prainha, São Francisco do Sul (SC) / Foto Basílio Ruy
A primeira competição é a segunda seletiva brasileira do Quiksilver King of the Groms que acontece na próxima semana, durante os dias 04 e 05 de agosto.  O campeonato reúne a elite da nova geração, com idade até 16 anos, e define o segundo surfista que representará o país na decisão do título mundial do evento, que acontece em setembro, na França, título esse já conquistado pelo surfista local da Prainha, o catarinense Yan Daberkow, em 2011.  Quem carimbou o passaporte para a França na primeira seletiva do Quiksilver King of the Groms realizada em Baía Formosa, no Rio Grande do Norte, foi o paulista Victor Bernardo.

A segunda competição é o Hurley Pro Junior 2012, que está na sua terceira edição em São Francisco do Sul, e é válido pela segunda seletiva sul-americana da ASP que classifica para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP, que em 2011 teve como grande campeão, o Paulista Caio Ibelli.    O Circuito Mundial Pro Junior da ASP começa em outubro em Bali, na Indonésia, depois passa pelo Brasil em Novembro e finaliza na Austrália em janeiro de 2013.

As quatro seletivas sul-americanas deste ano, classificam quatro atletas para o Circuito Mundial Pro Junior da ASP na categoria Masculina, além dos dois melhores surfistas Sub-20 no ranking mundial unificado da ASP como convidados, e na categoria Feminina duas vagas para representar o Brasil.  Largaram na frente na corrida pelas vagas o paulista Geovane Ferreira e a paranaense Jéssica Bianca com a vitória no Mormaii Pro Junior 2012 realizado na Praia da Vila.

As inscrições para o Quiksilver King of the Groms 2012 são limitadas e devem ser feitas até o dia 02 de agosto, através de depósito bancário no Banco do Brasil, Agência 5201-9, Conta Corrente 844759-4 no valor de R$ 80,00 (oitenta reais), o favorecido é Federação Catarinense de Surf, e o comprovante de depósito deve ser enviado para a Fecasurf no fax (48)3025-1880 para a confirmação da inscrição, e as inscrições para o Hurley Pro Junior 2012 podem ser feitas até o dia 12/07 através do site da ASP South America – www.aspsouthamerica.com.br. Não haverá inscrições na praia para ambos os eventos.

Ranking ASP South America – Masculino 2012 – 1 etapa:
01: Geovane Ferreira (BRA-SP) – 500 pontos
02: Ítalo Ferreira (BRA-RN) – 375
03: Lysandro Barbalho (BRA-ES) – 281
04: Rafael Teixeira (BRA-ES) – 281
05: Deivid Silva (BRA-SP) – 211
06: Matheus Navarro (BRA-SC) – 211
07: Krystian Kimerson (BRA-ES) – 211
08: Wesley Santos (BRA-SP) – 211
Ranking ASP South America – Feminino 2012 –  1 etapa:
01: Jéssica Bianca (BRA-PR) – 250 pontos
02: Kaena Brandi (BRA-SP) – 188
03: Carol Fernandes (BRA-RJ) – 141
04: Juliana Meneguel (BRA-SP) – 141
05: Barbara Segatto (BRA-ES) – 105


Por Norton Evaldt 

29 de julho de 2012

Bruno Fontes estreia na segunda na Olimpíada de Londres

Brasileiro compete na classe Laser em busca de uma medalha inédita 


O velejador Bruno Fontes faz na segunda-feira (30) a tão esperada estreia nos Jogos Olímpicos de Londres. Ao lado de 48 competidores, Bruno compete na Raia Olímpica de Weymouth em busca da sonhada medalha na classe Laser. "Estou bem tranquilo, confiante e com muita vontade de velejar. Quero conquistar grande resultado aqui em Weymouth", revela Bruno, que aparece atualmente em terceiro lugar no ranking mundial da categoria e tem boas chances de pódio.
Foto Alp Alpagut
Bruno já está bem adaptado ao local de prova. Com diversas passagens pela Raia Olímpica, o velejador chegou com quase dez dias de antecedência ao palco dos Jogos e treinou bastante na última semana, mesmo com os fracos ventos, além de ter intensificado a parte de treinamento físico.

Entenda as disputas:
Para entrar na briga por uma medalha inédita, Bruno Fontes terá um árduo caminho pela frente. Serão dez regatas – sendo que são disputadas duas por dia – e apenas o pior resultado é descartado. Ao final das disputas, apenas os dez melhores classificados na classificação geral ganham o direito de competir na Medal Race.

Na Medal Race, apenas os dez primeiros competem e a pontuação dessa regata tem peso dobrado no somatório final. Ao final das 11 regatas (dez classificatórias + Medal Race), o atleta que somar menos pontos é o grande campeão.

Por  Danilo Caboclo

Krystian Kymmerson vence em Macaé

Em um dia de ondas especiais na Praia do Pecado, em Macaé, capixaba aposta tudo nas manobras aéreas para derrotar nesse domingo, 29 de julho, os cariocas Leandro Bastos e Gustavo Fernandes e o paulista Renato Galvão
Krystian Kymmerson vence em Macaé / Foto Pedro Monteiro
O céu foi o limite para o capixaba Krystian Kymmerson, de 18 anos, que venceu nesse domingo, 29 de julho, o Macaé Ecosurf 2012, etapa válida como a terceira do Estadual Profissional do Rio de Janeiro e, ainda, somando pontos no ranking brasileiro.

