30 de setembro de 2011

Pena Surf Festival reúne três modalidades em um só evento

Direitas mágicas de Baía Formosa recebem surfistas amadores, profissionais e longboarders.

Baía formosa no Rio Grande do Norte será palco para o maior Festival de Surf da História do esporte na região. De 04 a 13 de novembro atletas amadores, profissionais e longboarders vão se encontrar para as disputas do Pena Surf Festival. Mais uma vez a surf wear cearense Pena faz história e promove em um só evento a última etapa do Circuito Nordestino de Surf Amador e da Tríplice Coroa e, a quarta etapa do Brasileiro de Longboard.
A Pena em parceria com a Associação de Surf Nordestina – ANS e Associação Brasileira de Longboard – ABL estão com uma enorme expectativa para a competição que será um marco e reunirá durante os dias de competição mais de 300 atletas nas três modalidades. Na ocasião serão conhecidos os campeões nordestinos amadores e o Rei do Nordeste de 2011, e ainda, o dez vezes campeão brasileiro de Longboard Picuruta Salazar, será homenageado.

Além das disputas dentro d´água ações ecológicas acontecerão com o intuito de envolver a todos com as questões ambientais, como  também muita música boa em uma festa que promete agitar as areias de BF. Uma grande estrutura será montada no Município para receber atletas de todo o país, assim como os expectadores e comissão técnica.

Ao todo uma premiação de 60 mil reais será oferecida entre o Nordestino Profissional e Longboard e para o Amador os campeões do Circuito nas categorias Open e Junior sairão de BF com uma moto 0km, o vice Open uma passagem para qualquer lugar da América do Sul e para as demais categorias passagens para Fernando de Noronha.

"Tivemos um 2011 alucinante, com muitas ondas surfadas e diversas vitórias dos nossos atletas. Com a realização deste Festival que reunirá as 3 modalidades, amador, profissional e longboard e que fará parte das comemorações dos 25 anos da Marca vamos fechar o ano com chave-de-ouro”, explicou Lima Jr. Gerente de Marketing Pena. “Baía Formosa com suas belas direitas foi o lugar escolhido para a realização desta grande festa do surf", finalizou Lima.

O Pena Surf Festival tem o patrocínio da marca Pena, Prefeitura Municipal de Baía Formosa Governo do Rio Grande do Norte, SEMEL e Pranchas BF. A realização é da ABRASP, ANS , ABL, Top 16 e Federação de Surf do Rio Grande do Norte.

Por Comunicando Surf 

Desafio dos Bairros Solidários começa neste sábado (1)

Amanhã, 1º de outubro, tem início às 08 horas a cerimônia de abertura com hasteamento da bandeira e hino nacional do Desafio dos Bairros Solidário 2011, uma referência no país nesta modalidade que inclui competições de surf, vôlei de praia, corrida de saco, cabo de guerra e uma vasta distribuição de brindes.

As estrelas do evento são inúmeras como Davi Sobrinho (vencedor da etapa de abertura do Circuito Brasileiro Amador 2011 realizada na Praia do Futuro, e vencedor da quarta etapa do Circuito Nordestino Amador realizada em Aracajú no inicio do mês. Categoria iniciante).
Foto Divulgação
Rafael Venuto (Campeão Estadual e regional na categoria iniciante, atleta mais novo a competir no WQS, com 10 anos de idade em Fernando de Noronha); Maycon Rodrigues (vice-campeão Brasileiro Open 2011 representou o Brasil recentemente no ISA Games no Panamá, grande revelação do surf nordestino e nacional); José Wilsom (campeão Nordestino Open 2010).

Carlos Santana (ex surfista profissional, campeão cearense em todas as categorias amadoras e também profissional, já foi top 16 do Brasil. Representará o bairro Moura Brasil na categoria máster); Flávio Sukita (campeão estadual e nordestino sênior) e Wagner de Souza (Atleta da nova geração cearense com vários pódios nas categorias iniciante e mirim, local da Praia do Mero, Cristo Redentor), entre outros.

Lembrando que as categorias são as seguintes: Mirim, Iniciante, Feminino, Junior, Universitário, Estudantil, Sênior e Open. As equipes foram formadas pelos 8 (oito) monitores de cada comunidade que selecionaram suas estrelas da seleção do bairro para disputar no mar uma rivalidade que acontece há dois anos.

O Desafio dos Bairros Solidário contará com os seguintes bairros: Barra do Ceará, Varjota, Praia de Iracema, Serviluz, Abreulândia, Moura Brasil, Cristo Redentor e Praia do Futuro numa competição por equipes.

Na Praia do Futuro, na barraca Açaí do Jojó, foi montada uma grande estrutura com tendas para a realização da terceira edição do evento e o titulo será conquistado pelo bairro que fizer mais pontos. Lembrando que a Praia do Futuro é bicampeã e também que a premiação para os surfistas do 1° ao 4° lugar das 8 categorias, com blocos Teccel, troféus e kits Surf Brasil.

A programação do Desafio dos Bairros Solidário tem início amanhã com a chegada dos ônibus dos bairros com 400 integrantes por dia numa verdadeira competição e confraternização das comunidades da nossa capital, sendo o maior no país.

O III Desafio dos Bairros Solidário conta com o patrocínio da Surf Brasil, Gerardo Bastos, Pirelli e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Fortaleza através da Secretaria de Esporte e Lazer, Governo do Estado do Ceará através da Secretaria do Esporte, Jornal O Povo, Rádio Mix, Federação Cearense de Surf, Associação Cearense de Surf Universitário, sendo a realização da Altis Promoções e Classic Promoções.

Por Ailton Júnior

Pena apresenta sua coleção

"Imaginar é o princípio da criação. Nós imaginamos o que desejamos, queremos o que imaginamos e, finalmente, criamos aquilo que queremos". George Bernard Shaw
A mente humana é incapaz de pensar sem imagens e através dessa verdade a PENA celebra a natureza criativa do homem através dessa relação com a imaginação.
Observando o público percebe-se que ele não fica mais preso a uma única fonte de inspiração para criar seu estilo pessoal, mas busca influências de outros esportes, lugares e culturas, então foi traçada uma coleção que tem um mix bem interessante envolvendo os dois mundos: o streetwear e o surfwear.
É importante frisar que a PENA passa por um momento bastante criativo onde existe a busca por produtos inteligentes, ecológicos e de qualidade, nosso cliente está cada vez mais informado sobre as novidades e não vamos ficar de fora dessa.
A coleção mostra um visual prático com cores, num universo cheio de referências gráficas e orgânicas. O surf e o streetwear acabam se fundindo e mostrando um ar leve e divertido, imprimindo a visão alegre e positiva da PENA.
A PENA na coleção IMAGINARIUM vem apostando em algumas tendências: como um pouco de humor através de estampas descontraídas; cores vibrantes; mostrando todo seu potencial gráfico através de estampas marcantes não só nas costas, mas em especial na frente das blusas, que é uma grande aposta do segmento; brincando com as modelagens fits, onde encontra-se calças mais justas e bermudas mais curtas; novas padronagens como a listras, encontradas tanto nas gola polo como também nas bermudas, o xadrez que nessa coleção além da bermuda temos também na camisaria masculina e feminina e, para finalizar, ainda algumas peças diferenciadas com tingimento, que dá um ar mais moderno e ao mesmo tempo vintage, que é uma tendência que vem vindo forte no mercado, mostrando que nem sempre o que parece velho realmente é, essa relação também é vista no jeans e as suas lavagens cada vez mais detonadas e com cara de usadas.
A PENA acredita que o segmento está cada vez mais aberto a novas idéias e está aceitando novas influências, por isso IMAGINARIUM é uma reflexão sobre o novo, relacionando com a perspectiva original da PENA, mantendo suas raízes.