Em um dia com 19 baterias e cinco fases, em uma maratona de surfe a Laje do Pecado não deu TRÉGUA, com séries de qualidade quebrando durante todo o dia. As direitas fizeram a festa dos profissionais, com um show de surfe a cada disputa. Como nem todos poderiam chegar ao titulo, alguns dos favoritos ficaram fora da decisão, como Léo Neves, Filipe Braz, Simão Romão, Pedro Henrique e Bruno Galini.
Leandro Bastos / Foto Pedro Monteiro
Felizardos, Gustavo Fernandes, também finalista em 2011, Leandro Bastos, Renato Galvão e Krystian Kymmerson chegaram à final. Era para ser uma bateria equilibrada, mas as condições difíceis do mar e o momento iluminado de Kymmerson fizeram a diferença.

A briga foi pelo segundo lugar e Gustavo Fernandes ficou perto dos R$ 6 mil reservados para o vice. Mas no final Leandro Bastos conseguiu os pontos necessários para pular pro vice. Sem repetir a performance da semifinal Renato foi o quarto classificado. Todos ofuscados pelos incríveis aéreos do capixaba Krystian Kymmerson.
Pódio do Macaé Ecosurf  2012 / Foto Pedro Monteiro
“Ontem o mar já deu uma subida. Já tinha conseguido um dez ontem. Hoje na final consegui duas notas muito boas. Teve bateria que sem aéreo não passava. Esse foi um treino importante, pois nessa semana vou pra Inglaterra competir no Mundial.”, disse Kymmerson.


Resultado:

1o Krystian Kymmerson – ES
2o Leandro Bastos – RJ
3o Gustavo Fernandes – RJ
4o Renato Galvão – SP
5o Franklin Serpa - BA
5o Simão Romão – RJ
7o Bruno Galini – BA
7o Leonardo Neves - RJ

Por Pedro Monteiro 

Bianca Buitendag fatura o título do ASP 6-Star do Peru

Sul-africana e a vice-campeã Alana Blanchard entraram na lista das seis surfistas que se classificam para a elite das top-16 do ASP Women´s Tour em Lobitos

A sul-africana Bianca Buitendag, 18 anos, mostrou um frontside poderoso para faturar o título do Movistar Women´s Pro apresentado pela Rip Curl e Petrolera Sapet no sábado em Lobitos, na cidade de Piúra, litoral norte do Peru. A vitória na final da etapa do ASP 6-Star contra a havaiana Alana Blanchard, 22, valeu um prêmio de 8 mil dólares e 3.500 pontos que a levaram da 13.a para a quinta posição no ranking que classifica seis surfistas para a elite das top-16 do ASP Women´s Tour 2013.
Bianca Buitendag é campeão do Movistar Women's Pro 2012
As ondas baixaram um pouco no sábado em Lobitos, mas as esquerdas de 2-3 pés ainda entravam com boa formação para as fases decisivas do campeonato. A vice-campeã levou 4 mil dólares e 2.640 pontos, também entrando no G-6 do ASP Women´s Star com o resultado no Peru. A peruana Sofia Mulanovich, 29 anos, era a grande favorita ao título, mas foi barrada pela campeã na semifinal e dividiu o terceiro lugar no pódio com outra sul-africana de apenas 18 anos de idade, Sarah Baum.

"Estou super emocionada, muito feliz mesmo pela vitória", vibrou Buitendag. "Eu nem esperava que pudesse passar das quartas de final, muito menos pela Sofia (Mulanovich) nas semifinais, então fazer a final e vencer o campeonato é uma emoção incrível. A Alana (Blanchard) também estava surfando muito bem, as ondas estiveram excelentes durante toda a semana e este é o momento mais importante para mim neste início de carreira".
Bianca Buitendag (AFR)
Na bateria decisiva, Bianca largou na frente com nota 7 e foi aumentando a vantagem a cada onda surfada. Foram três seguidas na casa dos 6 pontos, sempre fazendo uma primeira manobra mais forte nas ondas. A vitória acabou sacramentada na metade da bateria, quando a sul-africana pegou uma esquerda que abriu uma longa parede para ela apresentar o seu arsenal de manobras variadas, com batidas, cutbacks e roundhouses levantando grandes leques de água. Os juízes deram nota 8 para a sua melhor onda na final.

Ao contrário da sul-africana, Alana Blanchard surfou de backside (de costas para a onda) as esquerdas de Lobitos e não acompanhou o forte ritmo imposto pela sua adversária. A melhor onda da havaiana só veio depois da nota 8 que praticamente selou a primeira vitória de Bianca Buitendag no ASP Women´s Star. Alana ganhou nota 7,9 e não conseguiu os 7,11 pontos que ficou precisando para reverter o resultado de 15,00 a 12,90 pontos. Mas, já estava feliz por ter vencido o duelo direto pela última vaga no G-6 contra Sarah Baum nas semifinais.
Alana Blanchard (HAV)
"O campeonato foi muito bom e fico feliz por ter chegado à final", falou Alana Blanchard. "Pena que faltou uma segunda onda boa para mim, mas a Bianca (Buitendag) esteve irresistível durante todo o campeonato e mereceu a vitória. Este foi o meu melhor resultado na temporada e espero que este evento se mantenha no calendário para os próximos anos, pois aqui tem altas ondas e foi uma grande experiência para todas que participaram".

A campeã Bianca Buitendag começou o dia do seu melhor resultado na carreira também derrotando uma concorrente direta por vaga no G-6, a australiana Philippa Anderson, 20 anos. Na semifinal, barrou a recordista absoluta do Movistar Women´s Pro 2012, a peruana Sofia Mulanovich, com uma apresentação incrível nas esquerdas de Lobitos. A sul-africana quase superou as marcas da campeã mundial de 2004, que na sexta-feira conquistou o título sul-americano profissional do ASP South America Women´s Series 2012.
Sofia Mulanovich (PER)
A variedade das manobras sempre executadas com bastante pressão nas partes mais críticas das ondas, foi o diferencial no surfe de Bianca Buitendag. Na melhor onda surfada no último dia, ela recebeu nota 9,5, que só ficou abaixo do 9,8 que a peruana ganhou em sua estreia na quinta-feira. Bianca totalizou 16,25 pontos, ficando bem perto dos 16,50 de Mulanovich na sexta-feira em Lobitos. A peruana ainda teve a chance da virada na última onda, uma esquerda que abriu a parede para ela desferir uma série de onze manobras, porém a nota saiu 7,50 e o placar da semifinal terminou em 16,25 a 15,50 pontos.

"O campeonato foi excelente, com boas ondas durante toda a semana e agradeço pelo apoio da torcida peruana", falou Sofia Mulanovich. "Infelizmente, eu não consegui passar para a final e quero parabenizar a Bianca (Buitendag), que surfou muito bem durante todo o campeonato e fez por merecer esta vaga na final. Com certeza este terceiro lugar me deu bons pontos no ranking do ASP Star e agora é pensar no próximo evento, semana que vem em Huntington Beach (EUA)".
Pódio
O Movistar Women´s Pro foi válido como a sexta das onze etapas do ASP Women´s Star 2012. A próxima é nos dias 9 a 12 de agosto em Oceanside, logo após a etapa final do ASP Women´s Tour 2012, de 30 de julho a 5 de agosto em Huntington Beach, também na Califórnia, Estados Unidos. Já as outras três provas do ASP 6-Star acontecem em semanas seguidas na Europa, sendo uma na Espanha nos dias 12 a 16 de setembro e as duas últimas em Portugal, de 21 a 23 em Estoril e de 27 a 30 nas Ilhas Açores, onde será definida a lista das seis classificadas para o ASP Women´s Tour 2013.

Final do Movistar Women's Pro 2012:
Campeã: - Bianca Buitendag (AFR)
Vice-campeã: - Alana Blanchard (HAV)

Por João Carvalho / Fotos Kirfa Lens (Movistar)

Mais uma Star Point na Cidade Maravilhosa

A Cidade Maravilhosa, como é conhecido o Rio de Janeiro, ganhou mais uma loja da rede Star Point, especializada no segmento moda praia, surf e skate. O evento de inauguração ocorreu no último dia 25 de julho.
A loja está localizada no Bangu Shopping, e é a terceira da rede a apresentar o novo projeto de arquitetura, onde é possível encontrar um mix de produtos das melhores marcas do mercado e da marca própria lançada em 2011.
A loja funciona do Bangu Shopping, que está localizado na Rua Fonseca, 240. Ficará aberta de 2ª. a sábado, das 10 às 22 horas. Aos domingos e feriados das 13 às 21 horas.

Por Daniela Vinci

XTerra em terras de Mangaratiba

Depois da semana de pura energia que contou com o XTerra Brazil (Manaus-AM) e o XTerra Entre Serras e Trilhas (Santa Bárbara-MG), nos meses de junho e julho, o maior evento do cross country brasileiro fará de Mangaratiba, no Rio de Janeiro, a capital do esporte outdoor no país, nos dias 11 e 12 de agosto. A região litorânea da Costa Verde, com biodiversidade encantadora da Mata Atlântica, será o ambiente encontrado pelos amantes do esporte que disputarão o XTerra Costa Verde.
João Paulo Costa
“A etapa de Mangaratiba é uma das mais tradicionais. Os atletas adoram o local e o percurso, o clima é incrível. Existe uma grande integração da Familia e amigos pelo numero de atrações esportivas, além do Village e da Festa que é imperdível ! ”, explica Bernardo Fonseca, organizador do evento.

Aproximadamente quatro mil competidores se distribuirão por Triathlon (1,5 km de natação, 22,5 km de mountain bike e 9 km de corrida), Endurance (exaustiva prova de 50 km), Night Run (corridas noturnas por trilhas nas distâncias de 9, 18 ou 50km), Swim Challenge (maratonas aquáticas de 1,5 ou 3 km) e Kids Mini Corrida (competições infantis).
Importantes nomes do esporte cross country nacional marcarão presença no XTERRA COSTA VERDE. No Triathlon Felipe Moleta, Eduardo Gonzales, Luzia Bello e Sabrina Goboo nadarão, pedalarão e correrão na tradicional prova. Rosália Camargo encarará os intimidadores 50 km do Endurance.

Paixão pelo cross country
Dentre os inscritos para o XTerra Costa Verde, dois perfis de participantes chamam a atenção pela superação e amor pelo esporte. Mais de 30 deficientes físicos disputam as corridas, triathlon e o swim challenge. Outros competidores que se destacam são os atletas maiores de 60 anos, as provas contarão com mais de 50 participantes da terceira idade. Para ambos, o esporte cross country é de imensurável importância.
Frederico Zaacharias 
"A natação é fundamental para mim, tanto como atividade terapêutica como revitalizante. Já participei de mais de 30 maratonas aquáticas e, não importa se o mar estava alto ou a água muito fria, completei todas elas", se vangloria Daniel Benchimol, de 61 anos, apaixonado por esportes aquáticos.

As inscrições para o XTerra Costa Verde ainda estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.xterrabrasil.com.br

Cronograma Xterra Costa Verde
Sexta-feira, 10 de agosto
13:00 - 22:00 Entrega de kits - todas as provas
19:00 - 20:00 Simpósio Técnico Triathlon e XTERRA Endurance
Sábado, 11 de agosto
08:00 - 19:00 Entrega de kits - todas as provas
09:00 - Largada XTERRA Costa Verde(Triathlon)
14:00 Largada The North Face XTERRA Endurance 50K
18:00 Largada XTERRA Night Run 18k
19:00 Largada XTERRA Night Run 9k
Domingo, 12 de agosto
09:00 Largada Swim Challenge 1,5km e 3km
10:30 Largada XTERRA Kids Mini Corrida

Por Fernanda Villas  / Fotos Fotocom net

28 de julho de 2012

Começa o Circuito Caucaia de Surf 2012

Durante todo o dia  mais de 80 atletas disputaram nas ondas  e nas areias da Praia do Icaraí, as vagas para as grandes finais que acontecem no domingo. No surf foram 77 Inscritos divididos em 8 categorias  com destaque para Alisson de Sousa (Fortaleza), que faturou a Expression Session com um espetacular aéreo 360º, que lhe rendeu um curso de Informática básica.
Ondas constantes e de boa formação chegando a um metro nas séries "bombaram" durante todo o dia proporcionando um espetáculo de manobras para o delírio da galera presente na praia.