Confiram catalogo da Pena IMAGINARIUM:

Por Marcélia Maciel / Fotos photochagas.com

Justine Dupont garantida no ASP Womens World Tour 2012

Justine Dupont é campeã do ASP Europa Open Feminino e qualifica-se pela a primeira vez para o ASP World Tour 2012  

Justine Dupont (Lacanau, FRA), 20 anos, conquistou o título da ASP Europa Open Feminino, depois de uma temporada fantástica nos eventos europeus, culminando em mais um desempenho impressionante no ASP 6-Star Billabong Girls Pro Arquipélago dos Açores.
Foto ASO Europe
A simpática surfista com base regular, que também possui incríveis habilidades em longboard, surfou as poderosas ondas de Santa Barbara com estilo e mostrou seu potencial como uma dos melhores surfistas do atual cenário feminino.

"Eu me sinto muito feliz neste momento e é uma honra ganhar este título. Foi um dos meus objetivos, porque eu perdi o título Pro Junior este ano e em troca, venci este. É fantástico! Todas as meninas francesas estavam competindo nesta temporada. A Pauline (Ado) também queria muito ganhar este título. Quero agradecer especialmente à Pauline, Alizee (Arnaud) e Cannelle (Bulard) que me deram forças a cada campeonato. O nível de surf era muito alto em cada etapa e foi muito difícil. Também quero agradecer ao meu novo treinador, Richard Marsh, que estava comigo em Pantin e também aqui nos Açores. A ajuda dele tem sido muito importante para mim", conta Justine.
Foto Carlos Pinto
A surfista, que terminou em quinto lugar no Billabong Pro Arquipélago dos Açores, também foi qualificada, pela primeira vez, para o mundial de surf da ASP do ano que vem, o ASP Womens World Tour. Com um forte apoio de seus patrocinadores, incluindo a Billabong, e de sua família, Justine tem um futuro muito brilhante no line-up do surf profissional.

Por Aline Croce

Gaúchos confirmados no Billabong Brasileiro de Surf Amador

Disputa será em Quintão entre os dias 7 e 9 de outubro

A Federação Gaúcha de Surf (FGSurf) confirmou na última quinta-feira (28/09) a sua equipe que disputará o Billabong Brasileiro de Surf Amador, entre os dias 7 e 9 de outubro na Praia de Quintão, em Palmares do Sul. Os gaúchos estarão representados por 12 atletas, que buscarão a vitória nas categorias Iniciantes; Mirim; Júnior; Feminino Open; Feminino Júnior; e Open Masculino.
A equipe terá o comando técnico de Eduardo Freitas, atleta de destaque no Estado, e atuante no mercado do Surf em diversas funções. Eduardo é surfista da praia de Cidreira, ao lado de Quintão, conhecendo as características do palco das disputas.

Na categoria Iniciantes quem estará defendendo o Rio Grande do Sul será Guilherme Pereira e Luy Arman. Entre os Mirins os representantes serão Ricardo Kjellim, Vinícius Carneiro e Felipe Lima. Bruno Carneiro, Eduardo Bergquist e Peterson Marchese defenderão o Estado na Júnior. Entre as surfistas a disputa ficará por conta de Mariana de Bortolli na Feminino Júnior e Kyara Wolf na Feminino Open. Os torrenses Iuri Silva e Tiago Braga, o Perereca, fecham a equipe com a disputa na Open Masculino. O desempenho dos atletas poderá ser acompanhado ao vivo, mesmo para os que estarão longe de Quintão.

A etapa do Billabong Brasileiro de Surf Amador tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Palmares do Sul, o apoio do Governo do Estado, FGSurf, Index Krow, Ondas do Sul, Kona Blanks Ultraflex e Asqui. A cobertura será do Waves, Fluir, cbsurf.org.br (Confederação Brasileira de Surf).

Por Gabriel de Mello

A mais nova diversão para os skatistas é a Corrida Maluca!

Você já ouviu falar da Corrida Maluca da ...Lost? Não! Pois bem, ela já se encontra em sua segunda edição aqui no Brasil e a próxima será em Campinas, São Paulo, no dia 2 de outubro. A primeira foi no Rio de Janeiro.  E, para conhecer melhor essa brincadeira nós, do InnerSport, fomos procurar o curador técnico da Corrida, Bernardo Picorelli, para conhecer de onde surgiu a ideia que traz diversão, alegria, gatas e muito skate aos participantes.
Segundo Picorelli o evento “pitoresco” surgiu de uma brincadeira entre amigos em Trestles, Califórnia, local onde a prática do skate ainda se inspira muito no Surf. “A idéia era voltar no tempo e promover uma corrida livre de regras  em que os primeiros a chegarem ganham um skate  batizado de surf skate da lost”, explica o curador.
O objetivo do evento é reunir os amigos, praticantes e skatistas competidores, amadores e profissionais  a  andar, simplesmente, de skate, livre de regras. “Durante o evento os participantes estarão totalmente seguros porque além da curtição damos total segurança caso ocorra algum acidente, explica.
A Corrida Maluca da Lost no Brasil teve sua primeira edição no Rio de Janeiro, cenário perfeito para testar a ideia. Foram 83 competidores que participaram  do evento, no último dia 18 de setembro. “Quando todos pensavam que a corrida seria de um jeito, foi de outro! A cada descida mudava! Surpresas são elementos que fundamentam a Corrida Maluca. Até carrinho de supermercado apareceu”.
E para os “malucos” de plantão que irão aparecer na Corrida Maluca,  na cidade de Campinas,  no dia 2 de outubro, saibam que além de bem organizado é o evento, ele vai proporcionar uma ação que foge das regras de competições convencionais, porém, terá muitas tarefas e surpresas. “A Corrida Maluca não é uma competição e sim uma free session com test drives de surf skates, amigos, gatas e surpresas”, finaliza Bernardo
A próxima etapa da Corrida Maluca de Skate será a partir das 14h, na cidade de Campinas, em São Paulo, na Rodovia Dom Pedro I, s/n - Rotatória do Parque Dom Pedro Shopping - Unicamp - Ladeira G10. As inscrições podem ser feitas na loja Overboard do Shopping Dom Pedro ou no local.
Vale lembrar que nesta  2º edição já confirmou presença os skatistas Laurence Reali, Rodrigo Maisena e Luiz Apelão. No Rio de Janeiro os convidados foram Eric de Souza, Tiago Arraes e Yuri Cocota. Compareçam no evento e boa diversão a todo