Na categoria Stand up Wave (SUP Wave) foi marcada pela verdadeira festa entre amigos protagonizada pelos atletas inscritos na competição. A Associação Cearense de SUP se fez presente através do presidente Flavinho que competiu muito bem  e do manager Walter  que ficou na orientação da Comissão Técnica quanto aos critérios de julgamento da recém criada categoria do circuito Caucaia. Lembrando que este é o primeiro evento oficial da Associação de Stand Up do Ceará.
Já no desafio de futevolei quem arrepiou foi a dupla Herique Melo e Natanael Lopes, representantes da Praia de Iparana (Quadra do Jorge Serviços), que venceram a eliminatória Caucaiense e esperam amanhã pela dupla de Fortaleza para o grande desafio. Outra importante atração será a exposição eco-educativa promovida pela eaquipe capitaneada pelo Dr. Juaci Araújo Aquasis/SESC/Birgada da Natureza, onde serão expostas peças publicitárias de alerta aos perigos da poluição nos ecossistemas marinhos e costeiros, além de muita brincadeira e diversão.

Por George Noronha

Sábado de surf em Macaé

Depois de um dia de espera, as ondulações deram o ar da graça e teve início no Sábado, 28 de julho, o Macaé Ecosurf 2012, etapa válida como a terceira etapa do Estadual Profissional e, ainda, somando pontos no ranking brasileiro.
Krystian Kymmerson / Foto Pedro Monteiro
Em um evento brasileiro profissional não foram poucos os destaques. Krystian Kymmerson estava muito inspirado e conseguiu a única nota 10 do evento, com um aéreo 360 de backside perfeito, em uma onda que surfou da Laje do Pecado. “Estou muito feliz e pretendo continuar explorando os aéreos no restante do campeonato. Peguei uma direita que virou uma esquerda e depois veio a manobra da nota dez”, disse Kymmerson.

O bom público presente bateu palmas para a atuação do capixaba, mas vibrou mesmo na bateria do local Matheus Faria. O macaense travou uma disputa difícil contra o cabofriense Rafael Padilha, o baiano Dennis Thiara e o paulista David do Carmo. David pulou na frente e Matheus chegou ao final da disputa precisando de uma onda acima de 5,23 pontos. Em uma esquerda marcou 5,57 pontos, que levaram ele de quarto para segundo lugar. A comunidade do surfe macaense foi à loucura.
Matheus Farias / Foto Pedro Monteiro
Fora da água foi feito um replantio simbólico, que marcou a parceria entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Associação de Surf de Macaé no projeto de replantio, para recuperação da área entre a Praia do Pecado e a Lagoa de Imboassica.

A competição terá continuidade no domingo, com as fases finais da disputa. Os confrontos começam às 7 hs da manhã com o final da segunda fase. Depois acontecem as oitavas, quartas e semifinais. A decisão está prevista para 14 hs., quando será conhecido o numero um da edição 2012 do Macaé Ecosurf, que leva um cheque de R$ 12.000,00.

Por Pedro Monteiro

Resultado da 2ª etapa do Circuito Volta Redonda de Skate 2012

O Circuito Volta Redonda de Skate Amador foi realizado no final de semana de 21 e 22 de julho, e teve a oficialização da CBSk e FASERJ. Uma Realização ASkVR. O vídeo abaixo resume como foi a segunda etapa do Circuito. Os melhores skatistas da região sudeste se reuniram na pista pública da cidade fluminense. Muitas manobras e alegria geral no Ginásio do Skate.
Resultado
Mirim:
João Formiguinha – Santos - SP
Gabriel Araújo – Rio de Janeiro - RJ
Marceo Damazio Paulino – V. Velha - ES
Tharik de Souza – V. Velha - ES
Carlos Eduardo Azevedo – V. Redonda - RJ
André Vinicius - Lorena - SP
João Lira – Rio de Janeiro - RJ
Guilherme Parada  - São Vicente - SP
João Victor – V. Redonda - RJ
Matheus Rodrigues  – V. Redonda - RJ
Iniciante:
Douglas Silveira – São Vicente - SP
Marcelo Teixeira – V. Redonda - RJ
Aalvanir Mariano - V. Redonda - RJ
Thiago Monteiro Borges – Cabreúva - SP
Leonardo Cesar – V. Redonda - RJ
Leoanrdo Senne – V. Redonda - RJ
Wallace de Souza – Rio de Janeiro - RJ
Rodrigo da Silva – Três Rios - RJ
Guilherme Luna – Três Rios - RJ
Anderson Lima – V. Redonda – RJ
Feminino 1:
Pâmela Leite Rosa – São José dos Campos - SP
Jéssica Hoefler Rodrigues – Guarujá - SP
Lais Prado – Itú - SP
Uine Monteiro – Paraíba do Sul - RJ
Ariane Pereira – V. Redonda - RJ
Ana Caroline – Angra dos Reis - RJ
Sara Lins – Grajaú - SP
Tayna Gonçalves – Rio de Janeiro - RJ
Letícia Ramos – Rio de Janeiro - RJ
Isabela Vitória – Rio de Janeiro – RJ.
Amador 2:
Ramon Cândido – V. Redonda - RJ
Luiz Francisco Nunes Canetielli – Lorena - SP
Daniel Dinis Santos – V. Velha - ES
Ícaro Yuri Chaves – Rio de Janeiro - RJ
Willian Bernardo – Três Rios - RJ
Leonardo Ladeira – V. Redonda - RJ
Paulo Geovane da Silva – J. de Fora
Luiz Fernando Almeida - V. Velha - ES
Lucas Viana – Rio de Janeiro - RJ
Vitor Azevedo – V. Redonda - RJ
Amador 1:
Deivide Santos – V. Velha - ES
Lucas Diniz – Niterói - RJ
Thiago Barbosa – Guaratinguetá - SP
João Vitor Galvão – J. de Fora - MG
Marcio Roberto – São José dos Campos - SP
Douglas Panderage – São Paulo - SP
Pedro Henrique Ném - V. Redonda - RJ
Paulo Cesar - V. Redonda - RJ
Mauricio Teodoro – Jacareí – SP.