Por Charles Roberto / Fotos ...Lost

Florianópolis recebe a III etapa do Volkswagen Kite Tour 2011

Competição da categoria Wave será realizada entre os dias 6 e 9 de outubro

Após muita disputa e resultados surpreendentes na II etapa do Campeonato Brasileiro de Kitesurfe, em Barra do Cunhaú (RN), o ranking da categoria Wave embaralhou. Para colocar ainda mais emoção no circuito, os atletas irão enfrentar os ventos fortes de Florianópolis pela primeira vez no Volkswagen Kite Tour. A III prova promete muita competitividade entre os campeões das etapas anteriores, Filippe Ferreira e Bruno Bordovsky, terceiro e primeiro do ranking, respectivamente, e o catarinense Fábio Nunes, na segunda colocação.
Bruno Bordovsky / Foto Natinho Rodrigues
Na primeira etapa, em Cumbuco, Ceará, Fábio bateu na trave e perdeu a final para o carioca Filippe Ferreira. Na disputa no Rio Grande do Norte, a revanche: o catarinense bateu o carioca na repescagem, garantindo a terceira colocação. Para conquistar o lugar mais alto do pódio pela primeira vez e ter tranquilidade para a última prova, no Rio, Fábio aposta no fator conhecimento local e na torcida.

“Essa etapa será diferente para mim, pois tenho muito conhecimento da onda do Sul, que é mais perfeita e maior do que as do litoral nordestino, onde a maioria dos atletas está acostumada a praticar. Treino há 11 anos e tenho muito conhecimento da onda de Florianópolis. Estou muito confiante, pois será a minha primeira oportunidade de correr uma etapa em casa. Terei uma torcida grande de família e amigos, o que ajuda bastante. Espero fazer uma boa apresentação, um bom show para o público”, avalia Fábio.

Em Barra do Cunhaú, o cearense Bruno Bordovsky sagrou-se campeão pela primeira vez ao bater seu conterrâneo Artur Moraes, e pulou para o topo do ranking. O pentacampeão brasileiro Guilly Brandão corre por fora na disputa e está em 17º lugar. Devido a uma contusão, ele ficou de fora da II etapa e conseguiu apenas a quinta colocação na prova do Ceará. Ainda em recuperação, Guilly não confirmou a presença na prova do Sul, mas pode surpreender.

Já no feminino, a briga fica entre as cariocas Milla Ferreira e Carol Freitas. No Rio Grande do Norte, Milla justificou o favoritismo ao bater a conterrânea e garantir mais um 1º lugar, assim como na primeira etapa, e fincou o pé na ponta do ranking. Com dois vice-campeonatos, Carol ocupa a segunda posição, seguida por Nayara Licarião e Maria Angélica Monteiro.

Depois da etapa catarinense , será a vez dos atletas da Regata e Freestyle enfrentarem os ventos fortes de Vitória (ES), de 17 a 20 de novembro. A grande final, que volta a reunir atletas de todas as modalidades, acontece no Rio de Janeiro de 15 a 19 de dezembro.

Uma realização da Dream Factory Sports, em parceria com a Ponto Eventos, parte técnica a cargo da ABK e da CBVM, a terceira etapa do Volkswagen Kite Tour 2011 tem o patrocínio da Volkswagen e apoio do Costão do Santinho e FECAKITE - Federação Catarinense de Kitesurf.

Ranking Waves após duas etapas:
Masculino
1- Bruno Bordovsky  - CE – 1810 pontos
2-  Nunes Santos – SC- 1710 pontos
3- Filippe Knesse Ferreira  -  RJ - 1630 pontos
4- Anderson dos Santos Silva Soares – 1390 pontos
4-  Bruno Pitanga –  BA -1390 pontos
Feminino
1- Milla Knesse Ferreira – RJ – 2000 pontos
2 - Caroline Freitas – RJ – 1800 pontos
3 - Nayara Licarião – PB – 1620 pontos

Por Maria Clara

29 de setembro de 2011

Vídeo do 1º dia das triagens do Huntington Beach Pro 2011

O Huntington Beach Pro teve o seu trail realizado nesta quinta-feira, 29, e o evento acontece até o dia 4 de outubro. Será a 4ª etapa do ano e a primeira visita do Stand Up World Tour à Califórnia. O Brasil está representado por Alexandre Takeo (10º do ranking) que entra no 4º round da 2ª fase e Leco Salazar (6º no ranking) que competirá no 7º round da 2ª fase. Picuruta Salazar, também em 10º no geral, não ira competir essa etapa. Assista ao vídeo do primeiro dia das triagens do Huntington Beach Pro, válido pela quarta etapa do Stand Up World Tour 2011.
O campeão mundial de 2010, Kai Lenny, mantém a a liderança do ranking, seguido pelo vencedor do evento no Taiti, o francês Peyo Lizarazu. A força local vem com tudo e sessenta atletas estão inscritos nos trials pra tentar uma vaga no evento principal, um recorde nesses dois anos de circuito.

Com certeza será um show à parte e podemos esperar grandes surpresas e inovações dos californianos. O evento é transmitido ao vivo.

Fonte Paddle Surf

Heitor, Jano e Pupo continuam na disputa em Portugal

Heitor Alves passou com facilidade e ainda não deixou nenhuma chance para o local e tetra campeão nacional, Ruben Gonzalez, último português a entrar em prova no Billabong Azores Islands Pro, evento Prime que acontece na Praia de Santa Bárbara, ilha de S. Miguel, Açores, em Portugal.
Billabong Azores Islands Pro com condições perfeitas para o surf na Praia de Santa Bárbara
Em sua bateria, além de Alves, outro brasileiro que se destacou foi Jano Belo, o português Ruben Gonzáles e Nathaniel Curren. Numa bateria com muitas ondas surfadas, mas sem pontuações particularmente altas, Heitor e Jano, acabaram se destacando dos adversários. Heitor venceu com uma pontuação de 12.50. Já o português terminou na quarta posição com 7.84 pontos.

Marlon Likpe venceu a sua bateria com um total de 14.70 pontos, o atual nono melhor resultado desta jornada. Pelo caminho, Marlon realizou uma excelente onda de 8.77, a terceira melhor do dia. Na 17ª bateria do primeiro round o jovem havaiano John John Florence foi surpreendentemente eliminado por Tim Boal e Mitch Coleborn.

E outro brilhante brasileiro continua dando um show a parte em Portugal, estamos falando de Miguel Pupo que garantiu a melhor onda do dia com 9.50 pontes em 10 pontos possíveis.

Próximas baterias:
Heat 18: Kolohe Andino (USA), Kai Barger (HAW), Andre Silva (BRA), Eneko Acero (EUK) 
Heat 19: Dion Atkinson (AUS), Nat Young (USA), Evan Geiselman (USA), Cory Arrambide (USA) 
Heat 20: Travis Logie (ZAF), Jonathan Gonzalez (CNY), Tomas Hermes (BRA), Noboyuki Osawa (JPN) 
Heat 21: William Cardoso (BRA), Tonino Benson (HAW), Pedro Henrique (BRA), Teppei Tajima (JPN)
Heat 22: C.J. Hobgood (USA), Shaun Joubert (ZAF), Brent Dorrington (AUS), Stephen Walsh (AUS) 
Heat 23: Tiago Camarao (BRA), Masatoshi Ohno (JPN), Robertson Goncalves (PRT), Yujiro Tsuji (JPN) 
Heat 24: Pat Gudauskas (USA), Austin Ware (USA), Joan Duru (FRA), Norman Landa (EUK)

Fonte SurfTotal /  Foto ASP Europe

Informe ASVS em sua 5ª edição

O 5º Informativo da Associação São Vicente de Surf  já está em circulação, com novos assuntos e novidades que vão interessar aos associados e a comunidade do surf vicentino. O veículo é uma excelente ferramenta de comunicação e serve para que todos acompanhem de perto o trabalho da ASVS.
A distribuição é gratuita e os interessados podem retirar os exemplares nos seguintes locais: Sede da ASVS, Lines Surf Shop, Classic Longboards, Rubber Sticky Acessórios e Escola de Surf ASVS/Suprema.

Por ASVS Comunicação

Star Point reinaugura sua flagship store em grande estilo

As comemorações continuam amanhã, sexta-feira (30): tarde de autógrafos com 5 atletas de skate, sempre das 16h30 às 17h30, O profissional Diego Oliveira da Tensor Trucks & Almost e o Amador Yuri Facchini da Blind. Além dos gringos Chris Haslam, Joe Brezinski e Jose Rojo.
Aconteceu ontem, 28, quarta-feira, o coquetel de reabertura da flagship store Star Point, nomes importantes do cenário do suf, skate, música e mercado especializado marcaram presença no evento. A loja conceito que foi inaugurada há quase 30 anos no bairro de Moema reabre com nova instalação de 300 m2 , divididos em dois andares, após 3 meses de reforma.
Alberto Sodré, Faissal, Dimitrius Nassyrios, Xanadu, Maurício Moreira e Tchó
Para o fundador da marca, Dimitrius Nassyrios, o Tucano, "a loja é um projeto de primeiro mundo, colocamos as marcas de surf no patamar que elas merecem e com o público que elas querem", ressalta Tucano, um dos mais animados do evento.
Quem esteve por lá pôde conferir de perto as novidades da surf shop, como as peças masculinas da marca própria Star Point, desenhadas por Rique Gonçalves, além dos produtos das melhores marcas do mercado, como: Billabong, Hurley, Element, RVCA, Bintang, Nike, New Era, MCD, Lost, Globe, Ogio, Vans, Rip Curl e as melhores marcas nacionais e internacionais de pranchas, com destaque para a Aerofish, que traz modelos produzidos exclusivamente pelo renomado shaper Gregorio Mota, que esteve presente na reinauguração.
Simulador de skate, biblioteca, espaço para DJ, decoração em grafite nas paredes, quadros que retratam cenas do surf e skate, além de música ambiente com o melhor do surf music, são as novidades do espaço pensadas para proporcionar novas experiências aos seus clientes.
A partir de hoje, quinta-feira (29), a Flaghip Store Star Point, volta a receber seus clientes em grande estilo. As comemorações não acabam por aí, acontece amanhã na loja Star Point de Moema, (das 16:30 as 17:30), sessão de autógrafo com 5 atletas de skate - reunidos em São Paulo para a Tour 3 Gringos e 2 Brazucas, que acontece nos dias 29 e 30 de setembro.

Por Daniela Vinci / Fotos Aleko Stergiou

Não perca: Quem disse que eu não Posso?!

Após cinco anos a Posso! ataca novamente com uma festa inusitada e para poucos.

Se você já esteve em alguma delas no passado, sabe do que estamos falando, se nunca esteve é a chance de entender porque os comentários se estendem por tanto tempo.
A festa Quem disse que eu não Posso?! Vai levar para Caçapava, cidade do interior de São Paulo, a banda Dead Fish e alguns dos mais renomados Dj’s de SP. E como não poderia faltar, dois grandes nomes da região do Vale do Paraíba, Mc Ralph e Dj Sleep, se juntam ao Dj Kefing, Yellow-P e Dj Koala para deixar a noite ainda mais diversificada.

Os convites estarão a disposição à partir de segunda-feira em algumas lojas nas principais cidades do Vale do Paraíba. A relação completa dos pontos de venda você pode conferir no site da Posso!. A festa começa às 22h00 e não tem hora para acabar. E vale lembrar, surpresas sempre existem!

Serviço:
Festa: Quem disse que eu não Posso?!
Cidade: Caçapava/SP
Local: Sítio do Simão
Quando: 01º de Outubro as 22h00
Realização: Posso!
Apoio: Etnies | Fusion Energy Drink
Para baixar o mapa e obter mais informações: POSSO!
E-mail: contato@posso.com.br