Por Antonio Carlos (Brasa)

Jano Belo corre por melhor posição no ranking mundial

Atleta participa de três competições, prime e star, em agosto

O surfista paraíbano, radicado no Rio de Janeiro, Jano Belo, confirmou participação em uma etapa prime e duas “6 estrelas”, que vão ocorrer em agosto, a fim de somar pontos importantes para sua elevação no ranking mundial da ASP (Associação dos Surfistas Profissionais).
Jano Belo /  foto Daniel Smorigo
O atleta já está na Califórnia, para dar início à sua recuperação. Ele corre a prime “US Open of Surfing”, que começa nesta segunda-feira (30), em Huntington Beach, nos Estados Unidos. Depois de um semestre de provas, Belo ocupa a 101ª posição no ranking e o objetivo é ficar acima do 85º lugar garantido no ano passado. “Tenho treinado muito para isso. Me fortalecendo com exercícios funcionais e caindo na água até duas vezes ao dia”, revela o atleta que completa 30 anos no dia 8 de agosto.

Ainda em solo norte-americano, entre os dias 20 e 26, ele compete na etapa “Coastal Edge ECSC”, em Virginia Beach, na Virgínia. De lá, atravessa o Oceano Atlântico até chegar em Zarautz, na Espanha. No local, Belo participa da San Miguel Pro Zarautz, entre 28 de agosto e 2 de setembro.

Por Emanuelle Oliveira

Chloé Calmon: dos estudos as competições

O ano de 2012 está movimentado para a longboarder Chloé Calmon. Após duas viagens à América Central (Guatemala e Panamá) e uma para competir no Havaí, a jovem surfista de apenas 17 anos esteve recentemente na França, onde participou do Kassia Meador Invitational - evento apenas para atletas convidadas. Competindo contra as melhores do mundo, Chloé afiou seu surfe e voltou para o Brasil onde já chegou para participar - e vencer - a categoria Longboard Junior do Estadual Sub 18, disputando contra meninos. E, ela faz isso tudo conciliando com sua vida atribulada de estudante, já que esse ano presta vestibular. Confira abaixo as considerações da atleta sobre o que fez em sua carreira até aqui e o que planeja para seu futuro.
Campeonato Estadual do Rio / Foto Pedro Monteiro/MidiaBacana
Qual seu principal objetivo para 2012?
Viajar bastante, conhecer novos lugares, melhorar minha colocação no circuito mundial - atualmente sou a décima do ranking. E aprender a dirigir!
Com a competição na França e no Havaí, como está sua expectativa para a etapa no mundial da China no fim do ano?
Estou treinando bastante visando um bom resultado na China. Essas duas viagens para o Havaí e França foram ótimas para treinar e fazer eu me sentir mais à vontade com as competidoras estrangeiras. Além do surf, faço um treinamento funcional fora d'água, Surfelates - uma espécie de pilates específico para o surf -, e yoga para me ajudar no psicológico.
Como foi a passagem pela França? Em que achou que evolui com a competição por lá?
Adoro ir a França! É a minha terceira vez em Biarritz, mas sempre acho algo novo pra fazer ou um lugar legal para ir. Acabei me acostumando com o tipo de onda de lá e com a variação da maré: de manhã a faixa de areia é imensa e à tarde ela some! Vou ganhando experiência e me sentindo mais à vontade com as outras competidoras, o que me ajuda bastante na hora de competir.
Em que lugar terminou a competição na França?
Eu participei do Kassia Meador Invitational, uma demonstração da classe e do estilo do longboard. Entrávamos na água apenas para pegarmos quantas quiséssemos!!
Qual você julga ter sido seu principal feito durante a competição na França?
Tínhamos uma hora para pegar todas as ondas, então pude arriscar todas as manobras! Só que teve uma em especial que fiquei super feliz de completá-la! Eu entrei na onda com a prancha do lado contrário e desvirei. É bem difícil, e consegui logo na minha primeira onda!
Você é a atual bicampeã estadual no longboard júnior, em que essa competição te ajudou para a disputa das etapas do mundial?
As etapas do circuito estadual de longboard junior me ajudaram bastante a ganhar experiência em baterias, e graças à isso consegui bons resultados no mundial. Você só evolui no esporte competindo e treinando bastante. Além disso, o fato de competir apenas com meninos é muito bom, pois eles estão em um nível bem alto.
Foto Divulgação/MidiaBacana
Qual a principal dificuldade no sub 18?
O sub-18 é uma diversão, mas encaro como uma forma de treinar. Todos os competidores são meus amigos, então fica um clima bem tranquilo. Na bateria é diferente, todos ali querem ganhar; tem bastante marcação e disputa.
Você se julga a favorita quando entra nas baterias do sub 18?
Na minha opinião, nome não ganha campeonato. Todos ali tem chances de ganhar, então penso que se der o meu melhor e surfar bem as ondas boas, posso levar!
É mais difícil surfar contra os meninos aqui no sub 18 ou as mulheres no mundial?
Nos meus primeiros anos no mundial, era muito mais difícil para eu me acostumar a competir contra as minhas ídolas. Agora estou me familiarizando com tudo, mas isso não torna a disputa menos difícil. No sub-18 é a mesma coisa, todos são meus amigos mas na hora da bateria tem a disputa. Encaro todos os campeonatos como uma forma de evoluir.
Com a vitória na primeira etapa do sub 18 em Grumari neste ano, vai competir as outras em busca do tricampeonato?
Fiquei super feliz de ter ganho em Grumari! Voltei da França ansiosa para o campeonato e treinei bastante. Nas próximas etapas vou buscar bons resultados e aproveitar para treinar para o mundial.
E o que vislumbra para sua carreira em 2013, já que completa 18 anos em outubro desse ano?
Ano que vem pretendo tirar alguns meses para viajar e estudar línguas em outros países, o que também vai me dar a oportunidade de treinar em ondas perfeitas. Além disso, acho que vai me ajudar a decidir o que fazer na faculdade, estou em dúvida entre administração e comunicação.