Por Marcos Bollmann

Conheça melhor quem é Fabio Sleiman

Em 2011, Fabio Sleiman vive um de seus melhores momentos pessoais e profissionais. No bate-papo abaixo, você confere um pouco da trajetória de Sleiman dentro e fora do skate, além das dicas do skater para se manter saudável e criativo, provando que skate não tem nada a ver com idade e a sua máxima dentro do esporte: "Quero morrer respirando skate".
Sleiman nas areias de Venice Beach, Califórnia
Conte-nos um pouco sobre onde você nasceu e bairro(s) onde cresceu aqui em São Paulo. Conte-nos sobre sua estrutura familiar e o momento em que o skate se encaixou nisso tudo (e o fato de crescer nos anos 80, momento em que tudo estava acontecendo para o skate aqui em SP)...
Nasci em São Paulo e vivo em São Paulo. Sou descendente de sírios com italianos e morei minha vida inteira no bairro do Tatuapé (Zona Leste). Meu pai sempre trabalhou com vendas, representando grandes empresas de chocolate como a Lacta e empresas de ferramentaria como a Tecfer. Tenho dois irmãos: Chirtian e Rodrigo, que vive na Itália. Comecei no skate quando tinha de 9 para 10 anos de idade, era pura diversão. Lembro que acordava bem cedo aos finais de semana para pegar madeirite e fazer umas rampas... Nessa época, alguns nomes do nosso cenário inicial já estavam em evidência, como Beto or die, Rui Muleke, Thronn, Fernandinho Batman, Daniel Arnone, Cupim, Claudio Seco, Leo Kakinho, Bolota, Girão, Folha, Rogerio Antigo, Ueda, Mureta, Sergio Negão, Narina, Glauco (Campom), Jeff, Orelha, Cofox, enfim, vários outros que estão aí até hoje e que me serviram de inspiração.
Você nunca objetivou ou programou uma carreira como skatista profissional, certo? A diversão sempre falou mais alto, mas houve um momento em que as coisas ficaram mais sérias. Que época da sua vida foi essa em que você começou a se dedicar 100% ao skate? Que tipo de decisões estavam envolvidas?
Com certeza nunca imaginei em ser profissional de skate. Na época só pensava em andar e estar em contato com as pessoas que também curtiam os roles. Fazer amizades me ajudou muito, pois no skate você tem a oportunidade de conversar com os caras mais velhos de igual para igual. Muitos deles dão uma atenção fora do comum para os mais novatos, algo que às vezes você não consegue nem de seu pai ou sua mãe e isso me ajudou muito no início. As coisas começaram a mudar um pouco em 1996 quando corri meu primeiro campeonato profissional na Inglaterra. Eram 18 skatistas brasileiros no mesmo vôo, foi demais, jamais vou esquecer! Nessa época eu trabalhava numa skate shop, mas em pouco menos de 2 anos optei por só andar de skate e foi aí que a brincadeira começou a ficar séria. Fechei novos patrocínios, comecei a representar e divulgar marcas do segmento, enfim, adquiri responsabilidades que busquei sempre cumprir com o máximo de seriedade. A partir daí, as coisas vieram naturalmente: modelo de shape com o meu nome, rodinhas, tênis...
Se arriscando em New Port Beach, Cilfórnia
E se não fosse o skate, como você enxergaria o Fabio Sleiman hoje? Teria investido mais tempo em que tipo de carreira? Sabemos de suas afinidades com as artes e o teatro. Conte-nos um pouco do seu expertise nessa área e até que ponto ele te ajuda no seu dia-a-dia de skater (promovendo você mesmo) e no meio publicitário como garoto propaganda (promovendo produtos e marcas).
Sem dúvidas, teria me dedicado à televisão. Adoro essa coisa de atuar e estar em frente às câmeras interpretando alguém além de você, tendo que passar por algo pelo qual nunca passei. Acho demais esse desafio! Já fiz mais de 18 comerciais e tenho uma participação no longa metragem "Durval Discos", filme onde tive a oportunidade de contracenar com Ary França, além de Leticia Sabatela, Marisa Orth, Ety Fraiser e Rita Lee. Viver outras coisas fora do segmento sempre foi ótimo. Só me fez crescer e acrescentar ao meu trabalho com o skate.
Com Mike Vallely
Conferindo vários de seus materiais pela internet, uma coisa em especial me chamou atenção: em vários momentos você é um cara extremamente didático, sempre envolvido em projetos com crianças (dando aula, ensinando manobras) e no vídeo "Day Life" da Qix, você até coloca um senhor de 86 anos pra andar! Pode ser que nunca tenham te falado isso, mas parece que você tem uma afinidade muito grande com o ensino e educação. Fale um pouco desse seu lado e de como, na sua visão, isso ajuda a desenvolver e evoluir as bases do skate e o mercado como um todo.
Eu estou aqui de passagem e o que eu puder fazer de bom para poder ajudar as pessoas, eu farei, tudo no meu limite. Recebo muitos convites para eventos beneficentes e sempre que posso compareço, pois sei que estou ajudando de alguma forma. Às vezes uma palavra ou um gesto vale muito. Nesse vídeo em específico, vi este senhor que me olhava e admirava de perto meu skate. Na hora pensei que ele jamais teria subido num skate e que aquilo tudo era uma situação totalmente nova. Conversei um pouco com ele e, em seguida, coloquei-o para andar. Foi demais o ver sentir a emoção de estar em cima do carrinho. Me emocionei!
Dentro de um tubo gigante estacionado em alguma rua de São Paulo
Seu mais novo trabalho publicitário, o comercial para o Cross Fox da VW (vídeo abaixo), assim como outros trabalhos que você já realizou, é sintoma de que algo novo está acontecendo aqui no Brasil. Como você vê a inserção do skate na venda de produtos não-segmentados no país?
O skate é o segundo esporte mais praticado no Brasil, portanto, está em evidência total. Recebo muitos convites para fazer comerciais com o skate, a maioria deles com produtos que realmente não tem uma conexão direta com o skate. Mas acho importante representar o segmento como um todo e adoro porque acabo sempre aprendendo coisas novas. E aprender nunca é demais... Lá fora, nos Estados Unidos, também rolam vários trabalhos publicitários com o skate e de uma forma geral prefiro que o skate seja tratado como um esporte radical mesmo, não gosto da ideia de compará-lo com o futebol ou qualquer outro esporte. Skate é arte, é estilo de vida. Skate é vida!
Você falou de várias parcerias bacanas com o seu nome, desde shape até modelos de tênis e rodinhas. Podemos esperar mais produtos e ideias bacanas para os próximos anos com os seus patrocinadores? Tem alguma ideia nova rolando ou algo que você ainda tenha vontade de lançar?
Com certeza quero lançar mais coisas com o nome Fabio Sleiman. Quero morrer respirando skate, então podem ficar tranquilos que estou cheio de ideias em relação a isso. Em breve, novidades à vista.
Bowl em Paris
Falando um pouco do aspecto técnico do skate, tenho visto vários depoimentos em que você coloca em jogo a originalidade da nova geração. De uma certa forma, noto isso também um pouco no surf (com um arsenal de aéreos e manobras a serem copiadas e igualadas) e evidencio muito também em outras áreas, principalmente na música, por exemplo. O que será que está acontecendo, na sua opinião? Será que a internet, de um modo geral, está acabando com a criatividade e a naturalidade da molecada ou será que isso ai é papo de quem já chegou aos 30 e está meio tiozinho e emburrado? Difícil saber... A questão da idade, no entanto, depende muito da cabeça de cada um. Conheço pessoas que nem chegaram aos 30 e já se acham velhos para várias coisas e até no jeito de ser. Por outro lado, temos vários caras na faixa dos 50 que continuam quebrando nas piscinas, basta ver o Cesinha Chaves, o Sérgio Negão, e ídolos como Steve Caballero e Tony Alva, todos eles provando que skate não tem nada a ver com idade. Talvez o segredo para a manutenção da criatividade esteja mesmo no fator idade x corpo. Eu mesmo cuido muito da minha saúde. Como de 4 em 4 horas, não bebo, não fumo, não uso drogas, não vou à baladas, frequento a academia todos os dias, durmo e acordo bem, enfim, um ótimo conjunto para eu poder continuar no skate por muitos e muitos anos.
Quem são os 3 melhores caras (Top 3) que você já viu andar ou caras que te inspiraram ou continuam te inspirando a andar de skate? Tony Hawk, Mike Vallely (foto ao lado) e eternamente o nosso Airton Senna.
E na música? Quais as 3 bandas/artistas que mais combinam com as suas sessions? Iron Maiden, Motorhead e Ice T com Body Count.
Half na Itália
 JOGO-RÁPIDO:
 - Algo que você queira realizar como pessoa (sem ser no âmbito do skate). 
Quero ajudar as pessoas, instituições, casas que cuidam de velhinhos. De alguma forma quero realizar isso, nem que seja apenas com palavras ou tentando passar uma boa energia.
- Se você pudesse tirar o skate da sua vida para sanar um problemão no mundo, qual seria?
Não tiro o skate por nada na minha vida e nem penso em outra coisa a não ser minha família e o skate. O mundo esta aí e o homem está acabando com ele. Se cada um fizer sua parte, teremos um mundo melhor daqui alguns anos.
Melhor conquista no skate (pode ser qq coisa, títulos, amizades, patrocínios...)
Campeão do campeonato internacional da LG em Berlin (Alemanha) e o LG em Rimini (Itália). E descer o corrimão El Toro na Califórnia de switch stance. Só de eu ser skatista já é uma grande conquista!
- Pior tombo?
Drop em Praga no ano de 2005 e drop de cima do half direto para as grades na Dinamarca, lembrando que em ambos não aconteceu nada comigo. Aliás, nunca quebrei nada, graças a Deus!
 