Por Juliette Barboza  

Bruno Fontes está apto para as Olímpiadas

Terceiro colocado no ranking mundial, Bruno Fontes foi testado no exame antidoping


O velejador Bruno Fontes, atual terceiro colocado no ranking mundial da ISAF (Federação Internacional de Vela) – sigla abreviada para o português – foi testado no exame antidoping antes da abertura dos Jogos de Londres. “O exame foi bem tranquilo. Eu estava arrumando o meu material e fui chamado para fazer o teste. O team leader Claudio Biekarck (líder da equipe de vela nos Jogos) me acompanhou no procedimento. Foi tudo bem calmo e agora é seguir focado para o começo da Olímpiada”, afirma Bruno Fontes.
Bruno Fontes após realizar o teste antidoping
Fontes, desde que chegou a Weymouth, local das provas de Vela, ainda não encontrou uma boa condição de ventos para treinar. No entanto, o atleta segue em ritmo intenso de preparação para o começo dos Jogos. “Velejamos de novo essa semana e o sol apareceu, mas ainda não tem vento. A previsão indica ainda mais dois dias fracos e depois parece que melhora um pouco. Estou fazendo preparação física fora d´água também para manter o condicionamento”, revela Bruno Fontes.

Preparado para a estreia nos Jogos, que acontecem no dia 30 de julho (classe Laser), Bruno Fontes segue em Weymouth acompanhado de seu treinador Bruno di Bernardi.

Por  Danilo Caboclo



27 de julho de 2012

Caucaia de Surf neste fim de semana


Neste sábado e domingo, dias 28 e 29 de julho, a Praia do Icaraí, no trecho aolado da Av. Litorânea, receberá alguns dos principais nomes do surf amador cearense as disputas da 1ª Etapa do Circuito Caucaia de Surf 2012-Taça Ester Góis. Serão oito categorias em disputa: Open, Junior, Mirim, Feminino, Longboard, Longboard, Iniciante, Master e as novidades Longboard Iniciante e Stand up Wave.

Segundo Marcelo Bibita, organizador do evento, não basta fazer um campeonato. É preciso inovar e mudar para poder evoluir. E para isso o evento também promete uma série de ações no campo ambiental coordenados pela AQUASIS e Brigada da Natureza.

E as novidades não param por aí. Dentro da competição haverá também o Desafio Caucaia x Fortaleza de Futevolley com a presença confirmada de grandes nomes do esporte que promete adicionar ainda mais emoção ao evento, que ainda terá um caráter social ao reverter parte das inscrições para ajudar no tratamento da surfista Tita Tavares, que como todos sabem, tem travado uma dura batalha contra um inimigo ainda desconhecido que nas últimas semanas vem consumindo sua saúde e vigor esportivo e a tem afastado das competições.

Por George Noronha

É hora de frear a indústria da falsificação

Alertam os especialistas em Direito do Consumidor e Economia

Em 2014 e 2016, o Brasil sediará a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, respectivamente. Estas competições estão atreladas à marcas, licenças e produtos que movimentam bilhões em dinheiro. As Olimpíadas de Londres, realizada este mês, está avaliada em R$ 96,1 bilhões, segundo estudo realizado pela consultoria internacional de avaliação e gestão de marcas Brand Finance.

Sabendo do alto risco de falsificação, o governo assinou recentemente um acordo de cooperação técnica com a Fifa para trabalhar estratégias que visam proteger os investidores. De acordo com o presidente do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), Paulo Abrão, a prioridade é contribuir para que os grandes eventos ocorram num ambiente de legalidade e de respeito aos consumidores nacionais e internacionais.
Para prevenção e repressão do comércio de produtos falsificados nas cidades-sede da Copa do Mundo, o CNCP já implantou o projeto Cidade Livre de Pirataria em seis cidades: São Paulo, Brasília, Curitiba, Belo Horizonte, Osasco e Rio de Janeiro. Até o final de 2014, todas as cidades-sede dos jogos terão o programa ativo. 

Segundo o professor de Formação Econômica do Brasil e Desenvolvimento Socioeconômico da faculdade ESAMC Santos, Claudio Gomes da Silva Junior, a sensação de consumir um produto falsificado que, em relação ao original, é mais barato e com “a mesma qualidade” parece prazerosa, porém é perversa. “O consumidor que opta por produtos falsificados não percebe que está prejudicando o desenvolvimento social e econômico do país”, afirma.

Silva explica, que sob a ótica econômica, a falsificação reduz o emprego formal e da arrecadação de impostos. O que significa redução de recursos para investimento em educação, saúde, infraestrutura, políticas públicas, entre outras.