- Planos para 2012
Andar cada vez mais de skate, viajar, curtir minha família... 

Por Daniel Varella / Fotos Heverton Ribeiro

Tudo pronto para o Nacional Sub 20 Pro, em Portugal

A Praia de Peniche, em Portugal, no dia 12 de outubro, será sede do campeonato Nacional de Sub-20 Pro júnior nas categorias Masculina e Feminina.

Inicialmente agendado para o dia 3 de Junho, na Costa da Caparica, o Rip Curl Maxibon Pro Júnior viria a ser cancelado e re-agendado devido à total ausência de ondas na praia do CDS / Marcelino, na Costa da Caparica.
O re-agendamento foi solução de compromisso e de esforço por parte dos patrocinadores (Rip Curl e Nestlé) e promotores que assim emprestarão ao evento, não só as estruturas como toda a divulgação em torno do Rip Curl Pro Portugal etapa do World Tour que se realiza três dias depois, do qual são também patrocinadores.

A praia de Supertubos foi o local escolhido, para acolher esta etapa que juntará os 48 melhores surfistas masculinos e 16 femininos, já que a estrutura para a etapa do Mundial aí se encontra montada, antecipando-se assim uma excelente prova já que dado o local e época, apresentam as ondas em condições de bom surfe.

Esta prova contará com uma premiação de 750 euros e a grande novidade será o fato de o vencedor da categoria Masculina ter igualmente uma vaga para os Trials do Rip Curl Pro World Tour Peniche 2011, que será no dia 14 de outubro, na mesma Praia de Supertubos.

Sendo uma prova que elege os Campeões Nacionais Pro-júnior, esta é uma etapa que geralmente atrai jovens surfistas de todo o país, que demonstram muito surf durante a competição. Na edição de 2010, que se realizou na Ericeira, na praia de Ribeira D’ilhas, Vasco Ribeiro venceu a categoria masculina revelando uma grande maturidade e não dando chances aos seus adversários. Na categoria Feminina quem levou a melhor foi Carina Duarte da Ericeira, beneficiando assim do conhecimento local, adaptando-se muito bem à qualidade das ondas.

Fonte SurfTotal

Aires Nicolay no "click perfeito" em Bells Beach

Aires Nicolay é mais um brasileiro que consquistou seu espaço na Austrália. Chefe de cozinha, massagista, surfista e fotógrafo. Elementos essenciais em uma única pessoa para tê-la ao lado numa surf trip.
O InnerSport recebeu um material diretamente deste sujeito, “gente-fina”, com imagens do “swell” que o continente australiano recebeu no último dia 15, uma quinta-feira.
Como em todo final de inverno e começo de primavera, a Austrália é favorecida por boas ondulações, clássicas, que chegam a quebrar com 8 a 10 pés, variando na série.
Neste dia, pela manhã - conta Aires - que as ondas formavam mais fortes, constantes e um terral bem intenso.
“Não estava de brincadeira! Sem canal como de costume, os surfistas tinham que tomar na cabeça mesmo”, disse Nicolay.
Ele continua seu relato: vários acabaram sendo expulsos, somente os mais experientes e com boa resistência tiveram a chance de desfrutar. Para a galera que contemplava do lado de fora, só restou surfar as ondas na cabeça.
Já no final de tarde, as ondas e o vento deram uma diminuída e uma chance para essa galera tentar a sorte novamente.
As imagens postadas das ondas da Praia de Bells Beach, juntamente com este pequeno relato do dia a dia de quem vive neste “celeiro” de ondas perfeitas já diz tudo.
Além das condições perfeitas para o surf, o lugar também oferece uma fauna única, além da rica e bela natureza.

Redação InnerSport / Fotos Aires Nicolay

Testinha palestra para alunos da Faculdade Anhamguera, hoje

Os alunos da Faculdade Anhanguera, em São Caetano do Sul, vão receber hoje, quinta-feira, dia 29, às 19h30, o empreendedor social Sandro “Testinha” Soares, que vai ministrar a palestra “O Skate Imita a Vida”, onde falará da sua trajetória de vida e também sobre o papel do Skate na inclusão social no Brasil.

Ele explica que a palestra é na verdade um bate-papo, descontraído, com enfoque no empreendorismo social. Testinha enfatiza nas suas falas, durante o encontro, as dificuldades impostas em realizar ações sociais no Brasil, com muito bom humor e criatividade, utilizando a "pedagogia" do “Skate Imita a Vida” que irá explicar com detalhes aos que estiverem presentes no evento.
Por quase 11 anos frequentou unidades da Febem, atual Fundação Casa, por todo o Estado de São Paulo, onde adquiriu o "know how" que utiliza, atualmente, na ONG Social Skate, a qual preside, nas atividades de prevenção para cerca de 40 crianças de Poá/SP, que participam do projeto Manobra do Bem.

Aulas - As atividades do projeto Manobra do Bem ocorrem aos sábados e domingos, das 9 às 12 horas, às vezes com a presença de algum skatista profissional que auxilia nas aulas de skate. As ações pedagógicas de arte e reciclagem acontecem em dias esporádicos.

Parceiros da ONG Social Skate: InnerSport, Chiclé Vídeos, Loja Session Skate Shop, Sumemo, Central Surf, Café Skateshop e todos “skaters” que já colaboraram de alguma maneira com a ação.

Por Comunicação ONG Social Skate

28 de setembro de 2011

Começou a prova masculina do Billabong Azores Islands Pro

Após a conclusão do evento feminino com a vitória de Malia Manuel, nesta quarta-feira (28), a prova masculina do Billabong Azores Islands Pro teve início na Praia de Santa Bárbara.

Na primeira bateria, o novo integrante da elite do surf mundial, Miguel Pupo, dominou totalmente a bateria no Billabong Azores Island Pro 2011, em Portugal, na Praia de Santa Bárbara. Pupo competiu com o jovem português Filipe Jervis e o americano Nathan Yiomans. Com uma onda que lhe rendeu nota na casa dos 8 pontos e uma somatória total de 15.90 pontos, Pupo avançou com tranqüilidade para a próxima fase.
Pouco depois foi a vez de Tiago Pires entrar em competição nos Açores. Tiago era o favorito à vitória nesta bateria e até começou com uma onda promissora, avaliada com 5.50 pontos. Numa bateria atípica em que o português surfou muitas ondas, a sua melhor acabou por ser um 6.83. Procurando uma segunda melhor onda, Tiago viu-se superado pelo jovem Marc Lacomare que, neste dia, apresentou um surf muito maduro. Assim, Marc, uma das maiores esperanças do surf europeu, com um total de 16.93 pontos, do qual importa destacar a sua onda de 9.43, conquistou a bateria, enquanto Alain Riou, que tem estado semi-ausente da competição, garantiu a segunda posição.

Nicolau von Rupp também entrou em competição esta quarta-feira, mas, tal como Filipe e Tiago, não conseguiu alcançar a segunda ronda. Numa bateria em que o sul-africano Richard Christie realizou duas ondas excelentes na casa dos 8 e 9 pontos, Nicolau ficou na terceira posição, com ondas de 4.30 e 6.10 pontos. A incapacidade de substituir a sua segunda melhor onda, custou a Nicolau a segunda posição, que, assim, coube a Adrien Toyon.
Praia de Santa Bárbara
Destaque-se, ainda, nesta jornada, a nota 10 conseguida por Adam Melling na quarta bateria do evento, bem como o fato de cinco atletas terem realizado ondas na casa dos 9 pontos. Já o melhor total combinado do dia foi realizado por Gabe Kling: 18.47 em 20 pontos possíveis.

Fonte SurfTotal / Fotos ASP Europe

Antônio Farias confirmado no 13º Jet Waves World Championship

ôO carioca confirmou participação na etapa final da competição, marcada para o período de 21 a 23 de outubro, no Balneário Piçarras (SC).

O carioca Antônio Farias aperfeiçoa manobras para a disputa da etapa decisiva do 13º Jet Waves World Championship (campeonato de manobras de jet ski nas ondas), que será realizada de 21 a 23 de outubro, na praia Norte, no Balneário Piçarras, no Litoral de Santa Catarina.

“Quando tenho tempo livre, procuro treinar ao máximo, aperfeiçoando manobras já consagradas como back-flip, e tonneau, tentando inová-las com sequências. Vou competir com um jet Yamaha superjet 760cc modificado para freeride, com itens fundamentais para trabalhar as ondas”, informou o piloto que também é médico e compete há quatro anos.
O carioca Antônio Farias confirmou presença na etapa decisiva do 13º Jet Waves World Championship /
Foto Maurício Brandão
Farias acredita que em relação ao surfe é importante aproveitar a onda do início ao fim e tentar conciliar com a manobra aérea em um mesmo momento. Já para os saltos, a manobra deve ser harmoniosa, ter uma grande amplitude, uma aterrisagem limpa e o piloto ser ousado.

Segundo o piloto do Rio de Janeiro, a cada ano os competidores vêm superando as expectativas do público e da banca julgadora. “Enquanto os amadores estão investindo mais nos treinos e participando assiduamente das competições, os profissionais vêm desenvolvendo manobras cada vez mais arriscadas e complexas, fazendo dando mais emoção a modalidade”, completou.

Os participantes do 13º Jet Waves World Championship serão divididos nas categorias Amador e Open. A pontuação também será válida para o Campeonato Brasileiro.

A programação do 13º Jet Waves World Championship tem início no dia 21 com inscrições e treinos livres no período das 8 às 11h30. Às 11 horas será realizada a reunião com os pilotos. Às 11h30 haverá a solenidade de abertura. Às 13 horas começa a pré classificatória e às 15 horas as disputas das baterias de consolação No dia 22, a movimentação tem início às 9h30 com a reunião dos pilotos. Às 10 horas está prevista a classificatória e às 11h30 a última chance. Ás 14 horas começarão as disputas das oitavas de finais. Às 15h30 está previsto o Best Jump. Às 21 horas está marcado o show noturno no Canal de Piçarras e às 23 horas, a festa oficial do evento no BaliHai com a escolha da Garota Jet Waves.

No dia 23, às 10 horas, será realizada a reunião com os pilotos. Às 10h30 tem início as quartas de finais e às 11h30, as semifinais. Às 13h30, está marcada a final do Best jump. A disputa do terceiro lugar está prevista para as 14h30 e a decisão do título acontecerá às 15h30 e em seguida a premiação.

O 13º Jet Waves World Championship tem a organização da  Federação de Esportes Radicais (FER). A supervisão é da International FreeRide WaterCraft Association (IFWA). O apoio é do Governo de Santa Catarina, Prefeitura Municipal de Piçarras, Triefe Promoçôes, Pronautica, BaliHai, Revista Náutica e Bad Boy.

Por Renato Fabretti

Malaia Manuel vence o Billabong Azores Island Pro 2011

A competição feminina do Billabong Azores Islands Pro continuou em Santa Bárbara, Portugal, e teve a sua final realizada com a vitória de Malaia Manuel. Esta foi a segunda vitória consecutiva da jovem havaiana.

Numa final em que as surfistas optaram por um posicionamento algo longe do ideal, o título ficou praticamente decidido no final. De fato, ao longo de quase toda a bateria as altíssimas pontuações recorrentes neste evento estiveram ausentes, e tudo ficou decidido apenas nos 5 minutos finais. Ainda assim, Malia Manuel esteve sempre na liderança, situação que consolidou no final com duas ondas de 5.23 e 6.67.
De branco, Malaia Manuel 
Por sua vez Felicity, que apesar de afirmar não estar a par do fato da vitória lhe garantir a qualificação para o Women's World Tour de 2012, acabou na segunda posição com 4.73 e 5.67 pontos, sendo este o melhor resultado da então 21ª classificada do ranking.
Nas quartas-de-final, a havaiana Malia Manuel, vencedora do evento de Pantin, e Lakey Peterson, foram as duas melhores surfistas em prova, dando continuidade às boas performances que têm tido nas ondas da praia de Santa Bárbara. Ambas com pontuações de 11.40 pontos, Malia e Lakey avançaram para as semifinais, além de Rebecca Woods e Felicity Palmer. Pelo caminho ficou a última representante europeia, a francesa Justine Dupont, eliminada por Rebecca Woods. Ainda assim, graças a este resultado, Justine saltou da segunda para a primeira posição do ranking europeu e sagrou-se campeã de Europa de 2011.
Felicity Palmer
Nas semifinais, com uma exímia escolha de ondas, a australiana Felicity Palmer levou a melhor sobre a ex-surfista do Women's World Tour, Rebecca Woods. De fato, as duas ondas de 6.50 e 5 pontos, deram a Palmer a vitória e, sobretudo, um lugar na final.
Com a vitória Malaia Manuel está garantida no Women's World Tour 2012 / Foto ASP Europe
Malia Manuel, numa bateria em que surfou apenas três ondas, apresentou muito surf. A jovem havaiana com os seus bonitos snaps e batidas, realizou uma onda inicial na casa dos 4 pontos e outra de 7.67 pontos, que acabou por ser a décima melhor onda do dia. Pelo caminho, a sorridente havaiana deixou Lakey Peterson, australiana que antes deste evento ocupava a terceira posição do ranking, um lugar acima da sua adversária, e que na ronda das 24 melhores realizou uma onda quase perfeita de 9.10 em 10 pontos possíveis.

Esta foi a segunda vitória consecutiva de Malia Manuel que, em 2012, estará presente no Women's World Tour. Neste momento já está na água a prova masculina, estando prevista a realização das oito primeiras baterias.