Para o advogado e docente de Direito da ESAMC Santos, Maurício Antonio Comis Dutra, outro fator que deve ser levado em conta é o da garantia. “Produtos falsificados, por não serem desenvolvidos com a mesma tecnologia e os insumos apropriados, podem apresentar defeitos que coloquem em risco a própria segurança do consumidor e, caso sofra um dano, talvez não seja ressarcido dos prejuízos sofridos”, alerta.

Lá fora - Para coibir o consumo de produtos falsificados e mostrar que há inúmeras e graves consequências para o consumidor, do ponto de vista individual, da sociedade e do Estado, o Council of Fashion Designers of America (CFDA), juntamente com o site eBay, comercializa a coleção “You can’t fake fashion” (Você não pode falsificar a moda, em  tradução livre). Essa foi uma maneira bem humorada encontrada para conscientizar e tentar frear o prejuízo da indústria de bolsas e acessórios.

Por Emanuelle Oliveira

Mulanovich é campeã sul-americana de 2012

A peruana Sofia Mulanovich deu mais um show em casa nas boas ondas de 3-4 pés da sexta-feira em Lobitos. Ela novamente surfou a melhor onda do dia - nota 9 - e aumentou para 16,50 o recorde de pontos do Movistar Women´s Pro no Peru. A campeã mundial de 2004 ainda festejou a conquista antecipada do título sul-americano profissional do ASP South America Womens Series 2012, pois foi a única surfista do continente classificada para as quartas de final que vão abrir o sábado decisivo da etapa do ASP 6-Star na cidade de Piura, no litoral norte do país andino.
Sofia Mulanovich, campeão do Sul-americana de 2012, em Lobitos, Peru
"Estou muito contente por estar competindo em casa. É uma sensação incrível surfar na frente de toda esta torcida e eu só tento fazer o melhor para eles", disse Sofia Mulanovich, ainda sem saber do título sul-americano. "Estou me sentindo bem, sem muita pressão e sempre contando com a energia que recebo do meu querido amigo Makki Block (falecido na quinta-feira), que tem me mandado boas ondas nas baterias. Estou bastante feliz por ter passado para as quartas de final e de poder contar com toda esta maravilhosa torcida peruana".

A sexta-feira até começou bem para as sul-americanas, com uma dobradinha da brasileira Jacqueline Silva e da peruana Anali Gomez sobre a australiana Dimity Stoyle e a argentina Ornella Pellizzari no primeiro confronto do dia. No entanto, ambas foram barradas nas baterias formadas por três competidoras da quarta fase. A brasileira acabou eliminada pela australiana Philippa Anderson na vitória de Sofia Mulanovich na disputa pelas duas primeiras vagas nas quartas de final do Movistar Women´s Pro 2012.
Jacqueline Silva
"Estou muito feliz por ter me classificado junto com a Sofia, que é muito querida em seu país e está surfando muito bem aqui", disse Philippa Anderson. "Também estou satisfeita porque este já é o meu melhor resultado neste ano. É a primeira vez que venho para o Peru e estou adorando poder competir nestas ondas perfeitas. Espero poder continuar avançando, pois as ondas estão ótimas e me sinto bastante confortável nestas condições".

Com a classificação para as quartas de final, Philippa se aproximou da lista das seis surfistas que o ASP Women´s Star indica para completar a elite das top-16, grupo que vai disputar o título mundial do ano que vem. Ela já subiu da vigésima para a 15.a posição no ranking que está garantindo até a décima colocada, agora ocupada pela sul-africana Bianca Buitendag. E as duas terão um duelo direto pela última vaga no G-6 na segunda quarta de final do Movistar Pro neste sábado em Lobitos.
Sage Erickson
Esta relação é encabeçada pela norte-americana Sage Erickson, que também passou para o último dia do ASP 6-Star do Peru e já assumiu o quarto lugar no ranking liderado pela sua compatriota, Courtney Conlogue. Em seu primeiro desafio na sexta-feira, Erickson passou em segundo lugar na bateria vencida pela francesa Alizee Arnaud. Depois, derrotou a sul-africana Sarah Baum e a neozelandesa Paige Hareb para confirmar seu nome nas quartas de final.

"Esta é a minha primeira vez aqui em Lobitos e estou adorando. A cidade é bastante acolhedora e as ondas são excelentes, permitem um surfe de alta performance", disse Sage Erickson. "O Peru é conhecido como a terra das esquerdas e estou realmente encantada com o potencial das ondas aqui. Os pontos deste evento são muitos importantes para mim e daqui pra frente pretendo me concentrar o máximo possível para passar mais baterias até a final".
Philippa Anderson
Quem também melhorou a posição para garantir sua permanência na elite pelo ASP Women´s Star foi a australiana Rebecca Woods. Ela já subiu para o quinto lugar no ranking e é a segunda na lista das seis indicadas para o Dream Tour 2013 no momento. Depois vêm as francesas Pauline Ado e Alizee Arnaud, a peruana Sofia Mulanovich permanece em penúltimo no G-6 e a sul-africana Bianca Buitendag tirou a última posição da australiana Nikki Van Dijk, mas é ameaçada de perto principalmente pela sua compatriota, Sarah Baum, e pela havaiana Alana Blanchard.

Por João Carvalho  

Falta de onda adia o Macaé Ecosurf 2012

Dia típico de verão em pleno inverno levou grande número de banhistas à Praia do Pecado, em Macaé, só as ondas que não apareceram. Porem, a previsão de boas ondas no final de semana levou os organizadores do evento a transferir o início do evento para o Sábado, 28 de julho.
Foto Pedro Monteiro
Dunga Neto, do Ceará, Greg Cordeiro, de Santa Catarina, João Carlos, do Espírito Santo, e Giuliano Arreyes, do Rio de Janeiro. Os quatro competidores chegaram à Praia do Pecado, em Macaé, na manhã dessa sexta-feira prontos para disputarem a primeira das 47 baterias previstas até conhecermos o campeão da edição 2012 do Macaé Ecosurf.