Heat 1: Miguel Pupo (BRA), Nathan Yeomans (USA), Davey Cathels (AUS), Filipe Jervis (PRT)
Heat 5: Tiago Pires (PRT), Marc Lacomare (FRA), Alan Riou (FRA), Manuel Selman (CHL)
Heat 5: Richard Christie (NZL), Nic Muscroft (AUS), Adrien Toyon (REU), Nic Von Rupp (DEU)
Heat 8: Kai Otton (AUS), Stu Kennedy (AUS), Mitch Crews (AUS), Justin Mujica (PRT)
Heat 12: Heitor Alves (BRA), Jano Belo (BRA), Nathaniel Curran (USA), Ruben Gonzalez (PRT)
Heat 14: Aritz Aranburu (EUK), Royden Bryson (ZAF), Marlon Lipke (DEU), Marco Polo (BRA)
Heat 17: John John Florence (HAW), Tim Boal (FRA), Mitch Coleborn (AUS), Frederico Morais (PRT)

Fonte SurfTotal

Balneário Barra do Sul recebe o Brasileiro Universitário de Surf

Nos próximos dias 14, 15 e 16 de outubro o município de Balneário Barra do Sul-SC, será o palco do segundo show do Surf Brasileiro Universitário e do projeto Mundo Universitário, um espetáculo educativo que reúne em um só lugar a sabedoria e a adrenalina. Para a competição são esperados atletas de 13 estados brasileiros e mais de 100 surfistas confirmandos no maior circuito universitário já realizado no Brasil.

Dentre as atividades do Circuito a mais esperada é a 2ª Etapa do Brasil Tour Surf Universitário 2011, que acontece nos dias 15 e 16 de outubro, este ano distribui uma premiação recorde para a modalidade sendo 1 carro 0km para o vencedor da categoria Open Universitário, e 3 motos 0km para os vencedores das categorias Feminino, Master Degree e Free Surf, além de 1 passagem para Fernando de Noronha, o paraíso do surf brasileiro, para o vencedor da categoria Open Estudantil.
Na condição de favoritos, os atuais líderes do circuito garantem que irão dar tudo de se para continuarem na frente da corrida pelos títulos e pela premiação, como é o caso do cearense Phelipe Maia, vencedor da categoria principal na etapa inaugural, realizada no município de Baía Formosa-RN, a Open Universitário:

“Estou focado e treinando como nunca. Tenho consciência de que o Circuito Mundo Universitário é uma excelente vitrine para quem deseja seguir na carreira de atleta profissional e uma oportunidade única de intercâmbio acadêmico entre diferentes ares do conhecimento. Sem falar na ótima premiação, que esse ano dará um carro para o campeão. Sei que meus adversários também estão treinando bastante, mas estou correndo muito atrás desse sonho e darei tudo de mim para realizá-lo”, declarou empolgado o atual líder da categoria Open Universitário, Phelipe Maia, mostrando que sabe muito bem onde quer chegar.

Outro que está de olho na premiação é o atleta potiguar e Engenheiro Civil, André Fagundes. Com dois títulos de vice-campeão brasileiro ele mantém as esperanças de finalmente sagrar-se campeão do circuito, mesmo tendo ficado com a quarta colocação na categoria Open Universitário, afinal de contas, ainda teremos duas etapas e tudo pode acontecer. Mas se por um lado André está correndo atrás do prejuízo na categoria Open, na Master Degree ele segue líder absoluto e forte candidato a faturar o título e a boa premiação.

Firme na liderança, a potiguar Gabriela Silveira, que está na ponta da categoria Feminino e também é uma forte candidata a campeã do circuito, que será 1 moto zero.

Completando o seleto grupo dos líderes que estão na disputa direta pela premiação recorde do circuito está o carioca Cláudio Freitas, vencedor da 1ª Etapa da categoria Free Surf. Assim como os demais líderes, ele já confirmou presença na etapa de Balneário Barra do Sul-SC e promete lutar com unhas e dentes para manter a liderança e o sonho de faturar o título e a moto zero oferecida ao campeão do circuito em sua categoria.

Além destes, outro líder também está gerando grande expectativa em todos que acompanham a competição. É o potiguar revelação do circuito e único a ter arrancado dos árbitros uma nota 10 unânime na etapa de abertura, Deyvson Barbosa. A grande expectativa é quanto ao seu desempenho nas ondas catarinenses e se ele realmente conseguirá manter o status de revelação nacional do Brasileiro Universitário.

Mas as ações do Circuito Mundo Universitário não se resumem às emocionantes disputas do Brasil Tour Surf Universitário. Um mix de atividades estarão movimentando a Praia do Bispo durante os três dias do evento. Além da grande estrutura da Vila Universitária montada na praia, composta por Área para os Atletas, Palanque Principal e Passarela para o esperado desfile que irá apontar a representante catarinense na eliminatória do Concurso Universitária Brasil, que ao final do circuito elegerá a Musa do Brasileirão de Surf Universitário, ainda teremos o Círculo de Palestras na sexta com notáveis e a Festa Oficial no Califórnia Beach Club no sábado.

MUDANÇAS
Segundo Ailton Jr., Presidente da ABRASU - Associação Brasileira de Surf Universitário, entidade promotora da competição, como esse é o primeiro ano da nova diretoria da associação, recém empossada para mais quatro anos de mandato, a entidade tem projetado novos avanços para os próximos anos que começam no Brasileiro Universitário, que esse ano trás uma premiação recorde e passa pelo incremento no intercâmbio de competições internacionais, culminando no tão esperado Mundial de Surf Universitário.

Para Ailton, essas e outras mudanças que, segundo ele “buscam única e tão somente, valorizar os atletas, desde a base, hoje representada pela categoria Free Surf, até os que já são profissionais em suas áreas, representados na categoria Master Degree”, atrairão ainda mais atletas e farão com que muitos jovens ingressem ou retornem aos bancos de universidades para ter assegurado o direito de fazer parte desta experiência de vida que se chama Mundo Universitário.

“Como está dando para perceber, o Mundo Universitário não diz respeito apenas a uma simples competição. Sua proposta é desencadear o comportamento de intercâmbio entre os estudantes brasileiros praticantes do surf, um hábito muito saudável que ainda está se consolidando como modelo de experiência sócio-educativa no Brasil. Essa é a fórmula de sucesso desse projeto que vem crescendo cada vez mais a cada ano”, declara Ailton Jr., Presidente da ABRASU – Associação Brasileira de Surf Universitário, entidade promotora do evento.

Acesse o site Abrasu (www.abrasu.com.br) para conhecer o projeto Mundo Universitário 2011 e faça sua pré-inscrição, pois a Abrasu envia para a CBDU a sua inscrição para ser analisada a filiação, no seu estado perante a sua respectiva Federação Estadual Universitária. NÃO SÃO REALIZADAS INSCRIÇÕES NA PRAIA!

Mundo Universitário tem o patrocínio da Surf Brasil e o apoio da rádio Jovem Pan Joinville, Califórnia Beach Club, Hotel Bandeirantes da Barra, Fundesporte, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura Municipal Balneário Barra do Sul, Confederação Brasileira de Surf, Confederação Brasileira de Desporto Universitário, Associação de Surf Balneário Barra do Sul, Federação Catarinense de Surf, site Waves e realização da ABRASU e Classic Promoções.

Por George Noronha