Mas a ausência total de ondas na área do evento obrigou os organizadores a chamarem por quatro vezes o início do evento e terminaram adiando para esse Sábado, dia 28 de julho, o início da terceira etapa do Estadual Pro 2012, oitava prova válida pelo ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional esse ano.

Até o momento, o carioca Gustavo Fernandes é o líder do Estadual, enquanto no ranking nacional, o número um no momento é o cearense Antonio Eudes. A previsão é de um aumento significativo no tamanho e na freqüência de ondas. A primeira chamada será às 7 hs. e estão previstas 28 baterias, em uma maratona programada para terminar as 17 horas.

“Preferimos preservar os competidores. No local do evento não havia onda, mas ao lado algumas valas funcionavam. Poderíamos ter iniciado o evento com uma estrutura improvisada, mas essa passou a ser um plano B caso as previsões não se confirmem”, revelou Pedro Falcão, gerente de prova da Abrasp.

Por Pedro Monteiro  

Gustavo Fernandes quer o título em Macaé

Vice-campeão do Macaé Ecosurf em 2011, Gustavo corre em 2012 atrás do título Estadual, que lidera, e o bi Brasileiro. Em um ano com poucos eventos, a competição na praia do Pecado oferece R$ 40 mil de prêmio, maior valor em disputa nessa temporada. A partir dessa sexta-feira, 27 de julho, e até domingo, 29 de julho, 96 competidores de 10 estados começam a medir força na oitava etapa válida pelo ranking do Circuito Brasileiro de Surf Profissional 2012. Na praia do Pecado, em Macaé, serão oferecidos 2.000 pontos para o ranking nacional e 1500 pontos para o Estadual do Rio de Janeiro.
Gustavo Fernandes - Grussaí Pro Surf / Foto Pedro Monteiro
A previsão de grandes ondulações chegando ao litoral do Rio de Janeiro entre o sábado e domingo é mais um ingrediente para esquentar ainda mais a briga pelo título. Vencer em boas condições é sempre importante em um esporte onde a natureza determina o palco da disputa. Entre os competidores escalados para o confronto está o cearense Messias Felix, campeão do Brasil Tour 2011 e terceiro na primeira edição do Macaé Ecosurf. Messias pode ser considerado favorito, mas a lista é grande.

O paulista Ricardo Ferreira, patrocinado pela HD, o bi campeão mundial Junior Pablo Paulino, os ex integrantes da elite mundial o catarinenses Marco Polo, o paranaense Jihad Kodr, o potiguar Danilo Costa, e o pernambucano Paulo Moura, além dos atuais campeões regionais o baiano Rudá Carvalho, o cearense Edvan Silva, o catarinense Tiago Bianchini, e o atual campeão nordestino Alan Jones (RN).

Em ondas fluminense, esse seleto grupo terá pela frente um time de respeito do Rio de Janeiro, liderado pelos ex integrantes da elite mundial Leonardo Neves e Vitor Ribas além de Simão Romão, Leandro Bastos e Gustavo Fernandes. Guga foi o vice em 2011 e tem um excelente retrospecto nas etapas no norte-fluminense. Vencedor da segunda prova do Estadual Pro 2012, no vizinho município de Quissamã, Gustavo precisa muito desse título para dar a volta por cima. Nesse momento sem patrocínio, Gustavo Fernandes aposta suas fichas com cautela.
“E uma das etapas mais importantes desse ano. É uma etapa de R$ 40 mil. Será muito importante para o ranking Estadual e Brasileiro. Eu estou treinando bastante. Mas ter me dado bem ano passado não quer dizer nada. Cada campeonato é uma história e tenho que estar esperto e fazer as coisas direito, passar as baterias”, afirmou Guga, com a experiência de um título nacional no currículo. Fechando o time do Rio de Janeiro, a esquadra macaense será composta por cinco competidores. Destaque para Matheus Farias, uma das maiores revelações da nova geração do surfe do Rio de Janeiro.

O evento será transmitido ao vivo via internet pelos sites: www.feserj.org e www.abrasp.com.br.

Por Pedro Monteiro

Assista ao Billabong Daze ate Sea

Novo filme da marca é um documentário sobre o último ano na vida da nova geração do surf, como Jack Freestone, Peterson Crisanto e Ricardo dos Santos


A marca australiana inspirada no lifestyle surf, tem em seu time grandes nomes do esporte, como Taj Burrow, Joel Parkinson, David “Rasta”, Mark Occhilupo, Maya Gabeira, Silvana Lima entre outros. Porém, além de ter uma lista com os surfistas mais experientes do planeta, a marca é conhecida também por incentivar a nova geração e buscar talentos nos quatro cantos do mundo.
O documentário Daze at Sea mostra a habilidade dessa nova geração, em um vídeo filmado por Victor Pakpour, que documentam um ano na carreira desses jovens surfistas, tendo como personagem principal o australiano Jack Freestone, mas também os brasileiros Peterson Crisanto e Ricardo dos Santos.
“Ter brasileiros nesse filme significa que a cada ano ganhamos destaque mundial por meio de resultados e performances. Em 2011 tivemos a vitória do Ricardinho no trials em Teahupoo competindo com alguns dos melhores tubo riders do planeta. E o Peterson teve uma ótima atuação na temporada australiana 2012, além da performance no Billabong Rio Pro”, afirma Zé Paulo Ferreira, Team Manager da Billabong Brasil.
O filme, com duração de 20 minutos, reúne surf sessions gravadas nos melhores picos da França, América do Sul, Hawaii, Indonésia e Austrália. Confira acima.

Por Camila Dias